“Luz Obscura” o documentário de Susana de Sousa Dias – Glam Magazine

“Luz Obscura” o documentário de Susana de Sousa Dias

A Kintop e a Alambique estreiam o documentário “Luz Obscura”, da realizadora Susana de Sousa Dias, nos cinemas a 10 de Maio.

No âmbito da estreia do documentário Luz Obscura”, no mês de Maio existirão sessões especiais no Cinema Ideal, com conversas entre a realizadora e vários convidados ligados ao tema.

 

10 de Maio / Sessão de Estreia

19h15 | Cinema Ideal (Lisboa)

Conversa com Susana de Sousa Dias e com os protagonistas do filme, Álvaro e Rui Pato, filhos de Octávio Pato, preso político

21h30 | Cinema Trindade (Porto)

Sessão apresentada por Jorge Sarabando, responsável pelo sector cultural do PCP

 

11 de Maio

19h15 | Cinema Ideal (Lisboa) – Crescer em Liberdade: A geração pós 25 de Abril e o Estado Novo

Conversa com Susana de Sousa Dias,  Ana Pato, filha de Octávio Pato e Miguel Tiago, deputado do Partido Comunista

 

12 de Maio

19h15 | Cinema Ideal (Lisboa) – Memórias vividas do Estado Novo

Conversa com Susana de Sousa Dias, Fernando Rosas –  historiador português que publicou obras relacionadas com a ditadura militar e Estado Novo – e Diana Andringa, jornalista portuguesa.

 

14 de Maio

19h15 | Cinema Ideal (Lisboa) – Crescer em ditadura

Conversa com Susana de Sousa Dias, Irene Pimentel – historiadora e autora do livro O Caso da PIDE/DGS – e Luís Farinha, director do Museu do Aljube

 

Depois de “Natureza Morta” (2005) e “48”, (2009), a realizadora retoma a exploração dos arquivos e das fotografias tiradas pela PIDE (1926-1974) aos presos políticos, acompanhando a narrativa dos testemunhos de familiares de comunistas assassinados que na época eram ainda menores. Através de fotografias, o filme procura revelar como um sistema autoritário opera na intimidade familiar no passado e no presente. O resultado é uma exploração da rede familiar que se esconde por detrás de um preso político e como dar corpo a quem desapareceu sem nunca ter tido existência histórica.

Partilha