“There Is No Year”… o regresso dos Algiers

“There Is No Year”, com o selo da matador, marca o regresso com o seu 3º longa-duração dos Algiers, disco que funde a arrebatadora parada e resposta da música gospel, a urgência da soul de protesto dos anos 60 e a ferocidade da new wave.

O resultado deste regresso só podia ser música visceral como ensinada pelos mais bravos revolucionários sónicos, de Nina Simone aos Suicide, dos The Minutemen aos Liars.

Partilha