Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Glam Magazine

Glam Magazine

Neopop Festival 2016… Faltam 7 Dias!

Faltam apenas sete dias para que os melhores da cena electrónica nacional e internacional façam a sua magia em Viana do Castelo. A 11ª edição do mais prestigiado festival de música de dança nacional está a ganhar forma e tudo estará como nunca para receber os milhares que não vão querer perder nomes como Richie Hawtin, Carl Cox, Nina Kraviz, entre tantos outros.

neo.jpgPara que não se perca nada do que vai acontecer nos dois palcos do festival, pode já fazer-se download da aplicação gratuita, disponível para IOS e Android

 

4 de Agosto

Neostage

18h00 Bloop Showcase - Magazino + Serginho
20h00 Maya Jane Coles
22h00 John Talabot
00h00 Rui Vargas
01h30 Freshkitos
02h30 Unforeseen Alliance Live
03h30 Oscar Mulero
05h30 Ben Sims B2b James Ruskin
07h30 Nina Kraviz

Antistage

15h00 Bloop - Cruz + Tiago Marques +Kaesar + Rompante
18h00 Sensible Soccers Live
19h00 Terzi
20h00 Pixel82
21h00 Mvria
22h30 Dexter
00h00 Solar
02h00 Xosar Live
03h00 Peter Van Hoesen
05h00 Zadig
7h00 Magda

 

5 de Agosto

Neostage

21h00 Cardia
22h30 Tiago Fragateiro
00h00 Gonçalo
01h00 Frank Maurel
02h00 Carl Cox
04h00 Matador Live
05h00 Pan-Pot
07h00 John Digweed

Antistage

22h00 Solution
00h00 Alfredo Mazzilli
01h30 Antigone
03h30 Inigo Kennedy
05h30 Polar Inertia Live
06h30 Donato Dozzy

 

6 de Agosto

Neostage

23h00 Hhy & The Macumbas Live
1h00 Fatima Al Qadiri
2h00 Etienne Jaumet Live
3h00 Ben Ufo
5h00 Switchndance
6h00 Benjamin Damage Live
7h00 Maceo Plex
9h00 Richie Hawtin

Antistage

22h00 Sepypes B2b Backbone
00h00 Glove B2b Trigger
01h00 Birth Of Frequency Live
02h00 Ruuar
03h00 Zenker Brothers
05h00 Pfirter B2b Jonas Kopp
07h00 Lewis Fautzi Live
08h00 Sunil Sharpe

"A Travessia"… Tio Rex com novo vídeo…

Depois do primeiro single e vídeo de Tio Rex, "A Cura" (com Um Corpo Estranho), é agora estreado novo vídeo "A Travessia" (com a participação das Golden Slumbers).

Este tema é disponibilizado num período de novas datas de apresentação do disco "Ensaio Sobre a Harmonia", lançado em Maio de 2015, e que passam por Mondim de Basto, Festival Mêda+ e Mercado Bom Sucesso no Porto em Julho e ainda 3 datas de estreia na Inglaterra acompanhado pelo Folk Collective (e organizadas pela Oh Lee Records) em Agosto.

tio rex.jpg photo: Paulo Homem de Melo / Arquivo Glam Magazine

 

“A Travessia é introspecção.

A Travessia é aceitação.

A Travessia é luta.

A Travessia é procura.

A Travessia é progresso.

A Travessia é vida.

A Travessia é o caminho até ti.

A Travessia é o mapa com que me encontras.

A Travessia”

 

SonicBlast Moledo chega já nos dias 12 e 13 de agosto e traz consigo o melhor do rock independente

O SonicBlast volta a Moledo, concelho de Caminha, para a sua 6.ª edição a trazer o melhor do Doom, Stoner e Heavy Psych underground nacional e internacional num festival completamente dedicado a este género de música. A localização privilegiada deste festival continua a fazer dele um encontro perfeito entre praia, piscina, surf, skate e muito rock. Com os concertos da tarde a serem feitos no recinto da piscina e com a praia de Moledo apenas a 5 minutos do recinto, este Festival prima com o contacto direto com o que a natureza tem para oferecer. O parque de campismo incluído no Passe Geral é também ele num pinhal junto à praia.

O cartaz este ano promete surpreender e o SonicBlast traz a Portugal grandes nomes dentro dos géneros musicais já referidos. Com a programação completamente anunciada, as melhores bandas de rock passarão dia 12 e 13 por Moledo.

sonic.jpgA 12 de agosto, sexta-feira, no Festival vão passar Valient Thorr, All Them Witches - que se estreiam em Portugal -, e Black Bombaim como principais destaques, a que se juntam também Miss Lava, Asimov, Maize e Sacri Monti, estes último que se estreiam em Portugal e são uma banda que conta com elementos de Radio Moscow e Joy.

No dia 13 de agosto, encabeçado por Uncle Acid & The Deadbeats, Truckfighters e Stoned Jesus, há o regresso dos The Black Wizards e dos Vircator. Com eles estarão outros nomes como Spelljammer, Salem’s Pot ou Killimanjaro.

 

O SonicBlast este ano chega mais cedo e abre as portas às pessoas no dia 11 de agosto para uma Warm Up de entrada gratuita nos bares de praia de Moledo (os concertos realizam-se a partir das 17H30 no Paredão 476 e às 23H00 no Ruivos Bar.). Atuam The Black Wizards, Big Red Panda, Ana Paris, The Dead Academy e Milhomes

 

Os preços do passe geral serão, depois de dia 31 de julho, atualizado. Ou seja, até ao último dia deste mês poderá comprar o Passe Geral por 38€ nas bilheteiras associadas ao SonicBlast. A partir de agosto o mesmo passe custará 45€. Para quem tenha o Passe Geral e seja portador da pulseira do SonicBlast Moledo, o Festival oferece descontos em aulas de surf nas manhãs dos dias 12 e 13 (parceria com a Afife Boardriders Club), na praia de Moledo.

 

Wild Beasts confirmados no Jameson Urban Routes

Em fase de lançamento de “Boy King”, o aguardado sucessor de “Present Tense”, os Wild Beasts regressam a Lisboa na segunda, dia 24 de Outubro, para mostrar como se desenvolve a dialéctica inconfundível da dupla Hayden Thorpe e Tom Fleming. A apontar o caminho, o single de avanço, “Get My Bang” que claramente posiciona o quarteto num universo cada vez mais composto pelas artimanhas electrónicas.

Produzido por John Congleton (St. Vicent), “Boy King” chegará ao mercado já a 5 de Agosto e promete, de acordo com a banda, um olhar sobe a “orgia consumista” que marca a sociedade actual.

DSC_0371 (Cópia).jpgphoto: Paulo Homem de Melo / Arquivo Glam Magazine

 

À décima edição, o Jameson Urban Routes reinventa-se num novo formato que, ao longo de uma semana, contempla 16 sessões de concertos e clubbing, que apontam uma visão personalizada das rotas e tendências da música moderna. Neste novo formato será possível a compra isolada de ingressos para cada sessão de concertos ou clubbing, mas também a de bilhetes diários que permitem acesso a todas as sessões de um determinado dia.

O Festival disponibiliza ainda dois pacotes especiais de bilhetes em número limitado.

Sara Paço convidada especial da Academia de Guitarra

A cantora Sara Paço tocou ao vivo com os alunos da Academia de Guitarra no âmbito do projeto “Summer Music Lab” o qual foi implementado pela primeira vez este ano e que decorre ao longo do mês de Julho na Academia. A iniciativa visa trabalhar com os alunos (com idades compreendidas entre os 8 e os 16 anos) as diferentes áreas relacionadas com a música. Os estudantes são incentivados a formar bandas, ensaiar, editar um CD, gravar um videoclip e a vestir a pele de um verdadeiro artista.

Sara Paco convidada especial da Academia de MusicaAutora, compositora e produtora das suas músicas, Sara Paço, disponibilizou o tema "If Grapes Could Talk", do seu álbum “Waking Up The Drums” para ser tocado ao vivo com os alunos da Academia.

Sara Paco no Summer Music Lab.JPGPara a cantora, que tem mais de cem temas registados na Sociedade Portuguesa de Autores "foi uma experiência única partilhar uma canção minha com estas crianças maravilhosas e dotadas de um enorme talento. Fez-me recuar no tempo e recordar os meus 6 aninhos e a excitação de pisar um palco pela primeira vez no Grupo Coral de Mafra. A Academia de Guitarra está de parabéns por esta fantástica iniciativa."

Festival Para Gente Sentada… segunda confirmação… José González

O som outonal do indie pop de José González chega a Braga em Setembro, com a confirmação do cantor e compositor sueco na décima segunda edição do Festival Para Gente Sentada.

GLAM - Jose Gonzalez (2).jpgphoto: Paulo Homem de Melo / Arquivo Glam Magazine

 

José González fala com a tranquilidade e certeza que encantam todos aqueles que ouvem o seu folk pop acústico e sussurrante. Depois de passagens por bandas de hardcore, na década de 90, González formou a banda de indie rock Junip, ainda antes de embarcar numa carreira a solo com o lançamento de "Veneer", o registo de 2003 que chegou a Platina no Reino Unido. Nos anos seguintes, voltou a trabalhar com Junip e colaborou também com a banda Zero 7, antes de retomar a carreira a solo com “In Our Nature”, uma exploração de influências que vão do folclore argentino ao folk britânico dos anos 60.

 

Passaram-se sete anos até surgir “Vestiges & Claws”, mas José González soube manter-se activo, quer com Junip, quer com o projecto The Göteborg String Theory ou a colaboração na banda sonora de "The Secret Life of Walter Mitty". Concebido como a terceira parte de uma trilogia acústica, “Vestiges & Claws” é uma apresentação delicada do estilo vocal do artista e da sua perícia instrumental, onde partes de guitarra e doces harmonias vocais se entrelaçam. É com esta acústica intimista que José González se transforma num dos artistas mais talentosos da sua geração e faz prever um concerto, sem dúvida, especial.

 

Dias 16 e 17 de Setembro, o Festival Para Gente Sentada está de regresso à cidade de Braga com concertos no Theatro Circo, GNRation e vários espaços da cidade. Mallu Magalhães também faz parte do cartaz do festival.

Boom Festival… a 11ª edição conta com boomers de 154 nacionalidades

Boom Festival está de volta aos cerca de 150 hectares da Herdade da Granja, em Idanha-a-Nova, entre 11 e 18 de agosto. A 11ª edição do evento que, de dois em dois anos, transforma a margem direita da Albufeira de Idanha no paraíso na terra, conta este ano com boomers de 154 nacionalidades – mais que em 2014, recebendo como país convidado o Japão, para o qual foram disponibilizados 500 ingressos gratuitamente. Os Franceses são os que estarão em maior número.

boom 5.jpgO evento bienal de cultura independente que, desde 1997, se realiza em agosto é uma referência internacional. Multidisciplinar, transgeracional e intercultural, o Boom foi considerado em abril deste ano pelo jornal britânico The Guardian um dos 10 melhores festivais deste ano na Europa e pela norte-americana Rolling Stone como um dos sete mais espetaculares acontecimentos transformacionais do mundo. O festival português surge associado a eventos internacionais como “Burning Man” (Nevada, EUA), “Beloved” (Oregon, EUA) ou “Secret Solstice” (Islândia).

 

O Boom Festival cruza diversas correntes artísticas – pintura, escultura, land art, instalações interativas, música, videoarte ou artes plásticas – complementadas por um vasto cartaz de conferências, workshops, tertúlias e apresentações ligados a temas alternativos.

boom 2.jpgShamanism” é o tema do Boom Festival 2016 que, entre outras novidades, este ano, decidiu limitar ainda mais o número de bilhetes com o intuito de manter o sentido de familiaridade e conforto. Assim, a organização alerta: “Os bilhetes online estão esgotados e não existem mais disponíveis. Para evitar esquemas e mercado negro de bilhetes, todos os ingressos são pessoais e eletrónicos” e o acesso ao festival “requer um documento de identificação oficial com foto ou passaporte para confirmação de identidade com os dados do bilhete”. Assim, a todos os que não conseguiram adquirir bilhete a organização do Boom recorda que não vale a pena se deslocarem ao recinto na expectativa de conseguirem ingresso, pois, além de não haver bilheteira, a personalização dos mesmos impede esquemas fraudulentos.

 

São várias as novidades nesta 11ª edição, mas todas visam incrementar as condições de conforto e de familiaridade do festival, bem como as medidas “verdes”, pelas quais o Boom Festival tem vindo a ser sucessivamente premiado. Além da melhoria de condições na área de restaurantes, WC e chuveiros, esta edição contará com uma nova área de restaurantes e lounge para campistas e caravanistas. Uma nova zona dedicada Organizações Não Governamentais, e ainda, um novo espaço dedicado a dança, onde diariamente haverá sessões e shows. Também os pequenos boomers, com idades entre 3 e 12 anos, contarão com uma nova área.

 

A organização conta com cerca de 190 autocarros que vão fazer o transporte de pessoas entre os aeroportos de Lisboa e de Madrid e Idanha-a-Nova e haverá também autocarros a fazer a ligação a partir de França (Paris), Suíça (Genebra) e Holanda (Amesterdão).

“Lisboa Soa" é o novo evento que irá celebrar a arte sonora na capital

É daqui a pouco mais de um mês que a capital recebe a estreia de um novo evento que irá mudar para sempre a sua paisagem sonora: Lisboa Soa, Encontro de arte sonora, urbanismo e cultura auditiva. Durante 4 dias, o Jardim da Tapada das Necessidades é o espaço privilegiado para o primeiro evento de arte que pretende trazer a debate uma variável tão importante, como negligenciada, no planeamento dos lugares: o som.

88.jpgInstalações, performances, concertos, percursos sonoros, serão inúmeras as obras nacionais e internacionais que pretendem a interacção entre os criadores e obras e a audiência através da fruição, aprendizagem e reflexão sobre o ambiente acústico que nos rodeia. Porque é urgente escutar o mundo à nossa volta para que ele se torne cada vez mais sustentável, a primeira edição do Lisboa Soa está marcada de 1 a 4 de Setembro de 2016, no Jardim da Tapada das Necessidades

 

Co-produzido pelos Produtores Associados e a EGEAC, está inserido na programação das festas da cidade, Lisboa na Rua 2016.

 

“Eu”… o novo álbum de Fábia Rebordão a 23 de Setembro

Fábia Rebordão é, unanimemente, considerada uma das vozes de referência do novo fado. “Eu” o aguardado segundo álbum de originais, é editado a 23 de Setembro de 2016. “Eu” foi produzido por New Max (Expensive Soul) e Jorge Fernando, e conta com fados originais com a assinatura de nomes como Pedro Silva Martins, Dino D'Santiago, Jorge Fernando, Tozé Brito, Rui Veloso, ou da própria Fábia Rebordão. Custódio Castelo, nome maior da Guitarra Portuguesa é convidado especial no tema “Alice”, uma composição de Miguel Rebelo com letra de Rui Rocha. Destaque ainda para “Pergunta a Quem Quiseres” uma composição de Alfredo Marceneiro com poema de Mário Rainho.

eu.jpgNas palavras de New Max "Este disco é um glorioso encontro entre a Música Popular Portuguesa e a Soul, de uma forma nunca feita antes. À excelência dos grandes compositores da actualidade juntam-se a aveludada voz de Fábia Rebordão para nos presentear com 13 canções de antigamente mas com a actualidade de uma nova geração."

“Falem Agora” é o primeiro avanço de “Eu”. Dia 23 de Setembro, dia de lançamento do álbum, Fábia Rebordão atua também no Caixa Alfama em Lisboa. Oportunidade única para escutar os novos temas ao vivo.

 

A música faz parte da vida de Fábia Rebordão desde muito cedo, mas só aos 14 anos, após ter conquistado o programa de televisão “Cantigas da Rua”, descobre a paixão pelo Fado. Prima de Amália e Celeste Rodrigues, Fábia começa a cantar regularmente em casas de fados. Fadista residente da Casa de Linhares desde os 21 anos, o seu álbum de estreia data de 2012. Nesse ano, é distinguida como Artista Revelação dos Prémios Amália e o Jornal Expresso destaca Fábia Rebordão como uma das personalidades revelação, no ano seguinte. Embora o fado seja a grande matriz da sua paixão pela música, as suas influências musicais são diversas e vão da soul, à bossa nova, à morna, ao blues ou ao jazz.