Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Glam Magazine

Glam Magazine

Mustache e Os Apaches... no Sabotage

Inspirada por música latina e jug bands, a banda Mustache e os Apaches começou em 2010 tocando nas ruas de São Paulo. Destacaram-se pela capacidade de transformar qualquer lugar da cidade em espaço para shows e logo passaram a circular também por teatros e casas de show do Brasil. Em 2013 lançaram o seu primeiro disco e realizaram a sua primeira digressão na Europa, 20 concertos em 30 dias, financiados pelo Ministério da Cultura do Brasil. Em 2015 o jornal espanhol El País acompanhou e indicou os circuitos que a banda fazia por São Paulo como excelente roteiro para conhecer a cidade.

20768177_1497274410294133_9015030348684123235_n

Hoje com 7 anos de estrada, dois discos e dois discos lançados, a banda percorreu importantes festivais e palcos como Auditório do Ibirapuera, Circuito Sesc de Artes e Circuito Cultural Paulista, MIS e Memorial da América Latina (SP), Caixa Cultural(SP, Recife), Festival Macondo(RS), Festival Picnik (Brasília/DF), Teatro Rival e Imperator (RJ), Bar Opinião e Teatro da CCMQ(Porto Alegre), Festival Fartura(BH/SP), Festival Coala(SP), Samsung Blues Festival, Bourbon Jazz/Blues Festival(Paraty, Ilhabela, Paranapiacaba), além da reinauguração do Cine Belas Artes(SP), entre outros. Na turnê europeia a banda percorreu bares, festivais e teatros como o Comptoir Generale (Paris), At solo (Londres), Festival Antitapas e Madame Moustache (Bruxelas), De Centrale (Gent/BE), Fuchsundelster e Badehaus(Berlim) Vlese café (Praga/Rep. Tcheca), entre outros.

 

Em 2015 foram finalistas na categoria de “melhor grupo popular” do 26º Prêmio da Música Brasileira. Atualmente a banda está na produção de seu terceiro álbum, que será lançado em 2018.

 

Sabotage (Lisboa)

19 de Setembro 2017 | 22.30h

Frankie Chavez apresenta “Double or Nothing” no Hard Club

Frankie Chavez vai apresentar oficialmente ao vivo no Porto o álbum, “Double Or Nothing”. O mais recente trabalho do cantor de “Dreams of a Rebel” e “Whatever Happened to Our Love” vai ser apresentado num concerto único, que vai contar com a presença de dois convidados muito especiais. Benjamim e Peixe vão juntar-se em palco a Frankie Chavez no concerto do Hard Club, no Porto.

frankie_porto_hardclub

Depois de dois anos intensos de estrada, Frankie Chavez apostou no álbum “Double or Nothing” como um tudo ou nada, e não há dúvidas de que deu tudo e se sagrou vencedor, revelando a maturidade que a sua música já atingiu.

 

Para a apresentação deste disco, Frankie Chavez convidou dois dos músicos mais relevantes e criativos da nova música nacional, já com provas dadas: Peixe, o eterno guitarrista dos extintos Ornatos Violeta, que editou entretanto dois álbuns a solo (“Apneia” e Motor”), trabalhou em inúmeros projetos ligados à música e com uma série de artistas e bandas como David Fonseca, Dead Combo e Joana Sá.

E Benjamim, que depois de ter trabalhado com Frankie Chavez na produção do tema “My Religion” para o álbum “Double or Nothing”, vai agora também subir ao palco do Hard Club, no Porto, para fazer parte de um espetáculo que promete ser memorável e um fiel reflexo do bom caminho que segue atualmente a música portuguesa

“American Dream” dos LCD Soundsystem já disponivel

“American Dream”, o muito aguardado álbum dos LCD Soundsystem, já se encontra disponível física e digitalmente.

LCD Soundsystem - American Dream Cvr

Tonite” é o nome do novo single do grupo que lançou recentemente o vídeo do tema. Numa colaboração com os fãs, o colectivo criou uma experiência em vídeo com o tema “Tonite” (tonite.dance). Nela, pode-se ir de quarto em quarto experimentando uma série de performances de dança criadas inteiramente pelos fãs. Usando uma nova tecnologia chamada WebVR, que funciona com várias plataformas, dando a oportunidade aos utilizadores de ter um papel diferente na experiência, dependendo do aparelho que estão a utilizar.

Adicionalmente, os LCD Soundsystem disponibilizaram um novo single para os fãs, intitulado “Pulse version one”, que não se encontra no álbum “American Dream”

LISBOA SOA planta-se a partir de amanhã na Estufa Fria de Lisboa

E se para reduzir a distância entre pessoas e culturas bastasse saber ouvir?

É esta a questão que o Lisboa Soa - 2º encontro de Arte Sonora, Urbanismo e Cultura Auditiva quer ajudar a responder, ajudando a saber ouvir através da arte, da reflexão e do debate, de 14 a 17 Setembro 2017

21122308_425621187832624_1451104216034290281_o

Com esse intuito, a partir de amanhã, a Estufa Fria e todos os espaços que dela fazem parte (Estufa Quente, Nave e jardins) recebem 4 dias de instalações, performances, concertos, exercícios de escuta e workshops por alguns dos mais relevantes artistas sonoros, nacionais e internacionais. Integrado no programa Lisboa na Rua 2017, este é um evento co-produzido pelos Produtores Associados e EGEAC, com concepção e programação da investigadora portuguesa Raquel Castro.

A estrada é livre….

 

Instalações Sonoras:  

- Adriana Sá & John Klima (PT, USA)

- Cláudia Martinho (PT)

- Jen Reimer & Max Stein (CAN, USA)

- João Ricardo (PT)

- Juan Sorrentino (ARG)

- Sonoscopia (PT)

 

14 Setembro 2017

17:00 - Inauguração

17:00 - 20:30 - Instalações Sonoras

18:30 - Performance / Prática Das Cordas - Adriana Sá & John Klima (PT, USA)

19:30 - Performance / Mileece (UK)

 

15 Setembro 2017

10:00 - 20:30 - Instalações Sonoras

10:30 - 16:30 - Workshop / Sons Escondidos do Parque - Peter Cusack (UK)

18:30 - Performance / Jen Reimer & Max Stein (CAN, USA)

19:30 - Performance / Música Eterna - André Gonçalves (PT)

 

16 Setembro 2017

10:00 - 20:30 - Instalações Sonoras

10:30 - 16:30 - Workshop / Pensar Com Os Ouvidos - Sam Auinger (AUST)

11:30 - 13:30 - Workshop Crianças > 8 / Lugares Sonoros - Luís Antero (PT)

14:30 - 16:30 - Workshop / Soundwalk Walk - Maile Colbert & Ana Monteiro (USA, PT)

18:30 - Performance / Motto - Juan Sorrentino (ARG)

19:30 - Performance / Cycles - Agapea Aka Saša Spačal (ESL)

 

17 Setembro 2017

10:00 - 18:30 - Instalações Sonoras

11:30 - 12:30 - Workshop Crianças 5>9 / Só Estou De Ouvidos - Joana Estevão (PT)

14:30 - 17:30 - Nave - 8000m3 de Ar em Movimento... Um Exercício de Escuta Experimental - Sam Auinger (AUST)

17:30 - Performance / Fauna - Sonoscopia (PT)

 

 

The Script… “Freedom Child” já disponível

Freedom Child”, é o novo disco de originais dos The Script e já se encontra disponivel. O single de apresentação do disco, chama-se “Rain”. A banda está em tour por Irlanda e por Inglaterra desde o passado dia 21 de Agosto.

The Script - Freedom Child - Cover

O quinto disco de originais da banda irlandesa tem uma colecção de temas que falam sobre a vida real. O álbum foi gravado entre Londres e Los Angeles, e pela primeira vez, a banda optou por trabalhar com vários co-autores e produtores.

Os The Script são uma das bandas que têm mais sucesso no mundo, venderam mais de 29 milhões de discos. A banda teve vários álbuns com galardões de platina e todos os seus discos entraram para #1 em Inglaterra. O mercado americano também tem sido trabalho pelo grupo, que com diversos singles, atingiram vários galardões de platina.

Doc's Kingdom realizou-se pela terceira vez em Arcos de Valdevez...

O Doc's Kingdom 2017 - Seminário Internacional de Cinema Documental - organizado pela Apordoc em associação com o festival Doclisboa, com o apoio do ICA - Instituto do Cinema e Audiovisual e co-produzido pelo Município de Arcos de Valdevez - teve lugar de 3 a 8 de Setembro, na Casa das Artes, e juntou 100 participantes de 17 nacionalidades, que assistiram e participaram em 35 apresentações, distribuídas por 15 sessões, compreendendo curtas e longas-metragens, performances e actividades em grupo.

3eefb241-4b2c-4ed9-b83d-530cb1047737

Este ano, com programação de Filipa César, Nuno Lisboa e Olivier Marbeouf, o Doc's Kingdom mostrou 30 filmes, entre eles algumas estreias e trabalhos em formato work in progress, para além de 5 performances e concertos. Todas as sessões foram seguidas de debates com a presença dos cineastas e artistas presentes em Arcos de Valdevez durante todo o seminário. A sessão de encerramento do Doc’s Kingdom apresentou 4 episódios da série “Para um Futuro Livre de Petróleo”, do colectivo Inhabitants, composto pelos jovens cineastas portugueses radicados em Nova Iorque, Mariana Silva e Pedro Neves Marques, seguidos da estreia mundial do filme “Arcos de Valdevez, Onde Portugal se Fez”, do realizador britânico Martin Dale, radicado há uma década no concelho minhoto. A sessão contou com a presença dos relizadores e do Presidente da Câmara de Arcos de Valdevez, João Manuel Esteves.

 

Nuno Lisboa, director do seminário, sublinhou “a relação do seminário com a comunidade e o património cultural e natural de Arcos de Valdevez, com uma riqueza única para a atmosfera de retiro informal e intensivo do Doc’s Kingdom”.

Filme de Naomi Klein marca apresentação do Cine'Eco Seia 2017

Tudo pode mudar: Oceanos, Clima e Economia é a proposta da edição 2017 do CineEco Seia, a ter lugar entre 14 e 21 de Outubro na cidade beirã. Inspirada numa das mais importantes obras sobre alterações climáticas, Tudo Pode Mudar: Capitalismo vs Clima de Naomi Klein, o Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra da Estrela aponta assim a uma reflexão em torno da criação de um sistema social e económico próspero que abrace a sustentabilidade.

 

Recorde-se que Naomi Klein é, aos nossos dias, uma das mais reputadas pensadoras sobre os impactos da globalização e do capitalismo no crescimento sustentável e justo do planeta e da economia. Activista, escritora e realizadora, Klein é tida como uma das vozes mais influentes nas questões relacionadas com o clima, tendo reunido prémios e atenção mediática em torno da sua obra.

a0f076f6-3673-43ab-9efa-6c36507cb293

This Changes Everything, o documentário de Avi Lewis inspirado na obra da canadiana, representa uma épica tentativa de reflexão sobre os desafios impostos pelas alterações climáticas. Rodado em 211 dias, em nove países e 5 continentes, a longa apresenta nove retratos poderosos sobres comunidades fronteiriças mundiais, acompanhados pelos comentários críticos da famosa economista mundial, construindo uma prolífica linha de argumentação sobre a ideia de que é possível parar a crise das alterações climáticas através do redesenho do sistemas económico e social falhado proposto pela sociedade ocidental.

O filme será exibido esta sexta-feira, pelas 21h30, no Auditório da Casa Municipal de Cultura de Seia, naquela que será a sessão oficial de apresentação do festival. 

 

O ponto de encontro para o CineEco Seia volta a ser a Casa da Cultura de Seia, que, entre 14 e 21 de Outubro, albergará uma vasta programação de longas, curtas, documentários, reportagens de televisão, a par de uma competição dedicada aos filmes lusófonos da região e um programa de sessões especiais. No total serão mais de 100 filmes em competição, oriundos de mais de 25 países. O CineEco 2017, é organizado como habitualmente pelo município de Seia sendo este ano reforçado pela valorização dos recursos naturais preconizada pelo Festival iNATURE Serra da Estrela e que estará bem patente as atividades paralelas do Festival, como nas comemorações que antecedem a semana do CineEco.