xauxau dodô estreiam-se em 2023 com o single “Plantai-as”

Há quem saia da garagem e há quem saia de uma adega: xauxau dodô são seis amigos que, depois de anos a explorar ideias e ensaiar neste espaço com 20 m2, decidiram traduzir para música as suas vivências e inquietações. O dodô já foi, quem será o próximo? A nova banda de Barcelos põe na mesa assuntos como o antropocentrismo ou as grandes conquistas sociais, mas celebra também a vida, a amizade e os joelhos esfolados na infância.

 

Formada por seis músicos, alguns já conhecidos do circuito nacional — na bateria, Jorge “Cientista” Carvalho (Sensible Soccers); no baixo Gonçalo Cravinho (Ocenpsiea); nos sintetizadores, José Luís Carvalho; Tiago José na guitarra; Ricardo Rodrigues no saxofone e ainda André Ribeiro nas percussões — xauxau dodô é uma banda de originais que nem se assume de crítica nem de contemplação. É, pelo contrário, com jogo de cintura e músicas com tempo e espaço, um pouco dos dois: head is for thinking, feet are for dancing.

Estreiam-se em 2023 com o single “Plantai-as”, uma homenagem à liberdade e a todas as pessoas que por ela lutam, relembrando-nos que não é nem nunca será uma condição garantida. Influenciados pelo som do afrobeat, do jazz progressivo e pelas vivências do quotidiano minhoto, esta primeira música abre caminho para o álbum de originais que chega em 2024. A convite do triciclo, apresentam o projeto na sua cidade natal Barcelos, dia 15 de Dezembro no Theatro Gil Vicente. A este concerto juntam-se Yaw Tembe, Maria João Vieira Leite, Carlos Ribeiro e Tomás Alvarenga.

 

📸 Ana Dinis

Partilha