BoCA e Lisboa Dance Festival apresentam Exposição “Visceral Monuments” – Glam Magazine

BoCA e Lisboa Dance Festival apresentam Exposição “Visceral Monuments”

A 3ª edição do Lisboa Dance Festival faz jus ao local que a vai receber nos dias 9 e 10 de Março, dando espaço à criatividade nas suas diferentes manifestações: na Música, nas Talks e também na Arte.

A exposição “Visceral Monuments” (curadoria de John Romão, Director Artístico da BoCA – Biennial Contemporary Arts), em parceria com o Lisboa Dance Festival, apresenta obras de mais de 12 artistas, entre nacionais e internacionais. A Exposição é como uma dança, no sentido em que edifica no espaço monumentos a corpos orgânicos e festivos, incansavelmente, através das suas batidas.

As obras em exposição são dos artistas:

André Romão (PT)

Boris Charmatz & César Vayssié (FR)

Brice Dellsperger (FR)

Claudia Maté (ES)

Diogo Evangelista (PT)

Gregor Rozanski (PL)

João Onofre (PT)

João Pedro Vale & Nuno Alexandre Ferreira (PT)

Tania Bruguera (CU)

Tiago Alexandre (PT)

 

Destaque para João Onofre, considerado um dos artistas visuais mais relevantes da geração que emergiu nos últimos anos em Portugal. As referências sonoras, em especial a música, cunham de forma quase transversal a sua obra. E para a artista cubana Tania Bruguera que foi, recentemente, escolhida para criar uma obra para a Turbine Hall da Tate Modern.

Se a dança é imagem de movimento, ela é também imagem de qualquer ato criador verdadeiro. Toda a criação autêntica, necessária – a luta pelo reconhecimento do outro, da diversidade, um gesto político, a implementação de uma crença – é uma dança, no sentido em que este ato, esta criação, convoca o corpo na sua totalidade, desperta ritmos internos e arcaicos.

A exposição “Visceral Monuments” vai ocupar a Fábrica das Bolachas e a Sala das Massas, nos dias 9 e 10 de Março, no Hub Criativo do Beato, desde a abertura de portas até à meia-noite.

 

A Live Experiences no âmbito do Lisboa Dance Festival, vai investir num projeto de acção social na junta de freguesia do Beato. Quem também vai poder dar (ainda mais) largas à sua criatividade na Junta Freguesia do Beato são os frequentadores da sala de estudo do “Espaço Jovem”, pois a Live Experiences, produtora do Lisboa Dance Festival, em parceria com a Câmara Municipal de Lisboa, vai melhorar as condições daquele espaço, contribuindo assim para o desenvolvimento pessoal, profissional e artístico dos jovens moradores do Beato.

Tal como a música, a dança pode ser uma expressão de ordem, de fascínio e reiteração do coletivo.

 

Partilha