Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Glam Magazine

Glam Magazine

“O Sol da Caparica” de Tim no Porto (Reportagem)

Numa noite de Outono, por sinal até amena, Tim trouxe o “Sol da Caparica” ao coliseu do Porto. Mas o sol não foi o único a marcar presença num concerto em que Tim passou em retrospectiva a sua própria carreira a solo.

DSC_0051 (Cópia)

Bem disposto e acima de tudo comunicativo, Tim rapidamente conquistou um público que apesar de ser parco, estava ali para ver e acima de tudo ouvir aquele rapaz que é dos Xutos & Pontapés como diz a canção de abertura do concerto…

DSC_0013 (Cópia)

Percorreu vários trajectos da sua vida, desde o Alentejo até Alvalade (no Alentejo). Disse “Olá a Lisboa” e falou da avenida, que é dele em Almada. A “temática” Almada marcou um conjunto de canções que Tim apresentou. A simplicidade das suas canções, impuseram um ritmo descontraído e até divertido em palco com um irrequieto Fred Campos na bateria.

DSC_0086 (Cópia)

A energia deu lugar ao acústico, “Vento Louco” a recordar “voz e guitarra 2” com os ventos da praia e os pés na areia a viajar novamente até à Caparica.

Hábil nas palavras, Tim construiu ao longo do concerto um livro de histórias simples mas recheadas de um conteúdo humano e verdadeiro, aliadas a sonoridades únicas, presentes no universo musical construído ao longo dos anos, através dos vários projectos em se envolveu…

DSC_0099 (Cópia)

Recupera “Por quem não esqueci” levando o coliseu a uma manifestação mais efusiva das suas canções.

DSC_0143 (Cópia)

Na reta final do concerto, recordamos a altura que Tim queria ser astronauta e que a voar passou a noite aterrando no encore final, repescando Xutos, sozinho em palco. A surpresa estava reservada para o final. Rui Reininho sobe ao palco agradecendo a Timoteo e rapidamente se escondem na bellevue mas não faz mal, ainda nos deixam mudar de canal.

Termina como começou, a falar dele, daquele rapaz que é dos Xutos & Pontapés

 

Reportagem e Fotografias: Paulo Homem de Melo

Misty Fest 2016… Teresa Lopes Alves

Naturalmente selvagem, Teresa Lopes Alves debruça-se sobre os temas da violência: a culpa, o medo, a frustração, a sensação permanente de que somos impotentes, a urgência em sermos amados, a instabilidade, a imprevisibilidade, a insegurança. E os temas relacionados com a reacção à violência: o fortalecimento e a experiência em situações de extremos. A arte como solução.

13913826_1200867323293272_4006912910236725262_o.jp"Sei pouco sobre o caminho que devo escolher, até mesmo sobre quem sou, mas conheço a urgência de querer saber mais, de me aperfeiçoar, procurar a harmonia das coisas bem feitas, e acima de tudo, fazê-lo no caos. Uma permanente procura de silêncios, ideias regeneradoras, tempos ideais, é como que uma ferramenta de sobrevivência onde vou encontrando respostas para o ser em construção que sou."

 

Centro Cultural de Belém (Lisboa)

5 de Novembro 2016 | 21.00h

 

Omnichord é editora do mês em França…

A emissora francesa Euroradionantes (projecto pioneiro dedicado à música, cultura e informação de países europeus) acabou de nomear a Omnichord Records como "Editora em Foco" e reforçou a sua programação com vários temas de First Breath After Coma, Nice Weather For Ducks, Surma, Les Crazy Coconuts, Twin Transistors, Whales, Few Fingers, André Barros, Bússola e Born a Lion.

omnichord

Esta iniciativa de "Editora em Foco" começou em 2013 e nas edições anteriores estiveram selos como a Bella Union, Fat Cat, PIAS, Acuarela, Chemikal Underground ou Mute Records. Pela primeira vez temos em destaque uma editora portuguesa. Será também em Nantes que, a 12 de Novembro no Stereolux, subirão ao palco Surma e Les Crazy Coconuts.

O regresso de Maria Alice aos palcos

Maria Alice regressa aos palcos, e o próximo espectáculo é já no dia 26 de Novembro no Auditório Municipal Fernando Lopes-Graça, Almada.

2lhqixompc7e

A artista cabo-verdiana apresenta um espectáculo muito especial onde irá percorrer não só os temas dos seus discos “Ilha d'Sal”, “D'Zemcontre”, “Lágrima e Súplica” e “Tocatina”, mas também temas que fazem parte das suas memórias de infância bem como alguns inéditos. Será uma noite memorável onde ninguém ficará indiferente à voz quente de Maria Alice.

 

Auditório Municipal Fernando Lopes-Graça (Almada)

26 de Novembro 2016

“Comédia por uma Causa Séria”… esgota sala…

Sala completamente cheia foi o resultado da adesão do público a mais uma edição do “Comédia por uma Causa Séria”. Após esgotar os bilhetes em apenas um dia, no passado dia 31 de outubro, o teatro Tivoli BBVA encheu-se de humor, magia e espírito solidário com um espetáculo que, pela forte adesão do público, possibilitou à Pfizer Oncology fazer um donativo de 11.000 euros à Liga Portuguesa Contra o Cancro, acumulando assim uma quantia superior a 100.000 euros doados desde 2010, ano em que foi criada a iniciativa solidária. Pedro Tochas e Mário Daniel atuaram num palco partilhado com o agora embaixador “Comédia por uma Causa Séria” Jorge Gabriel.

Com+®dia por uma Causa S+®ria 2016 -7

O “Comédia por uma Causa Séria” é um projeto pioneiro da Pfizer Oncology, que viu no humor uma forma de envolver a sociedade civil, sensibilizando-a a contribuir para esta causa. Desde 2010 que o seu propósito é alertar e sensibilizar a opinião pública para as doenças oncológicas em todas as suas formas, continuando a reforçar a importância dos comportamentos preventivos e do diagnóstico precoce. Através de um evento gratuito aberto ao público, por cada presença, a Pfizer Oncology volta a oferecer um donativo no valor de 10 euros à Liga Portuguesa contra o Cancro, entidade que muito tem contribuído para o esclarecimento e apoio aos doentes oncológicos e familiares em Portugal.

Com+®dia por uma Causa S+®ria 2016 -2

Vitor Veloso, Presidente da Direção Nacional da Liga Portuguesa Contra o Cancro destaca: “O Comédia por uma Causa Séria é uma iniciativa de grande importância para a Liga Portuguesa Contra o Cancro. Desde 2010 que nos ajuda não só a apelar à mobilização voluntária da sociedade civil, mas também a promover a consciencialização da opinião pública. Com estas doações, a Pfizer Oncology presta um apoio incondicional na concretização daquela que é a nossa missão: o apoio ao doente oncológico e sua família, a educação para a saúde através da prevenção primária, a prevenção secundária e ainda o apoio e formação à investigação na área da oncologia”.

Com+®dia por uma Causa S+®ria 2016 -M+írio Daniel

O “Comédia por uma Causa Séria” é uma iniciativa da Pfizer Oncology apoiada pela Associação Portuguesa de Urologia, Grupo Português Génito-Urinário, Grupo de Estudos do Cancro do Pulmão, Grupo de Investigação do Cancro Digestivo, Grupo de Estudos de Tumores Neuroendócrinos, Intergrupo Português do Melanoma, Sociedade Portuguesa de Senologia e a Sociedade Portuguesa de Oncologia.