Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Glam Magazine

Glam Magazine

SMSF Beja 2016… Programação completa e horários revelados

O SMSF está de volta a Beja com Rotting Christ, Sinister, Bizarra Locomotiva, Allen Halloween e muito mais. De 9 a 11 de Junho, no Parque de Merendas da cidade de Beja. Os horários e a programação diária já não são segredo.

Há segredos que não vale a pena guardar muito tempo, principalmente quando já se conta menos de um mês até ao regresso do SMSF a Beja. O cartaz já completo, encabeçado por Rotting Christ, Sinister, Bizarra Locomotiva, Allen Halloween e mais uma série de nomes que completam a pluralidade da linguagem mais extrema, encontra-se já distribuído por dias, com os horários de cada actuação já revelados.

untitled1.jpgOs horários encontram-se no site do SMSF para consulta, distribuindo os nomes mais sonantes pelos três dias do evento. Assim, as honras de nome charneira do dia 9 cabem aos Forgotten Tomb, do dia 10 aos Sinister e do dia 11 aos Rotting Christ

untitled.jpgCom os horários veio o infeliz cancelamento da actuação dos árabes Aramaic, devido a complicações na obtenção de visto. Ou, antes, o adiamento da sua passagem — uma vez a laborar na sua situação internacional, a banda dos Emirados Árabes Unidos prontificou-se a confirmar a sua estreia em Portugal e Beja para a edição de 2017 do SMSF. No lugar dos Aramaic actuarão os Blasphemium com o seu black metal sinfónico.

 

De recordar que o SMSF distribuirá a sua programação por dois palcos, um deles, o Forest Stage, de acesso gratuito.

Depois da Casa da Música… Retimbrar revelam próximos voos

Cantam bombos, chocalham tréculas, rufam guitarras, dedilham vozes. O arraial que se comemora é imaginário. A cultura vive, recria-se e transforma-se, fica mais forte na nossa imaginação e nas nossas mãos ganha forma o invisível. A vida traduz-se em ritmo e em jogo. Bebemos em várias fon­tes, é essa a nossa força transportando com ela a vontade de partilhar e de unir. É p’ra quem quer, não p’ra quem pode!

Retimbrar - foto promo 02 Egidio Santos.jpgphoto: Egidio Santos

 

Os Retimbrar são um colectivo musical do Porto com um trabalho de exploração de ritmos, canções e instrumentos tradicionais portugueses, que resulta num reportório misto de originais e reinterpretações. É fundamental para o grupo o desígnio de conhecer e dar a conhecer a herança popular e cultural portuguesa.

Nos Retimbrar o que se faz é música para todos! Atuam com liberdade para que o prazer se renove e a tradição não envelheça.

O grupo foi fundado em 2008 por Andres ‘Pancho’ Tarabbia, percussionista uruguaio radicado em Portugal, a quem se juntou António Serginho que entretanto co-assumiu a coordenação e a liderança do grupo. Entre 2010 e 2012, a Casa da Música acolheu os Retimbrar nos projetos do Serviço Educativo.

 

A experiência adquirida nos diferentes contextos em que têm estado ativos, permitiu-lhes encontrar diferentes performances ajustáveis à natureza de cada momento, da rua ao palco, da oficina ao concerto. Os Retimbrar pretendem agora lançar-se a novos desafios, apelar ao contínuo desenvolvimento da cultura musical popular e criar uma escola ao serviço da comunidade

Retimbrar - foto promo 05 Egidio Santos.jpgphoto: Egidio Santos

 

Depois de terem levado mais de 1000 pessoas à Casa da Música para assistir aos espectáculos de lançamento do disco ‘Voa Pé’, os Retimbrar partem agora para uma série de apresentações de norte a sul do país.

 

22 Maio 2016 – Espaço Batucada Radical, Porto

25 Maio 2016 – Cine-Teatro Garrett, Póvoa de Varzim

27 Maio 2016 – Festival Rádio Faneca, Ílhavo

8 Julho 2016 – Noites na Nora, Serpa

30 Julho 2016 – Folk Celta, Ponte da Barca

 

São de Beja.. São os Marvel Lima lançam single "Fever"

Os Marvel Lima, quinteto oriundo de Beja, é a prova que existe uma aura diferente na região do Alentejo. Entre vozes, percussões, sintetizadores, guitarras, baixo e bateria, este projeto recria a ambiência distorcida de uma viagem temporal entre os anos originais do rock psicadélico e a música contemporânea de hoje, com um forte tempêro mediterrâneo e assumida influência latina.

FEVER_FINAL.jpgApresentaram o primeiro single promocional “Mi Vida” em finais de 2014, com o pretexto de cartão-de-visita do seu álbum de estreia, música essa que lhes permitiu marcar presença em alguns palcos nacionais como Musicbox e Galeria Zé dos Bois e eventos como 20 XX Vinte, organizado pela editora Lovers and Lollypops, entre outros.

Após uma breve paragem em estúdio, anunciam assim o lançamento do segundo single “Fever”, outra amostra do álbum homónimo que sairá em Setembro do presente ano, gravado e misturado na pontiaq studios, com selo da editora pontiaq.

 

Nos próximos meses, Marvel Lima marcará presença - entre outros eventos – na Galeria do Desassossego (Beja) no dia 21/05/2016, no Musicbox (Lisboa) no dia 02/06/2016, no DAMAS Bar (Lisboa) no dia 24/06/2016 e no Milhões de Festa (Barcelos), entre 21 e 24 de Julho, concertos nos quais o público pode ver e ouvir ao vivo o single e outros temas inseridos no primeiro disco da banda.

 

Programação Imaginarius… Teatro em Caixa (pt)

Teatro em Caixa (pt) / Ephemeros

Oriundos de uma realidade pós-apocalíptica, dois indigentes vagueiam pelo mundo carregando um velho piano. Carregam-no pois só ele os pode distrair do constante aborrecimento da incessante espera de coisa nenhuma. Foi o que conseguiram resgatar dos escombros da cidade onde viviam. Com as suas identidades fragmentadas e despedaçadas por um total ceticismo em vários pilares fundamentais da civilização, são perseguidos por uma visão tragicómica e, acima de tudo, descrente em relação a tudo que os rodeia.

teatro em caixa limpo.jpgPara estes seres semifantasmagóricos, a vida seria bem mais confortável se durasse um só dia. Servindo-se do seu piano e humor negro, decidem expor as inúmeras vantagens de uma vida curta, dando um tratamento inusitado à história da condição humana.

 

Estreia absoluta / criação imaginarius / cia. local

 

Imaginarius / Casa do Moinho

20 e 21 de Maio 2016 | 15.30h

Imaginarius / Igreja Matriz

20 e 21 de Maio 2016 | 19.30h

 

 

Programação Imaginarius… A Barrel of Monkeys Company (de)

A Barrel of Monkeys Company (de) / Terra

Uma criatura vive a 5 metros de altura, tentando entrar em contacto com as pessoas que passam por baixo do seu estranho lar. Sem tocar, sem falar qualquer língua, ela recebe convidados, serve café… mas como fazer os convidados subir? Conseguirá a criatura descer? Saindo da sua zona de conforto, entrando num novo espaço, conquista um novo solo… passo a passo, respirando um novo e estranho ar.

a barrel of monkeys company.jpgEncontra um novo lar em Portugal, mas o que significará “casa” para ela? Para a cidade? Para os cidadãos? Após a receção pelos habitantes locais, conseguirá a criatura inserir-se na comunidade?

Durante o festival, uma instalação interativa estará disponível para a partilha de ideias em torno da “terra” e da “saudade”.

 

Imaginarius / Rossio

20 e 21 de Maio 2016 | 15.15h, 19.00h e 23.30h

Programação Imaginarius… Artelier? (pt)

Artelier? (pt) / Navio de Espelhos

Navio de Espelhos é um percurso urbano performativo e multidisciplinar, inspirado na obra homónima do poeta surrealista português Mário Cesariny, que imagina um naufrágio onde os tripulantes são miraculosamente salvos por uma outra embarcação. Neste novo navio, os que haviam sido náufragos são agora personagens invisíveis num objeto flutuante onde todos "têm o mesmo rosto, o mesmo grau, o mesmo posto".

artelier.jpgO que parecia um milagre ganha contornos de horror e só lhes resta uma possibilidade: levar o velho barco ao fundo!

Performance, videomapping, instalação e multimédia são os eixos centrais da ação deste percurso interativo e refletivo, que espelha a Europa dos dias de hoje, numa competição dentro e fora de si mesma.

 

Imaginarius / Rua Dr. Roberto Alves

20 e 21 de Maio 2016 | 16.30h e 21.30h

Programação Imaginarius… DC Arte Grupo de Teatro (co)

DC Arte Grupo de Teatro (co) / Bandoleros

Bandoleros é um espetáculo de rua que se apresenta numa configuração circular e tem por base a história de um gangue num período de violência partidária na Colômbia, onde a fome e a justificação ideológica para matar são os pilares do quotidiano.

dc arte grupo teatro.jpgUm espetáculo multidisciplinar e dinâmico, onde a música tradicional do interior da Colômbia ganha destaque, num jogo com o público onde máscaras e outros adereços cénicos conquistam um papel essencial na ação.

 

Imaginarius / Casa do Moinho

20 e 21 de Maio 2016 | 16.15h e 20.15h

Programação Imaginarius… Compagnie Mobil (nl)

Compagnie Mobil (nl) / Sulky M1

 

Um homem está sozinho na rua com a sua Sulky, numa viagem rumo ao encontro de alguém. Mas de onde vem? Para onde irá? Na sua viagem, tudo parece estar sob controlo, mas as aparências iludem quando a todo o momento as simples ações quotidianas se transformam em problemas. Aat Dirks é um ator hilariante que apresenta uma performance hipnótica e deslumbrante sobre a solidão. Estará ele a brincar com o fogo?

compagnie mobil.jpgEspetáculo de estreia da Compagnie Mobil, Sulky M1 venceu o prémio do festival de teatro de rua BUITENKANS, em Enschede (Holanda).

 

Imaginarius / Praça Gaspar Moreira

20 e 21 de Maio 2016 | 18.00h e 21.00h

 

”Life Goes On”… O novo Single de Ivo Soares

O cantautor Ivo Soares, conhecido pela sua participação na primeira temporada do Factor X, lança “Life Goes On”, o novo single em consonância com as melhores águas R&B/neo soul que nos chegam de nomes como Maxwell ou Daley. Este novo tema sucede a “Just For a Little While”, a serem incluídos num segundo EP com data de chegada prevista para o segundo semestre deste ano.

Ivo Soares.jpgphoto: Promo /DR

 

Ivo Soares nasceu a 6 de Junho de 1995, em Lisboa. Atualmente é estudante da Universidade Lusíada no curso de Jazz e Música Moderna. Cantor, compositor e pianista, Ivo Soares, cresceu rodeado por arte. O seu pai é Zé Soares, guitarrista de Jazz, e a mãe São Nunes, performer e artista plástica, influenciaram-no desde muito pequeno, tendo vindo a demonstrar um talento especial para a música.

 

Em 2010 foi finalista do programa da SIC “Portugal Tem Talento”. Em 2011 foi selecionado para integrar a Big Band Júnior Hot Clube/CCB, como cantor. Ao longo da sua carreira tem tocado com grandes nomes do panorama musical português como Mário Laginha, Carlos Bica, Bárbara Lagido e Mário Delgado. Tem, neste âmbito, pisado vários palcos como Centro Cultural de Bélem, Hot Clube, Duetos da Sé, Teatro S. João (Palmela), “Festival de Jazz de Palmela” e “Abril Jazz Mil”.

Elogiado pelo músico Mário Delgado como “profissional” e pelo maestro e músico Claus Nymark como um “talento de voz”, gravou em 2011 um single com Flip de Riviera e Deepblue, sendo o criador da letra e melodia. Em 2012 ganhou o concurso da MTV e cantou com a Áurea no Meo Like Music. Também teve grandes prestações no programa da SIC ‘Factor X’, em 2013.

Ivo Soares escreve, produz e toca as suas músicas indo buscar influências ao R&B, Hip Hop, Jazz, Soul e Gospel. O seu objetivo é inspirar as pessoas, de forma a identificarem-se com as suas músicas, falando das suas paixões, dos seus desgostos de amor, inseguranças,  medos  e  também  sucessos. 

As  músicas  de  Ivo Soares são o espelho da sua alma e 2016 promete ser o ano da afirmação das suas canções que começam a conquistar público de norte a sul do país.

Nightwish…. Ao vivo no Coliseu de Lisboa 8 de Setembro

A mais emblemática e aplaudida banda de metal sinfónico regressa por fim a Portugal depois de quase uma década de ausência dos palcos nacionais!

Desde que se juntaram, no início da década de 90, uma altura em que o heavy metal mais tradicional estava supostamente morto para o mundo, os Nightwish foram um dos principais responsáveis pelo renascimento do género junto das massas e, combinando de forma muito inteligente peso bombástico, melodias sinfónicas opulentas e uma atitude com tanto de tradicional como de inovadora, conseguiram criar alguns dos momentos mais melancólicos, românticos e sonhadores de que há memória neste espectro em muito tempo.

1280x720.jpgHoje, apesar da turbulência que tiveram de contornar ao longo dos últimos anos, mantêm-se sem paralelo; sensuais, tocantes e esmagadores na beleza que emana da música que fazem. É exatamente essa postura sem precedentes, tantas vezes imitada mas nunca igualada, que os músicos liderados por Tuomas Holopainen vão trazer de regresso a Portugal quando, no próximo dia 8 de Setembro, subirem ao palco do Coliseu dos Recreios, em Lisboa. Um concerto único, que materializa simultaneamente um muito aguardado retorno a território nacional e a estreia de Floor Jansen como vocalista do grupo por cá.

No momento em que quatro miúdos e uma menina, todos com ar imberbe e aspeto de terem acabado de sair do liceu, subiram pela primeira vez ao palco do lendário clube de rock Lepakko, em Helsínquia, ninguém poderia ter adivinhado que, uns anos depois, andariam pelo mundo a fazer tours gigantescas e, apoiados em vendas que ultrapassam os seis dígitos, numa das mais bem-sucedidas bandas alguma vez saídas da Terra dos Mil Lagos. Desde o momento em que, corria o ano de 1997, lançaram “Angels Fall First”, o álbum de estreia, os Nightwish continuaram a evoluir de forma gradual, inspirando-se numa enorme vontade de criar algo único que lhes permitiu irem-se descolando das comparações mais óbvias que se pudessem colar às primeiras gravações. Depois, com lançamentos como “Oceanborn” e “Wishmaster”, afirmarem-se como uma voz a ter em conta num cenário em que, mais vezes do que seria desejável, o facilitismo criativo tende a ser confundido com talento. Sustentado no enorme génio criativo do timoneiro Tuomas Holopainen, com o quatro longa-duração, “Century Child”, de 2002, o coletivo oriundo de Kitee afastou-se de vez das suas referências mais óbvias, criando uma sonoridade muito própria que, durante os anos seguintes, acabaria por influenciar toda uma vaga de novos grupos apostados em misturar o peso do heavy metal com os ambientes majésticos e envolventes da música sinfónica. O épico “Once”, editado em 2004, quebrou todas as barreiras e fê-los chegar de uma vez por todas ao mainstream, afirmando-os como um enorme fenómeno de popularidade à escala mundial.

Durante a década seguinte, apesar de terem tido de batalhar com alguma instabilidade desde que se separaram da carismática Tarja Turunen em 2005, os Nightwish não mais pararam de crescer, sendo hoje uma das poucas bandas que, apesar de se levarem muito a sério, conseguem manter inalterada a essência épica do power metal através da composição inteligente de canções carregadas de atmosferas envolventes e emoções profundas. E sim, o virtuosismo sempre foi um dos segredos do seu sucesso, mas feitas as contas, a música que se ouve em álbuns como “Dark Passion Play”, “Imaginaerum” ou “Endless Forms Most Beautiful” afirma-se como muito mais que apenas uma mera demonstração auto-indulgente de proficiência técnica, invocando mundos de sonho e fazendo com que o ouvinte se perca no tempo e no espaço, entre visões e tentações, amor e devoção, enquanto aspira a novas fronteiras criativas. Tem sido, de resto, essa capacidade de adaptação e mutação que os tem destacado sempre dos seus pares, mantendo-os um passo à frente de toda a competição e estabelecendo-os como um dos nomes mais aplaudidos e influentes entre todos os que tentaram tomar de assalto o panteão do metal durante as últimas décadas.

 

Coliseu (Lisboa)

8 de Setembro 2016

O Ponte Party People volta à cidade de Braga

Se já não existiam razões suficientes para ir até Braga, acrescenta-se, agora, mais uma: o Ponte Party People volta a tomar a sua cidade-mãe de assalto a 2 de Julho, para mais de 6 horas de música seguida, intercaladas entre a piscina, à tarde, e o palco principal, à noite. Tudo isto gratuito.

A primeira remessa de nomes para o que promete ser uma das festas mais longas do Verão é delineada pelos bracarenses peixe:avião, os nada-franceses e 100% vimaranenses Toulouse e os mestres em pôr qualquer par de pés a dançar, os Gin Party Sound System.

untitled.jpgOs peixe:avião certamente dispensarão apresentações, quer na sua cidade-berço, quer no panorama musical nacional. Contando com alguns trabalhos debaixo da manga (afinal, estão nestas andanças há cerca de 10 anos), os bracarenses editaram, no início deste ano, um novo disco que quebrou com o registo anterior e mostrou uns peixe:avião vestidos (e bem) de negro. “Peso Morto” é um indício da metamorfose da sonoridade que nasceu no pop e está, cada vez mais, a adensar-se e a sediar-se no experimentalismo.

 

Diretamente de Guimarães, os recém-chegados Toulouse são ao que soaria uma festa apagada por aguaceiros repentinos, vagueando entre um território bucólico e um esperançoso e reinventando o indie surf que se pratica do outro lado do Atlântico pelos prodígios da Captured Tracks, chegando, mesmo, até ao post-punk. A sua mais recente edição, a cassete “Juice”, carimbada pela Revolve, conta com reworks de projetos electrónicos como Live Low e Al Lover.

 

Nem só de gin tónico e de camisas floridas se fazem os Gin Party Sound System. Pregando a palavra da religião que é o Eurodance, o coletivo de 9 é o responsável por qualquer festa se desgovernar, com DJ-sets cheios de êxitos típicos dos anos 90 e de alguns dos prazeres pop mais escandalosos de sempre.

 

O Ponte Party People decorre no dia 2 de Julho no Parque da Ponte, em Braga, durante a tarde e arrastando-se até à noite. A entrada é gratuita.

É organizado pela Câmara Municipal de Braga, a Lotação Variável e a Lovers & Lollypops.

 

Há Fado no Cais com Raquel Tavares… Apresentação do novo álbum "Raquel"

Uma das mais importantes vozes do fado contemporâneo, Raquel Tavares tem o dom inato de ser fadista. Raquel vive onde o fado mora, no coração de Alfama, que bate como se fosse seu, e isso sente-se nos seus concertos. Em 2006 editou o seu disco de estreia, homónimo, que lhe valeu de imediato os prémios Amália Rodrigues e Casa da Imprensa.

Raquel Tavares.jpgDesde então Raquel tem desenvolvido um percurso que já a levou a alguns dos palcos mais importantes de França, Itália, Grécia, Marrocos, Alemanha, Holanda, Escócia, Inglaterra, Irlanda, Uruguai, Argentina, Brasil, Canadá, China e, mais recentemente, Austrália. Raquel Tavares tem recebido os maiores elogios da crítica internacional mas é no fado que está enraizada a sua identidade e a imprensa e público português são os primeiros a reconhecer-lhe esse prestígio.

 

Raquel”, o novo trabalho da fadista, interrompe a paragem de 8 anos e conta com colaborações de Rui Veloso, Carlão, Rui Massena, António Zambujo, entre outros. Para Raquel, este é “um disco com mais mundo, é um disco com mais idade, mais maduro, não só do ponto de vista artístico, mas, acima de tudo, pessoal, e é por isso que se intitula ‘Raquel'”. A 20 de maio é apresentado no Grande Auditório do CCB.

 

Centro Cultural de Belém (Lisboa)

20 de Maio 2016 | 21.00

Francisco Sales agenda concertos em Portugal

É raro encontrarmos o guitarrista português por perto nos dias que correm. Francisco vive em Londres e viaja pelo mundo a tocar com a reconhecida banda “Incognito”.

Valediction” marcou o inicio da sua carreira a solo, e esta é a segunda vez que o músico nos presenteia com uma digressão em Portugal a não perder já no próximo mês de Junho.

Photo by Vera Marmelo.jpgphoto: Vera Marmelo

 

Francisco apresenta de novo um concerto muito intimista. Reúne de forma única e só sua, a guitarra acústica com os pedais e cria sons que nos fazem imediatamente partir com a mente, viajar com a alma e dar asas à nossa imaginação de uma forma bastante cinematográfica.

A música de Francisco é um convite para um cenário de paz e emoções positivas, um momento para se deixar transportar por cada som e efeito criado. Sem dúvida um concerto a não perder para todos os amantes de música com sentido e sentimento que transbordam das mãos talentosas do artista. 

 

Datas agendadas em Portugal

 

Junho

6 - Viseu, Carmo 81

7 - Covilhā, Universidade da Beira Interior

8 - Guarda, Academia De Musica Diplix

9 - Seia, Senalonga

10 - Mangualde, Solar De Almeidinha

11 - Lisboa, Topo

12 - Lisboa, “Out Jazz” Jardim Da Tapada Das Necessidades

16 - Lisboa, “Jazz Vista Tejo” Jardins CCB

17 - Coimbra - Casa Museu Bissaya Barreto

18 - Porto, Casa Bô

19 - Lisboa, “Domingo A Cordas” Teatro Amelia Ray Colaço

Super Bock Super Rock… Samuel Úria é primeira confirmação do Palco Antena 3

Desde 2011 que o expoente máximo dessa aposta tem sido o Palco Antena 3 com concertos contagiantes que têm marcado de forma indelével as memórias do Festival. 2015 foi ano de regresso a Lisboa, e o palco, com a escadaria do Palco Super Bock a servir-lhe de anfiteatro, recebeu os muitos que vibraram ao som da melhor música nova made in Portugal. Em 2016 vai repetir-se a receita de sucesso.

GLAM - Samuel Uria.jpgphoto: Paulo Homem de Melo / Glam Magazine

 

A partir de hoje, a Antena 3 irá divulgar, de segunda a sexta-feira, um nome por dia, num total de 12 bandas e músicos portugueses que comporão o cartaz deste palco. Hoje anuncia-se o primeiro que dispensa apresentações. Acabado de editar novo álbum, no dia 14 de julho, Samuel Úria.

Dono de uma das mais respeitadas carreiras da música nacional é muito apreciado não só pela sua voz mas também pelas suas composições. Raras não são as vezes em que vemos o seu nome em discos alheios seja na composição das letras, das músicas ou a emprestar o seu talento vocal a muitos dos seus amigos de viagem. 2016 é ano de viragem, três anos depois da última edição, Samuel Úria volta em força com “Carga de Ombro”. É um álbum à sua imagem, cheira a Samuel por todos acordes não fosse ele produto e obra apenas do seu dono.

Dia 14 de julho, sentados nas escadas do Palco Super Bock ou a dançar…

 

Já confirmados:

14 de julho

Palco Super Bock - Disclosure, The National, The Temper Trap

Palco EDP - Jamie XX, Kurt Vile, Villagers, Lucius, Surma (artista recomendada Tradiio)

Palco Carlsberg - DJ Shadow, Bomba Estéreo, RIOT

Palco Antena 3 - Samuel Úria

 

15 de julho

Palco Super Bock - Iggy Pop, Massive Attack & Young Fathers, Bloc Party

Palco EDP - Mac DeMarco, Rhye, Kwabs, Petite Noir, Pás de Problème

Palco Carlsberg - Lion Babe, Moullinex, Trikk

 

16 de julho

Palco Super Bock - Kendrick Lamar, De La Soul, Orelha Negra

Palco EDP - GNR - Psicopátria, FIDLAR, Capicua, Kelela, The Parrots

Palco Carlsberg - DJ Ride Live + DJ Set, Batida – Uma Lata DJ Set, Daniel Haaksman

 

Isaura apresenta novo single "8" e respectivo vídeo

Depois do sucesso do EP “Serendipity” e dos temas “Useless” e “Change It”, a nova cara da música electrónica em Portugal apresenta o single “8” e respectivo vídeo.

8.jpgO videoclip conta com a participação do actor português Adriano Carvalho e pode ser visto no Youtube ou na página de Facebook da cantora. Isaura foi uma das revelações da música portuguesa em 2015. Em apenas um ano, esgotou concertos por todo o país na digressão com Francis Dale, atuou na BBC em Londres e viu o tema “Change It” chegar ao TOP em várias rádios portuguesas. Este tema antecipa o arranque da nova digressão, que irá passar por festivais como o Rock in Rio, NOS Alive e Bons Sons.

“8 é uma música de fé, da convicção com que se dá cada passo, da paz com que se procura um caminho verdadeiro - não necessariamente sobre religião. É uma canção que fala de corações cheios, realizados e de bem com as suas escolhas. 8 é fazer as pazes connosco, 8 é a paciência para esperar e a certeza que nos faz ter coragem para depositar a nossa vida nas mãos de uma energia maior. É não ter pressa de chegar, é querer viver cada minuto sem desfazer de um único segundo e repetir, baixinho, que nunca é tarde para palmilhar até onde se quer chegar”. Isaura

 

Próximas datas:

29 de Maio - Rock In Rio, Lisboa

30 de Junho - Festival MED, Loulé

09 de Julho - NOS Alive, Oeiras

14 de Agosto - Bons Sons, Cem Soldos

 

Ciclo "Isto é Jazz?"…. The Heat Death

A cena escandinava é uma incessante incubadora de projetos. E se em muitos deles voltamos a encontrar os mesmos músicos que integram outros grupos já em rodagem, temos a certeza à partida de que cada novo investimento vem acrescentar algo mais, algo de diferente, ao que já se ouviu. É o caso de The Heat Death, quinteto que reúne algumas das figuras chave da música criativa que vai emanando dos cruzados circuitos do Norte da Europa. Apresenta-se como uma formação de música improvisada com um toque de jazz, mas se a definição pode significar muitas coisas, o que ouvimos é literal.

theheatdeath@2x.jpgphoto: Lars Jönsson

 

Não há composições nem estruturas definidas, num tipo de efervescência expressiva sem condicionantes formais, e quando o dito jazz acontece é como se uma nuvem desse cor à paisagem que temos diante de nós sem a determinar, mas influenciando a nossa perceção. Não tem corpo definido e muda sub-repticiamente ao sabor do vento, mas passa sobre as nossas cabeças e muda o que vemos drasticamente. As fluidas metamorfoses dos sopros ganham um contorno com os padrões rítmicos do contrabaixo e da bateria, e de repente parece-nos ouvir uma "jazz band" nigeriana ou algo que poderia ter nascido da imaginação de Eric Dolphy ou de Ornette Coleman, para tudo imediatamente a seguir se desvanecer e algo de distinto surgir no seu lugar.

Ou seja, "música improvisada com um toque de jazz" quer dizer neste caso que nascem composições espontâneas do caos, que a ordem irrompe da aparente desordem, fragilidade e energia consistindo num e no mesmo fator. Só grandes músicos têm a capacidade de o conseguir.

 

Saxofone tenor e clarinete: Kjetil Møster

Saxofone alto e flauta: Martin Küchen

Trombone: Mats Aleklint

Contrabaixo: Ola Høyer

Bateria: Dag Erik Knedal Andersen

 

Culturgest / Pequeno Auditório (Lisboa)

19 de Maio 2016 | 21.30h

 

Rock in Rio... Queen+Adam Lambert assinam guitarra na presença de fã

No âmbito do projeto Amazonia Live, os Queen+Adam Lambert, que se estreiam em Portugal no Rock in Rio-Lisboa a 20 de Maio, vão assinar e entregar a guitarra leiloada na presença do fã que fizer a maior licitação. O momento de entrega e assinatura presencial da guitarra acontecerá a 20 de maio, dando a um fã a oportunidade única e exclusiva de conhecer os artistas no backstage.

queen + Adam + Roberta.jpg

São várias as guitarras que têm vindo a ser angariadas ao longo das edições do Rock in Rio e que, agora, estão disponíveis leilão aqui. O valor arrecadado com esta iniciativa reverterá, na íntegra, para o projeto Amazonia Live, contribuindo para plantar três milhões de árvores na floresta amazónica.

Neste leilão, os licitadores podem também encontrar guitarras assinadas por artistas como Bruce Springsteen e Xutos e Pontapés, que vão passar pelo Palco Mundo esta edição, e por outros grandes nomes que já deram música ao Parque da Bela Vista como Bryan Adams, Kaiser Chiefs, Joss Stone, Miley Cirus, Sepultura, Evanescence, Calvin Harris, entre muitos outros.

Além de guitarras, vai também constar deste leilão um teclado assinado pelo artista norte-americano Charlie Puth, que vai dar o seu primeiro concerto em Portugal dia 29 de maio, na Cidade do Rock.

Ana Moura recebe o terceiro Globo de Ouro

Ana Moura foi ontem distinguida, pela terceira vez, com um Globo de Ouro, este ano na categoria de Melhor Música, com a canção “Dia de Folga”, do seu mais recente disco, “Moura”. Em 2010 foi eleita Melhor Intérprete e, em 2013, foi premiada na categoria de Melhor Música, com o tema do disco homónimo, “Desfado”.

foto.jpgNa XXI Gala dos Globos de Ouro, Ana Moura subiu ao palco por duas vezes, primeiro para interpretar ao vivo “Dia de Folga”, que terminou com um medley de “Purple Rain” numa homenagem a Prince e já perto do final da cerimónia, para a entrega e discurso de agradecimento deste terceiro Globo de Ouro.

 

Moura” é o disco de consagração de Ana Moura, sucessor de “Desfado”, o disco nacional mais vendido da década, e tem levado Ana Moura a actuar em salas cada vez maiores e para plateias cada vez mais vastas e conhecedoras, como a Meo Arena ou o lendário Carnegie Hall, em Nova Iorque. “Dia de Folga” tem letra e música de Jorge Cruz e foi o primeiro single de “Moura”, o sexto álbum de orginais de Ana Moura, editado a 27 de Novembro de 2015.

Dia Internacional dos Museus em Serralves….

O Dia Internacional dos Museus, criado pelo ICOM - Conselho Internacional de Museus, pretende celebrar e dar voz aos museus e ao papel que desempenham na sociedade atual, através da escolha de um tema de reflexão a nível mundial que permita uma discussão alargada e sobre distintos pontos de vista.

GLAM - Serralves.jpgphoto: Paulo Homem de Melo / Arquivo Glam Magazine

 

Este ano o tema "Museus e Paisagens Culturais" recai na interligação entre museus e paisagens culturais. Comemore em Serralves este dia e participe num programa de atividades para que possa conhecer as exposições e os espaços.

 

Programa:

18 de Maio 2016

12h00 | Visita Orientada aos Espaços Arquitetónicos

A obra de Álvaro Siza é o ponto de partida para uma experiência que relaciona a arquitetura do Museu com a arquitetura da Casa de Serralves, desvendando um pouco da história do lugar.

Orientação: Educadores do Serviço Educativo

Ponto de encontro: receção do Museu

Duração: 1h00

Acesso: gratuito

Lotação: 25 pessoas

 

18h00 | Visita Orientada: Conversa no Museu

Observar, questionar, associar, trocar ideias numa visita às exposições patentes no Museu de Serralves. Esta proposta integra um conjunto de exercícios de exploração das obras expostas.

Orientação: Educadores do Serviço Educativo

Ponto de encontro: receção do Museu

Duração: 1h00

Acesso: gratuito

Lotação: 25 pessoas

 

No domingo seguinte, a habitual oficina para famílias está também relacionada com a celebração deste dia:

 

22 de Maio 2016

11h00 | Visita-Oficina "Janela Mágica"

O espaço das galerias do Museu de Arte Contemporânea de Serralves e, as obras aí expostas, serão o mote para uma construção em papel com vários planos, visíveis de uma pequena janela. Estas construções chamam-se dioramas e vão permitir que, em família, se descubra e reinterprete Serralves, passo a passo, num percurso à descoberta do museu.

Conceção e orientação: Joana Nascimento, Sofia Santos

Ponto de encontro: receção do Museu

Duração: 1h30

Acesso: mediante aquisição de bilhete Museu

Lotação: 25 pessoas

3.ª edição 'La Rosa/Carvalhas Hill Challenge’ a 11 de Junho

O vinho e a corrida estão na moda!

Aliar estas duas vertentes e somar momentos de puro prazer em simbiose com o rio Douro e a natureza da paisagem vitivinícola é a proposta da Quinta de la Rosa e da Quinta das Carvalhas, esta última, propriedade da Real Companhia Velha. As duas empresas produtoras de vinho do Porto e Douro convidam à participação na 3.ª edição da ‘La Rosa/Carvalhas Hill Challenge’, iniciativa que este ano se realiza na tarde de Sábado, dia 11 de Junho, no Pinhão, em pleno Douro Vinhateiro, claro está. A organização volta a estar a cargo da Positive Life Sensations.

La Rosa Carvalhas Hill Challenge.pngNascida de uma iniciativa quase centenária, a ‘La Rosa/Carvalhas Hill Challenge’ é uma prova que une duas belíssimas quintas. O apito de partida ouve-se na Quinta de la Rosa, bem junto à margem direita do rio Douro, que de forma suave é atravessado a nadar. Já na margem esquerda do Douro é tempo de, por entre socalcos e vinha, subir até ao topo da Quinta das Carvalhas, onde a vista é de 360.º sobre o Douro. Já no topo da montanha, a festa continua com um sunset, em que a refeição é harmonizada com vinhos da Quinta de la Rosa e da Real Companhia Velha.

 

Pretende-se com o ‘La Rosa/Carvalhas Hill Challenge’ mostrar o Douro, suas paisagens, património e vinhos de forma activa, mas esta não é, de todo, uma prova só para atletas. Antes pelo contrário, é um convívio acessível a todas as idades e preparações físicas. Por isso mesmo são várias as opções que a mesma oferece: Hill Challenge; Estafetas; Hill Challenge Team; Up Hill; ou Caminhada. Se a travessia do rio desafia a 220 metros de natação, a subida em uphill a 3720, a caminhada estende-se aos nove quilómetros, entre a Quinta de la Rosa e o topo da Quinta das Carvalhas, mas desta feita por estrada.  

 

Esta prova foi reactivada em 2014, mas conta já com uma história de quase 90 anos, uma vez que o primeiro registo escrito sobre a corrida, estabelecida pelo patriarca da família Bergqvist, data de 1927, um património histórico que faz a ponte entre o desporto e as actividades outdoor e o sector do vinho. A “nova edição” da ‘La Rosa/Carvalhas Hill Challenge’ foi impulsionada pelas duas famílias proprietárias das quintas, os Bergqvist (Quinta de La Rosa) e os Silva Reis (Quinta das Carvalhas), que têm como elo de ligação uma longa amizade e, mais recentemente, o enólogo Jorge Moreira, também ele um activo participante da prova, assim como Sophia Bergqvist.

 

La Rosa/Carvalhas Hill Challenge

11 de Junho 2016

13h00 Início do La Rosa/Carvalhas Hill Challenge 2016

13h00 às 15h30 Abertura do Secretariado para Entrega de Dorsais (Quinta de la Rosa, Pinhão)

15h30 às 15h50 Controlo Zero e Briefing da Prova

15h30 Início da Caminhada – Aquecimento com Aula (Quinta de la Rosa)

16h00 Partida Prova Individual (Quinta de la Rosa, junto ao rio Douro)

16h00 Início do Up Hill (Quinta das Carvalhas, junto ao rio Douro)

17h00 às 21h00  Jantar e Sunset com DJ

21h00 Encerramento do La Rosa-Carvalhas Hill Challenge

 

As inscrições para a ‘La Rosa/Carvalhas Hill Challenge 2016’ já estão abertas e podem ser feitas até dia 08 de Junho aqui

 

HANA… mais uma confirmação para o NOS Alive’16

A cantora, compositora e produtora HANA é a nova confirmação do NOS Alive. A artista de Los Angeles sobe ao Palco NOS Clubbing dia 09 de julho para apresentar o seu EP homónimo, editado em maio de 2015.

HANA_2015-1280x640.jpgphoto: Promo /DR

 

A artista revelação, que conquistou a atenção da crítica e dos fãs com apenas um EP editado, já participou em digressões de artistas como Lana Del Rey & Grimes, PurityRing e Shamir.

Atualmente, a norte-americana encontra-se em digressão com a cantora Grimes, na tournée que está a atravessar a Ásia, Oceania e Europa.