Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Glam Magazine

Glam Magazine

Grutera… “Sur lie” no Maus Hábitos (Reportagem)

O conceito One man Band com convidados únicos era o cartaz que o espaço Maus Hábitos no Porto anunciava para um singela noite de quinta feira.

DSC_0006 (Cópia).jpgA abrir a noite, Homem em Catarse com os seus loops descontrolados mas com uma mestria composta ao longo de 30 minutos, inspirado pela margens do Cávado.

(ver galeria aqui)

Grutera_ (6) (Cópia).jpgMas era Grutera, e o seu maus recente disco "Sur lie" que motivava a ansiedade vivida na sala. O ambiente intimista, servido com um copo de vinho aguardava pelo dedilhar e o infinito sonoro de Grutera.

O dedilhar suave da planície numa tarde de Outono, colorido com cores vibrantes e grotescas, levam a música de Grutera a outra dimensão sonora. Parco em palavras, mas certeiro nas cordas, rapidamente sons hipnotizados pelos agudos provenientes da sua música dominaram o espaço. Um ambiente intimista proporcionado por uma atmosfera envolvente e mágica, que sobe de intensidade ao logo dos acordes da guitarra, aqui é ali com laivos de brutalidade, como de um ato selvagem interferisse no caminho dos acordes do instrumento.

Grutera_ (12) (Cópia).jpgGrutera, embriagado pela sua própria música, cria um estado sensorial único que suavemente é interrompido pelo violino da Helena, “a rapariga loira e de olhos azuis”. Como tudo na vida o amor surge no correr das cordas da música que serve de inspiração para um ambiente mais romântico e acompanhado pela "senhora" que o acompanha até ao infinito com acordes finais de uma guitarra que se desvanece no escuro da noite, e acompanhado por Afonso Dorido.

 

(ver galeria aqui)

 

Reportagem e fotografias: Paulo Homem de Melo

Vai ser assim o Palco RUC 2016…

Pelo sétimo ano consecutivo, o Palco RUC marca a diferença na Queima das Fitas de Coimbra, programando as primeiras quatro noites do palco secundário. De 6 a 9 de Maio a Rádio Universidade de Coimbra celebra o seu 30º aniversário convidando 9 artistas para habitar o seu palco, em quatro noites de uma programação eclética que abrange clássicos e apostas do rock, hip hop ou electrónica

ruc.png

6 Maio 2016

College + Maethelvin

Projecto do francês David Grellier, é hoje um dos nomes incontornáveis do synth pop. Depois de catapultado para a fama com a banda-sonora de “Drive”, de 2011, é acompanhado de Maethelvin que sobe à primeira noite de Palco RUC.

 

Niagara

Nascidos da inovadora editora Príncipe, o trio lisboeta tem vindo a trilhar o seu caminho entre o pop e o house, transpirando os sons dos trópicos que se respiram nas margens do Tejo. Já com a sua própria editora, Ascender,  e com elogios da FACT ou Pitchfork, estreiam-se agora em Coimbra

 

 

7 de Maio 2016

Pop Dell’Arte

Mais de 30 anos depois da sua fundação, o projecto fundado por João Peste é já parte da história da música portuguesa. Entre o pop, o rock, e tudo o que conseguir estar no meio, foram precursores do experimentalismo pop em portugal, inspirando gerações. 20 anos depois de actuarem no “Festival Sempre no Ar” regressam à Queima das Fitas de Coimbra.

 

Flamingods

Entre Londres e o Barhein, os Flamingods multiplicam-se em elementos e instrumentos do mundo inteiro, construindo um autêntico projecto de exploração sonora. Aquilo que começou como um projecto de cinco cibernautas distantes é agora uma explosão vibrante de som, cor, num espectáculo corporal e a que não se resiste dançar.

 

 

8 de Maio 2016

Anklepants

Personagem misteriosa, Dr Reecard Farché é o pseudónimo que esconde um homem com um percurso vasto, e cuja história o situa tanto na equipa de efeitos especiais da Guerra das Estrelas, como a ganhar o título de pior Boiler Room de sempre. Com uma máscara dinâmica em forma de pénis, guia-nos numa performance única, ao som do seu glitch funk.

 

Matias Aguayo

Nome maior do techno minimal de Berlim, o chileno Matias Aguayo arrancou os corpos da pista de dança nos últimos anos, influenciado pelas sonoridades latinas que tanto o caracterizam. “Minimal” e “Rollerskate” cedo se tornaram hits, apresentados num set que rapidamente se transforma numa gigantesca festa , com Aguayo no epicentro.

 

9 Maio 2016

VULTO. c/ Secta, L-Ali, Jota e Tilt

O produtor responsável por muito do melhor hip hop nacional dos últimos tempos, desde Nerve a Mile El Nite, apresenta o seu novo projecto no Palco RUC. Colónia/Calúnia junta quatro MCs e agrega muito do trabalho que juntos têm feito quando VULTO. reúne as “Irmãs”, para além da sua extensa agenda de produção.

 

ATILA / Tessela

O cartaz completa-se com mais dois nomes na sua última noite. ATILA é um projecto portuense de um homem só, dedicando-se a "feitiçaria através da manipulação sónica". Tessela chega-nos de Inglaterra e afirmou-se nos últimos anos como nome ascendente entre o UK garage, o post dubstep e o techno.

 

O Palco RUC é uma actividade da responsabilidade da Rádio Universidade de Coimbra e da Queima das Fitas Coimbra

Palpita…. Fado Holandês em Portugal

Fundados em Amesterdão, e impulsionado pela cantora Merel Rumping, os Palpita nascem da combinação de experiências e paixões singulares, unificadas apenas pelo fascínio pela música portuguesa.

A sua sonoridade é uma mistura de alegria e melancolia, que nos transporta para o que será uma interpretação bastante sui generis da palavra “saudade”.

palpita.jpgphoto: Promo /DR

 

Os Palpita apresentam-se agora em Portugal com um novo álbum, que espelha duma maneira única as raízes exóticas que lhe dera origem.

A celebração de Abril pela força das suas canções, ecoadas nesta interpretação singular do significado de liberdade.

 

24 de Abril 2016 | 22.00h - Hard Club (Porto)

25 de Abril 2016 - Cine Teatro Garrett (Povoa do Varzim)

26 de Abril 2016 | 22.00h - Salão Brazil (Coimbra)

27 de Abril 2016 - Coimbra Taberna (Lisboa)

28 de Abril 2016 - Adega do Barreirinho (Odemira)