Daniel Knox, Conferência Inferno e Estilhaços em Barcelos até março

O ciclo de concertos triciclo está de volta a Barcelos para mais três meses de música nova e conta com Daniel Knox, Conferência Inferno e Estilhaços na programação de janeiro até março.

A 20 de janeiro, norte-americano Daniel Knox (na foto) conta histórias soturnas ao piano do Salão Nobre dos Paços do Concelho. Já na semana seguinte, 26, Afonso Dorido (Homem em Catarse) e Francisco Silva (Old Jerusalem) juntam-se para apresentar o seu projeto conjunto Velho Homem. Tocam na Igreja do Terço e a entrada é livre.

 

Em fevereiro, o triciclo ruma a leste para escutar Yegor Zabelov, acordeonista bielorrusso que reúne uma perspetiva tradicional das suas raízes do Leste da Europa e outra mais contemporânea. Toca a 8 de fevereiro, na Igreja do Senhor da Cruz e a entrada é livre.

Já no dia 23, o programa de serviço educativo do triciclo junta Mira Quebec e Diogo Mendes. Os artistas vão apresentar, no Theatro Gil Vicente, um espetáculo imersivo de som e imagem, que terá duas sessões, uma dedicada ao público-escolar e outra ao público em geral.

 

A 1 de março, o triciclo tem preparada uma noite infernal. A sede da Junta de Freguesia de Barcelinhos recebe a apresentação dos novos discos de duas das mais interessantes bandas da música nacional. Conferência Inferno apresentam “Pós-Esmeralda” (2023) e HHY & The Macumbas chegam com “Bom Sangue Mau”, também editado em 2023.

Para fechar o trimestre, Estilhaços tocam no Theatro Gil Vicente, em 22 de março. Com Adolfo Luxúria Canibal agarrado ao microfone, este projeto junta a literatura à musicalidade de experientes músicos como António Rafael (teclados), Henrique Fernandes (contrabaixo) e Jorge Coelho (guitarra).

Partilha