Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Glam Magazine

Glam Magazine

Kurt Cobain… Foi à 22 anos atrás….

Foi à 22 anos… Kurt Cobain foi o líder de uma geração que a música deu a conhecer através do movimento grounge de Seattle.

kurt.jpgPhoto: Arquivo /DR

 

Esteve à frente dos Nirvana, uma das bandas mais influentes nos inicio dos anos noventa, conseguindo vender perto de 95 milhões de discos. Courtney Love foi a sua companheira até à morte, bem como as drogas e o álcool que o acompanharam nos últimos anos da sua vida.

Considerados por muitos um génio da música a fama e o sucesso não se enquadravam no seu “teen spirit”. Era uma pessoa complexa, demasiado complexa com pouca vontade de viver.
Morre aos 27 anos, no dia 5 de Abril de 1994. Deixa uma filha, Frances Bean Cobain, um legado e uma janela aberta a gerações que se seguiram na música mas… “nevermind

 

Paulo Homem de Melo / Abril 2016

The Weatherman com novo album… “Eyeglasses for the masses”

“Eyeglasses For The Masses”, edição que assinala dez anos de vida para The Weatherman, nasceu de uma procura genuína pela autenticidade da escrita de canções pop, de uma crença em ser possível mover tudo e todos com o poder de uma grande canção. Olhos de vidro para multidões são como o espelho de Alice multiplicado e acessível a todos. Realidades distintas sob perspectivas ilimitadas. A contra cultura mais do que nunca contra todas as correntes.

Capa.jpgTendo como motor a glorificação da fragilidade humana e das rupturas causadas pelo amor como necessárias para fazer o mundo seguir em frente, o disco remete para a herança da pop anglo-saxónica dos finais dos 60’s e inícios dos 70’s, do psicadelismo, do encanto e do desencanto hippie, da mística sensual da era espacial, do misticismo cósmico cujo paralelismo poderá ser encontrado nas palavras desenfreadas de poetas da beat generation.

O disco foi gravado nos estúdios Hertzcontrol em Caminha por Marco Lima, produzido por Alexandre Monteiro e Alexandre Almeida, e misturado nos SoundHill Studios no Porto por João André. A masterização foi realizada em Los Angeles pela mão do galardoado Brian Lucey (Artic Monkeys, Black Keys, The Shins, Beck, Sigur Ros, entre outros).

 

“Eyeglasses For The Masses” é uma edição de autor com lançamento previsto para 29 de Abril

 

Miss Lava de regresso com “Sonic Debris”

“In The Arms of The Freaks” é o primeiro single de “Sonic Debris”, o terceiro longa duração dos Miss Lava, com lançamento mundial pela norte americana Small Stone Records a 0 de Maio (digital) e 20 de Maio (cd e vinil). O vídeo teve estreia mundial na Revolver, uma das mais conceituadas publicações americanas

capa_alta.jpg“Sonic Debris” testemunha a exploração de novas paisagens sonoras pela banda, consequência de um processo criativo mais aberto e inclusivo, que levou os Miss Lava a projetar estilhaços sonoros distorcidos, asteroides psicadélicos e bestas obscuras. O disco é, de facto, uma viagem sónica com uma diversidade ainda não evidenciada pela banda.

A banda irá lançar-se à estrada para promover o álbum. As primeiras datas confirmadas são:

 

23 Abril 2016 - Canecas Fest (Paços de Ferreira)

24 Abril 2016 - SWR Barroselas Metal Fest

16 Maio 2016 - Sabotage (Lisboa)

25 Maio 2016 - Stairway Club / Festa de lançamento de disco (Cascais)

1 Outubro 2016 - Festival Bardoada e AJCOI (Pinhal Novo)

8 Outubro 2016 - Festival Faro Alternativo

Quelle Dead Gazelle lançam "Pedra-Pomes"

Pedra-Pomes” é o primeiro single de "Maus Lençóis", o álbum de estreia dos Quelle Dead Gazelle, gravado por Makoto Yagyu e Fábio Jevelim, nos estúdios HAUS em Lisboa.

Quelle Dead Gazelle - horizontal .jpgPhoto: Promo /DR

 

Com vídeo realizado por Ricardo Gama e Luís Sobreiro, “Pedra-Pomes” marca a primeira etapa do regresso do duo às edições, com um longa-duração que nos chega a 13 de Maio pelas mãos da Cultura Fnac e Turbina.

“Entre o Serengueti, Chicago e Lisboa há uma planície enorme.

Ampla, com um horizonte a perder de vista.

Nessa planície corre uma gazela.

Lisboa sabe misturar e na cabeça do guitarrista Pedro Ferreira e do baterista Miguel Abelaira, pôs as cadências sincopadas dos ritmos africanos a encontrarem-se com os sons da desconstrução que a aventura pós-rock ofereceu às gerações futuras. Sobre a frecha onde se encontram estas duas placas tectônicas, passado e futuro, peles e electricidade, os dois músicos começaram em 2012 a tocar e trocar ideias. No mesmo ano lançaram o single “Afrobrita”.

 

Os Quelle Dead Gazelle começam assim a correr e ainda não mostraram sinais de falta de fôlego. Em 2013 o primeiro EP gravado e produzido por Makoto Yagyu e Fábio Jevelim, leva-os aos palcos do NOS Alive, Milhões de Festa, Paredes de Coura e Serralves em Festa.

 

Com mais de 50 concertos dados, chegam ao final de 2015 com sede. Sede de subir a barra num novo disco e de o mostrar ao vivo. “Maus Lençóis” é o primeiro longa duração da banda e regista o re-encontro do duo de músicos Ferreira-Abelaira com o duo de produtores Yagyu-Jevelim desta vez no estúdio HAUS. O novo disco traz o adensar do vocabulário que “Afrobrita” iniciou e mostra a “gazela” em controlo, força e graça. Quelle Dead Gazelle lança “Maus Lençóis” em Maio e em Maio lança-se à estrada, porque a planície por onde correm ainda tem muito por mapear.” Quim Albergaria

 

King Gizzard & The Lizard Wizard, Joana Serrat e Filho da Mãe e Ricardo Martins no Vodafone Paredes de Coura

Os australianos King Gizzard & the Lizard Wizard, o folk de Joana Serrat e o duo Filho da Mãe e Ricardo Martins são as mais recentes confirmações para a 24ª edição do Vodafone Paredes de Coura.

991.jpgEspecialistas em música psicadélica imprevisível, os King Gizzard & the Lizard Wizard formaram-se, em Melbourne, em 2010. Além dos seus concertos energéticos, são também conhecidos pela sua prolífica gravação e edição de álbuns. O primeiro registo, de 2012, viu o seu sucessor surgir apenas cinco meses depois. Em 2013, é editado o terceiro trabalho, seguido de dois novos álbuns, no ano seguinte. A trabalhar depressa, o sexto lançamento chega em 2015 e, no mesmo ano, editam “Paper Mâché Dream Balloon”, onde o som se desvia de misturas e viagens desfocadas para se transformar em algo construído exclusivamente com instrumentos acústicos. O oitavo álbum dos australianos, “Nonagon Infinity”, chega às lojas a 29 de abril e, em agosto, ao palco do Vodafone Paredes de Coura.

A revelação chegou com “Dear Great Canyon”, o registo de 2014 que, além de ganhar o prémio de Melhor Álbum Nacional do Ano pela Pop-Eye, introduziu Joana Serrat a uma extensa agenda de apresentações ao vivo. A artista de Vic regressa agora com “Cross The Verge”, álbum que a estabelece definitivamente como uma das vozes mais requintadas do folk americano do outro lado do Atlântico. Se o primeiro registo representa o caminho ascendente de Joana Serrat, “Cross The Verge” é sobre o que se pode encontrar na viagem de regresso: um caminho apaixonado guiado apenas pelo instinto.

 

Se Filho da Mãe não precisa de mais de uma guitarra para impressionar, Ricardo Martins consegue ainda assim agarrar na bateria e subir a parada. Em comum, têm o entusiasmo de partilhar o palco e um disco. “Tormenta” é a carta de apresentação para esta parceria, uma união de forças para ver no Vodafone Paredes de Coura.

 

Os novos nomes juntam-se a LCD Soundsystem, Chvrches, The Tallest Man On Earth, Unknown Mortal Orchestra, Sleaford Mods, Sharon Jones & The Dap-Kings, The Bohicas, Ryley Walker, Cage The Elephant, Thee Oh Sees, Suuns, Kevin Morby, Cigarettes After Sex, Lust For Youth e Orelha Negra.  

Águas Profundas + Terminal de Aeroporto de Simon Stephens

Depois de R.W. Fassbinder (Fassbinder-Café, 2008) ou de Mickaël de Oliveira (Boris Yeltsin, 2013), o encenador Nuno M Cardoso volta a acrescentar um novo autor ao património dramatúrgico contemporâneo.

Agora, com Águas Profundas + Terminal de Aeroporto, confronta-nos com a linguagem precisa, dura e amarga do dramaturgo britânico Simon Stephens.

aguas.jpgPhoto: Arquivo /DR

 

Situadas nas imediações de um aeroporto, as duas peças tratam de formas diferentes de amor e perda, devolvendo-nos experiências de vida numa cidade onde se chega, se espera ou se parte. Wastwater, título original de Águas Profundas (2011), é o nome de um lago profundo e sombrio situado a poucos quilómetros de Heathrow, metáfora da escuridão e convulsão de um mundo só na aparência calmo, habitado por seis personagens apanhadas num momento crítico.

Em Terminal de Aeroporto (2010), uma mulher assiste impotente ao esfaqueamento de um adolescente; numa viagem de Metro a caminho do aeroporto, lida com as consequências dessa culpa. Pessoas e quotidianos banais transtornados por situações-limite. Um díptico sobre relações e decisões, a desolação sem a esperança e a fuga.

 

Interpretação:

Águas Profundas: Albano Jerónimo, António Durães, Íris Cayatte, Maria João Luís, Olinda Favas, Pedro Almendra e Ana Príncipe, Nuno M Cardoso

Terminal de Aeroporto: Rita Brütt

 

Teatro Académico Gil Vicente (Coimbra)

6 de Abril 2016 | 21.30h

 

Centro de Arte (Ovar)

9 de Abril 2016 | 22.00h

Elotee… o novo projeto de Pedro Sacchetti

A primeira aventura a solo do vocalista e fundador dos For Pete Sake é marcada por um registo diferente daquele que era conhecido até à data. Neste novo projeto, Pedro Sacchetti cria e desenvolve uma nova sonoridade que mistura pop / alternativo / eletrónico e que surpreende pela inesperada vertente emotiva. Assume que muito do que cria é resultado de vivências próprias, e que só agora pôde transpor para a música este lado mais dark e pessoal.

888.jpgO projeto Elotee começou em casa, quando em noites longas e nada perdidas, Pedro Sacchetti se dedicava a compor, experimentar e testar novos sons e novos caminhos e, por “tentativa erro”, chegou a uma sonoridade que foi crescendo e evoluindo, ganhando esqueleto nos últimos dois anos.

Já em 2015, para dar corpo e uma qualidade mais “profissional” à composição e produção, convidou José Evangelista a juntar-se. Deslocando a zona de criação para o estúdio de Evangelista, e desde então, produzindo as musicas de raiz em conjunto. A música de Elotee fala-nos acima de tudo de amor, e de tudo o que este comporta: a sensualidade, a tristeza, a ironia, o sarcasmo e até a esperança que o revestem. Ouvimos histórias de um alter ego e de femmes fatales em noites de Lux, de amores platónicos, de sonhos e de realidades paralelas que nunca chegaram a acontecer.

Sob a influência de bandas como os Radiohead, Chet Faker, James Blake ou Alt-J, a música de Elotee leva-nos numa viagem através de um espectro de emoções.

“A música de Elotee envolve-nos e leva-nos numa viagem através das nossas emoções e a nossa proposta é que cada um possa viver a sua”, afirma Pedro Sacchetti. Elotee lança esta semana o primeiro single "Mary Jane", acompanhado de um videoclip realizado por André Gaspar, realizador que já trabalhou com nomes como Tiago Bettencourt e Orlando Santos.

Talk Show… Sensivelmente Idiota

Diogo Faro para uns, Sensivelmente Idiota para outros, o neto mais bonito para a avó dele. Ele está de volta com o talkshow ao vivo e desta vez o tema é “Betos, Mitras e Afins”. Se quisermos usar o vocabulário da moda, digamos que este talkshow ao vivo vai desconstruir os estereótipos mais comuns da sociedade portuguesa.

998.jpgSendo menos pretensiosos: vai dar baile a betos, mitras, hipsters e restantes tribos urbanas. No final, vamos perceber que não são assim tão diferentes umas das outras e que, no fundo, somos todos uma merda e não se prevê grande futuro para a humanidade.

Pelo meio, há música, comédia e entrevistas, e vai ser (inserir adjectivos que enalteçam exageradamente o espectáculo mas que sejam credíveis e façam as pessoas comprar já o bilhete).

 

Cinema São Jorge / Sala Manoel de Oliveira (Lisboa)

27 de Maio 2016 | 22.00h

Álbum estreia de Zayn entra directamente para o 1º lugar top nacional…

O muito aguardado álbum de estreia de Zayn, entrou directamente para o primeiro lugar do top nacional de vendas. “Mind of Mine”, disponível em todas as lojas desde 25 de Março, também atingiu o n.º 1 do iTunes (Portugal) e a primeira posição do Billboard 200 Album Chart (E.U.A.) e o n.º 1 do Top Britânico de Álbuns.

zayn.jpgBeFOUR” é o vídeo retirado de “Mind of Mine” e o vídeo já se encontra disponível.

O álbum inclui também os temas “Pillowtalk”, “its you”, entre outros.

Pillowtalk,” o primeiro single extraído de “Mind of Mine”reafirmou Zayn como artista a solo. Após a sua estreia, o single estreou em #1 no Top Billboard Hot 100, #1 no Digital Songs Chart dos E.U.A., #1 na tabela de vendas de singles do Reino Unido e em #1 na Billboard On Demand Songs Chart.

O vídeo de “Pillowtalk” já ultrapassou os 270 milhões de visualizações. Em Portugal, o tema atingiu o primeiro lugar do top nacional de singles.

Do Brasil chegam os Playmoboys

Os brasileiros Playmoboys darão início no final do mês a uma pequena digressão que passará por Lisboa e Porto. A banda virá apresentar a terras lusas as canções do novo álbum, “Baby, There’s No End”, a ser editado ainda este mês com o selo da Music In My Soul.

Playmoboys_promo.jpgPhoto: Promo / DR

 

Os Playmoboys são uma banda oriunda do Brasil que chega à Europa pelas mãos da editora e produtora Music In My Soul. 2005 assinalou o início da carreira da banda no panorama musical brasileiro de indie rock, pelas mãos de Conrado Muylaert (vocalista) que se juntou a Thiago Correa, Israel Esquef, Leonardo Nominato, Bernardo Arenari e Leandro Barreto. Claramente influenciados por nomes como Beatles, Nirvana, Libertines e Aerosmith, os Playmoboys passaram muitos anos no circuito underground do Rio de Janeiro com vários concertos marcados e muitas horas gastas na composição de músicas originais, até que em 2009 lançaram o seu primeiro álbum homónimo.

Este seu registo de estreia seria gravado por Vítor Farias (engenheiro de som) no estúdio Nas Nuvens, sob a batuta de Marcelo Sussekind, que chegaria mesmo a participar em algumas faixas. O álbum não tardou a atingir o sucesso, com cinco dos seus dez temas a integrar a playlist de algumas das mais prestigiantes rádios brasileiras. Em 2011, já com uma visão mais madura e abrangente, compõem e lançam novos temas que acabam por alcançar grande expressão internacional. “Waiting For the Sun”, uma das faixas do registo, acaba mesmo por ser selecionada para integrar a banda sonora da campanha publicitária da marca Allisport emitida nos EUA e Europa.

Em abril de 2016 lançarão o seu novo trabalho discográfico com a chancela da Music In My Soul e darão início a uma tour em terras lusas que se prolongará até ao mês de maio. 

 

A digressão é composta pelas seguintes datas:

 

29 Abril 2016 - Espaço A (Freamunde)

30 Abril 2016 - Meu Mercedes (Porto)

6 Maio 2016 - Le Foyer (Lisboa)

7 Maio 2016 - Fábrica Braço de Prata (Lisboa)

A segunda confirmação do Festim… Tinariwen

Diretamente do deserto do Sahara, esta banda tuaregue apresenta a sua música orgulhosa e sofrida, um rock rebelde como a sua própria condição.

003-1024x682.jpgPhoto: Marie Planeille

 

A longa história dos Tinariwen é a de um grupo nómada de refugiados empunhando guitarras e enfeitiçando plateias pelo mundo. A música profunda dos Tinariwen, com vários dos seus discos gravados em pleno deserto, traz o calor dos blues do norte de África e a diversidade cultural das fronteiras que os seus músicos atravessam. Uma tempestade de areia em forma de música. Eis chegado ao Festim o estonteante talento dos Tinariwen!

 

Ibrahim Ag Alhabib – voz e guitarra

Touhami Ag Alhassane – voz e guitarra

Abdallah Ag Alhousseyni – voz e guitarra

Eyadou Ag Leche – voz e baixo

Said Ag Ayad – voz e percussão

Elaga Ag Hamid – voz e guitarra

 

Quinta do Torreao (Albergaria-a-Velha)

30 de Junho 2016 | 22.00h

 

Praia de Esmoriz (Ovar)

1 de Julho 2016 | 22.00h

Rosário Beach Party regressa em Julho para a 3ª edição…

O Rosário Beach Party é um festival anual de Verão que se realiza no Parque das Merenda junto à praia fluvial do Rosário, concelho da Moita, organizado pela Comissão de Festas em parceria com a União de Freguesias Gaio-Rosário e Sarilhos Pequenos.

rosario.jpg​​Pretende-se que este evento seja um marco na dinamização cultural desta freguesia, mas também do concelho e do distrito, tendo a primeira edição (2014) cerca de 2000 visitantes e a segunda (2015) mais de 2500 visitantes, com um publico alvo muito abrangente graças à grande diversidade musical, que passa pelo rock, reggae e a musica electrónica.

 

A terceira edição, irá decorrer nos dias 1, 2 e 3 de Julho de 2016 e durante o mês de abril vão ser anunciadas as bandas e DJ's que vão estar presentes neste festival assim como algumas novidades nesta edição e todos os parceiros.

Mika lança DVD e Blu-Ray com a sua "Sinfonia Pop"

No próximo dia 27 de maio será editado "Sinfonia Pop", nome do concerto orquestral concebido por Mika para os arredores do Teatro Sociale, em Como, Itália. "Sinfonia Pop" será lançado simultaneamente em DVD, Blu-ray e formato digital e dele fazem parte algumas das mais célebres canções do percurso do cantor britânico, nomeadamente "Grace Kelly", "Happy Ending", "Love Today", "Stardust", "Elle Me Dit", "Rain", "Relax Take It Easy", "Boum Boum Boum", "Underwater", entre outras.

mika.jpgPhoto: Arquivo Universal

 

Mika é um artista único no panorama pop, com grande aclamação internacional, graças à sua voz singular e ao seu talento para a escrita de canções pop. Mundialmente já vendeu mais de 10 milhões de álbuns, que atingiram a marca de ouro e de platina em 32 países. O músico estreou-se, em 2007, com o single "Grace Kelly", que se manteve cinco semanas no 1.º lugar do top do Reino Unido. Desde então já lançou quatro álbuns de estúdio: "Life in Cartoon Motion", que venceu mais de 7 milhões de cópias e entrou diretamente para o 1.º lugar de vendas em 12 países diferentes; "The Boy Who Knew Too Much", de 2009, que chegou ao top 10 de mais de uma dezena de países e que inclui os sucessos "We Are Golden", "Blame It On the Girls" e "Rain"; "The Origin of Love", lançado em 2012, contém os singles "Celebrate", com Pharrell Williams, e "Popular Song", que foi regravado para um dueto com Ariana Grande, cujo vídeo conta com mais de 115 milhões de visualizações. O seu último álbum, "No Place In Heaven", foi lançado em junho de 2015. Mika também já foi distinguido e nomeado para vários prémios de prestígio, como os Grammys, Brit Awards, The World Music Awards ou MTV Europe.

 

Filmado nos elegantes arredores do Teatro Sociale, originário do século XIX, em Como, Itália, "Sinfonia Pop" inclui as canções mais célebres de Mika, acompanhadas por uma orquestra dirigida pelo proeminente maestro e compositor canadiano Simon Leclerc. Este concerto foi uma recriação de três concertos que Mika deu com Leclerc no ano anterior, em Montreal, sendo um espetáculo de uma união perfeita entre a pop e a música orquestral. No concerto foram interpretados vários temas do mais recente álbum de Mika, "No Place In Heaven", bem como outros sucessos da sua carreira. Além do concerto de 109 minutos, o DVD inclui ainda uma entrevista com Mika e Leclerc.

 

Pouco antes da edição deste DVD e Blu-ray, o cantor regressará para um espetáculo em Portugal, marcado para o dia 20 de maio no festival Rock in Rio-Lisboa.

Depois do Pop, Rock, Electrónica e Fado chega a Comédia ao NOS Alive’16

O Jardim Caixa, palco da Caixa Geral de Depósitos, banco oficial do NOS Alive, está de regresso ao Passeio Martítimo de Algés com um cartaz de luxo que promete, pelo terceiro ano consecutivo, deixar todos os festivaleiros a rir. Dr. John Cooper Clarke (UK), Pedro Tochas, Salvador Martinha feat Tatanka e Top Genius - Nuno Markl e Vasco Palmeirim, são alguns dos nomes que sobem ao palco na 10.ª edição do NOS Alive.

vZSbKfc.jpgO primeiro dia do festival vai arrancar em grande no Palco Jardim Caixa com a atuação do britânico Dr. John Cooper Clarke. O humorista que é um verdadeiro caso de sucesso por todo o mundo, poeta punk com alma de performer e pinta de Bob Dylan, é conhecido por ser a principal inspiração na composição das letras da banda Arctic Monkeys. Um espetáculo obrigatório e que promete não deixar ninguém indiferente.

Neste mesmo dia, o Palco Jardim Caixa recebe um momento inédito, com Salvador Martinha feat Tatanka (The Black Mamba). Salvador Martinha irá fazer uma trip pelo habitat natural dos festivais de verão: as espécies raras que lá se passeiam, os rituais de curtição de música e outros costumes que vão resultar num show digno da The National Geographic. E porque melhor não é impossível, Tatanka junta música a esta atuação verdadeiramente única.

Dia 7 de julho irá ainda receber Môce dum Cabréste, um espetáculo de Dário Guerreiro, seguramente o nome maior da comédia algarvia, Pedro Figueiredo e Carlos Vidal. A atriz Soraia Carrega, que fez um vistão no filme “Ruas Rivais”, será a host do Jardim Caixa no primeiro dia do NOS Alive.

 

Já dia 8 de julho será a vez de Pedro Tochas dar o melhor de si. O universo de humor de Pedro Tochas passa muito pelas suas experiências pessoais com o mundo. Felizmente, é um homem viajado, pelo que se tornou num verdadeiro especialista do riso. Começou como artista de rua e atingiu o estrelato em espetáculos de humor a solo. Para o NOS Alive o jurado do “Got Talent Portugal” propõe um espetáculo imperdível.

 

Neste mesmo dia sobe ainda ao palco João Seabra, conhecido pela sua frase de entrada “Eu bim de Braga...”. O comediante que recentemente brilhou com o seu ventríloquo Sidónio no  “Got Talent Portugal” vai apresentar-se ao vivo no NOS Alive com uma atuação inspiradora. A Pedro Tochas e João Seabra juntam-se em palco nesse dia Diogo Batáguas, David Almeida, conhecido pelo seu espetáculo “Os homens não se medem às palmas” e Joana Machado, autora d’ “A marmelada mata". A atriz Inês Aires Pereira é a host convidada deste dia para apresentar o Palco Jardim Caixa.

 

Já no dia 9 de julho é a vez da dupla Top Genius subir ao palco. O duo composto por Nuno Markl e Vasco Palmeirim, que dispensa apresentações, chegou, viu e venceu. Juntos, criam humor em multiplataformas que tem feito furor na rádio, televisão e internet. Os outros palcos que se cuidem, porque esta atuação promete captar todas as atenções do festival.

“Altos e Baixos” é outro dos grandes espetáculos da noite. Joana Marques e Daniel Leitão, as estrelas do canal Q, reinventaram um formato que muitos julgavam ultrapassado. Agora, apresentam ao vivo as suas observações mordazes sobre vídeos caseiros e peças televisivas que são verdadeiras “pérolas”. No que toca ao humor, se um diz "mata", o outro diz "esfola". Um espetáculo que tem tudo para ser perfeito.

Para abrilhantar ainda mais o alinhamento deste palco dia 9 de julho, o Jardim Caixa vai receber em palco António Machado, voz do Portugalex, que põe o país a rir há vários anos, Planeta Fluffen, o sexteto de humoristas, argumentistas, guionistas e trapezistas, pedem silêncio que prometem cantar comédia, e ainda a cara conhecida da televisão, João Paulo Sousa, que diz ser apresentador "de umas coisas" e ator "de outras". Mas modéstia à parte, é um talento firmado na televisão e em cada espetáculo ao vivo. Para apresentar o palco neste dia estará presente como host Rita Camarneiro, que certamente dispensa apresentações.

 

O Jardim Caixa volta a receber pelo terceiro ano consecutivo o desafio “Sobe ao Palco Jardim Caixa”, que dará a oportunidade a novos talentos do humor nacional de subirem ao palco na 10.ª edição do NOS Alive, ao lado de alguns dos melhores humoristas nacionais e internacionais. O desafio que arranca no próximo dia 12 de abril irá apurar nove vencedores, sendo que atuam três por dia. Para participar basta visitar o site oficial do NOS Alive e aceder à aplicação criada para o efeito. As candidaturas poderão ser submetidas a partir da 00h00 de dia 12 de abril até ao próximo dia 2 de maio. Seis vencedores serão escolhidos pelo público e três por um júri constituído por elementos da Everything is New. Os vencedores serão anunciados dia 23 de maio. Inscrições aqui

 

Nesta edição, o Jardim Caixa, irá contar com uma melhoria na infraestrutura do palco que irá garantir um aumento significativo na capacidade do público. Para além deste palco dedicado ao humor a Caixa Geral de Depósito volta a contar com uma área exclusiva para convidados.

Telmo Pires no Arena Lounge do Casino de Lisboa

Telmo Pires apresenta ao vivo o seu novo álbum, “Ser Fado”, no próximo dia 28 de Abril, no Arena Lounge do Casino de Lisboa. Este concerto segue-se aos dois espectáculos oficiais de lançamento do disco – dia 19 de Fevereiro no Museu do Fado e dia 12 de Março em Berlim, num concerto completamente esgotado – e mostra os novos rumos deste fadista que, embora sem esquecer o seu lado cosmopolita e de cidadão do mundo, em “Ser Fado” parte à redescoberta das tradições mais profundas da canção popular de Lisboa.

telmo 1.jpgPhoto: Márcia Filipa Moura

 

Ser Fado” é o culminar do percurso coerente e peculiar de Telmo Pires, fadista que nasceu em Trás-os-Montes e que, depois de ter passado grande parte da vida na Alemanha, veio para Lisboa há cinco anos, deixando para trás a sua “zona  de  conforto” – o país que o acolheu ainda criança e que, já adulto,  lhe proporcionou uma carreira de sucesso enquanto fadista, com um circuito regular de concertos na Alemanha e em países limítrofes como a Áustria, Polónia, Suiça, Luxemburgo ou França – e atirando-se, corajosamente, nas mãos do fado e da cidade que dele, o fado, foi berço

 

No Casino de Lisboa, Telmo Pires será acompanhado por Bruno Chaveiro (guitarra portuguesa), Cajé Garcia (viola de fado) e Yami Aloelela (baixo).

 

Arena Lounge / Casino de Lisboa

28 de Abril 2016 | 23.00h

João e a Sombra… revela novo video e avança datas da tour de lançamento do novo álbum

Pode ter sido como protagonista dos Filhos do Rock que João Tempera deu a conhecer a uma audiência mais vasta a sua já longa actividade como actor. Mas é no intimismo de João e a Sombra, inaugurado em 2008 com o EP homónimo, que o cantautor se revela.

joao.jpgEste ano, a sombra que se faz luz materializa-se em "Outra Coisa Qualquer", novo conjunto de canções apresentado com o tema "Despertar da Primavera" que hoje ganha vídeo. Nas suas palavras, "este tema canta-nos o espanto e a alegria que germina ante a grandeza e o mistério da Vida, se se lavrar o solo entre os humores do tempo, como no velho ditado”.

 

Ou, ao contrário, é possível que o poema, antes, lamente a impossibilidade de fixar esse lugar ("lá fora à janela", "as promessas de alegria"): é que, como com as outras Estações, bonança e tempestade, tudo, e também esta, acaba - fugidia - por passar, como lembram outros adágios. Mas para facilitar o single, pode ser só uma canção naive a celebrar a luz, o calor,... as flores... e talvez caiba entre dois carros numa fila de trânsito a dar no rádio ou num cantinho do mural de alguém.

 

Talvez nada disto, se calhar. Mas uma outra coisa qualquer, mais simples, mais natural. E mais antiga. Como a constância das estações, afinal. De qualquer forma, e num remate hard-selling, é um tema luzidio, adequado ao mês de Abril, promovendo revoluções ou boa disposição- conforme os feitios-, com um swing lento e dengoso, capaz de fazer abanar as próprias sombras como esqueletos ao vento! E é de borla, é um vídeo: é para dar!"

Realizado por Jorge Vaz Gomes e editado por Rui Berton, o video de "Despertar da Primavera" não desvirtua a atitude Do It Yourself Poético-Hardcore que caracteriza o novo disco, numa linguagem rudimentar e minimal, não permitindo assim que a canção morra afogada no filme. Em parceria com a companhia S.A Marionetas, João e a Sombra vem assim cantar aos sete ventos o regresso de uma nova estação, a vinda de uma Outra Coisa Qualquer, o novo álbum que está disponível a partir de amanhã, dia 6 de Abril.

 

Tour de Apresentação

8 Abril 2016 - O Pátio (Murtosa)

9 Abril 2016 - Fnac Sta. Catarina (Porto)

9 Abril 2016 - Rádio (Porto)

10 Abril 2016 - Festival Santos da Casa (Coimbra)

15 Abril 2016 - Teatro Bocage (Lisboa)

A "Terra do Corpo" de MEDEIROS/LUCAS é editado hoje

O novo disco da dupla açoriana, "Terra do Corpo", chega a partir de hoje às plataformas de stream e às lojas físicas. Sem deixar de lado o navio de incertezas e de meta-consciência onde navegam, MEDEIROS/LUCAS exploram em "Terra do Corpo" outros temas da condição humana que chegam a ser maiores do que eles próprios e de quem os ouve, também. Deixando a régua e o esquadro de lado, Pedro Lucas desenha um novo cenário para o fardo lírico carregado pela voz soberba de Carlos Medeiros, explorando um novo território sonoro, esteirando dos blues ao jazz e à electrónica.

a1852959907_10.jpgTornaram-no evidente aquando do lançamento do single "Sede", nada menos do que uma escopia niilista e irónica, ao lado de um dos grandes nomes do jazz português, Carlos Barretto. A vulnerabilidade das letras da autoria de João Pedro Porto alia-se a colaborações diversas, que representam o ponto de viragem que MEDEIROS/LUCAS fazem em "Terra do Corpo".

São essas prestações as de Ian Carlo Mendonza (Tigrala) , Augusto Macedo (Selma Uamusse), Carlos Barretto, Rui Carvalho (Filho da Mãe) e Tó Trips (Dead Combo) num autêntico duelo de guitarras, Selma Uamusse e António Costa (Ermo).

 

Os concertos de apresentação também já têm data

27 Abril 2016 - Galeria Zé dos Bois (Lisboa)

30 Abril 2016 - Passos Manuel (Porto)

 

"Terra do Corpo" já pode ser ouvido e comprado aqui.

Our House…. Em Abril no Musicbox curated by Mary B

Todos nós temos perfeita consciência que trocar lençóis por uma pista de dança, a uma quarta-feira, não é a situação ideal para qualquer jovem que se esteja a entregar ao trabalho e ao mundo das contribuições fiscais.

maryb1.jpgÉ por isso que temos a certeza de que as novas noites HOUSE vão dar-vos a alegria de estar ressacado no escritório ou nas aulas, absolutamente felizes. Sair à noite é um passatempo, sair para dançar e divertir é statement e nada melhor que evocar as míticas noites do Studio 54 ou o eterno Larry Levan, enquanto pregador máximo da libertinagem. Só que aqui haverá um convidado por mês que ficará encarregue de encontrar 4 parceiros e distribuí-los pelas quartas-feiras do mês. O conceito é simples e pouco inovador, mas fica a promessa de que estas noites não serão indicadas aos agentes da autoridade moral, porque sexy e sexo podem confundir-se facilmente. Estando em casa, é desfrutar da mesma.

 

6 Abril - Mary B + Kool Isac Ace (Into Music)

13 Abril - Mary B + Zé Salvador (Carpet & Snares)

20 Abril - Mary B + Bárbara Alves + Afonso

27 Abril - Mary B + Gonçalo (Helena)

 

Todos os meses é convidado um ilustrador para fazer o design com base no layout. O convidado do mês é Chei Krew.

A.L.I.C.E. pelo Teatro da Garagem no CCB / Fábrica das Artes

A.L.I.C.E. é o primeiro espetáculo do Ciclo Caminhadas Especulativas, no qual, à semelhança de projetos anteriores da Companhia como L.A. – Lost Angels’ Project to Kill Mankind, ou O Regresso de Ulisses trabalhamos com atores profissionais e não profissionais.

ALICE © João Tuna.jpgPhoto: João Tuna

 

No TeCA, A.L.I.C.E. contou com a participação de alunos de todas as Escolas de Teatro do Porto, ou jovens atores recém-formados, os quais não queremos deixar de referir, pois continuam sempre connosco, embora estejamos a 375 Quilómetros de distância… Este projeto tem como ponto de partida não apenas a ideia de formação, mas sobretudo a ideia de experiência estética alargada a um conjunto de pessoas com vivências e interesses distintos, a partir da leitura de Alice no País das Maravilhas e Alice do Outro Lado do Espelho, de Lewis Carroll.

 

A Viagem de Alice, como a Vida, é uma aventura física e metafísica. O Teatro, como fórum de debate e lugar de reconhecimento, através da criação e da literacia, talvez contribua para uma sociedade de homens e mulheres, livres, mais fraterna e justa. Arte, Liberdade, Identidade, Coragem, Engenho – A.L.I.C.E.

 

Centro Cultural de Belém / Pequeno Auditório (Lisboa)

7 a 10 de Abril 2016 | 11h (7 e 8) 21h (9) 17h (10)

“Peixe em Lisboa”… Festival gastronómico de referência de 7 a 17 Abril

Elena Arzak, Pino Cuttaia e Diego Gallegos, são três dos chefes internacionais que marcarão presença na 9.ª edição do “Peixe em Lisboa”, onde terão oportunidade de demonstrar ao vivo, no Auditório uma vez mais instalado em pleno Terreiro do Paço, experiência e conhecimento, fatores que os distinguiram na arte gastronómica e que lhes valeu várias distinções ao longo das carreiras, incluindo as sempre disputadas estrelas Michelin.

geral 17.jpgPhoto: Arquivo EV

 

Elena Arzak (dia 13) é filha de Juan Maria Arzak que em Donostia, San Sebastian, Espanha, ostenta três estrelas Michelin. Nesta edição do “Peixe em Lisboa” traz à capital portuguesa alguns dos exemplos de perfeccionismo e detalhe que a tornaram conhecida na cozinha vanguardista. Já o italiano Pino Cuttaia (dia 12), detentor de duas estrelas Michelin no restaurante La Madia, em Licata, Sicília, tem como destaque a gastronomia de mar, conferindo sofisticação à forma italiana de encarar a cozinha. Diego Gallegos (dia 15), brasileiro de nascimento, andaluz por opção – e que alcançou recentemente uma estrela Michelin no restaurante Sollo, em Málaga – traz ao “Peixe em Lisboa” a experiência com peixes de rio ou não fosse conhecido por “el chef del caviar”. O português Nuno Mendes (dia 14) regressa a este emblemático evento e demonstra, ao vivo, porque se tornou num dos chefes mais apreciados da cena gastronómica londrina, onde abriu, recentemente, um restaurante de influência portuguesa. Outros nomes conhecidos marcarão presença nesta 9.ª edição, como Rui Silvestre (dia 11), um dos mais jovens e bem - sucedidos chefes da cozinha da atualidade - que surpreendeu ao alcançar uma estrela Michelin no algarvio Bon Bon, ou Tomoaki Kanazawa (dia 16), japonês radicado em Portugal que domina as técnicas orientais de tratamento, preparação e confeção de peixes, sendo ainda um especialista em corte e observador de novas tendências. Tiago Feio (dia 10), um dos mais promissores chefes da nova vaga, onde no restaurante Leopold – um espaço minimalista na Mouraria – elabora uma cozinha experimental sem recurso a fogão e a exaustor, marcará presença para surpreender com propostas convincentes a um público exigente. Henrique Sá Pessoa (dia 10), o mediático chefe português que reabriu recentemente o restaurante Alma, demonstrará a perícia e conhecimento numa cozinha sofisticada e de fusão, habitat que o chefe gosta de percorrer e que desde logo o identifica. Alexandre Silva (dia 16), o primeiro “Top Chef” do famoso concurso televisivo, marcará presença, certamente com criações arrojadas e divertidas que ilustram a nova etapa profissional.

Aulas Cozinha 1.jpgPhoto: Arquivo EV

 

Nesta edição do “Peixe em Lisboa” estreiam-se ainda os restaurantes Bertílio Gomes com Chapitô à Mesa, com propostas sólidas de gastronomia tradicional; Ibo, com pratos de marisco de influência africana; e o Ritz Four Seasons Hotel Lisboa – Pascal Meynard, de cozinha francesa com um toque de irreverência e risco. Nos restaurantes em funcionamento permanente no evento, com propostas exclusivamente de peixes e mariscos, constam ainda Arola e Midori by Penha Longa Resort, José Avillez, Kiko Martins, Nobre/Nobre Estoril, Ribamar, Taberna da Rua das Flores, Tasca da Esquina e Peixaria da Esquina – Vítor Sobral.

geral 4.jpgPhoto: Arquivo EV

 

À vasta oferta de produtos do mar e rio junta-se um mercado gourmet, composto por dezenas de expositores: da mercearia fina aos azeites, vinhos, gelados, chocolates, enchidos, queijos, doçaria tradicional, utensílios de cozinha e conservas sem esquecer, claro, a indispensável banca de peixe fresco. Nesta 9.ª edição estão previstas algumas iniciativas inéditas, tais como as “Noites do Peixe”, a pensar nos notívagos, que prolongam o horário do evento até às 2h, às sextas e sábados. Quem estiver no Pátio da Galé poderá permanecer no recinto por mais duas horas e quem quiser ir apenas a partir da meia-noite poderá fazê-lo, adquirindo a entrada pelo valor de 5 euros e assistindo à atuação com Dj prevista para essa noite. No primeiro domingo do evento haverá também a “Noite de Fado”, onde o jantar será acompanhado por uma atuação de fado interpretado ao vivo.

 

“Peixe em Lisboa” é uma organização da Associação Turismo de Lisboa, com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa e produção da EV – Essência do Vinho