David Bruno de volta com “Superxxxtilo”

O que é que a localidade de Vilar do Paraíso (em Vila Nova de Gaia), autarcas, Pedro Abrunhosa, Prince, Rolling Stones, Shakira e um Fiat Punto mal estacionado têm em comum? Difícil de adivinhar à primeira, não?  David Bruno, artista Gaiense, depois de um hiato anunciado após o seu concerto no Coliseu do Porto em Setembro de 2023 está de volta com “Superxxxtilo”, single de avanço do seu próximo álbum “Paradise Village”. Nota muito importante: Ler “Paradise” em inglês e “Village” em francês.

Após mais de uma década como habitante de Mafamude, David Bruno mudou-se para a pacata freguesia de Vilar do Paraíso – que em 2013 foi agregada a Mafamude formando uma união de freguesias – e foi como residente nesta união de freguesias que David recebeu em 2020 uma medalha de mérito cultural da mesma. Recentemente (em 2022) a extinção da união destas duas freguesias foi aprovada e se a medalha de mérito cultural – um dos pontos mais simbólicos e emocionantes na carreira do artista – foi atribuída pela união, é da mais elementar justiça e coerência que após “O Último Tango em Mafamude” (editado em 2018), Vilar do Paraíso tenha agora a sua devida homenagem na figura de um álbum – o 4º de originais a solo de David Bruno.

Mas regressando ao primeiro parágrafo, o primeiro single de avanço deste novo disco é inspirado num vídeo de 2010 descoberto por David Bruno (também intitulado por muitos como o “Olheiro da Portugalidade”) no canal de Youtube do ex-autarca da freguesia de Vilar do Paraíso, Dr. Elísio Pinto. No vídeo em questão, o autarca convida o cantor pop-rock Pedro Abrunhosa (residente na freguesia à altura) para discursar num evento local. Após alguns minutos de palavras sábias de Pedro Abrunhosa – que confessa que já ter trazido a Vilar do Paraíso artistas como Prince ou Shakira que segundo o próprio ficaram “fascinados com todo o cenário” – o discurso tem que ser interrompido devido a uma viatura mal estacionada que estava a perturbar o acesso ao evento, neste caso um Fiat Punto Preto, matrícula “NM”.

David Bruno decidiu parar por ali o trabalho de arqueologia digital e deixar a sua imaginação construir a persona “Nando Manuel”

🖋 redação / press release

Partilha