Esta semana o Teatro do Bairro apresenta… CABARÉTICA – Glam Magazine

Esta semana o Teatro do Bairro apresenta… CABARÉTICA

Chega no dia 7 de Fevereiro ao Teatro do Bairro em Lisboa… CABARÉTICA
Até ao dia 25 vais ser possível assistir em palco a Kiki, BAS FOND e LADY M
Kiki é histérica, histórica, histriónica. Kiki vive no cabaré e na rua. Kiki vive no cemitério e no talho. Kiki é Alice. Kiki é maravilha. Kiki é comme ci e comme ça. Kiki é pechisbeque. Kiki é o carrossel do Louvre. Kiki nunca morreu. Kiki é autista, altruísta, automobilista. Kiki é cancã. Kiki é pornográfica, pornocrática, pornofónica. Kiki é analógica. Kiki é metafísica, metabólica, metastática. Kiki é bacanália. Kiki é parafernália. Kiki conjuga-se no gerúndio. Kiki é cliché. Kiki é clicável. Kiki é calculável. Kiki é advérbio de modo e complemento circunstancial de lugar. Kiki é diagonal. Kiki é meridional. Kiki é digital. Kiki é passé composé, présent de l’indicatif e future perfect. Kiki é alfabética, alfarrabista. Kiki conjuga-se no futuro. Kiki é domesticável, fotografável, palatável. Kiki é tecnotrónica, tecnocrática, tecnológica. Kiki é pós-moderna, pós-apocalíptica, pós-dramática. Kiki é de Paris. Kiki é de Montparnasse.

 

Conceção e Direção: João Telmo

Interpretação: Carla Bolito e João Telmo

Apoio à Dramaturgia: Martim Pedroso

Apoio ao Movimento: Paulo Duarte Ribeiro

Desenho de Luz e Direção Técnica: Paulo Santos

Música Original e Sonoplastia: Tiago Martins

Cenografia: Rueffa

Figurinos: Cristina Homem de Gouveia

Maquilhagem: Cátia Bolota  / Cabelos: Ana Sousa

Fotografia: Alípio Padilha

Design de Comunicação e Ilustração: Sílvia Franco Santos

Produção Executiva: Sérgio Azevedo

Produção: Nova Companhia. M/18 . 60 min

 

BAS FOND é um texto a duas vozes criado por e para os dois criadores principais da Nova Companhia: João Telmo e Martim Pedroso. Eles querem posicionar-se artisticamente, colocando questões absurdas sobre o mundo e o espetáculo, querem rir e chorar com o público, quais palhaços esquecidos numa noite de Lisboa, do Porto ou de qualquer outra cidade, como Paris ou Nova Iorque. Querem posicionar-se a si mesmos e ao seu próprio trabalho, questionar-se perante o mundo artístico, o seu país e a Europa contemporânea. Dois proto-filósofos emergentes. Não pretendem fazer teatro nem convocar autores e personagens, mas pretendem, apenas, ser eles próprios sem artifícios. Resta saber o que são eles verdadeiramente. Todos os caminhos que se irão desbravar nesta pequena saga confessional, pretendem revelar a identidade de cada um sem pudor, à vista desarmada e crua dos espetadores. Todos os caminhos poderão, ou não, dar a Atlântida. Afinal, nada é proibido e tudo é pretexto para a reflexão destes dois artistas em ascensão.

 

Concepção e Direção: João Telmo e Martim Pedroso

Texto: João Telmo

Interpretação: João Telmo e Martim Pedroso

Apoio à Dramaturgia: Martim Pedroso

Apoio ao Movimento: Marlyn Ortiz

Desenho de Luz e Direção Técnica: Paulo Santos

Música Original e Sonoplastia: Cristóvão Campos

Cenografia: Rueffa

Figurinos: David Ferreira

Maquilhagem: Cátia Bolota / Cabelos: Ana Sousa

Fotografia: Alípio Padilha

Design de Comunicação e Ilustração: Sílvia Franco Santos

Produção Executiva: Sérgio Azevedo

Produção: Nova Companhia. M/18 . 50 min

 

LADY M é uma latina energética, sensual e carismática, que nos conduz num périplo provocador e excitante. LADY M estimula-nos com o seu célebre booty shaking, as suas rotações alucinantes e a sua flexibilidade. O objetivo é deixar-nos a todos boquiabertos, através da energia feminina e sexy que transborda durante toda a performance. LADY M tem um vasto currículo de dança burlesca, assim como de bailarina profissional por vários palcos do mundo e é, igualmente, a criadora e diretora criativa do grupo Bon Bon Burlesque Cabaret NYC. LADY M é fogo puro e, o mais provável, é sermos todos incendiados por ela.

 

Conceção, Direção e Interpretação: Marlyn Ortiz

Desenho de Luz e Direção Técnica: Paulo Santos

Fotografia: Alípio Padilha

Design de Comunicação e Ilustração: Sílvia Franco Santos

Produção Executiva: Sérgio Azevedo

Produção: Nova Companhia. M/18 . 10 min

 

Partilha