10ª edição do Festival Fado Madrid regressa dia 26 de Setembro

O Festival de Fado, a maior mostra deste género musical a nível internacional, regressa a Madrid, no dia 26 de setembro, para uma edição muito especial. Este ano, o Festival de Fado cumpre 10 edições e vai estar presente numa das salas mais importantes do mundo, o Teatro Real de Madrid.

 

O Festival vai dar a conhecer um conjunto de atividades onde se irá celebrar o centenário da maior artista portuguesa de sempre, Amália Rodrigues. Assim, Ana Moura, Cuca Roseta e Fábia Rebordão são os nomes que irão apresentar três concertos inéditos. Ao programa junta-se também um conjunto de conferências de Rui Vieira Nery e Tiago Torres da Silva; a projeção dos filmes “Art of Amália”, de Bruno de Almeida, e “Amália, o Filme”, de Carlos Coelho da Silva; e uma exposição sobre a Amália, produzida pelo Museu do Fado e a EGEAC.

Um dia de festa repleto de música, cinema, conferências e exposições para festejar os 100 anos de Amália Rodrigues, e a décima edição do evento mais importante de cultura portuguesa, em Madrid.

Ana Moura

O regresso de Ana Moura a Madrid ficará marcado por um espectáculo diferente e imperdível. Numa altura em que a artista prepara o seu próximo disco e que se celebra o centenário do nascimento de Amália Rodrigues, nome maior do fado, Ana Moura trará à mítica sala do Teatro Real um concerto com algum repertório que habitualmente não faz parte dos seus espectáculos e com algumas releituras do cancioneiro de Amália Rodrigues. Trata-se, provavelmente, de uma das últimas oportunidades para ver Ana Moura em palco, antes da chegada do novo disco, dos novos temas e do novo espectáculo.

 

Cuca Roseta

É uma das vozes mais aclamadas e aplaudidas do Fado. A sua voz e o seu enorme talento têm conquistado muitas das mais importantes plateias mundiais. Depois de cinco discos editados, entre os quais se destacam a assinatura de produção de Gustavo Santaolalla ou Nelson Motta, Cuca Roseta edita agora um disco e um espetáculo inteiramente dedicado a Amália Rodrigues. Mais do que uma homenagem de Cuca Roseta à maior voz do fado, trata-se sobretudo de um agradecimento pessoal a uma mulher e a uma obra que, desde o primeiro momento, se tornaram um alicerce fundamental para o seu crescimento artístico enquanto fadista.

 

Fábia Rebordão

É, unanimemente, considerada uma das vozes de referência do novo fado. Prima de Amália Rodrigues, Fábia começa a cantar regularmente em casas de fados. A partir de então, muitos consideram que a cantora “tem a mesma mágoa na voz que Amália”. Apresenta-se agora ao público com uma imagem e energia renovadas no ano de de lançamento do seu terceiro álbum de originais. No novo espectáculo de Fábia Rebordão, serão abordados alguns dos temas do novo álbum e fados emblemáticos de Amália Rodrigues. Em ano de comemoração do centenário da morte de Amália, seria incontornável a presença de um momento de tributo à maior voz de sempre do fado.

Partilha