Pedro Luis regressa a Portugal em concerto com entrada livre na Casa da Música

Pedro Luís é um artista raro, multifacetado e agregador: canta, compõe, escreve, toca, arranja, produz e dirige. Iniciou a carreira com a trupe de Asdrúbal Trouxe o Trombone, ainda na década de 80.

Daí para a frente, foi punk no grupo Urge, criou a sonoridade original da banda Pedro Luís e a Parede, com a qual fundou também o Monobloco – um dos maiores blocos de carnaval do Brasil – e entre os nomes que já gravaram temas seus contam-se Elza Soares, Ney Matogrosso, Elba Ramalho, Lenine, Cidade Negra, Adriana Calcanhotto ou Fernanda Abreu.

 

No palco, o compositor carioca vai mostrar a pluralidade de seu cancioneiro autoral, que passeia por diversos matizes da música popular brasileira e abarca influências latinas, africanas e europeias. Em formato solo – voz, violão e programações electrónicas – Pedro Luís reúne canções suas e de outros grandes autores.

 

O concerto, com entrada livre, acontece dia 12 de maio, no Café da Casa da Música e terá participação do cantautor Leo Bianchini, membro do grupo paulista 5 à Seco.

Partilha