The Mystery Lights, Shame, Japanese Breakfast e Confidence Man no Vodafone Paredes de Coura – Glam Magazine

The Mystery Lights, Shame, Japanese Breakfast e Confidence Man no Vodafone Paredes de Coura

Apesar de estarem agora em Brooklyn, as raízes do psych-garage dos The Mystery Lights levam-nos até à Califórnia, onde os guitarristas Mike Brandon e Luis “L.A.” Solano formaram a banda durante os tempos de secundário. A distinta adaptação da sonoridade da era Nugget dos anos 60 foi apresentada em vários concertos até chegar a hora de lançarem “Teenage Catgirls & the Mystery Lightshow”, em 2009. Três anos mais tarde, mudaram-se para Brooklyn e recrutaram novos membros, adicionando elementos psicadélicos e espaciais à música que fazem. O primeiro álbum, homónimo, chegou em 2016, com uma impressionante e assertiva mensagem.

O Vodafone Paredes de Coura será também palco de fortes visões políticas, que chegam pelas mãos de Shame. Abraçando o post-punk do Sul de Londres, o quinteto surgiu em 2014, ainda durante a adolescência dos membros. Os concertos num pub em Brixton levaram a uma aparição no Pitchfork Music Festival de 2016, em Paris, e, mais tarde nesse mesmo ano, a banda lançou o primeiro single. Em 2017, seguiram-se músicas como “Visa Vulture“, um comentário sobre a posição da primeira-ministra Theresa May sobre a imigração. Também no ano passado, gravaram o álbum de estreia, “Songs of Praise“, um novo trabalho que a banda está pronta para apresentar.

Projecto a solo de Michelle Zauner, The Japanese Breakfast começou como um desafio de escrita durante um intervalo da banda Little Big League. O resultado foi “June”, um conjunto íntimo de melódicas composições. Depois de continuar a compor a solo, a paleta variada de sintetizadores, lo-fi e indie pop, transformou-se em “Psychopomp“, trabalho que lida com as consequências emocionais da morte da mãe de Zauner e que, segundo a própria, seria o único registo da banda. Rapidamente mudou de ideias e assinou com a Dead Oceans, abrindo os horizontes do projecto. Uma viagem que resultou em “Another Planet“, editado em 2017.

Confidence Man são um sopro de ar fresco para todos os que gostam de dançar. A banda australiana de indie dance começou a fazer ondas no Reino Unido com a força do single “Boyfriend (Repeat)”, de 2016. “Don’t You Know I’m In A Band’ foi anúncio do álbum de estreia “Confident Music for Confident People” que traz a mesma despreocupação que tanto sucesso gerou no Reino Unido. É essa despreocupação que transforma Confidence Man numa das bandas mais descontraídas da actualidade. Uma dose de diversão para ver ao vivo

O festival regressa a Praia Fluvial do Taboão nos dias 15, 16, 17 e 18 de Agosto com os também já confirmados Arcade Fire, Fleet Foxes, Skepta, Curtis Harding, And You Will Know Us By The Trail Of Dead, The Blaze e Big Thief.

Partilha