Sumol Summer Fest 2018 com cartaz completo… – Glam Magazine

Sumol Summer Fest 2018 com cartaz completo…

Acaba de ser apresentado na Ericeira o cartaz completo da edição de 2018 do Sumol Summer Fest. Este ano a 10ª edição do Sumol Summer Fest acontece nos dias 6 e 7 de Julho no Ericeira Camping, que volta a ser o ponto de encontro para um fim de semana completamente diferente, cheio de motivos para quebrar a rotina e viver momentos com os amigos, juntando um cartaz forte marcado pela novidade e pela qualidade e uma localização privilegiada a menos de 500 metros da praia.

French Montana foi o primeiro nome confirmado no cartaz e é também uma das presenças mais aguardadas para a edição deste ano. Sinal de que hip hop continua a ser uma das apostas do Sumol Summer Fest são também as confirmações de nomes como os nacionais Wet Bed Gang, e os norte-americanos Vic Mensa e Joey Bada$$, 3 nomes que representam de modo irrepreensível o que de melhor e mais criativo se está a fazer no hip hop dentro e fora de portas.

A representar outros ritmos, com a mesma distinção, atuam ainda no Sumol Summer Fest o DJ/produtor dos Major Lazer, The Jillionaire, Pongo, que dá voz a “Kalemba (Wegue Wegue)” dos Buraka Som Sistema, e que vai apresentar ao vivo as canções do novo EP; e April Ivy, que a julgar pelo novo single “Run Cover”, promete mais um concerto cheio de ritmo e preparado ao pormenor para que seja feita a festa em palco e no público.

Do cartaz do Sumol Summer Fest faz também parte um momento único e irrepetível. O Sumol Summer Clash vai reunir em palco rappers emergentes de Portugal e do Brasil. Em ano de Mundial de futebol, o Festival apresenta uma batalha amigável entre as duas nações de língua portuguesa. A crew portuguesa vai contar com Gson, Papillon, Holly Hood, Sir Scratch e DJ Big e a crew brasileira vai ser representada por Rincon Sapiência, Rashid, Drik Barbosa, Kamau e DJ Nyack. Um concerto inédito, preparado exclusivamente para ser apresentado no Sumol Summer Fest. Piruka, o rapper de Lisboa completa a programação do Palco Sumol.

 

Mais do que uma competição, o Sumol Summer Clash pretende celebrar a comunhão entre estas duas nações através da música, mais concretamente do hip hop.

A crew portuguesa vai contar com Gson, Papillon, Holly Hood, Sir Scratch e DJ Big e a crew brasileira vai ser representada por Rincon Sapiência, Rashid, Drik, Barbosa, Kamau e DJ Nyack. O poder das palavras, da lusofonia, das rimas, dos dubplates e das batidas vai ser exercido numa picardia saudável de cinco para cinco, disputada em três atos, durante 1h30 de espetáculo, onde vai explorar-se a dinâmica de todos os MCs e do espetáculo em si. Um concerto inédito cujo objetivo, mais do que encontrar um vencedor, é mostrar a união e a proximidade que a música pode criar entre duas nações que, apesar de separadas por um oceano, falam a mesma língua.

André Silva, nascido e criado na Linha de Cascais, mais precisamente em Madorna, é Piruka para o mundo do hip hop nacional. Com uma juventude marcada por dificuldades, Piruka refugiou-se na música para exprimir os seus sentimentos e relatar as suas vivências através de um rap mais “cru”, sem artifícios.

Conhecido por ser mestre do improviso e por escrever o que vive, arrasa nos palcos nacionais desde 2013. O rapper português tem o condão de cativar vários públicos com um estilo muito pessoal, marcado por um padrão lírico e temático bem identificativo.

 

O Quiksilver Boardriders Skate Park é um park único em Portugal, pela sua localização junto ao mar e à maior surf shop de Portugal, reunindo o espírito do surf e do skate num só espaço. Com 1200 m2, este skate park é um dos maiores e mais versáteis do país, por ter uma boa conjugação de street e bowls, sendo um deles um dos maiores Bowls do país. Depois do sucesso na edição de 2017, o espaço Quiksilver Boardriders volta a fazer parte do Sumol Summer Fest, consolidando o seu lugar no Festival com uma programação inovadora, que privilegia não só a Música, como a criatividade de ritmos e o humor, mas também, como não podia deixar de ser, o Skate, cuja programação será anunciada brevemente. A Música já está definida e serão estes os protagonistas:

Fresh P, DJ oficial de Virgul, com um set musical que assenta maioritariamente em sonoridades de r&b e hip hop, Fresh P consegue ter uma leitura de pista adaptável a variados públicos. A atitude irreverente mistura-se com a vertente mais tropical dos ritmos de dancehall, criando assim uma fusão obrigatória de escutar, para quem aprecia ritmo e diversidade musical. A nostalgia e a intensidade estão sempre presentes nos sets deste artista que desenvolve uma sonoridade única e transcendente, que vai desde o old school, r&b ou hip hop até ao trap. Nascido e criado em Lisboa, Fresh P é a prova de que o hip hop é mais do que um estilo musical. Merece ser ouvido, mas também sentido. Desde 2015 a criar a sua imagem, este promissor DJ é o artista indicado para um ambiente de festa e dança nas pistas por todo o país.

Dois Brancos & Um Preto é o nome da banda de hip hop alternativo que junta música e comédia num só projeto. O grupo é composto por Nurb (“MC & Branco”), Conguito (“MC & Preto”) e Pakistan (“Produtor & Branco”). Através de um estilo característico juntam o melhor da música popular portuguesa ao hip hop. Esta é uma fusão que está presente em “Trap Pimba”, um álbum que chegou às lojas físicas e digitais em abril do ano passado, editado pela Toca Records. Esta aventura musical é o novo projeto sério de Bruno Leça (Nurb), Fábio Lopes (Conguito) e Tomás Nunes (Pakistan). Juntos têm mais de 250 mil subscritores nos seus canais de YouTube e são considerados como “as novas caras do humor nacional”.

Reunindo elementos dos mais variados backgrounds culturais e musicais, Cupcake Mafia tornou-se a personificação do melting pot da Ericeira de hoje, um misto de culturas e estilos envolvendo num só som hip hop, reggae, r&b e rock n’ roll. Letras potentes e um som cheio de boas vibes, abordando temas por vezes de intervenção ou contando episódios da vida da banda ou do vocalista Johan, caracterizam este grupo de boardriders, que têm na Ericeira a sua casa. Atualmente a sair de um período de hiato no qual os membros, Johan (voz e compositor), Tó Maia (guitarra), Renato Rodrigues (teclas), Miguel Simões (guitarra), João Gomes (baixo) e Kassio Ribeiro (bateria) se focaram em novos temas, em dar nova roupagem a alguns outros e em começar as gravações do primeiro álbum, Cupcake Mafia vai entrar no verão de 2018 com o pé direito para muitos concertos divertidos e cheios de boas vibes.

Vasco Monteiro Pinto Ferreira é Sensi, músico e produtor português. Atualmente tem dois álbuns editados. “Pequenos Crimes entre Amigos” é o seu disco mais recente, lançado no fim de 2013 pela editora Sony Music Portugal. Este álbum conta com catorze temas originais e mais de quarenta convidados, como Rui Veloso, Manuela Azevedo ou Marcelo Camelo.

Em 2013 Sensi foi convidado para fazer um DJ set no Copenhagen Bar em Lisboa. Fruto do sucesso do mesmo, nunca mais parou de fazê-lo. Como DJ é especialista em r&b, hip hop, soul, funk e já tocou em sítios como Park Lisboa, Music Box, Main, Bliss, Seven Vilamoura, MEO Spot Portimão, Hardclub Porto e também em alguns dos melhores festivais portugueses, caso do Sumol Summer Fest, onde Sensi regressa este ano, depois de uma brilhante atuação na edição de 2017 do Festival.

Miguel Luz é Mike Lyte, um dos mais (re)conhecidos youtubers portugueses. Despois do sucesso no YouTube, parte agora para uma aventura musical, que arrancou já na primeira metade de 2017 com o lançamento de “MILF“, o primeiro single, e que teve continuação com “Epidemia”, “Cota” e “Alguém”. Todos estes temas surgem integrados em “Crocodildo“, registo que saiu no final de 2017. “Crocodildo” surge da vontade de Miguel Luz fazer música. Aquilo que era apenas um hobby tornou-se algo mais sério e com o passar do tempo algo que o artista quis mesmo partilhar com os seus fãs. Os temas e os vídeos de Mike Lyte podem parecer leves, mas nunca deixam escapar a oportunidade de deixar algumas mensagens importantes.

Projecto Bug é um grupo de amigos que faz música e festa. 14 personagens em palco com secção de sopros, cordas, teclas, vozes e uma secção rítmica cheia de energia, que envolvem o público num concerto que chega a ter cerca de 3h de duração. De um devaneio de amigos com influências de diferentes ambientes sonoros surgiu a espontânea rotina dos ensaios.

A composição entretanto formada – seja musical, humana ou rítmica – assume-se como híbrida, flutuante, inesperada e preferencialmente insólita, alimentando-se dos mais diferentes bugs e projectando-os sem igual. Não estamos perante uma banda ou um qualquer grupo musical de bons ou maus rapazes. Projecto Bug é muito mais do que isso. É um ponto de encontro, um espetáculo de variedades, uma fonte de humor, um poço de alegria, um sentimento de partilha e, sobretudo, uma gargalhada de (a)braços.

 

6 de Julho

Palco Sumol

French Montana; Sumol Summer Clash / Portugal vs. Brasil com:

Por Portugal – Gson, Papillon, Holy Hood, Sir Scratch e DJ Big

Pelo Brasil – Rincon Sapiência, Rashid, Drik, Barbosa, Kamau e DJ Nyack; Wet Bed Gang; April Ivy

Palco Quiksilver Boardriders

Fresh P (dj set); Dois Brancos & Um Preto; Cupcake Mafia

  

7 de Julho

Palco Sumol

Joey Bada$$; The Jillionaire (Major Lazer); Vic Mensa; Piruka; Pongo

Palco Quiksilver Boardriders

Sensi (DJ set); Mike Lyte; Projecto Bug

 

Partilha