Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Glam Magazine

Glam Magazine

Flower Power Fest de regresso em Agosto

Flower Power Fest comemora os 47 anos de WOODSTOCK.

Woodstock chegou a Portugal 47 anos depois e acontecerá sob o nome de Flower Power Fest'16, de 11 a 13 Agosto, em Santo André - Costa Alentejana no Parque Central.  De 11 a 13 de Agosto, música, artesanato, artes plásticas e performativas, exposições, workshops, jogos tradicionais, insufláveis e gastronomia, animam Santo André e a Costa Alentejana. O festival da e para a família regressa para a edição 2016 abrangendo três gerações (pais, filhos e netos).

 

A música é parte essencial de um festival e a edição de 2016 confirma a presença das seguintes banda e artistas:

alphaville-11.jpgAlphaville

Os alemães Alphaville fundados por Marian Gold surgiram na década de 1980 e são conhecidíssimos pelos seus três maiores êxitos, "Big in Japan”, ''Sounds Like a Melody'' e "Forever Young" que se tornou na marca da banda. Atualmente a banda está em digressão e a trabalhar em material novo com contrato com a Universal Music Group. O seu último álbum “Catching Rays on Giant” incluí o tema "I Die For You Today".
A banda é formada por Marian Gold (voz) David P. Goodes (guitarras) Carsten Brocker (teclas) Jakob Kiersch (bateria) Maja Kim (baixo)

 

Bad Manners

Os britânicos Bad Manners são uma banda de ska 2-tone, consideradas uma das 10 melhores bandas de SKA do mundo. Liderados por Buster Bloodvessel a banda foi formada em 1976. Comemoram este ano 40 anos de carreira. Alguns dos seus êxitos mais notáveis incluem “My Girl Lollipop”, “Lip Up Fatty”, “Can Can”, “Lorraine”, “Just A Feeling” e “Special Brew”. Os Bad Manners criaram o seu próprio festival de música anual conhecido como Bad Fest na RAF Twinwood Farm. Este festival apresentado como ska, mod-Crooks relaciona o ska e bandas de punk rock da década de 1980 com bandas atuais.

 

UHF

A banda de Almada, UHF são a par de Rui Veloso justamente considerados os pais do rock português, formaram-se nos fins dos anos 70 mais precisamente em 1978, inicialmente eram compostos por Américo Manuel (bateria), Carlos Peres (viola-baixo), Renato Gomes (Guitarra) e António Manuel Ribeiro (voz e guitarra). O primeiro concerto do grupo foi no dia 20 de Novembro de 1978, no Bar É, em Lisboa, juntamente com os Aqui d'el Rock, Minas e Armadilhas e Os Faíscas.

 

Woodstock Tribute Band,

A banda holandesa Woodstock Tribute Band garante um espectáculo deslumbrante "Amor e paz estão de volta na cidade" toda a música do festival de Woodstock é revivida

 

Endless Floyd

A banda britânica Endless Floyd nasceu em Londres no ano de 2015.

Tal como o nome deixa antever são uma banda de Tributo aos Pink Floyd.

Os seus membros, num total de 10 músicos são muito experientes fazendo parte de diversos outros projectos musicais

 

The Peakles

Os Peakles são uma banda portuguesa de tributo Beatles, oriundos de Almada

 

Dá Cá

Um nome simples para um conceito simples: uma banda de tributo a AC/DC, digna desse nome.

 

Johnny's Band

Provenientes do Montijo, a banda foi formada pelo professor Gabriel Cruz através da Academia de Música de Alcochete. São 4 muito jovens músicos a ainda a dar os primeiros passos e que teve o seu ponto alto a participação na concentração internacional do Moto Clube de Faro.

João Pereira é o vocalista da banda com maior popularidade, por ter sido um dos finalistas do programa da RTP “The Voice Kids”.

Tocam essencialmente os grandes êxitos dos anos 70 e 80

 

 

 

“Safe Haven” é o álbum de estreia dos insch

O trio da Ericeira constituído pelo Manel Gomes (baixo), Miguel Rodrigues (bateria) e Tiago Duarte (guitarra e voz) apresenta o álbum de estreia, “Safe Haven”. Safe Haven” tem 10 canções cheias de energia alternativa. A gravação do álbum ficou entregue a António Côrte-Real (UHF) e Wilson Silva (More Than A Thousand), com participação de Pedro Lousada (Blasted Mechanism).

safe.jpgOs insch surgem em 2014, pela mão de três amigos de longa data. O compromisso, descomprometido, é “matar essa imensa saudade de tocar”.Da sala de ensaios avistam-se as ondas da Ericeira que rebentam organicamente nas canções dos insch em ecos de Nirvana, Deftones, Nine Inch Nails, Bush ou Incubus.

O caminho é ainda curto mas tão acelerado que fez dos insch "Banda do ano 2015" para a BalconyTV Lisboa, um dos "8 artistas musicais desconhecidos que tem mesmo de conhecer" para a New In Town e ainda presença assídua no top 10 de pedidos dos ouvintes, na SuperFM.

 

A banda irá apresentar o álbum ao vivo dia 12 de Maio na sala Estúdio Time Out em Lisboa.

ModaLisboa procura Sangue Novo 2016…

A ModaLisboa continua a apostar na descoberta e promoção de novos talentos da Moda Portuguesa e no desenvolvimento de marcas de autor emergentes, através do Sangue Novo.

Procurar inovação, irreverência, criatividade, novos olhares sobre a moda, a força e o talento das novas gerações de designers, para juntos definir o futuro da indústria de moda em Portugal. O Sangue Novo destina-se a todos os alunos portugueses finalistas de Cursos de Design de Moda de escolas nacionais ou internacionais e jovens designers de moda que já tenham terminado a sua formação e estejam atualmente a iniciar a sua marca.

Sangue_Novo_2016.jpgCada candidato deverá entregar um projeto original, de Homem e/ou Senhora, para a primavera/verão 2017. Após apreciação individual de cada projeto, o júri de especialistas - constituído pela presidente da Associação ModaLisboa, Eduarda Abbondanza, e outros profissionais convidados - apurará entre 8 a 10 projetos para serem apresentados no desfile Sangue Novo, integrado na 47ª Edição da ModaLisboa - Lisboa Fashion Week, em outubro de 2016.

 

O autor da melhor coleção, eleito pelo júri do Sangue Novo, receberá como prémio um Master Level Certificate in the Fashion Area, um curso de oito semanas na prestigiada academia de design, Domus Academy, em Milão. No âmbito da parceria de intercâmbio estabelecida entre a ModaLisboa e o Festival de Moda Holandês, FashionClash, um dos designers será convidado a representar Portugal no evento de Maastricht, que reúne talentos emergentes de todo o mundo.

 

As candidaturas para a próxima edição do concurso decorrem entre 27 de abril e 30 de junho de 2016.

 

 

Festival Os Dias Do Jazz… Hugo Alves 4Tet

“Hugo Alves Magic Stars”, é título do novo projeto do consagrado trompetista Hugo Alves, o seu quinto álbum de originais. O músico volta a demonstrar toda a sua mestria artística, adquirida através de uma sólida carreira quer como músico quer como compositor.

Hugo_Alves_wide.jpgphoto: Bruno Mora

 

Assente em sonoridades enraizadas na tradição do Jazz, surgem melodias contemporâneas e de fusão que emergem num envolvente turbilhão melódico. A integração de linguagens Latin, Funk e Swing apimentam esta conceção orquestral que prima pela originalidade e inovação.À cumplicidade do trompete de Hugo Alves juntam-se outros notáveis instrumentistas, Greg Burk no piano e Michael Lauren na bateria, ambos americanos. O quarteto complementa-se com o contrabaixo de Luís Henrique, considerado como um valor emergente em Portugal.

 

Magic Stars apresenta-se como um concerto intenso, evocando sentimentos e emoções. Não é um espetáculo só para quem gosta de Jazz, mas sim, para quem gosta de sensações.

 

Teatro das Figuras (Faro)

1 de Maio 2016 | 21.30h

Mariza grava “Alma” em dueto com Sergio Dalma

Mariza regravou o tema “Alma” em dueto com Sergio Dalma, uma das maiores vozes e um dos artistas de maior sucesso da música espanhola. O single, que em breve será distribuído para as rádios em Espanha, está disponível nas plataformas digitais a partir de hoje, 29 de Abril.

988951.jpgphoto: Promo /DR

 

Esta nova versão de “Alma”, tema que Mariza gravou originalmente para o seu último álbum “Mundo”, é a quarta experiência de Mariza com artistas espanhóis: gravou com José MercéHay una musica del Pueblo” (versão de “Há uma música do Povo”) tema do álbum “Transparente”, com Miguel Poveda na banda sonora do filme “Fados” e com BuikaPequenas Verdades” no álbum “Terra”.

No âmbito da digressão “Mundo”, que já passou por vários países, Mariza apresentará o seu novo álbum ao vivo em Espanha no próximo mês de Julho: dias 22 em Barcelona (Festival Porta Ferrada) e 23 em Madrid (Festival Noches del Botánico).

Eleito um dos 10 melhores álbuns de 2015 pela revista de música inglesa “Songlines”, “Mundo”, editado a 9 de Outubro passado, marca o aguardado regresso da mais internacional dos artistas portugueses aos discos após um interregno de cinco anos (o disco anterior, “Fado Tradicional”, data de 2010), durante o qual Mariza editou o seu primeiro ”Best-Of”.

“Não Tás a Ver” o segundo single do álbum “Essência” de Jimmy P

Não tás a ver”, o segundo single do novo álbum de Jimmy P está em airplay nas maiores rádios nacionais e locais, e o vídeo já está perto de um milhão de visualizações no YouTube. “Essência”, lançado no início de Abril foi muito bem recebido pela imprensa e pelos fãs. Depois do percurso meteórico dos primeiros álbuns “#1” e “FVMILY F1RST”, “Essência” encerra um ciclo que levou Jimmy P a editar três discos em três anos e afirma a sua identidade enquanto artista.

fot.jpgJimmy P é uma figura central e modelar da nova geração de música portuguesa, uma referência do que melhor se faz na música urbana actual.

 

 

Samuel Úria… “Carga de Ombro”… Disco novo, concerto novo, vídeo novo

Chegou, finalmente, o dia!!

“Carga de ombro” está disponível para todos a partir de hoje!

Está disponível nas plataformas digitais numa edição com um tema extra – “Vital e sua moto”, um original de Paralamas do Sucesso recriado por Samuel para um tributo à banda; e está disponível nas lojas tradicionais, com uma edição exclusiva na Fnac que contempla um DVD captado ao vivo nos Estúdios da Valentim de Carvalho.

samuel.jpgHoje estreia-se igualmente o vídeo do primeiro single “Dou-me Corda”. Um vídeo com a direcção de Filipe Cunha Monteiro que tem uma colaboração/amizade que já vai longa com o Samuel. Colaborou no vídeo “Eu Seguro” (do anterior disco “O Grande Medo do Pequeno Mundo”) e é um dos músicos participantes em “Carga de Ombro”.

Já à noite, pelas 21h00, estreia-se ao vivo o “Carga de Ombro”. No São Luiz Teatro Municipal, Samuel sobe ao palco acompanhado de uma banda em formato alargado que terá Selma Uamusse como uma das convidadas. A juntar-se a eles, contamos com a presença, em dois momentos especiais, de Miguel Ferreira (Clã), produtor deste disco. No dia 5 de Maio é a vez da Casa da Música no Porto receber esta “Carga de ombro” ao vivo

 

Festival DDD… "Os Serrenhos do Caldeirão, exercícios em antropologia ficcional" de Vera Mantero

"Os Serrenhos do Caldeirão, exercícios em antropologia ficcional” é um trabalho elaborado por Vera Mantero a convite da DeVIR/CaPA, Faro, no âmbito do festival "Encontros do Devir”, realizado em 2012.

1604_ddd_j2_1427719466570b8ff551cfc.pngphoto: Humberto Araujo

 

A peça debruça-se sobre a desertificação/desumanização da Serra do Caldeirão, no Algarve. Cruzando as suas próprias recolhas vídeo com as recolhas em filme de Michel Giacometti, sobretudo aquelas feitas em torno das canções de trabalho, Vera Mantero lança um forte olhar sobre práticas de vida tradicionais e rurais em geral, conhecimentos das culturas orais de norte a sul do país e de outros continentes.

Toda a peça é povoada de vozes que vêm de longe. Silêncio. A serra. Com este "retrato alargado” dos "Serrenhos do Caldeirão”, Vera Mantero fala-nos de povos que possuem uma sabedoria que perdemos, uma sabedoria na ligação entre corpo e espírito, entre quotidiano e arte. Mas uma sabedoria que podemos (e devemos, para nosso bem) reativar…

 

Auditório de Serralves (Porto)

1 de Maio 2016 | 18.30h

João Hasselberg celebra o Dia Internacional do Jazz no Auditório Municipal do Seixal…

Depois de mais de um ano a apresentar o seu segundo disco, João Hasselberg prepara-se para completar o ciclo deste espectáculo no próximo dia 30 de Abril, Sábado, no Auditório Municipal do Seixal, na data em que se comemora o Dia Internacional do Jazz.

Image1.jpgphoto: João Duarte

 

Hasselberg vai apresentar não apenas as suas composições mais emblemáticas e que fazem já parte do imaginário comum do seu público heterogéneo, mas também temas inéditos, fruto de um trabalho em constante processo produtivo e criativo. Este espectáculo sinalizará um ponto de viragem na sua carreira artística como compositor e líder de  grupo.

João Hasselberg seguirá o seu trabalho convocando o ambiente cinematográfico, etéreo e espacial  a que sempre nos tem convidado, redescobrindo sempre novas interpretação da sua música transversal a qualquer linguagem humana.

 

Auditório Municipal do Seixal

30 de Abril 2016 | 21.30h

“Manual de uma Conquista”... o novo single dos Klepht

Klepht acabam de lançar o mais recente single “Manual de uma Conquista”, um tema directo e sem grandes metáforas, que representa o regresso dos Klepht em grande forma ao pop/rock que os caracteriza.

k.pngFormados em 2000, os Klepht foram granjeando público e crítica, até lançarem o seu disco homónimo de estreia, já em 2008. Desse álbum, nasceram quatro singles: “Por Uma Noite”, “Embora Doa”, “Antes e Depois” e “Erros por Defeito”, que ficaram durante mais de um ano no top das rádios nacionais. Em 2010, o grupo viaja para os Estados Unidos para gravar o segundo disco de originais “Hipocondria”, com Sylvia Massy, produtora de bandas como Foo Fighters, System of a Down, Tool ou Johnny Cash. Deste disco, lançaram os singles “Tido de Novo”, “Explicação”, “Idade da Estupidez” e “Calma”.

No mesmo ano, foram os autores do primeiro filme-concerto em 3D em Portugal, gravado na Casa da Música.

Em 2011, fizeram a abertura do concerto dos Bon Jovi, em Lisboa. Foram, também, nomeados para Best Portuguese Act, nos MTV Music Awards, em 2012. Diogo Dias, Marco Reis e Mário Sousa formam os Klepht e estão de regresso aos discos, com um novo fôlego, sendo o melhor momento para se juntarem à família Glam

13º Aniversário do Jazz ao Centro Clube… Dia Internacional Do Jazz

A 30 de Abril de 2003 constituiu-se oficialmente o JACC - Jazz ao Centro Clube, uma Associação Cultural sediada em Coimbra e dedicada à promoção, divulgação e ensino do Jazz. Ao longo dos seus quase treze anos de vida, o JACC conseguiu levar a cabo projectos tão diversos quanto os Encontros Internacionais de Jazz, a revista jazz.pt, o Portugal Jazz, a JACC Records, o XJAZZ – Ciclo de Jazz das Aldeias do Xisto e participar de iniciativas singulares de partilha artística, como é o caso da plataforma LINHAS, que une a associação ao CAPC e à Casa da Esquina.

the rite of trio.jpgA partir de 2012, e na sequência de uma resolução da AG da UNESCO, o dia 30 de Abril foi oficialmente designado como Dia Internacional do Jazz.

 

JAZZ na rua / Concertos - Manhã e tarde, Baixa de Coimbra

Três combos do Curso Profissional de Jazz do Conservatório de Música de Coimbra andarão pelas ruas e recantos da Baixa de Coimbra para celebrar - com música! - o Dia Internacional do Jazz e o 13º aniversário do Jazz ao Centro Clube.

 

Pelas 22horas os The Rite of Trio sobem ao palco do Salão Brazil

 

Salão Brazil (Coimbra)

30 de Abril 2016 | 22.00h

 

Laidback Luke é o novo peso pesado da EDP Beach Party 2016

Laidback Luke é o novo peso pesado da eletrónica a juntar-se ao grande cartaz da edição deste ano da EDP BEACH PARTY. 2016 vai voltar a ser um ano incrível para os amantes da EDM. Já apelidado de um espécie de UMF nacional, a EDP Beach Party volta a destacar-se neste estilo de música apresentando um cartaz sem igual no nosso país.

_MG_0161.jpgphoto: Promo /DR

 

Referência para os admiradores da música de dança e dos clubes noturnos Laidback Luke tem um incrível talento para fazer músicas de sucesso como "Leave the world behind", "Show me love", "Step by step", "Timebomb" ou "Turbulence". Laidback Luke cresceu na Holanda e tornou-se um house master capaz de contagiar todos com a energia das suas atuações, desde os clubes de Ibiza, como o Amnesia, aos palcos dos maiores festivais mundiais, Tomorrowland, Ultra, EDC, são apenas alguns deles. Produz incansavelmente para a Size, Fool's Gold e para a sua própria label, a Mixmash.

 

Numa super produção da NOVA ERA com o apoio da C. M. de MATOSINHOS, dias 1 e 2 de julho a Praia de Leça, em Matosinhos vai transformar-se na maior pista de dança portuguesa, com o melhor cenário e os melhores DJ do mundo.

 

Já confirmados:

Afrojack, Nicky Romero, W&W, Laidback Luke, Blasterjaxx, Yellow Claw, Headhunterz, Vicetone, Dimitri Vangelis & Wyman, Jauz, Wiwek

 

 

 

Daniel Lima desvenda novo Single…

O músico brasileiro Daniel Lima acaba de estrear “Just Because”, o single de apresentação do seu primeiro disco de originais a solo, que o confirma como um dos nomes mais promissores da nova leva de cantautores pop/rock. “Just Because” antecede então a edição do longa-duração intitulado “Inside My Dreams”, que estará em pré-venda no mercado europeu a partir de 3 de junho próximo com o selo da Music For All.

Daniel Lima_promo.jpgphoto: Promo /DR

 

Daniel Lima nasceu em Belo Horizonte, capital do estado de Minas Gerais, no Brasil, conhecido pela sua entusiasmante vida noturna, pelos bares e o circuito de música ao vivo. O seu percurso enquanto músico profissional começou em 1994, tendo desde então tocado e andado em digressão com inúmeras bandas, enfrentando os habituais altos e baixos de alguém que tenta fazer da música a sua forma de estar na vida.

Entre as suas conquistas contam-se a inclusão de uma canção sua numa novela de um dos maiores canais de televisão do Brasil, a sua participação no maior talk-show brasileiro, o lançamento de um disco e consequente digressão pela Europa.

Em 2009 Daniel Lima decidiu mudar-se para Nova Iorque, onde se licenciou enquanto engenheiro de som e produtor musical. Pela mesma altura começou a escrever canções que figurariam num primeiro EP enquanto artista a solo, que viria a ser lançado apenas em 2014. De curta coleção de canções, o registo passou a longa-duração graças à frutuosa parceria com o engenheiro/produtor Iain Fraser, da qual nasceu “Inside My Dreams”, álbum que chegará à Europa em junho próximo com o selo da Music For All

“Via” de André Viamonte dia 6 de Maio

André Viamonte é o que se pode chamar um segredo bem guardado.

André tem crescido como todos os cantores devem crescer: em cima do palco da vida, a entregar-se de corpo e alma às canções, conquistando uma pessoa de cada vez. Porque é isso que um cantor desta estirpe deve fazer. André Viamonte aprendeu a respirar com um microfone à frente, aprendeu a dar às canções aquele empenho extra que distingue os grande intérpretes. Foi isso que lhe valeu os elogios do compositor Kevin Murphy, da ‘talent hunter’ e produtora americana Cindi Avnet, do produtor italiano Michele Ferrero ou da portuguesa Mariza que afirmou que “Portugal não está preparado para esta voz”.

andre.jpgNa bagagem, sempre que viaja para cima do palco, André Viamonte transporta o material dos seus temas, mas mais do que isso, de uma vida feita de experiências terapêuticas, de estar perto do coração das pessoas, do sentir e da partilha de afectos. O que não é estranho tendo em conta a qualidade do material que tem vindo a gravar, grandes canções servidas por excelentes arranjos, capazes de nos apaixonar o coração, de nos fazer derramar lágrimas de emoção, de nos fazer encontrar com a nossa alma e de descobrirmos a nossa criança interior.

 

André ViaMonte que coleccionou elogios de muitos, lança o seu primeiro álbum. É o nascimento de “Via”, o álbum que vai mexer com o coração de todos. É o surgimento da Voz!

André ViaMonte irá apresentar o álbum ao vivo no dia 7 de Maio às 22h no Teatro Ibérico. O single de apresentação chama-se “To MyselfTown”.

 

 

“Better safe than sorry”… o single de estreia dos Crimson Hall

Os Crimson Hall surgem em 2014 e em 2015 entram em estúdio para gravar aquele que será o seu primeiro álbum com edição digital em Junho de 2016. A banda editou em formato digital o single “Better Safe Than Sorry” no passado dia 22 de Abril.

ch.jpg"Better Safe than Sorrry" é um tema que fala sobre a falta de confiança existente nas relações e sobre a eventual desilusão aquando da percepção mais profunda da natureza do outro. É uma canção rock com guitarras fortes, ritmos vincados e uma voz que oscila entre o mais doce e o mais crispado, elementos estes que pretendem caracterizar o paradigma relacional.

 

 Os Crimson Hall são constituídos por André Peixoto (voz), David Rodrigues (bateria), João Ferrão (baixo), João Ferreira (guitarra) e Ricardo Gomes (guitarra)

The Happy Mess sobem ao palco do NOS Alive’16

The Happy Mess é a mais recente confirmação para a 10.ª edição do NOS Alive. A banda portuguesa leva dia 7 de julho ao Palco Heineken o novo álbum de originais, “Half Fiction”, editado no final de 2015 e produzido por Rui Maia (Mirror People / X-Wife).

GLAM - The Happy Mess.jpg photo: Paulo Homem de Melo / Arquivo Glam Magazine

 

O projeto que conta com Miguel Ribeiro na voz e guitarras, Rui Costa nos teclados, Joana Duarte na voz e sintetizadores, João Pascoal no baixo, Zé Vieira na guitarra e Hugo Azevedo na bateria, nasceu em 2011. No ano seguinte a banda apresentou o primeiro EP “October Sessions” e em 2013 foi editado o álbum de estreia “Songs From The Backyard”, produzido por Fred (Orelha Negra / Banda do Mar / 5-30).

Ao longo do seu percurso The Happy Mess foram acumulado uma legião de fãs e fortes elogios por parte da imprensa especializada, tendo inclusive visto alguns dos seus singles, como “Morning Sun” e “Backyard Girl”, atingirem os primeiros lugares dos tops de rádios nacionais.

 

A par da música a banda interessa-se pela transdisciplinaridade artística. Daí resultam, por exemplo, telediscos, projeções vídeo em concertos, artworks e documentários, produzidos em conjunto com realizadores, designers, fotógrafos, ilustradores e performers.