Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Glam Magazine

Glam Magazine

Convento São Francisco com programação forte até Dezembro….

O Convento São Francisco regressa em Setembro com uma programação forte, na qual se destacam a passagem da Orquestra XXI por Coimbra, com um programa que assinala os 400 anos da morte de William Shakespeare, os ensaios públicos e o espetáculo do curso internacional de teatro École des Maîtres, promovidos pelo Teatro Académico de Gil Vicente e,  pela primeira vez no seu auditório principal, as Galas Internacionais dos Encontros Mágicos, de Luís de Matos, que celebram a sua 20.ª edição.

As Galas dos Encontros Mágicos – Festival Internacional de Magia de Coimbra, produzido por Luís de Matos e alguns dos espetáculos dos Encontros Internacionais de Jazz, do Jazz ao Centro, passam a ter lugar no Convento São Francisco, aumentando a sua escala e dimensão artística. Setembro começa com a Orquestra XXI – jovens músicos portugueses no estrangeiro – a tocar “Sonho de Uma Noite de Verão” e com o projeto europeu teatral École des Maîtres. Segue-se Artur Pizarro com a Orquestra Clássica do Centro. E, depois, Peter Murphy, Gary Burton, Tindersticks, Rodrigo Leão e Scott Mathew, Charles Bradley e Jorge Palma. O projeto educativo e de mediação de públicos, assim como os eventos de família, já serão uma prioridade nesta programação.

GLAM - Peter Murphy.jpgphoto: Paulo Homem de Melo

 

O pianista Artur Pizarro toca a 1 de outubro, Dia Mundial da Música com a Orquestra Clássica do Centro. Até dezembro, são já certos a vinda de Peter Murphy a Coimbra, a realização de alguns dos espetáculos dos Encontros Internacionais de Jazz nos espaços do Convento – que incluirão um concerto de Gary Burton com o Quinteto Sandro Norton – e os concertos dos Tindersticks, Rodrigo Leão e Scott Mathew, Charles Bradley e Jorge Palma.

 

“Tivemos em conta a experiência dos primeiros três meses de programação, nos quais os públicos de Coimbra e da região centro aderiram de forma entusiástica a eventos singulares e a espetáculos de grande qualidade”, afirma Carina Gomes, vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Coimbra. “O Convento São Francisco, como equipamento cultural municipal, está a consolidar-se, não só como uma referência nos roteiros internacional e nacional de espetáculos, mas, ao mesmo tempo, como o palco de parcerias importantes da Câmara Municipal com instituições e criadores da cidade e da região, potenciando e dando escala aos eventos que estes organizam”.

A 20.ª edição dos Encontros Mágicos – Festival Internacional de Magia de Coimbra, uma organização da Câmara de Coimbra com produção de Luís Matos, que tem atraído à cidade centenas de milhar de pessoas nas últimas décadas, irá este ano realizar as suas Galas Internacionais, nos dias 23 e 24 de setembro, no grande auditório do Convento São Francisco.

Os Encontros Internacionais de Jazz de Coimbra, uma iniciativa do Jazz ao Centro com o apoio da Câmara Municipal, também ampliará a sua escala e projeção dos concertos com a utilização de alguns dos espaços do Convento, entre 19 e 23 de outubro. Destaque para o concerto de dia 20 de outubro, no grande auditório, no qual o Quinteto Sandro Norton acompanhará um dos mais conceituados músicos jazz da cena mundial, Gary Burton, o vibracionista norte-americano que já foi distinguido com seis Grammy. Será a terceira vez que Gary Burton irá partilhar o palco com um guitarrista: as outras duas foram com Pat Metheny e Ralph Towner!

O mês de setembro começa com um concerto da Orquestra XXI, um projeto que reúne jovens músicos portugueses que tocam em orquestras no estrangeiro, no dia 3 de setembro, no grande auditório. No ano em que se assinalam os 400 anos da morte de William Shakespeare, a Orquestra XXI apresenta o seu programa mais arrojado até à data, com uma versão encenada do “Sonho de Uma Noite de Verão”, de Felix Mendelssohn, narrado pelo ator Ricardo Pereira. Na primeira parte do concerto, a suite do bailado de Pulcinella é antecedida por uma peça de Andreia Pinto Correia, uma compositora que tem desenvolvido um relevante percurso nos Estados Unidos da América.

 

Em setembro, haverá também a instalação sonora+performance “Gamelão de Porcelana e Vidro”, de 10 de setembro a 2 de outubro; e as residências artísticas e de estúdio C¬ VIB (Cymatics vibrating interactive boards), de 10 de setembro a 2 de outubro. O Ciclo de Ilustração, que decorrerá entre 17 de setembro e 18 de dezembro, pretende direcionar o Convento São Francisco para um evento de ilustração que possa ser uma referência nacional, em consonância, aliás, com a realização, em março passado, da 1.ª edição da Coimbra BD – Mostra Nacional de Banda Desenhada. Com base na dinâmica iniciada na Casa Municipal da Cultura, haverá oficinas, masterclasses, debates e, claro, exposições.

A partir de outubro, será altura dos concertos já mencionados. Peter Murphy, a 14 de outubro. Tindersticks, 27 de outubro. Rodrigo Leão e Scott Mathew, 10 de novembro. Charles Bradley, em 26 de novembro. Jorge Palma, no dia 6 de dezembro, fará um concerto que celebra os 25 anos do álbum “Só”.

Teresa Salgueiro estreia “O Horizonte”

Não é exagero classificar a voz de Teresa Salgueiro como um dos tesouros imateriais da cultura portuguesa contemporânea: o seu percurso de três décadas, iniciado com os Madredeus em 1986, e prosseguido, a partir de 2007, em nome próprio, garantiu-lhe sólido reconhecimento internacional e um carinho muito especial por parte do público português que se habituou a encontrar na sua voz uma das mais belas marcas da sua própria identidade.

Facebook_TeresaSalgueiro_1111x1111_2datas.jpgDepois de múltiplos projetos em que colaborou com diversos artistas e explorou um vasto leque de influências, Teresa Salgueiro inaugura uma nova faceta ao produzir o seu primeiro álbum autoral “O Mistério” em que assina a escrita da música e das letras. Com este disco, realizou uma viagem ininterrupta durante 4 anos, revisitando as maiores salas de espetáculos do Mundo.

“O Horizonte”, o seu novo álbum, composto por material inteiramente original, será o mote para as suas apresentações na Casa da Música, Porto, e no Centro Cultural de Belém, Lisboa. Neste novo espetáculo Teresa Salgueiro assume-se como criadora de ambientes mágicos de uma beleza indiscutível e revela a singular multiplicidade das suas facetas artísticas, ao interpretar os seus arranjos originais para canções portuguesas, temas do seu repertório de autora, sem esquecer a homenagem ao seu antigo grupo, em canções que todos sentimos de forma muito próxima.

 

Casa da Música (Porto)

8 de Outubro 2016

 

Centro Cultural de Belém (Lisboa)

9 de Outubro 2016

Sérgio Godinho volta a cruzar-se com a Orquestra Jazz de Matosinhos

A Orquestra Jazz de Matosinhos volta a reencontrar-se com Sérgio Godinho a 9 de Setembro para um concerto gratuito na Avenida dos Aliados, no Porto, às 22h00.

Depois da estreia do espectáculo em Abril, que contou com lotação esgotada na Sala Suggia da Casa da Música, a big band e o cantautor juntam-se para rever algumas das mais emblemáticas canções de Sérgio Godinho. Com novos arranjos para orquestra, “O Primeiro Dia”, “É Terça-Feira”, “Com um Brilhozinho nos Olhos”, “Cuidado com as Imitações”, “Liberdade” e “Coro das Velhas”, entre outras, ganham nova vida sem perder a magia que as distingue.

sg.jpgphoto: Promo /DR

 

Este espectáculo está integrado nos Concerto na Avenida organizados anualmente pela Casa da Música, e dá continuidade às parcerias que a Orquestra Jazz de Matosinhos tem desenvolvido com vozes oriundas dos mais variados universos musicais. Do jazz à música brasileira, passando pela world music e a pop, a OJM já partilhou o palco com Maria Rita (Brasil), Mayra Andrade (Cabo Verde) e Manuela Azevedo (Portugal).

Em 2016 convidou, pela primeira, uma voz masculina, das maiores vozes do nosso país: Sérgio Godinho.

Lisboa na Rua… Sou do Fado com Camané

Sou do Fado celebra as melhores vozes do Fado, no coração da cidade-musa. Lisboa foi imortalizada em temas como Alfama, Senhora do Tejo ou Lisboa Menina e Moça, em centenas de letras que sabemos de cor e cujas melodias trauteamos ao sabor do Tejo e do claro--escuro da calçada portuguesa. A cidade voltará a ser cantada no Largo do Teatro Nacional de S. Carlos, nas vozes de Gisela João, Camané e Carlos do Carmo – três gerações distintas, três estilos singulares.

GLAM - Camané 2.jpgphoto: Paulo Homem de Melo / Arquivo Glam Magazine

 

Camané é um dos intérpretes incontornáveis do fado atual. O seu último álbum, “Infinito Presente”, com entrada direta para o 1.º lugar do top nacional de vendas foi recebido com entusiasmo pelo público e pela crítica..

 

Lisboa na Rua apresenta Camané

 

Largo de São Carlos (Lisboa)

2 de Setembro 2016 | 21.30h

Madeleine Peyroux regressa com “Secular Hymns”

Vinte anos depois da sua estreia nos discos, com “Dreamland”, Madeleine Peyroux continua a sua viagem musical única com “Secular Hymns”, uma obra-mestra carregada de alma e que será lançada a 16 de setembro. O disco foi gravado com o trio que a tem acompanhado nos últimos anos – o guitarrista Jon Herington e o contrabaixista Barak Mori, numa pequena igreja na região de Oxfordshire, em Inglaterra. O resultado é uma coleção de canções vivas, onde cada uma é um hino para a autodescoberta.

A música tem sido a nossa vida espiritual”, diz Peyroux, “por isso vejo estas canções como hinos, hinos seculares, temas que são individuais, pessoais, introvertidos.”

madeleine.jpgCom a sua voz sedutoramente expressiva, em “Secular HymnsMadeleine Peyroux interpreta temas de artistas dos blues seminais, como Willie Dixon e Lil Singer, mas também da cantora de gospel Sister Rosetta Tharpe, do inovador do dub reggae Linton Kwesi Johnson, de cantautores contemporâneos como Tom Waits, Townes Van Zandt, Allen Toussaint, do gigante americano do século XIX Stephen Foster, ou ainda uma cantiga espiritual tradicional afro-americana.

Depois de ter participado num evento e tocado ao vivo na pequena igreja, Peyroux e a sua banda regressaram com o objetivo de documentar algum do repertório que tinham vindo a desenvolver na estrada. Durante três dias a cantora e os seus músicos trabalharam nesta igreja de 200 lugares, num deles tendo dado um concerto gratuito para os habitantes da aldeia, que foi gravado e que resultou neste “Secular Hymns”.

Apesar de se afastar do “tradicional trio de jazz”, Madeleine Peyorux transporta a sua sensibilidade jazzística para o território desta música, captando a celebração e o louvor implícito nestas canções, uma coleção de dez canções que são autênticos “Secular Hymns

Marta Hugon com "bittersweet" ao vivo em Setembro…

Em Setembro, Marta Hugon volta à estrada para apresentar o seu disco “Bittersweet” pelo país. Dia 10 de Setembro estará em Sesimbra e dia 16 em Alcobaça. Com ela vão estar músicos incríveis tais como Oscar Graça no piano, o Mário Delgado na Guitarra, o Nelson Cascais no baixo e o André Sousa Machado na bateria.

Marta Hugon2.jpgphoto: Promo /DR

 

"Bittersweet" é um disco de emoções, sólido na interpretação, na composição e nos arranjos, onde pressentimos desde o início a dualidade que marca o repertório e que lhe deu nome. É na individualidade da escrita das canções – em parceria com Filipe Melo, e na elegância e riqueza dos seus detalhes que nos vamos deixando seduzir. Acompanhada por músicos de créditos reconhecidos, Marta Hugon leva-nos num passeio estilístico de charme mas cheio de substância, onde espreitam, por vezes, as origens jazzísticas da cantora.
 

No dia 22 de Setembro, Marta Hugon e Bena Lobo partilham o palco do FOLIO - Festival Literário Internacional de Óbidos, num tributo a Edu Lobo. Serão acompanhados por Pablo Lapidusas no piano, Leo Espinosa no baixo e André Sousa Machado na bateria, numa homenagem àquele que é considerado um dos melhores compositores de sempre.

 

Forte de Sesimbra, Aqui Há Jazz

10 de Setembro 2016

Teatro João d' Oliva Monteiro (Alcobaça)

16 de Setembro 2016

 

 

Selena Gomez cancela concerto em Portugal....

Devido a problemas de saúde, a artista Selena Gomez cancelou a digressão Europeia, na qual se incluía o concerto de Portugal que estava previsto para 16 de Novembro no MEO Arena.
Os possuidores de bilhete poderão solicitar o reembolso do dinheiro no local de aquisição a partir de amanhã, inclusivé, e até ao dia 16 de Dezembro de 2016.

selena.jpgphoto: Promo /DR

Numa mensagem sentida destinada aos seus fãs, Selena escreveu:

“Como muitos de vocês sabem, há cerca de um ano revelei que sofria de lúpus, uma doença que pode afectar as pessoas de variadas maneiras. Descobri que a ansiedade, os ataques de pânico e a depressão podem ser alguns dos efeitos secundários da lúpus, os quais têm os seus próprios sintomas. Eu quero ser pro-activa e focar-me na minha saúde e na minha felicidade e por isso decidi que o melhor para mim é parar durante algum tempo. Obrigada a todos os meus fãs pelo vosso apoio. Vocês sabem como são especiais para mim, mas eu tenho que encarar isto de cabeça erguida e garantir que estou a fazer todos os possíveis para ser o melhor de mim. Sei que não estou sozinha e espero que, ao partilhar isto, outros se sintam encorajados em encarar os seus próprios problemas.”

LISB-ON 2016 apresenta… Escort

São sedutores e contagiantes e fazem música de dança de agora que lembra as origens da club culture. Os Escort são um dos grupos mais incendiários do momento. Enquanto banda existem desde 2006 mas, na verdade, parecem saídos do final dos anos 70, inícios dos 80, da era disco boogie e de todo efeito de contágio que esta teve sobre algum punk funk e toda a house.

escort.jpgNão são o único grupo a reviver a época mas são, claramente, o que melhor o faz, até porque levam muito a sério a sua condição de orquestra o que dá brilho e intensidade extra à música e equipara os Escort a nomes clássicos como Chic ou Earth, Wind & Fire. No início, Escort era apenas um projeto de estúdio de Eugene Cho e Dan Balis, que assim expressavam a sua paixão pelo brilho e excitação do disco sound, mas acabou por evoluir para um autêntico organismo musical de formação extensa e incerta, que varia entre os 7 e os 17 elementos, sempre liderados por Adeline Michele, vocalista com experiência de modelo e verdadeiro animal de palco.

Com dois álbuns ("Escort" e "Animal Nature") e um punhado de EPs de culto, os Escort ganharam reputação de fazer valer os seus principais argumentos em palco, contaminando o público com a sua energia incansável.

A sua febre disco vai, com certeza, contagiar o LISB-ON e toda a cidade de forma irreversível.

 

9 de Setembro 2016 | 18.10h

Call me Lolla lança novo single "Cuiabá"… com participação de Gustavo Bertoni

Call me Lolla é um projeto de Folk Pop composto por Brenda Mayer, uma talentosa vocalista de apenas 23 anos, seu irmão, Lucas Mayer (guitarra e banjo), e os músicos Tiago Ritter na bateria, Zé Mazzei (Forgotten Boys) no baixo e, recentemente, entraram para o grupo Hygor Miranda na guitarra e Chave Marin nos teclados.

Lançado pelo selo DaFne Music, o novo single “Cuiabá”, tem a participação especial de Gustavo Bertoni, da banda Scalene.

oooi.jpgA banda, que se juntou pela primeira vez no início de 2013, lançou seu primeiro álbum no ano passado, com 15 canções originais, gravado em Nova York e mixado por Andy Baldwin - técnico de som da Björk. No mesmo ano, a banda fez parte do line up do celebrado festival South By Southwest 2015.

Os Call me Lolla inovam na utilização de instrumentos incomuns, como ukulele, banjo, guitarra, bandolim, baixo acústico, charango, xilofone e lira, para fazer um Folk Pop doce e com letras autorais, compostas pelos irmãos Mayer. Em 2017, a banda entra em estúdio para gravar seu segundo disco.

Joana Machado anuncia novo vídeo, novo disco e concerto de apresentação

A rentrée não o poderia ser mais que para a cantora Joana Machado.

Depois de, no início do Verão, ter dado a conhecer novo tema, uma das mais originais e sofisticadas cantoras e compositoras nacionais dos últimos anos começa Setembro em grande: dá a conhecer o vídeo para "Baby Let's Get Close", anuncia novo álbum e concerto de apresentação.

joana.jpg"Life Stories", o 5º trabalho de originais, é uma colecção de 10 novos temas feitos nos últimos dois anos. Baseado em muitas histórias pessoais, fruto de trabalho de equipa, de pesquisa de sonoridades e grooves, de afirmação de uma estética onde o Jazz é o playground perfeito para reunir influências musicais - da soul ao rock n' roll - este novo álbum mostra, como nunca, Joana Machado como a artista que é.

 

E porque é em palco que o seu talento e versatilidade abrem os braços, Joana Machado leva as suas "Life Stories" à Casa Independente, no dia 21 de Setembro, pelas 22h, acompanhada de Bruno Santos (guitarra), Óscar Graça (teclas), Romeu Tristão (baixo) e Joel Silva (bateria). A não perder, as muitas histórias de Joana Machado a cair da sua voz cristalina.

 

O video pode ser visto aqui

 

Casa Independente (Lisboa)

21 Setembro 2016 | 22.00h

Orquestra Metropolitana de Lisboa encerra comemorações dos 250 anos do nascimento de Bocage

A Orquestra Metropolitana de Lisboa estreia-se na interpretação integral das nove sinfonias de Ludwig van Beethoven, numa série de quatro concertos a ter lugar entre os dias 15 e 18 de setembro, no Fórum Municipal Luísa Todi, em Setúbal. O ciclo de atuações, sob direção do maestro Pedro Amaral, encerra musicalmente o programa de Comemorações dos 250 anos do Nascimento de Bocage, a decorrer desde 15 de setembro de 2015, organizado pela Câmara Municipal de Setúbal.

mupibocage.jpgOs concertos incluem as interpretações de Ana Paula Russo, soprano, Cátia Moreso, mezzo-soprano, Marco Alves dos Santos, tenor, e André Henriques, baixo, além do coro Voces Caelestes, conduzido pelo maestro Sérgio Fontão.

A estreia nacional do Integral das Sinfonias de Beethoven da Orquestra Metropolitana de Lisboa está, assim, marcada para o Dia de Bocage e da Cidade, 15 de setembro, às 21h30, com a interpretação das sinfonias N.º 1., N.º 2 e N.º 3 (Eroica). Seguem-se, sempre com início às 21h30, a 16 de setembro, as sinfonias N.º 4 e N.º 5, e, a 17, as sinfonias N.º 6 (Pastoral) e N.º 7. A terminar, no dia 18 de setembro, com hora marcada para as 16h00, estão reservadas as sinfonias N.º 8 e N.º 9 (Coral – Ode à Alegria).

 

Os bilhetes para este programa especial já se encontram à venda e podem ser adquiridos por espetáculo, com o valor de 15 euros para a plateia e de 13 euros para o balcão, ou através do Pack 4 Concertos e Fim de Semana, que dá acesso a todas as atuações por 39 euros para a plateia e 30 euros para o balcão. Este pacote especial de entradas inclui vales de desconto até 20 por cento em hotéis e restaurantes.