Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Glam Magazine

Glam Magazine

“A Mulher do Fim do Mundo” em Faro…

Uma das maiores personalidades da história da música popular brasileira, Elza Soares apresenta “A Mulher do Fim do Mundo”, o seu primeiro álbum de originais, altamente aclamado pela critica internacional e que lhe valeu um Grammy Latino em 2016.

19030375_1977765985790681_5756203998810472034_n.jp

photo: Paulo Homem de Melo

 

Elza Soares vive atualmente a apoteose de uma vida dedicada à música e leva aos palcos uma "ópera" emocional que retrata as mazelas da sociedade, instigando o espectador à reflexão sobre a condição do indivíduo numa sociedade violenta, com críticas sociais e políticas da realidade brasileira e porque não do mundo.

 

Teatro das Figuras (Faro)

14 de Junho 2017 | 21.30h

"António Zambujo canta Chico" chega agora aos Coliseus...

António Zambujo encontra-se em digressão de apresentação do álbum “Até Pensei que Fosse Minha” que, no início de Março, estreou em Portugal com três noites esgotadas no Grande Auditório da Fundação Calouste Gulbenkian. A digressão culmina agora em duas salas míticas, com concertos a 16 de Junho no Coliseu do Porto e 24 de Junho no Coliseu dos Recreios, em Lisboa. “Até Pensei que Fosse Minha” é platina e tem-se mantido no top de discos mais vendidos desde a sua edição.

foto

Depois de ter começado em finais de 2016, no Brasil, com concertos no Rio de Janeiro, Porto Alegre e São Paulo, integrados pelos jornais "O Globo" e "A Folha de São Paulo" nos seus Top 10 de melhores concertos do ano, a digressão do álbum de tributo a Chico Buarque passará a 21 de Abril pelo Cadogan Hall, em Londres.

 

16 Junho 2017 - Coliseu (Porto)

24 Junho 2017 - Coliseu dos Recreios (Lisboa)

Fado Lelé apresenta “Portugal sabe o que é!”

Fado Lelé define-se como uma banda de fortes raízes lusófonas e abre no seu vasto leque de referências musicais uma janela para o mundo. As suas melodias são inspiradas e revisitadas num fado intemporal e vestidas a seu próprio gosto, dançante, com as sonoridades peculiares do ukulele e do bandolim. Convivem, e vivem, com muitos ritmos e estéticas e como tal, o jazz manouche, o afro, o reggae, e até mesmo o rockabilly ou o deltablues são seus convidados de honra.

2lsj8t8mpc7e.jpg

Para além de alguns originais do grupo – “Amor Limão” (o primeiro single), “Mal de Amor” e “O Fado Lelé”, o disco de estreia de Fado Lelé inclui também algumas versões bem renovadas de clássicos como “Vou Dar de Beber á Dor”, “Bairro Alto”, “Noites da Madeira”, “Rua do Capelão”, “Tudo isto é Fado”, “Foi na Travessa da Palha”, “Aldeia da Roupa Branca” e “Uma Casa Portuguesa”.

“Portugal sabe o que é!” Foi gravado, misturado e masterizado por Luciano Barros e produzido por Miguel Castro

 

Fado Lelé é oriundo de Lisboa e formou-se em 2011. É composto por Ana Castelo - voz, Miguel Castro - ukulele barítono, Filipe Silva - bandolim e trompete, Manu Teixeira - bateria e Luciano Barros - baixo (musico convidado)

 

Cineteatro Municipal D. João V (Amadora)

16 de Junho 2017 | 21.30h

Xinobi e Marvel Lima à Margem...

É nos circuitos menos perceptíveis que nascem e crescem muitos dos atuais criativos e criadores. Em espaços frequentados por públicos à margem dos grandes movimentos culturais, cativados pela cultura alternativa e/ou underground, assiste-se ao desencadear dos diversos novos tipos de intervenção artística. Meios em que prevalece o princípio "menos é mais". Onde a necessidade leva ao engenho.

sem nome (9).png

Com este mote, o Margem propõe uma programação emergente a acontecer num espaço desprendido e versátil que dialogue com os jovens e jovens adultos do concelho de Torres Vedras e, também, dos concelhos limítrofes. Assente na pertinência e qualidade, divide-se num ciclo que procura evitar a "fatiga" dos públicos através da diversidade e ocasionalidade.

 

Para esta segunda edição - e após o sucesso da anterior - volta com novas propostas musicais e exposições/instalações, continuando o trabalho desenvolvido. Junta, ainda, ao cartaz um artista local na área da música de modo a integrar-se cada vez mais na comunidade; expondo, agregando e facilitando. Poe estes motivos Torres Vedras vai estar de sob aviso para o próximo dia 16 de junho, no Antigo Refeitório da Casa Hipólito, dadas as atuações exóticas de Xinobi (live band) e Marvel Lima.

Na Galeria, as obras de pintura realista de Maria João Justo.

Yamandu Costa… um génio em terras lusas

Yamandu Costa o músico dotado de um virtuosismo sem igual e que é o fenómeno do violão de sete cordas está de volta a Portugal. O artista brasileiro vai passar por Albergaria-a-Velha, Oliveira do Bairro e Lisboa. Na cidade lisboeta Ricardo Ribeiro vai ser o convidado especial de Yamandu, que interpretará em primeiríssima mão canções de sua autoria. Durante estas datas o guitarrista vai promover o seu mais recente trabalho “Bem Vindo”. Este é o seu segundo álbum a solo, que é dedicado ao nascimento do seu segundo filho.

pjz3_YamanduFB--1.jpg

Yamandu Costa tem um percurso notável. Começou a sua formação musical com o seu pai, Algacir Costa. Depois aperfeiçoou a seu talento com o argentino Lúcio Yanel. Com apenas 17 anos apresentou-se publicamente pela primeira vez no Circuito Cultural Banco do Brasil, sendo considerado uma revelação do violão brasileiro. O seu percurso continuou com várias datas marcadas no Brasil e um pouco por todo o mundo e com lançamento de vários álbuns e DVD’s em colaboração com outros artistas. Em 2010 o álbum “Luz da Aurora” em conjunto com o famoso artista brasileiro Hamilton da Holanda foi nomeado para um Grammy Latino. Actualmente está a fazer a digressão para promover o seu último álbum.

O Maestro Kurt Masur denominou-o “O Paganini do violão de 7 cordas!!”

 

22 de junho 2017 - Festim - Festival Intermunicipal de Músicas do Mundo (Albergaria-a-Velha)

23 de junho 2017 - Festim - Festival Intermunicipal de Músicas do Mundo (Oliveira do Bairro)

24 de junho 2017 - Há Música no Trindade / Teatro da Trindade (Lisboa / Convidado especial Ricardo Ribeiro)

“Gotta Let You Go”… A nova vida de Tundra Fault

Luz, melodia, voz, dança. Palavras que não se usam normalmente em conjunto com Tundra Fault. Normalmente.

Não estamos em tempos normais. E Tundra Fault é e será sempre um projecto mutante, adaptável ao que Miguel De quiser do momento. E agora há que aproveitar a merda da depressão para mexer os pés. Dancem à vontade, mas não sorriam, que não é esse o objectivo. Abracemos o falhanço, que só há disso.

a1757884587_10.jpg

Gotta Let You Go” é o primeiro vislumbre do novo trabalho de Tundra Fault, “Coherence”. Adoptando uma sonoridade radicalmente diferente do que está para trás, este segundo álbum, ainda sem data de lançamento, será dançável, óbvio e violento, um gigante dedo do meio a tudo, uma procura incessável e falhada pela identidade, reflectida na capa, que mostra uma estátua do deus romano Neptuno, ao qual desapareceu o tridente, despindo-o do elemento que o tornava reconhecível.

 

“Vamos ajudar 365 dias”… 365 figuras de Santo António

A fadista Sandra Correia, é desde sempre uma apaixonada por Artesanato. Residente na freguesia de Santa Maria Maior, Sandra decidiu aliar a sua sensibilidade e amor à arte e criou 365 peças alusivas ao Santo António. Com o apoio da Junta de freguesia de Santa Maria Maior, a exposição das peças será feita na Rua dos Fanqueiros, 170-178 em Lisboa e estará patente até dia 30.

Nova imagem.jpg

Para elaborar o conjunto das 365 peças da sua autoria, Sandra Correia usou vários tipos de materiais recicláveis, adaptando-os em multitécnicas. As peças dedicadas em exclusivo à imagem do Santo António também pretendem homenagear a cidade de Lisboa e a época tão popular dedicada ao Santo padroeiro da cidade.

A fadista e agora artesã Sandra Correia é a mentora deste evento cujas receitas reverterão integralmente para o IPO e para a “Mesa dos Afectos” entidade que ajuda a suprir algumas necessidades de pessoas carenciadas que residem na freguesia. Desta forma alia arte, solidariedade e sendo as peças elaboradas com materiais reciclados, pretende também alertar para a sensibilização da proteção ao meio ambiente.