Bastille lançam vídeo do novo single “Quarter Past Midnight” – Glam Magazine

Bastille lançam vídeo do novo single “Quarter Past Midnight”

Retratando uma noite que toma contornos, no mínimo, estranhos, o vídeo de “Quarter Past Midnight” é um sonho hedonista que foge de controlo. Filmado ao longo de vários dias em Paris pelo veterano Austin Peters (“Flaws”, “Laura Palmer”, “Oblivion”), tudo começa com o icónico cabelo de Dan Bastille a ser atacado com uma navalha antes de se aperceber que está a seguir um caminho cada vez mais surreal.

No seu último disco, os Bastille desesperaram com o estado atual do mundo, mas no novo single, “Quarter Past Midnight“, o grupo escolhe fugir a esse mundo – pelo menos à noite. O primeiro single do terceiro álbum dos Bastille, sucessor de “Wild World” (2016), é um hino escapista, com batidas levemente inspiradas pela música de dança dos anos 90 e com uma melodia eufórica que só poderia ser dos Bastille. Gravado e produzido pela própria banda num novo estúdio construído pelos próprios, que é também a sede da editora do vocalista Dan Smith, Best Laid Plans (Rag N’Bone Man, Rationale), o cenário noturno da música evoca as infinitas possibilidades que a escuridão traz.

Os cinco meses que os Bastille passaram em Londres a gravar nova música foi também o período de tempo mais longo que passaram juntos num só sítio desde que lançaram o seu álbum de estreia, o triplamente platinado “Bad Blood”, há 5 anos. Os últimos anos têm sido uma verdadeira montanha russa para a banda, formada pelo vocalista Dan Smith (o único compositor e que coproduz todos os temas com Mark Crew), o teclista Kyle Simmons, o baixista e guitarrista Will Farquarson e o baterista Chris Wood.

Ao todo já deram mais de 500 concertos nos seis continentes, incluindo a recente e aclamada digressão “ReOrchestrated Tour”, além de somarem em vendas 15 milhões de singles e 6 milhões de álbuns, em todo o mundo. Tanto “Bad Blood” como “Wild World” atingiram o 1.º lugar do top de vendas no Reino Unido e o top 10 nos EUA, além de que já conquistaram mais de 3,3 mil milhões de streams nas plataformas digitais. O grupo também já foi premiado com o Prémio Revelação nos BRIT Awards, e receberam nomeações para os Grammys, AMA e MTV Europe Awards.

Com todo este sucesso inesperado, Smith teve de parar para conseguir refletir sobre o trajeto trilhado nos Bastille e, assim, criar canções que estão, mais do que nunca, enraizadas na contemporaneidade. “O nosso primeiro álbum foi sendo criado durante um período longo de tempo e depois nem parámos para fazer o segundo disco e assim continuámos”, lembra Smith. “Por isso, foi um pouco estranho, e incrível, poder parar para nos focarmos a sério e vivermos a nossa vida em Londres durante algum tempo.”

 

Os Bastille vão apresentar as muitas novidades que estão a preparar ao vivo no dia 23 de junho, no festival Rock in Rio-Lisboa.

 

 

Partilha