O palco com mais ritmo do MEO Sudoeste está de volta! – Glam Magazine

O palco com mais ritmo do MEO Sudoeste está de volta!

A apenas 3 dias do arranque da 22ª edição do MEO Sudoeste, surgem as últimas novidades para juntar à programação do Festival, que vai levar à Zambujeira do Mar milhares de festivaleiros para a melhor semana de férias de sempre! O Palco EDP leva a energia contagiante da dança ao maior Festival do verão com um espetáculo inédito de Fábio Krayze, que vai juntar no MEO Sudoeste convidados muito especiais: Blaya, Cifrão, Old Pupilos do Kuduro, T.T. e DJ Fumaxa.

 

Depois de muitos anos a animar os palcos enquanto bailarino, e de já ter atuado com os Buraka Som Sistema, Anselmo Ralph e na edição de 2017 do MEO Sudoeste com a imparável Blaya, Fábio Krayze sobe a fasquia e cria um espetáculo que é a sua identidade. Do kuduro ao funk, do dancehall ao afro house, este show promete não deixar ninguém indiferente. Uma fusão perfeita entre MC, bailarinos e DJ, que irá levar ao rubro o Palco EDP.  Um espetáculo onde a mistura de diferentes ritmos não vai deixar ninguém indiferente, que será acompanhado na segunda parte por quem o ajudou a contar a sua história.

 

Nas quatro noites do recinto, serão 2 os espetáculos que vão pôr todos a dançar:

1ª Parte – Krayze Show é um show de música de dança criado com um objetivo claro em mente – fazer com que as pessoas se movam! O show é de 30 minutos de muita energia, dança e entretenimento com Fábio Krayze e a sua equipa de dança. Juntos vão cantar e dançar músicas originais e outras já bem conhecidas, com batidas de música comercial, urbana e afro. O objetivo do Krayze Show é de entreter e interagir com o público, num ambiente de festa, dominado pela música e pela dança. A equipa conta com o cantor Fábio Krayze e 4 dançarinos profissionais.

 

2ª Parte – Na segunda parte do espetáculo, juntam-se em palco a Fábio Krayze vários amigos muito especiais que, de 8 a 11 de agosto, vão animar as noites no Palco EDP do MEO Sudoeste:

8 de agosto – Blaya

Depois de em 2017 ter sido a protagonista da programação do Palco EDP do MEO Sudoeste, Blaya regressa este ano como convidada de Fábio Krayze. Foi também no ano passado que começou a idealizar um novo projeto, tendo editado o muito aguardado novo álbum, onde estão muito presentes as suas raízes brasileiras. O single “Faz Gostoso” é o exemplo perfeito, cheio de cores e danças e definido pela própria Blaya como “euro favela funk”. Com “Faz Gostoso” Blaya foi a primeira mulher portuguesa a atingir o número 1 no Spotify das 50 músicas mais tocadas em Portugal. Blaya anseia pela libertação das mulheres em relação ao próprio corpo através da dança.

9 de agosto – T.T.

T.T. é um nome incontornável na música portuguesa. Com o primeiro disco homónimo revelou-se como um compositor, produtor, perfomer único. Desde sempre que a versatilidade de T.T. se destacou, tanto nas suas produções como nas suas performances ao vivo. Viciado em estúdio, conta com cerca de 150 músicas no mercado e também produções para inúmeros artistas nacionais e internacionais de relevo.

10 de agosto – Cifrão

Cifrão é um dos mais visionários e empreendedores jovens do nosso panorama de dança nacional. Deixou de ser um simples bailarino de Street Dance e é agora uma das maiores referências de dança no nosso país. Atualmente, é o diretor artístico da primeira companhia de dança online portuguesa: a Online Dance Company. Um conceito único e irreverente, que junta os melhores bailarinos portugueses por esse mundo fora e que se propõe a levar o que melhor da dança se faz em Portugal a casa de todos os portugueses.

11 de agosto – Old Pupilos do Kuduro e DJ Fumaxa

Old Pupilos do Kuduro são um grupo de música eletrónica e dança. São bem conhecidos pelos ritmos musicais que não deixam ninguém indiferente, e pela energia e animação que as suas performances transmitem. Têm uma grande história de atuações nacionais e internacionais, aulas de dança e várias oficinas realizadas um pouco por todo o mundo.

A vertente musical de DJ Fumaxa é baseada no rap e no hip hop, mas a sua versatilidade permite-lhe desdobrar-se entre o trap e o r&b. FMX já trabalhou com artistas como Slow J, mas foi como produtor, DJ oficial e back vocal de Bispo que o seu nome ficou nos ouvidos do público nacional. Expressões como knowledge, know-how, old e new-school, são a simbiose perfeita de um artista que promete brindar o público com o melhor hip hop.

 

Partilha