Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Glam Magazine

Glam Magazine

Rua das Gaivotas 6 em Outubro 2017

Em Outubro, a Rua das Gaivotas 6 acolhe no seu espaço dois festivais: o Festival Silêncio, um festival transdisciplinar e participativo que celebra a palavra como veículo de conhecimento e como acto de criação, que exibe no nosso espaço a instalação Rochedo, e o Festival Temps d’Image, festival de artes performativas e media art, representado nas Gaivotas 6 pelo espetáculo Bibi Ha Bibi, que se apresenta como um ritual contemporâneo aliando várias formas de sagrado moderno, da luta desportiva ao canto tradicional inuita, passando pelo teatro kabuki, por hinos guerreiros e por danças de casal / acasalamento.

frida_noticias-cópia

Entre dia 5 e 7 Odete C. Ferreira e Bruno Cadinha reflectem quão importantes são as margens de uma história estética ou de uma história do género, na performance DRLNG e no dia 7, entre as 16h30 e as 20h, Daniel Lourenço regressa para mais uma edição do workshop Representação e Poder: Políticas da Fala, Políticas do Dizível.

 

Uma FRIDA (na foto), uma peça de Hugo Olim, Mariana Magalhães e Sofia Santos Silva ensaia uma reflexão sobre o discurso amoroso, entre dia 12 e 14 de Outubro, pelas 21h30 e dia 15 às 19h. A nossa programação não ficaria completa sem a 50ª edição do Old School, que terá lugar no dia 21 de Outubro.

O espólio do nosso Centro de Documentação de Artes Performativas e Mediateca continua a aumentar e está disponível a todos os visitantes, curiosos e estudiosos entre as 14h e as 20h, de segunda a sexta

 

“A Tempestade” de Shakespeare está a chegar a Matosinhos

Não vem das Caraíbas nem deixará um rasto de destruição, mas já deu várias voltas ao mundo e continua tão viva e ativa como da primeira vez em que foi encenada. “A Tempestade”, de William Shakespeare, chega ao Teatro Municipal de Matosinhos-Constantino Nery, já no dia 4 de Outubro, com a assinatura de João Garcia Miguel e a interpretação de António Pedro Lima, David Pereira Bastos, Sara Ribeiro e Vitor Alves Silva, procurando precisamente refletir sobre a longevidade e perenidade deste superclássico da dramaturgia mundial.

Tempestade

 

Primeira peça de um ciclo que a Companhia João Garcia Miguel dedica ao amor, “A Tempestade” teve estreia em Aveiro e passou pela última edição do Festival de Teatro de Almada, partindo do texto original de Shakespeare para uma investigação sobre o que de enigmático e misterioso se preserva num texto clássico, sobrevivendo às tempestades humanas e naturais. Próspero e Miranda ainda vivem, afinal, a mesma história de amor e vingança que o dramaturgo inglês escreveu, mesmo se as palavras mudaram e se traduziram incontáveis vezes.

 

Obra performativa que relê o texto clássico e o perverte artisticamente, “A Tempestade” de João Garcia Miguel mantém do original o tom conspiratório, a força selvagem dos instintos animais que animam o homem e o poder da ambição, contrapondo-os aos tumultos interiores e exteriores, às borrascas emocionais que permanentemente alteram as disposições humanas. “Nas forças opostas em confronto, nas zonas de contacto, entre a vida e a morte, na carne que se move por dentro do sonho inconsciente. São essas forças fundidas que emergem do nervo à carne, daí para a pele e que a pouco e pouco se espalham pelo mundo que vamos em busca de interrogar”, lê-se no texto de apresentação do espetáculo, que se propõe ser “uma reinvenção do nosso tempo comum”.

A celebração do Dia Mundial da Música com Alex Page

Para celebrar o Dia Mundial da Música, 1 de Outubro, uma data especial para o grupo, os Alex Page juntam este ano o grande clássico dos Queen "We Will Rock You" e “Royals” de Lorde. Desta junção resulta uma sonoridade que vem adicionar um novo ambiente às diversas influências pelas quais a banda já é conhecida.

PROMO-1

"We Will Rock Royals" é o nome do mash-up para 2017, produzido por Cláudio Pinto e Alexandre Matias e Masterizado por Marvin Buedtz (Alemanha) e surge depois de "So Get Up, Atom Bride", que juntou Underground Sound Of Lisbon e Blasted Mechanism em 2015 e "Smalltown Lovesong"', que juntou Bronski Beat e The Cure em 2016

O tema está disponível no canal de YouTube da banda bem como na sua página do Bandcamp para download gratuito. O trio de Almada lançou recentemente os dois singles "Your Smell" e "Freeze", disponíveis nas plataformas Bandcamp, Spotify, Apple Music, Amazon Music, Google Play Music e Deezer e continuam neste momento em pré-produção do seu álbum de estreia a ser lançado em 2018

1ª Edição da Cerveja em Lisboa no Campo Pequeno

Numa recriação em versão portuguesa do “Oktoberfest”, a “Cerveja em Lisboa” será um evento de grande festa onde os visitantes vão poder desfrutar de um ambiente muito alegre, acompanhado de uma vasta selecção de cervejas.

Cerveja em Lisboa Cartaz

Nacionais e internacionais e ainda as artesanais, Super Bock, Sagres, Heineken, Bohemia, Guiness, Radler, Hoppy House, Super Bock 90 anos, Selecção 1927, Greenbergen, Carlsberg,Brooklyn, Bud, Stella Artois, Lowenbrau, Spaten, Franciskaner, Mahou San Miguel, WARSTEINER Mahou, San Miguel, Alhambra reserva 1925, Corona, Erdinger Oktoberfest, Musa, Letra, Sovina, 8ª colina, 2 corvos, Lx Beer, The Fisherman, Bolina, são as marcas que vão marcar presença na 1ª edição do evento “Cerveja em Lisboa”, a ter lugar entre 4 e 8 de Outubro, no Campo Pequeno.

 

A entrada é paga com a aquisição de um copo gravado com o logotipo do evento. Os copos têm aferição de prova, o que significa que quem pretender apenas degustar para ficar a conhecer as várias marcas, pode encher somente 10cl.

No que se refere à alimentação, as cervejas presentes na arena do Campo Pequeno vão ter a companhia de um conjunto de marcas de street food que já fazem parte do panorama português.

Esta é a 1ª edição do “Cerveja em Lisboa” e a organização estará a cargo do Campo Pequeno que espera receber 15.000 visitantes entre o dia 4 e até ao final de dia 8 de Outubro. As portas abrem diariamente às 16.00 e encerram às 24.00 com excepção de Domingo que encerra às 21.00 e prometemos que não vamos deixar ninguém à sede