Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Glam Magazine

Glam Magazine

Passatempo INDIE MUSIC FEST 2016

O Indie Music Fest sabe, como ninguém, celebrar a arte nacional e promete encantar o Bosque do Choupal, para que quem o quiser visitar, se deixe encantar também…

indie_music.pngA Glam Magazine em parceria com o Indie Music Fest tem 6 bilhetes diários (2 por dia) para oferecer. Para se habilitar é bastante simples:

 

  1. Clicar em Gosto na Página da Glam Magazine e do Indie Music Fest.
  2. Partilhar de forma pública este passatempo.
  3. Identificar 1 amigo(a) que gostaria de levar ao Festival pois é essa pessoa caso vença que ganha igualmente um bilhete
  4. Enviar os dados pessoais (nº cc / contacto) e indicando qual a banda que mais gostaria de ver no Festival para passatempos@glam-magazine.pt

 

Só serão consideradas válidas as participações que cumpram os 4 passos. O Passatempo termina a 15 de Agosto 2016 pelos 23.59h. Os vencedores serão divulgados às 14horas do dia 16 de Agosto 2016. Boa Sorte.

 

De 1 a 3 de Setembro a musica celebra-se em Baltar com um cartaz de luxo… PAUS, Octa Push, Salto, Pista, Alek Rein, Savanna, Galgo, Riding Panico, Basset Hounds, Chibazqui, Ditch Days, GANSO, Whales, Ghost Hunt, Pussywhips, The Walks Granada, Fugly, Indio Kurtz, Wild Apes, Solution, MUAY, Pixel82, 800 Gondomar, Pinturas Negras, Desligado, Trot, You Can’t Win, Charlie Brown, Go Baby Go, Sun Mammuth, About Size, O Bom, o Mau e o Azevedo e Jesse

Bons Sons 2016…. Alinhamento para o dia 12 de Agosto

A pouco mais de 1 semana do inicio da edição de 2016 do festival Bons Sons na aldeira de Cem Soldos, aqui deixamos o alinhamento para os 4 dias do Festival, que celebra como sempre a música Portuguesa.

Na edição de 2016, a música começa logo no dia 11 de Agosto, na recepção ao Campista com a atuação de Quem És Tu, Laura Santos?... A partir das 22 horas.

Bons Sons 12.jpgSexta feira, 12 de Agosto é este o alinhamento proposto:

 

10:00 - Música para Crianças (Auditório)

14:00 - Alentejo Cantado (MPAGDP)

15:00 - “Este Povo” / documentário (Auditório)

15:45 - João e A Sombra (MPAGDP)

16:15 - Curtas em Flagrante (Auditório)

16:45 - Pega Monstro (Palco Giacometti)

17:45 - “Auto Rádio” /documentário (Auditório)

18:00 - Indignu [Lat.] (Tarde ao Sol)

19:15 - Birds Are Indie (Palco Giacometti)

20:45 - Danças Ocultas + Orquestra das Beiras (Palco Lopes Graça)

22:00 - Best Youth (Palco Eira)

23:15 - Kumpania Algazarra (Palco Lopes Graça)

00:30 - Sensible Soccers (Palco Eira)

02:00 - Cláudia Duarte (Aguardela)

Novas confirmações no TRC ZigurFest 2016…

Depois de confirmados os Pop Dell' Arte, Dragão Inkomodo e Galo Cant'às Duas, é altura de anunciar uma nova ronda de confirmações e dar-vos quatro grandes razões para não perderem o TRC ZigurFest ‘16. Surma, Baleia Baleia Baleia, TORTO e 800 Gondomar são os nomes agora confirmados para o plantel de luxo que entra em campo nos dias 1, 2 e 3 de Setembro em Lamego. 

GLAM - Surma.jpgphoto: Paulo Homem de Melo

 

Apesar da sua ainda curta carreira, Surma (pseudónimo de Débora Umbelino) é um nome a seguir com atenção no panorama nacional. Acolhida pelo Um ao Molhe desde o primeiro momento e muito acarinhada pelo público de norte a sul do país, a música de cariz pop minimalista tem-lhe valido comparações com nomes como Björk ou The xx. Comparações à parte, o certo é que Surma tem o seu nome cada vez mais firmado. Com as suas composições de filigrana e uma voz frágil mas bela e carregada de certezas, será sem dúvidas um dos momentos mais íntimos e bonitos do festival

 

Torto…. Há já muito tempo que era devido a Lamego o regresso de uma das bandas mais únicas e admiráveis do nosso país. Da última estavam a tocar à lareira de uma das salas mais bonitas da cidade, o Clube de Lamego. Agora, depois de lançado o novo e incrível “Escabroso” e de passagens memoráveis por palcos como o NOS Primavera Sound, Serralves em Festa ou Bons Sons, regressam para encher o Teatro Ribeiro Conceição. Formados por Jorge Coelho, Jorge Queijo e Miguel Ramos, os Torto fazem música com o coração e para o coração, num diálogo constante e sempre franco.

 

Baleia Baleia Baleia

Nada nem ninguém nos preparou para os Baleia Baleia Baleia, mas eles existem e ao que tudo indica não se vão embora tão cedo. Dupla nascida no seio do colectivo ZigurArtists e formada por Manuel Molarinho (baixo e voz) e Ricardo Cabral (bateria), é um daqueles casos em que o todo é maior do que a soma das partes. O mesmo é dizer que os Baleia Baleia Baleia não estão para brincadeiras e prometem festa a rodos com o seu punk-rock dançável e sempre mordaz. Actualmente a preparar o disco de estreia, saem do estúdio para mostrar do que são feitos.

 

800 Gondomar

Directamente de Rio Tinto chega este trio de rock de valor acrescentado, que nos últimos meses se tem dedicado a arrasar palcos e corpos por todo o país. Intensidade é palavra de ordem nas aparições ao vivo destes jovens rapazes, que até há bem pouco tempo mantiveram uma saudável curadoria semanal no Café Au Lait (Porto). Com duas edições na bagagem (“800 Gondomar” e “Circunvalação”), têm sabido aproveitar a onda aparentemente incessável do punk/rock mais garageiro, abraçando com corpo e mente a tradição de alguns dos nomes maiores deste movimento – dos Thee Oh Sees aos Cramps, cabe neles de tudo um pouco.

 

O restante cartaz e informações serão anunciados em breve

Correia são a última confirmação do Vagos Metal Fest!

A 13 e 14 de Agosto a capital nacional do Metal é na Quinta do Ega em Vagos, com um cartaz cuidado, num festival onde o Folk Metal se cruza com o Death. Onde o Thrash encontra o Black Metal, onde o Industrial pára para ouvir o Heavy Metal.

correia.jpgO Vagos Metal Fest marca o início de um novo festival de Heavy Metal, que disputará atenções com os melhores festivais Ibéricos. Não existem no Vagos Metal Fest barreiras de género – é um Festival com todos para todos. O projeto nacional Correia são a última confirmação do Vagos Metal Fest!

 

Dia 12

Recepção ao Campismo: Dj's Rockline Tribe (a partir das 22h00)

Dia 13

Bizarra Locomotiva

Dark Funeral

Fleshgod Apocalypse

Betraying The Martyrs

Vektor

Ramp

Correia

Dia 14

Moonspell

Helloween

Finntroll

Discharge

Tribulation

Heavenwood

Godvlad

 

Depois do susto, Cinema continua no “Andanças” com programação do Festival de Cinema “Avanca 2016”

Depois do incêndio que deflagrou num parque de estacionamento do Andanças - Festival Internacional de Danças Populares, que apesar dos enormes prejuízos materiais não teve felizmente outras consequências, a programação do evento continuou. Comemorando conjuntamente os 20 anos do Andanças e as 20 edições do AVANCA 2016, a programação de cinema deste ano resulta de uma parceria onde se procura exibir um cinema com expressão internacional e intercâmbio entre gerações, saberes e culturas.

Nas margens da albufeira de Póvoa e Meadas no Concelho de Castelo de Vide, distrito de Portalegre, o festival Andanças tem assim uma sala de cinema onde todas as noites se exibem filmes que foram selecionados pelo Festival Internacional de Cinema AVANCA 2016. Com inicio às 21h30, pelo cinema do Andanças passam alguns dos filmes premiados ao longo das 20 edições do festival de cinema AVANCA, mas também um conjunto muito significativo do cinema português de produção independente.

anda.jpgphoto: Andanças /DR

 

Do cinema português e até domingo dia 7, será possível ver filmes de animação de Artur Correia, André Marques, Carlos Cruz, Carlos Silva, Cláudio Jordão, Cláudio Sá, Manuel Matos Barbosa, Nelson Martins, Sandra Figueiredo, Vítor Lopes e Xavier Almeida. Serão igualmente exibidos documentários de Francisco Moura Relvas, Luís Margalhau, Luís Oliveira Santos, Miguel Lima, Vasco Vieira e obras de ficção de José Miguel Moreira e Joaquim Pavão.

 

Entre os filmes escolhidos está a longa-metragem documental “Nós na rua” de Luís Margalhau e a animação “O Acidente” de André Marques e Carlos Silva, que tiveram recente estreia nos cinemas portugueses. Entre as obras em exibição estão alguns filmes premiados no AVANCA 2015, nomeadamente o Prémio Estreia Mundial, a longa metragem documental rodada em Cabo Verde “Pov Inventod – Ecos di Cap Verd”, de Juan Meseguer Navarro, o Prémio Animação “Street artist” do jordano Mahmoud Hindawi, ou o Prémio Curta-metragem “Acabo de tener un sueño” de Javi Navarro (Espanha).

 

Sob a coordenação de Rita Capucho e sua curadoria conjunta com Ana Castro e A. Valente, até domingo dia 7 vão passando pelo ecrã obras que marcaram algumas das 20 edições do “AVANCA – Encontros Internacionais de Cinema, Televisão, Vídeo e Multimédia”.

Jazz em Agosto na Gulbenkian… Eve Risser White Desert Orchestra

Durante o período de regência de Daniel Yvinec à frente da Orchestre National de Jazz (2009-2013), Eve Risser inscreveu o seu nome enquanto uma das mais estimulantes pianistas do jazz europeu contemporâneo.

Eve-Risser-White-Desert-Orchestra-©DR.jpgPhoto: Promo /DR

 

Aos poucos, foi depois enformando o coletivo White Desert, estreado em 2015, veículo à medida da sua criação para um decateto e dois coros, uma das várias formações com que tem afirmado a sua marca de compositora e líder do solo à orquestra.

 

Eve Risser White Desert Orchestra (França)

Eve Risser (Piano, Composição)

Sylvaine Hélary (Flautas)

Antonin-Tri Hoang (Saxofone Alto, Clarinete)

Benjamin Dousteyssier (Saxofone Tenor & Barítono)

Sophie Bernado (Fagote)

Eivind Lonning (Trompete)

Fidel Fourneyron (Trombone)

Julien Desprez (Guitarra Elétrica E Acústica)

Fanny Lasfargues (Baixo Elétrico)

Sylvain Darrifourcq (Bateria)

 

Gulbenkian / Anfiteatro ao Ar Livre (Lisboa)

7 de Agosto 2016 | 21.30h

As últimas confirmações do Indie Music Fest 2016

Depois de a celebração artística independente ter anunciado um concerto de apresentação do novo álbum de Octa Push, é tempo de se desvendar o nome que protagonizará o segundo concerto exclusivo no Bosque Mágico. You Can’t Win, Charlie Brown tocarão pela primeira vez o seu novo álbum “Marrow” para os indies, em Baltar, e tornam ainda mais viva a ideia de que os palcos do Indie Music Fest são, definitivamente, o verdadeiro lugar da música moderna nacional mais recente.

Mas não é só! Go Baby Go, Sun Mammuth, About Size e o Bom, o Mau e o Azevedo juntam-se às últimas confirmações do cartaz da celebração artística independente.

i01.pngYou Can’t Win, Charlie Brown… O sexteto lisboeta é um dos grandes trunfos da música moderna portuguesa. Já tocaram nos melhores palcos do país e até já mostraram mais de si em festivais em Brighton e no Texas. Desta vez, é no Indie Music Fest que os You Can’t Win, Charlie Brown vão surpreender o público. Marrow é o nome do novo disco da banda, que será pré-apresentado exclusivamente no Bosque do Choupal. As guitarras acústicas e o folk deram lugar a uma onda mais elétrica e dançável e este concerto dará lugar a um momento absolutamente inesquecível!

i02.pngOs GoBabyGo são do Porto e tocam rock n' roll, metal, punk, stoner, basicamente é um mix de sonoridades com muita energia e um sorriso nas trombas. Do chá ao whisky, é ao vivo que misturam tudo e dão uma grande festa. E sim, há whisky para a fila da frente. Lançaram à pouco tempo um single do novo disco que será apresentado ao vivo no Indie Music Fest.

i03.pngSun Mammuth… Formaram-se em 2013 na Vila de Lousada e inicialmente começaram como um trio, composto por Nuno Henriques (guitarra), João Ferreira (bateria) e António Magalhães (baixo). Influenciados pela sonoridade do Stoner Rock e Rock Piscadélico e por bandas como Colour Haze ou Kyuss, começaram a esboçar os primeiros riffs, ainda à procura de uma identidade coesa e única que lhes permitisse dar os primeiros passos no panorama musical do underground português. Esta integridade está presente no primeiro EP “Cosmo“ de 2015, que conceptualmente se baseia no renascer do animal pré-histórico e simbólico da cultura Stoner. Este disco de 8 faixas leva-nos a uma dimensão paralela onde a primeira faixa “Jamamme” simboliza o chamamento do Mamute, invocado espiritualmente por este trio. A entrada de mais um guitarrista, Mário Fonseca (Maga) em 2016, resulta num conjunto sonoro mais preenchido onde é possível ouvir uma base instrumental sólida que suporta uma melodia capaz de levar o público ao universo mais longínquo.

i04.pngAbout Size é uma banda formada em 2015 e situada em Freamunde/Porto. Constituída por Bruno Fernandes "Mez" (guitarra e voz), Frederico Alves (bateria) e Luís Martins (baixo). A fonte/começo é a expressão, a improvisação, a curiosidade de experimentar e a descoberta da essência musical de cada um de forma natural e utilizar isso como um todo. Essencialmente o resultado é rock alternativo/ new prog que passa pelo o progressivo, experimental, psicadélico, ambiental, matemático.

i05.pngO Bom, o Mau e o Azevedo são Kinorm, Azevedo, Martelo e Varejão, e é um quarteto de luxo que poderia facilmente fazer as bandas sonoras dos filmes de “Quentin Tarantino“. Ainda não se cruzaram numa das ruas deste mundo, contudo esta formação, sempre bem armada de grandes sonoridades vão deliciar certamente o publico com o seu estilo de surf-rock nas tardes do festival.

 

Os 5 últimos indies juntam-se aos já confirmados PAUS, Octa Push, Salto, Pista, Alek Rein, Savanna, Galgo, Riding Panico, Basset Hounds, Chibazqui, Ditch Days, GANSO, Whales, Ghost Hunt, Pussywhips, The Walks Granada, Fugly, Indio Kurtz, Wild Apes, Solution, MUAY, Pixel82, 800 Gondomar, Pinturas Negras, Desligado, Trot e Jesse, que estarão no Bosque do Choupal, de 1 a 3 de setembro.

 

O Indie Music Fest sabe, como ninguém, celebrar a arte nacional e promete encantar o Bosque do Choupal, para que quem o quiser visitar, se deixe encantar também… Os passes-gerais encontram-se à venda a 30€ com campismo incluído nos locais habituais.

O festival do bosque tem ainda o prazer de anunciar que por cada passe-geral vendido entre 4 e 8 de agosto, 1€ reverterá a favor do IPO do Porto, que estará presente nesta 4ª edição com uma ação de sensibilização.