Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Glam Magazine

Glam Magazine

ModaLisboa Luz… “O Globalista”, as Gueixas e o Fado…

Imauve apresentou “Birds of Paradise”, uma coleção inspirada no filme "On The Milky Road" de Emir Kusturica, que conjugou elementos militares, silhuetas retilíneas, formas fluidas e transparências. O realismo do filme foi materializado num padrão de pássaros coloridos que, segundo a designer da marca, Inês de Oliveira, representa “a incessante busca pela plenitude da natureza humana”.

201.jpg

Depois de quatro edições a apresentar no Sangue Novo, Carolina Machado estreou-se também na plataforma LAB. Nesta estação, a jovem designer baseou-se no filme “Laurence Anyways” de Xavier Dolan e jogou com o contraste de silhuetas fluidas vs estruturadas, cropped vs longas. Trabalhou peças com franzidos, smocks, mangas com volume e algumas referências do vestuário clássico masculino, assim como peças mais femininas e cingidas ao corpo. 

202.jpg

As Gueixas e o Fado foram os pontos de partida da coleção de David Ferreira, marcada, como habitualmente, por silhuetas volumosas e adornos excêntricos. Silhuetas estruturais que variaram de peças ajustadas a sobredimensionadas feitas em cetins de seda, tule e crepe em tons de azul, rosa, dourado, preto e vermelho. Enfeites de penas de avestruz e ornamentos extravagantes concluíram a sua visão de Gueixa.

Awaytomars apresentou a quarta coleção resultante do seu projeto de colaboração com criativos de todo o mundo. 718 designers de 85 países estiveram envolvidos no processo de cocriação da coleção verão 2018 da marca, composta por peças minimalistas que exploram assimetrias e grafismos. A marca contou com a colaboração do fotógrafo Gleeson Paulino que selecionou algumas das suas fotos mais icónicas para serem retrabalhadas pelo coletivo na composição das estampagens.

203.jpg

O azulejo foi o ponto de partida da coleção “O Globalista” de Nuno Gama. Nesta estação, o criador procurou desconstruir a rigidez da estrutura das peças e das matérias primas, jogando com os opostos opaco / translúcido, curto / comprido. Estampados inspirados nos azulejos e detalhes como bordados, efeitos de favos de mel, nervuras e pregas foram os pontos fortes da sua coleção.

204.jpg

Após uma ausência de três estações, Aleksandar Protic voltou a brilhar na passerelle da ModaLisboa. O designer inspirou-se nas esculturas de Barbara Hepworth e trabalhou formas suaves e orgânicas, em paralelo com formas mais rígidas e geométricas, traduzindo as aberturas e os fios de conexão que estão sempre presentes nas obras da artista através de pregas, drapeados e cintos. Sedas e algodões foram os seus materiais de eleição. As cores: dourado, mostarda, bronze, branco e preto.

205.jpg

Peças frescas e versáteis, com múltiplos grafismos e estampagens coloridas inspiradas na arte deco da década de 1950 e na arquitetura, movimentos culturais e paisagens de Cuba são as propostas da Cia. Marítima para o próximo verão. A conhecida marca brasileira de beachwear trabalhou peças chave como bodies, biquínis, kaftans, vestidos midi em tecidos fluidos e numa paleta cromática forte e variada.

206.jpg

Ricardo Andrez partiu do cenário artificial criado pelo naufrágio do navio japonês Reijin na praia da Madalena, V.N.Gaia, em 1988 para criar uma coleção de streetwear repleta de cor, aplicações e misturas de materiais com diferentes texturas e brilhos.

207.jpg

Christophe Sauvat continua a apostar na estética ethnic-chic e nesta estação viajou até ao litoral de Cassis, em França, em busca de inspiração. Desta “viagem” resultou uma coleção clássica e cool, com detalhes requintados e múltiplas estampagens.

208.jpg

O segundo dia de desfiles da ModaLisboa Luz terminou com a apresentação da coleção “Silencio” de Dino Alves. Nesta estação, o criador trabalhou peças depuradas, formas direitas e fluidas com barras e linhas de cor criadas através de debruns XL e tiras entrelaçadas ou soltas, que se transformaram visualmente em riscas.

 

Mais fotografias no página do facebook da Glam Magazine
Texto: Helena Dias
Fotografias: Paulo Homem de Melo

ModaLisboa Luz… Sangue Novo

Sangue Novo inaugurou a passerelle do Pavilhão Carlos Lopes, esta sexta feira, dia 6 de Outubro, e apresentou-nos uma nova forma de ver e interpretar o mundo da moda. As obras de Jean Michel Basquiat e José Romussi, o espetro emocional de ser-se humano, o artista Jean Michel, o filme "Lost in Translation" de Sofia Coppola, as 7 saias da Nazaré, o dependurado (XII carta do tarot)... Foram múltiplas as inspirações dos dez jovens designers: Alexandre Pereira, Carla Campos, Daniela Pereira, David Pereira, Federico Cina, Filipe Augusto, Ivan Almeida, Rita Afonso, Rita Carvalho e Rita Sá.

_PHM1160 (Cópia).jpg

O juri do Sangue Novo, constituído por Eduarda Abbondanza (Presidente da ModaLisboa), Cláudia Barros (Editora de Moda da Vogue Portugal), Filipe Faísca (Designer de Moda) e Alberto Caselli (Diretor de Moda da Sport&Street), avaliou atentamente todas as coleções e atribui o prémio ModaLisboa a David Pereira.

_PHM1158 (Cópia).jpg

O designer vai receber uma bolsa de 5000 euros concedida pela ModaLisboa, um summer course na Domus Academy atribuído pela prestigiada academia de moda de Milão, e terá também entrada direta no Sangue Novo da edição de março 2018. Filipe Augusto, Rita Afonso e Rita Sá, distinguidos com menções honrosas, também terão entrada direta no Sangue Novo de março 2018.

_PHM1142 (Cópia).jpg

Filipe Augusto e Rita Afonso foram os vencedores dos prémios FashionClash e The Feeting Room, respetivamente. Filipe Augusto vai representar Portugal na próxima edição do reconhecido festival de moda holandês, FashionClash, a decorrer em Maastricht, em junho de 2018.

_PHM1146 (Cópia).jpg

A coleção de Rita Afonso foi eleita pelos representantes da concept store portuguesa The Feeting Room, Edgar Ferreira e Guilherme Oliveira, para ser produzida e vendida nas lojas de Lisboa e Porto da marca.

Estão todos de parabéns!

 

Texto: Helena Dias

Fotografias: Paulo Homem de Melo

Niall Horan estreia-se em nome próprio em Portugal dia 12 de Maio no Coliseu

Niall Horan acaba de anunciar as datas da digressão europeia “Flicker World Tour 2018”, com passagem garantida por Portugal, dia 12 de maio, no Coliseu de Lisboa. O artista traz a Portugal o seu álbum de estreia a solo “Flicker”, depois de duas passagens incríveis pelo País com os One Direction. Julia Michaels é a convidada especial, que terá a seu cargo a primeira parte dos concertos da tournée europeia.

Niall Horan approved image_preview

 

Após o enorme sucesso do segundo single “Slow Hands”, que entrou diretamente para #1 nos Estados Unidos, "Too Much To Ask” é uma das primeiras músicas que Niall escreveu para o álbum que começou a trabalhar o ano passado. Este tema foi escrito com o compositor e produtor Jamie Scott, com quem já trabalha há vários anos. Já a produção esteve a cargo de Greg Kurstin, igualmente responsável pelo single “This Town. "Too Much To Ask" está disponível para download. O vídeo oficial foi dirigido por Malia James (Troye Sivan, Halsey) e produzido por Tom Birmingham e Targa. Horan dará início à digressão europeia na sua cidade natal, Dublin, dia 12 de março, na 3Arena. A tournée irá passar pelas mais icónicas salas, como O2 Academy Brixton, em Londres, Forest National, em Bruxelas, Mediolanum Forum, em Milão, e Coliseu, em Lisboa, que marca o fim da tournée na europa.

 

Niall Horan, que vendeu mais de 70 milhões de discos, como parte integrante dos One Direction, lançou a sua carreira a solo com os singles "This Town" e "Slow Hands”.

The Rolling Stones… Gravações raras feitas para a BBC lançadas na coletânea “On Air”

A 1 de dezembro de 2017 será lançada “The Rolling Stones - On Air”, uma coletânea de gravações de rádio raramente ouvidas dos anos formativos dos Rolling Stones. As músicas, incluindo oito que a banda nunca gravou ou lançou comercialmente, foram originalmente transmitidas em programas da BBC no Reino Unido, como Saturday Club, Top Gear, Rhythm and Blues e The Joe Loss Pop Show, entre 1963 e 1965.  Lançado em CD, duplo CD deluxe e em vinil colorido especial de edição limitada, estes temas oferecem uma visão da banda como uma força ao vivo constantemente surpreendente. Tal foi a frequência com que visitaram os estúdios da BBC nos anos 60 que o grupo constantemente se propôs a oferecer aos ouvintes algo diferente. Além das músicas que nunca apareceram em singles ou álbuns, existem sete faixas que foram estreadas na rádio antes de serem apresentadas em álbuns ou EPs.

on_air

Entre as 32 faixas está “Come On”, o single de estreia do grupo e também o primeiro tema a passar no icónico Saturday Club, apresentado pelo lendário Brian Matthew. “Come On” é agora lançado como a primeira faixa da coletânea e está disponível nos serviços digitais e de streaming. Outros destaques incluem "Fannie Mae" (originalmente gravada pelo bluesman Buster Brown, em 1959), “Hi Heel Sneakers”, de Tommy Tucker, e “Cops And Robbers”, de Bo Diddley. Se o disco do ano passado, “Blue & Lonesome", apresentou os Stones regressando às suas raízes depois de mais de 50 anos, “On Air” é o compêndio perfeito deste álbum, um tesouro cuidadosamente restaurado que coloca o ouvinte no início deste percurso avassalador.

 

Para ajudar a recuperar o espírito das músicas de quando foram interpretadas pela primeira vez, as fitas de gravação passaram por um processo chamado "separação de fonte de áudio", permitindo que os engenheiros de som dos estúdios de Abbey Road tivessem acesso, em faixas diferentes, à instrumentação original e às vozes, para que os temas pudessem ser reconstruídos, reequilibrados e remisturados, para obter um som mais completo e substancial.  “The Rolling Stones - On Air” dá-nos uma visão única dos dias formativos dos The Rolling Stones, anos antes do título de “A Maior Banda de Rock’n’Roll do Mundo” se tornar uma realidade.

Festa do Cinema Italiano e UCI Cinemas apresentam… Festa de Outono

Festa do Cinema Italiano volta a associar-se ao cinema UCI El Corte Inglés para apresentar a Festa de Outono, de 20 a 22 de Outubro, um ciclo de antestreias de filmes italianos na sequência da XVII Semana da língua Italiana no Mundo. Este é um evento promovido pelos Institutos Italianos de Cultura e Embaixadas de Itália no mundo, que acontece de 16 a 22 de Outubro, e que é dedicado à relação entre a língua italiana e o cinema.

A Festa de Outono apresenta três obras das que mais se destacaram na última edição da Festa do Cinema Italiano, na qual duas prevêem estreia comercial a seguir.

4e0c419e-9713-4eaf-abfa-eed15c3604a8

 

O ciclo abre sexta-feira, 20 de Outubro, às 21h30, com a antestreia de um dos grandes filmes italianos do ano: Em Guerra por Amor (In guerra per amore), de Pierfrancesco Diliberto, também conhecido como PIF, realizador de A Máfia só Mata no Verão. Um dos humoristas italianos mais conhecidos desta geração, que regressa ao cinema com uma irónica e inteligente reflexão sobre o amor, a Sicília e a máfia. A estreia do filme em Portugal está prevista para o início de 2018.

 

Algo de Novo (Qualcosa di Nuovo), de Cristina Comencini (filha de Luigi Comencini, um dos grandes nomes da cinematografia transalpina), tem antestreia no dia 21 de Outubro, às 21h30, e conta a história de Lucia e Maria, duas amigas que se conhecem há muito tempo mas que não podiam ser mais diferentes uma da outra. Lucia já não quer saber de homens; Maria não consegue viver sem eles. Uma divertida comédia que explora, com inteligência e simpatia, o mundo feminino. A estreia portuguesa do filme está marcada para 26 de Outubro em Lisboa, Porto, Braga, Faro, entre outras cidades.

 

A Festa de Outono proporciona uma última ocasião para assistir, em Lisboa e no grande ecrã, ao documentário Florença e a Galeria dos Ofícios (Firenze e gli Uffizi), de Luca Viotto, dia 22 de Outubro. Uma verdadeira visita guiada a um dos museus mais famosos do mundo, em alta definição. Uma ocasião para conhecer de perto obras incontornáveis de Michelangelo, Raffaello e Leonardo da Vinci e a epopeia da família de’ Medici, os mecenas que impulsionaram o Renascimento Italiano.