Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Glam Magazine

Glam Magazine

Filho da Mãe… apresenta "Mergulho"

Queda livre. Um mergulho na terra, na pedra que se faz mar, lá no fundo onde se preparam cristais. Foi com o centro do planeta, com a força de atracção de cada pedra a contrastar com a sua frieza e a procurar quebrar separações físicas que Filho da Mãe se fechou no coro alto do Mosteiro de Rendufe, em Amares, dedicado à feitura de um longa-duração em comunhão com o Minho. Em “Mergulho”, também Rui Carvalho se diluiu no tempo e no espaço, tornando permeável o registo que até então cunhava como algo só dele — o que partilhou retornou-lhe maduro, melodioso e doce, em contraste com as incursões mais intempestivas e desenfreadas de outros tempos. Mergulho é permeável à pedra, à terra e à gente que o rodeia, é um disco de Filho da Mãe que transpira espaço e transcende dimensões, imergindo-se no bucólico para o desconstruir num exercício de cubismo sónico, impregnado de efeitos e das reverberações naturais do cenário improvisado pelos Estúdios Sá da Bandeira.

filho.jpgMergulho” foi produzido por João Brandão e é fruto de uma residência artística proporcionada pela associação Encontrarte-Amares. Juntar-se-ão a Rui Carvalho nas suas respectivas guitarras Cláudia Guerreiro, João Brandão e João Nogueira.

 

A entrada para o concerto é feita mediante a apresentação do talão de compra do disco (9,99€) e a compra do disco é possível na Fnac e no Teatro Helena Sá e Costa apenas na noite do concerto.

 

Teatro Helena Sá e Costa (Porto)

21 de Abril 2016 | 21.30h

Señoritas… novo projeto de Mitó Mendes (A Naifa) e Sandra Baptista (A Naifa / Sitiados) lançam single de estreia

Señoritas é o novo projeto de Mitó Mendes (A Naifa) e Sandra Baptista (A Naifa / Sitiados). Em 2014, com o fim d’A Naifa, partilhando o gosto comum de ensaiar, compor e tocar juntas, nascem as Señoritas. Desta vontade, surgiu um conjunto de canções que giram em torno de um universo feminino e tendencialmente urbano. Com uma atmosfera densa, feminina e bem portuguesa, numa abordagem singular, canta-se a vida, mas de uma forma crua e direta.

press01Ôö¼-«nunocarvalho.jpgphoto: Nuno Carvalho

 

Este novo projeto, minimalista do ponto de vista musical, assenta na Voz e Guitarra de Mitó Mendes e no Acordeão e Baixo elétrico de Sandra Baptista, suportados por sets de programações que realçam a crueza e nudez da linguagem musical.

As músicas, todas originais, são da autoria da própria banda. O tema “Nova” é o single de estreia e apresentação deste projeto. Já pode ser ouvido em inúmeras rádios e o vídeo estreia hoje

The Kills apresentam o novo disco a 3 de Novembro em Lisboa

Os The Kills apresentam dia 3 de novembro no Coliseu de Lisboa o novo álbum de estúdio “Ash & Ice”, que tem data de lançamento agendado já para o próximo dia 3 de junho. Após esgotarem a digressão europeia, que arranca em maio, a banda anuncia agora mais 19 concertos com início em setembro.

The Kills (Cópia).jpgphoto: Paulo Homem de Melo

 

A banda estreou este fim de semana, no festival Coachella, antes de uma atuação estrondosa, o segundo video do 5º álbum de estúdio “Ash & Ice”, que será apresentado ao público em breve. “Heart Of A Dog”, contou com a direção de Sophie Muller, que já trabalhou com a banda no passado com temas como “U.R.A Fever”, “Cheap and Cheerful”, “Last Days of Magic” e “Satellite”.

Com uma carreira com cerca de década e meia a banda norte-americana já editou quatro discos de sucesso fortemente aplaudidos pela crítica e pelo público. "Ash & Ice" é o sucessor do aclamado “Blood Pressures”, editado em 2011.

 

Coliseu dos Recreios (Lisboa)

3 de Novembro de 2016 | 21.00h

 

Hard Club (Porto)

4 de Novembro de 2016 | 21.00h

NEOPOP FESTIVAL '16… Cartaz Completo…

No que é a sua 11ª edição, o Neopop Festival continua a surpreender com uma primorosa selecção que junta os nomes mais conceituados da actualidade aos talentos emergentes, conseguindo reunir num único evento todos os grandes da cena techno e house mundial.

neopop.jpgProvando o porquê de ser o festival de música electrónica com a mais sólida reputação em Portugal, um dos melhores da Europa, anuncia hoje mais 25 artistas, que se juntam aos 9 anunciados anteriormente: Ben Sims B2b James Ruskin, Carl Cox, John Digweed, John Talabot, Matador.Live, Nina Kraviz, Solar, Sunil Sharpe, Unforeseen Alliance.

 

As novas confirmações são:

 

Alfredo Mazzilli, Antigone, Ben UFO, Benjamin Damage, Birth Of Frequency, Donato Dozzy, Etienne Jaumet, Fatima Al Qadiri, Gonçalo, Hhy& The Macumbas, Inigo Kennedy, Lewis Fautzi, Maceo Plex, Maya Jane Coles, Oscar Mulero, Pan-Pot, Peter Van Hoesen, Jonas Kopp B2b Pfirter, Polar Inertia, Richie Hawtin, Sensible Soccers, Switchst(D)Ance, Xosar, Zadig, Zenker Brothers

Pelo segundo ano consecutivo, o espectáculo de luz e video mapping que acompanha os grandes nomes vai acontecer no Neo Stage. Já a exploração de sons mais underground e ambientes mais intimistas dar-se-á no Anti Stage, palco inaugurado na edição passada.

 

A Red Bull Music Academy apresenta a última noite do palco Neo Stage, reforçando a sua longa parceria com o Festival com uma selecção de artistas singulares.Mais informação aqui

Programação por palcos a anunciar brevemente.

 

O 11º Neopop Festival realiza-se entre 4 e 6 de Agosto junto ao Forte de Santiago da Barra, em Viana do Castelo, onde está tudo a postos para se fazer história mais uma vez.

 

Hey Colossus e Solar Corona no CAVE45 a 27 de Abril

Não foi há muito tempo que os riffs de Hey Colossus, ora arrastados, ora imbuídos em psicotrópicos, fustigaram as margem do Cávado com intensidades pouco aconselháveis aos incautos. Agora, com maior preparação e mais um álbum na calha, a suceder ao ainda fresco “In Black and Gold”, os britânicos regressam a Portugal, mais precisamente ao Porto.

untitled-1.jpgO concerto, que será focado em material novo e no mais recente “Radio Static High”, está apontado para o Cave 45 a 27 de Abril. Na primeira parte, estarão os Solar Corona, com ascendente no stoner, numa abordagem instrumental ao género que o leva a uma metamorfose musculosa.

 

Cave 45 (Porto)

27 de Abril 2016 | 21.30h

Mestre da guitarra portuguesa encerra Comemorações dos 50 anos de carreira a 31 de Maio no Tivoli.

As comemorações dos 50 anos de carreira do Mestre António Chainho encerram oficialmente no próximo dia 31 de Maio, com um concerto marcado para as 21h30 no Teatro Tivoli BBVA. Numa noite verdadeiramente especial, o Mestre da Guitarra Portuguesa - considerado pela Songlines Magazine um dos “50 músicos mais influentes da World Music” - junta alguns dos convidados do álbum “Cumplicidades” e partilha pela primeira vez o palco com Rui Veloso.

 

Esta será também uma noite particularmente simbólica para o artista que genuinamente ajudou a moldar a história da música popular em Portugal e a projetá-la um pouco por todo o mundo. Se ao longo da sua incomparável carreira colaborou com nomes como Paco de Lucia, John Williams, José Carreras e KD Lang, no concerto de 31 de Maio junta o seu talento singular a duas formas musicais classificadas Património Imaterial da Humanidade: o Fado e o Cante alentejano.

Antonio Chainho - Foto promo 2 - ANTONIO CHAINHO.jphoto: Promo /DR

 

Hélder Moutinho, Mafalda Arnauth e Adiafa, ajudam a refletir a essência do talento do Mestre António Chainho que, nascido numa família tradicional alentejana, começou por juntar a música de tradição rural com o Fado de Lisboa e mais tarde fundiu estes dois géneros com outras “músicas do Mundo”.

António Chainho - Guitarra em Português

Como todos os verdadeiros talentos, ciente da herança cultural que transporta, Mestre António Chainho assume um relevante papel pedagógico enquanto Mestre da Guitarra Portuguesa. A sua profunda aprendizagem pessoal é transmitida através do papel desempenhado na criação do Museu do Fado, na fundação da primeira Escola de Guitarra Portuguesa em Lisboa e na criação das suas próprias escolas em Santiago do Cacém, Grândola e ilha da Madeira.

Em “Cumplicidades“, álbum lançado em 2015 e patrocinado pela Associação Mutualista Montepio com os apoios do Museu do Fado, RTP e Antena 1, e que conta com a colaboração de músicos de Portugal, Brasil, Angola e Cabo Verde,  soa a toda a paixão, entrega e dedicação que apenas Mestre António Chainho consegue dedilhar num acorde, conter numa harmonia e abrigar, para sempre, nos corações. A gama de emoções para a qual nasceram e que torna inseparáveis a guitarra portuguesa e Mestre António Chaínho

 

Teatro Tivoli BBVA (Lisboa)

31 de Maio 2016 | 21.30h

Leya celebra Dia Mundial do Livro em parceria com Transportes de Lisboa

Com o objectivo de comemorar o Dia Mundial do Livro, que se assinala no dia 23 de abril, a Leya, em parceria com a Carris, o Metropolitano de Lisboa e a Transtejo, vai realizar uma série de ações de promoção da leitura, fomentando, assim, a cultura junto dos seus leitores e utilizadores dos transportes públicos.

Dia mundial do Livro nos transportes2-1.jpgNo próximo sábado, serão várias as mascotes de personagens da literatura infantil e juvenil que irão animar o Metro e a Transtejo. Aproveite e venha conhecer a Bruxa Cartuxa, criada por Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada, o Vampiro Valentim, criado por Álvaro Magalhães e Carlos J. Campos, bem como o famoso Ruca, pelas 10h00, no metro do Cais do Sodré e, pelas 16h00, na ligação fluvial Cais do Sodré - Cacilhas.

 

E as comemorações não ficam por aí…

No dia 26 de abril, está também prevista a presença de contadores de histórias e a declamação de poesia no interior das estações do metro e nos navios Transtejo para que os utilizadores dos dois modos de transporte possam desfrutar da leitura de livros durante a sua viagem. Esta ação terá lugar às 16h30, entre as estações de metro São Sebastião e Terreiro do Paço, e às 16h50, na ligação fluvial Terreiro do Paço - Barreiro.

 

O Dia Mundial do Livro e do Direito do Autor é celebrado, desde 1995, no dia 23 de abril por decisão da UNESCO. Trata-se de uma data simbólica para a Literatura, já que, segundo os vários calendários, neste dia morreram dois grandes vultos da cultura mundial: o dramaturgo William Shakespeare e o escritor Miguel de Cervantes.

No dia 23 de Abril viaje com a LeYa

 

Os Retimbrar fizeram-se à estrada… ou melhor ao comboio (Reportagem)

Era uma tarde de quinta-feira, a passada quinta feira 14 de Abril e com o objetivo de divulgar a sua música e o seu disco de estreia, os Retimbrar, projeto musical com origem no Porto, fizeram-se (literalmente) ao Comboio.

DSC_0115 (Cópia).jpgPhoto: Paulo Homem de Melo / Glam Magazine

 

Numa ação de promoção ao álbum “Voa Pé”, editado no inicio do mês de Abril, o grupo tomou de assalto um dos comboios suburbanos do Porto, e, partindo de Porto São Bento, encetou uma viagem musical até Ermesinde surpreendendo todos os que durante a tarde utilizaram aquele meio de transporte.

DSC_0049 (Cópia).jpgPhoto: Paulo Homem de Melo / Glam Magazine

 

Estrategicamente colocados em vários pontos do comboio, o comboio parte da estação de Porto São Bento ao som da canção “Voa pé (cá fora)”, com os vários elementos da banda a colocarem no centro da composição. O espanto e a surpresa de quem estava na composição foram visíveis mas a alegria contagiante do grupo rapidamente criou um elo de ligação com todos que naquela hora, escolheram o comboio como meio de transporte. A primeira paragem em Porto Campanha trouxe mais passageiros, mais público e mais animação à viagem, que apesar de curta até Ermesinde, proporcionou um ambiente diferente e descontraído num transporte suburbano.

DSC_0052 (Cópia).jpgPhoto: Paulo Homem de Melo / Glam Magazine

 

A viagem promocional teve igualmente o intento de promover os 2 concertos que o grupo vai apresentar já a 23 de Abril na Casa da Música.

DSC_0089 (Cópia).jpgPhoto: Paulo Homem de Melo / Glam Magazine

 

Chegados a Ermesinde, houve ainda tempo de animar por breves instantes o tarde triste que se abatia sob a estação daquela localidade, enquanto se aguardava pelo regresso a Porto São Bento. O comboio que vinha de Guimarães era o alvo para o grupo tomar de “assalto” nesta viagem de regresso. Mais uma vez a surpresa de todos aqueles que seguiam no comboio foi notória, mas a animação não se fez esperar, com a participação de todos. Com um estilo baseado na música tradicional Portuguesa, os Retimbrar deixam o seu cunho pessoal, desconstruindo o tradicional com a ajuda das suas ideias muito próprias da música popular e inovando com uma sonoridade solta e contagiante recorrendo a instrumentos que estabelecem fronteiras entre o convencional e a inovação.

DSC_0147 (Cópia).jpgPhoto: Paulo Homem de Melo / Glam Magazine

 

Dia 23 de Abril a oportunidade para assistir, em 2 apresentações, ao trabalho desenvolvido por este coletivo.

 

Reportagem e fotografias: Paulo Homem de Melo

Cine-Teatro de Estarreja recebe dia 22 de abril… Raul Midón + Edu Mundo

Na próxima sexta feira o Cine-Teatro de Estarreja recebe Raul Midón para um concerto único em Portugal. O guitarrista no dia 21 de Abril, quinta-feira vai ainda apresentar uma Masterclass pelas 18.30h. A primeira parte do concerto vai ser assegurada por Edu Mundo.

P1010610.jpgphoto: Promo /DR

 

O “New York Times” escreveu sobre Raul Midón: “ele é um “one man band”, que transforma a sua guitarra numa orquestra, e a sua voz num grupo coral”. Cego de nascença, muito cedo começou a mergulhar no estudo da guitarra, que domina com uma técnica invulgar. Rapidamente ganha notoriedade nos circuitos musicais norte-americanos e colabora com nomes como Shakira, Christina Aguilera, Herbie Hancock, Stevie Wonder, entre outros. Em 2002, a partir de Nova Iorque, dedica-se à sua carreira a solo, tendo registado 8 aclamados trabalhos discográficos. O último, “Don’t Hesitate”, será a base da sua passagem, marcante, pelo palco do Cine-Teatro de Estarreja.

 

A primeira parte do concerto é assegurada por Edu Mundo. Músico emergente no panorama musical português prepara o seu disco de estreia, desenvolvendo em paralelo a sua veia de compositor, “Pantomineiro” para António Zambujo, e “Eu Entrego” que faz parte do novo disco de Ana Moura. Nesta apresentação no Cine-Teatro de Estarreja serão desvendadas algumas das suas músicas inéditas, num registo despido, à viola e voz.

 

Raul Midón voz, guitarra, piano, percussão

Edu Mundo voz, guitarra

 

Cine-Teatro de Estarreja

22 de Abril 2016 | 21.30h

 

Caixa Ribeira ’16… Cartaz Completo com Ana Moura… distribuição por dias/salas

O cartaz do Festival Caixa Ribeira ’16 fica hoje completo. Recheados de protagonistas de luxo, com os melhores fadistas do mundo do qual já fazem parte nomes como António Zambujo, Gisela João, Raquel Tavares, Aldina Duarte, Helder Moutinho Maria da Fé, entre tantos outros, chega agora a “cereja no topo do bolo”. Dia 3 de Junho, no Palco Caixa um dos nomes mais aplaudidos este ano de 2016… Ana Moura

GLAM - Ana Moura 6.jpgphoto: Sergio Magalhães / Glam Magazine

 

Conhecida e aclamada pelos quatro cantos do Mundo, é uma das maiores e mais incríveis embaixadoras do Fado dentro e fora de portas. Nas edições discográficas estreou-se há pouco mais de uma década. Quase sempre acompanhada por Jorge Fernando, uma espécie de padrinho e ensinador durante muitos discos, o seu sucesso atinge um clamoroso tamanho, acabando por cantar com ícones da pop mundial como os Rolling Stones, Prince, Gilberto Gil e outros. Com “Desfado” de 2012 (o disco mais vendido em Portugal dos últimos anos, galardão de cinco platinas), juntou a tradição com a contemporaneidade, confirmando-a como uma artista absolutamente singular. Nesse álbum contou com a colaboração de Larry Klein, produtor de nomes-colossos como Joni Mitchell, Tracy Chapman ou Madeleine Peyroux, e com os talentosos Márcia, Luísa Sobral, António Zambujo, Aldina Duarte, entre outros. O último registo da fadista chama-se “Moura”. A edição atingiu a marca de Disco de Platina em apenas duas semanas e volta a contar com a produção de Larry Klein. Tal como em “Desfado”, são muitos os grandes nomes da música portuguesa que se juntam a Ana Moura. Carlos Tê, por exemplo, é um dos convidados (pela primeira vez a trabalhar com a Fadista), assinando um tema por inteiro, na música e na letra. Outros estreantes são Jorge Cruz (Diabo na Cruz), Edu Mundo ou Sara Tavares, que compõe um tema com a letra de Kalaf (Buraka Som Sistema). Há ainda palavras do escritor José Eduardo Agualusa, cuja música é composta pelo músico angolano Toty Sa´Med, e nomes conhecidos por todos que trabalharam no anterior “Desfado”.

caixaribeira-versao660_pt.jpgCartaz completo:

3 de Junho 2016:

Ana Moura; António Chainho com Paulo de Carvalho e Mafalda Arnauth; António Zambujo; Beatriz; Beatriz Felizardo; Eduardo Pinto; Filipa Cardoso; Filipe Duarte; Gonçalo Salgueiro; Homenagem a Fernando Farinha: Miguel Xavier, Patricia Costa, Alexandra Guimarães e Valdemar Vigário; Joana Almeida; Joana Amendoeira; José Geadas; José Gonçalez; José Manuel Neto; Maria da Fé; Maria do Sameiro; Maria João Quadros; Miguel Ramos; Manuel Salé; Nádia Bastos; Pedro Moutinho; Rute Rita; Kiko

 

4 de Junho 2016:

Aldina Duarte; Ana Sofia Varela; Anita Faria; Clássicos do Fado interpretados por Rosita, Manuel Barbosa, Maria da Luz e António Cerqueira; Fados a Nossa Senhora: Ana Pinhal, Miguel Xavier, Patrícia Costa e Sérgio Martins; Gisela João; Helder Moutinho; Jorge Fernando; José Manuel Barreto; Liliana Luz; Maria Armanda; Nelson Duarte; Paulo Ribeiro; Raquel Tavares; Rodrigo & Florência; Sandra Correia; Sandra Loureiro; Sara Correia; Simone de Oliveira; Teresa Tapadas;

 

Fado à Janela: Jorge Silva, Miguel Monteiro, José Manuel Rodrigues

 

8 ½ Festa do Cinema Italiano no Porto de 21 a 24 de abril com antestreia de “Pais e Filhos” e de “A Correspondência”

Depois de Lisboa, Cascais e Coimbra o 8 ½ Festa do Cinema Italiano realiza-se no Porto, de 21 a 24 de abril no Teatro Municipal Rivoli e no Cinema Passos Manuel, apresentando algumas produções do melhor do cinema produzido em Itália, entre elas duas antestreias nacionais e um ciclo de filmes inéditos em Portugal.

A_correspondencia_MG_2366.jpgPhoto: “A Correspondência” / Promo

 

O evento mais importante em Portugal dedicado ao cinema e à cultura de Itália, apresenta na sessão de abertura em colaboração com a Pris Audiovisuais, dia 21 de abril, às 21h30, no Teatro Municipal Rivoli, “A Correspondência”, de Giuseppe Tornatore (Cinema Paraíso, A Melhor Oferta), uma história de amor profunda, comovente e acompanhada pela maravilhosa banda sonora do vencedor da Academia, Ennio Morricone, entre Ed Phoerum, (Jeremy Irons) um professor de astrofísica e Amy Ryan (Olga Kurylenko), uma jovem estudante universitária, que nos tempos livres trabalha como duplo no cinema e na televisão.

FD_D36_0082.jpgPhoto: “Pais e Filhas” / Promo

 

A segunda antestreia nacional é a sessão de encerramento, realizada em parceria com a NOS Audiovisuais: “Pais e Filhas” (Fathers and Doughters), do realizador Gabriele Muccino, o mesmo do filme À Procura da Felicidade, com Will Smith), com Russell Crowe. Esta sessão terá lugar no Teatro Municipal Rivoli. É uma história de amor entre pai e filha, relatada ao longo de 25 anos. A história avança e recua entre a década de 1980, quando Jake Davis (Russell Crowe), um romancista viúvo e vencedor do Prémio Pulitzer, luta para recuperar de um esgotamento mental enquanto tenta criar a filha Katie (Kylie Rogers) de cinco anos, e a actualidade, onde Katie, agora com 30 anos (Amanda Seyfried), vive em Manhattan lutando contra os fantasmas que resultam de uma infância conturbada. 

 

Outro inédito da edição do Porto da Festa do Cinema Italiano, também no Rivoli, é uma sessão dedicada ao teatro de vanguarda de Romeo Castellucci/Societas Raffaello Sanzio, um conjunto de episódios sobre a Tragédia Endogonidia e do Inferno da Divina Comédia. Em antevisão da vinda de Romeo Castellucci/Societas Raffaello Sanzio a Portugal, o 8½ Festa do Cinema Italiano, em colaboração com o Rivoli Teatro Municipal do Porto, apresenta um ciclo de trabalhos audiovisuais que permitam a reflexão sobre algumas das obras mais significativas da conhecida companhia Italiana no intuito de contextualizar, (re)descobrir e aprofundar o trabalho destes autores.

 

São ainda exibidos, entre outros dois filmes, no Cinema Passos Manuel, o vencedor da edição de Lisboa “Lo chiamavano Jeeg Robot”, de Gabriele Mainetti ou Le cose belle, de Agostino Ferrente e Giovanni Piperno que fez parte da programação de 2015 em Lisboa e ganhou o Prémio do Público, passa agora sexta, 22 de abril, às 18h30, no Passos Manuel.

 

O primeiro teve antestreia nacional na edição da Festa em Lisboa (distribuição 8 ½ Festa do Cinema Italiano) e recebeu o prémio do júri e prémio do público Canais TVCine & Séries. Enzo entra em contacto com uma substância radioativa que lhe dá uma força sobre-humana. Fechado, introvertido e solitário, Enzo usa os seus novos superpoderes para a sua carreira de delinquente. Tudo muda quando encontra Alessia, uma rapariga instável que está convencida que Enzo é o famoso herói dos desenhos animados japoneses, Jeeg Robot. Enzo aprende o valor de ajudar os outros. Mas que preço terá de pagar para se transformar num herói? O filme mistura o fantástico com uma encenação crua e realista que surpreendeu público e críticos. Apresentado no último Festival de Roma, o filme promete converter-se num culto de género.                               

 

Para além do Porto, Lisboa e Cascais, a Festa do Cinema Italiano estará presente nas seguintes cidades: Aveiro, Elvas, Loulé, Caldas da Rainha, Guimarães, Évora, Almada, Funchal, Setúbal e Beja. Internacionalmente, acontece em Luanda (Angola), Maputo (Moçambique) e sete cidades do Brasil: Rio de Janeiro, São Paulo, Florianópolis, Brasília, Curitiba, Belo Horizonte e Porto Alegre.

 

Destaque para além do alargamento nacional e internacional, o fortalecimento da relação com as distribuidoras nacionais, juntando forças na promoção do cinema italiano e da revitalização do cinema de autor e qualidade. São exemplo disso as dez antestreias nacionais (oito em Lisboa e duas no Porto) apresentadas pelo festival.

 

Carlos Gil apresenta coleção na Semana da Moda da Polónia

A ModaLisboa e Carlos Gil voltam a levar a Moda Portuguesa além-fronteiras. O criador português foi convidado, pela segunda vez consecutiva, a integrar o calendário da FashionPhilosophy - Fashion Week Poland, no âmbito da parceria de intercâmbio estabelecida entre a ModaLisboa e a Semana de Moda da Polónia.

GLAM - Carlos GIl.jpgPhoto: Paulo Homem de Melo / Glam Magazine

 

Depois do sucesso do seu desfile na ModaLisboa – Lisboa Fashion Week, Carlos Gil prepara-se agora para apresentar as suas propostas para o outono/inverno 16/17 em Lodz, na Polónia. O desfile realiza-se no próximo dia 23 de abril, pelas 21 horas locais.

A FashionPhilosophy - Fashion Week Poland decorre entre 19 e 24 de abril e apresenta as coleções dos principais criadores de moda polacos e convidados internacionais.

Espumantes ‘Baga Bairrada’ apresentam-se em Londres no dia 21 de Abril

Depois do primeiro (grande) passo dado este ano na promoção além-fronteiras, com a presença no maior ponto de encontro mundial do mercado do vinho, a feira ProWein, no passado mês de Março, o conjunto de espumantes da nova categoria criada em 2015, ‘Baga Bairrada’, voa agora para Londres. A Comissão Vitivinícola da Bairrada (CVB) e os sete produtores deste projecto vão estar na Embaixada de Portugal, no dia 21 de Abril, a mostrar os seus néctares borbulhantes a um vasto grupo de convidados profissionais, de entre jornalistas e outros líderes de opinião, proprietário de lojas de vinho e restaurantes, mas também a consumidores.

Espumantes Baga Bairrada 7_72dpi.jpgO cluster ‘Baga Bairrada’, que arrancou com cinco referências, tem actualmente sete espumantes brancos feitos 100% da casta Baga. Novidades estão na calha ainda para este ano, mas à prova dos exigentes palatos londrinos vão: o ‘Marquês de Marialva Baga Bairrada Bruto 2013’ (Adega de Cantanhe); o ‘Aliança Baga Bairrada Reserva Bruto 2013’ (Aliança Vinhos de Portugal); ‘Montanha Baga Bairrada Grande Cuvée 2009’ (Caves da Montanha); ‘Primavera Baga Bairrada Extra Bruto 2013’ (Caves Primavera); ‘São Domingos Baga Bairrada Bruto 2008’ (Caves do Solar de S. Domingos); ‘Quinta do Poço do Lobo Baga Bairrada Bruto Natural 2013’ (Caves São João); e ‘Rama&Selas Baga Bairrada Bruto Natural 2013’ (Rama&Selas).

 

‘Baga Bairrada’ é uma iniciativa promovida pela Comissão Vitivinícola da Bairrada, aberta a todos os produtores da região, com o propósito de estabelecer um standard colectivo para “um espumante” feito a partir da casta bandeira da região, a Baga. Uma nova categoria para um produto distinto, com regras de produção e identidade gráfica próprias, criada para melhor promover e vender a região, e seus vinhos, em Portugal e no Mundo.

 

“A Baga é um património inquestionável, que tem que ser preservado e potenciado.”, in Plano de Ação para a viticultura bairradina. A CVB pretende assim sinalizar, demarcar e autenticar a casta Baga como variedade típica (e predominante) da Bairrada, valorizando a casta, a região vitivinícola, e gerando notoriedade para o grande factor diferenciador: a Bairrada como região com massa crítica suficiente para fazer espumantes brancos de uma casta tinta. Embora a regulamentação desta nova categoria contemple brancos, rosados e tintos, a CVB tem como objectivo principal assegurar um denominador comum e estilo que faça crescer os espumantes “Blanc de Noirs Baga Bairrada”, em particular nos mercados de exportação, onde o espumante português ainda tem dificuldades em afirmar as suas especificidades.

 

Por questões climáticas, é difícil produzir todos os anos grandes (volumes de) vinhos tintos de Baga, já a qualidade de excelência nos espumantes desta casta é sempre garantida, o que faz a diferença para a região da Bairrada, ainda mais se “uniformizados” e consolidados numa categoria de produto. A importância da casta Baga na valorização e diferenciação dos espumantes Bairrada é hoje uma realidade indiscutível. Durante anos, vários foram os produtores que encontraram nela o complemento perfeito para os seus lotes de vinho base espumante. No entanto, nos últimos 8 a 10 anos os espumantes varietais de Baga têm ganho adeptos na produção, mas também junto da crítica especializada e do consumidor, que lhe atribuem uma conotação extremamente positiva.