Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Glam Magazine

Glam Magazine

Ciclo "Isto é Jazz?"… Eric Revis Trio

Eric Revis é reconhecido, acima de tudo, como um contrabaixista de estilo único, com um som de madeira enorme, espesso e que consegue ser tão melódico quanto percussivo, swingando sempre, seja qual for o contexto. E este são vários, pois o músico norte-americano percorre com igual desenvoltura os circuitos do mainstream e da vanguarda. A sua personalidade manteve-se sempre, fosse com Betty Carter, Lionel Hampton e McCoy Tyner ou com Peter Brotzmann, Steve Coleman e Branford Marsalis. Mas é também um compositor de créditos firmados e um líder com conceitos e critérios bem definidos. O seu trio revela-o bem. Ou os seus trios: aquele que reuniu um veterano do free, Andrew Cyrille, e um valor emergente, mas já amplamente aceite, do "novo jazz", Kris Davis, e a nova versão que agora junta esta a John Betsch, outro baterista consagrado.

ericrevis@2x.png© Emra Islek

 

A música proposta pelo grupo é afirmativa na sua identidade e clara na coesão conseguida, mas denota a variedade de interesses e influências de Revis e dos seus pares. Fica mesmo explicado que no alinhamento dos temas – não variando este muito do novo álbum com selo Clean Feed a apresentar neste concerto, e do anterior City of Asylum, ainda com Cyrille – se repesquem partituras de autores tão apartados no tempo como na estética, como Thelonious Monk e Keith Jarrett. Groove, subtileza e energia coexistem como é raro acontecer, não deixando ninguém indiferente.

 

Culturgest – Pequeno Auditório (Lisboa)

15 de Março 2016 | 21.30h

COPPIA… uma viagem pelo que, em todos nós, só faz sentido a dois...

COPPIA nasce do convite feito pelo Centro Cultural de Belém a Manuela Azevedo, concedendo-lhe Carta Branca para a construção de um espetáculo. Na procura do conceito-mãe para o projeto, descobre a palavra italiana “coppia”, que logo a seduziu pelo seu potencial semântico e simbólico. “Coppia” significa parelha, dupla, casal, par. E se, quase imediatamente, esta palavra remete para a ideia de casal amoroso (não fosse a origem desta palavra a mesma que a palavra “cópula”), cabem aqui também outras parelhas, profissionais, artísticas, familiares... E há ainda a associação gráfica evidente de “coppia” com a palavra portuguesa “cópia” e os seus significados – réplica, reflexo, repetição.

coppia.jpg(C) José Caldeira

 

A ideia de explorar todas estas possibilidades de expressão e de o fazer tendo as canções como ponto de partida passou a ser a ideia central da construção do espetáculo. Para a criação conjunta deste projeto, desafiou uma dupla de antigos cúmplices: Hélder Gonçalves, a quem cabe a direção musical e Victor Hugo Pontes, responsável pela direção cénica e coreografia.

E, assim (em trio, mas sempre a par), se foi desenhando COPPIA – uma viagem pelo que, em todos nós, só faz sentido a dois.

 

CineTeatro António Lamoso (Feira)

11 de Março 2016 | 22.00h

Diogo Piçarra alcança Disco de Ouro com álbum de estreia

Ontem Diogo Piçarra celebrou um ano desde a edição do álbum "Espelho" no Grande Auditório do Centro Cultural de Belém, em Lisboa, um concerto muito celebrado e que conquistou a sua cada vez maior base de fãs. Esta celebração, que continua sábado no Theatro Circo em Braga e domingo na Sala Suggia da Casa da Música, onde a Glam Magazine vai marcar presença, não poderia ter começado de melhor forma: o álbum de estreia alcançou o Disco de Ouro, reflexo do grande fenómeno em torno do artista.

DSC_2820.jpg(c) 2015 Filipe Limen / Arquivo Glam Magazine

 

Para estes espetáculos, Diogo Piçarra convidou Isaura, para um dueto na canção "Meu é Teu", gravada especialmente para a reedição de "Espelho", lançada no natal do ano passado, e o rapper Real Punch, membro do grupo Tribruto, que já tinha colaborado no álbum, no tema "Falso Espelho".

Esta semana o cantor foi ainda convidado por Marcelo Rebelo de Sousa a atuar na sua tomada de posse como Presidente da República. O concerto, na Praça do Município, em Lisboa, contou ainda com a presença de Pedro Abrunhosa, HMB, Mariza, Paulo de Carvalho, José Cid e Anselmo Ralph. Recentemente, Piçarra foi também nomeado para o prestigiado Prémio Autores 2016, na categoria de MÚSICA - Melhor Tema de Música Popular, com o single "Tu e Eu", que também foi nomeado na categoria de Melhor Single Nacional dos prémios de melhores do Ano da Rádio Nova Era.

Scorpions editam "Return To Forever - Tour Edition"...

Os Scorpions estão de volta...

Depois de uma digressão esgotada a nível mundial, a banda alemã regressa aos palcos. A tour de comemoração dos 50 anos de carreira começou em 2015 e a banda vai continuar essa mesma digressão na Europa e nos Estados Unidos, este ano. A banda actuará a 28 de Junho no Meo Arena.

Return_To_Forever_-_Tour_Edition.jpgNão existe nenhuma outra banda alemã, com tanto sucesso internacional e popularidade ao longo de tantas décadas. A banda rock de Hannover apresentou o ano passado, o seu 18º álbum de estúdio “Return To Forever”, para celebrar o seu 50ºaniversário.

 

Hoje é editado “Return To Forever (Tour Edition)” que é composto por 2 DVDs ao vivo e um CD. Ambos contém material inédito. Os DVDs têm dois concertos dados pela banda, um no “Helfest Festival” em França e outro no “Barclays Center” Brooklyn em Nova Iorque, um documentário de 15 minutos “On The Road in America” realizado por Dennis Dirksen e uma extensa entrevista com todos os membros da banda em que comentam alguns dos seus mais emblemáticos temas: “Big City Nights”, “Blackout”, “Still Loving You” e “Rock you Like A Hurricane”

Festival Secundário…. 20 a 24 de março

O Festival Secundário é um Festival idealizado para estudantes da faixa etária do Ensino Secundário, sendo já um evento de referência nacional dentro desta comunidade. O fantástico sucesso das edições anteriores levou a organização a aumentar ainda mais a qualidade deste evento. Assim, depois do sucesso que foram as primeiras 12 edições, onde mais de 43000 participantes passaram pelo Festival Secundário, o próximo Festival promete voltar ainda com mais espírito de Diversão e Aventura.

fs.jpgDurante 5 dias podem experimentar sensações únicas participando nos torneios de BeachVoley, Beach Soccer, Basket 3×3, descarregar adrenalina com os desportos aventura como o Paintball, Arborismo, Slide, Tiros com Arco, desfrutar da natureza com BTT, participar nas aulas de Fitness e Zumba, divertires-te à grande nos Insufláveis, Aerotrim , Bungee Trampolines, entre outros equipamentos.

Quando a hora for de recarregar baterias, podes participar num dos vários workshops, assistir a um concerto ou mesmo não fazer nada deixando simplesmente o tempo passar na companhia dos teus novos amigos e da natureza!

E como o Festival não pára podes divertir-te à noite na Disco, por onde passarão Dj´s Residentes e Convidados e vibrar com os concertos. Agir, Bezegol, Dillaz, Xeg, Karetus, Dynamic Duo, DJ Oder, Ninja Kore entre outros vão passar por Gouveia neste edição do Festival Secundário

Surma lança single “Maasai”

Surma é o projecto de Débora Umbelino, one-woman-band, onde domina teclas, samplers, cordas, vozes e loop stations em sonoridades que fogem do jazz para o post-rock, da electrónica para o noise e nos levam para paragens mais ou menos incertas, com paisagens desconhecidas e muito prazer na viagem.

GLAM - Surma.jpg(c) 2016 Paulo Homem de Melo

 

Os últimos quatro anos foram passados entre módulos de voz e contrabaixo no Hot Clube de Portugal e o início do curso de pós-produção audiovisual. Os últimos quatro meses foram passados na estrada em mais de trinta concertos a solo, entre Portugal e Espanha, com um curto interregno para registar este seu primeiro tema, Maasai, onde conta com a produção de Emanuel Botelho (ex-Sensible Soccers) e mistura e masterização de Paulo Mouta Pereira (produtor dos Les Crazy Coconuts e músico de David Fonseca).

O vídeo, concebido e filmado por Eduardo Brito (que já havia realizado "Shoes For Man With No Feet" dos First Breath After Coma) conduz-nos numa viagem de procura e desencontro na cidade fantasma de Doel. Surma é um dos mais recentes nomes da Omnichord Records e o seu primeiro disco sairá no próximo inverno. Débora tem 21 anos e chega de Leiria, mas o que nos traz vem de locais bem mais exóticos.

Lula Pena arranca ciclo de música no Espaço Miguel Torga

Iniciativa tem entrada livre e arranca já a 19 de março com concerto pela cantora Lula Pena. Restantes nomes que completam programa serão revelados em breve. Numa iniciativa do Município de Sabrosa, quatro artistas portugueses de referência na área da música apresentarão concertos de entrada livre ao longo do ano no Espaço Miguel Torga, em São Martinho de Anta, freguesia que viu nascer um dos mais influentes poetas e escritores do século XX português.

20150510 063 cred_VeraMarmelo.jpg(c) Vera Marmelo

 

Com a periodicidade de um espetáculo por trimestre, perfazendo um total de quatro espetáculos, o ciclo Novas Canções da Montanha arranca já a 19 de março, pelas 18 horas, com um concerto da reputada cantora Lula Pena. Lula Pena é uma das maiores cantoras da atualidade, independentemente daquilo que cante, nascidas em Portugal e criadas pelo Mundo. A artista portuguesa terá novo disco em Maio pela editora belga Crammed Discs.

 

Localizado na freguesia de São Martinho de Anta, em Sabrosa, distrito de Vila Real, o Espaço Miguel Torga é gerido pela Câmara Municipal de Sabrosa e distingue-se pela originalidade e beleza arquitetónica, da autoria do arquiteto Eduardo Souto Moura, tendo por objetivos a salvaguarda e a difusão da obra de Torga, bem como a divulgação de território e património do concelho de Sabrosa, inserido no Alto Douro Vinhateiro. Novas Canções da Montanha é uma iniciativa do Município de Sabrosa para o Espaço Miguel Torga, com o apoio do Município de Vila Real e Teatro de Vila Real. A programação e produção está a cargo da covilhete na mão. O programa de atividades do Espaço Miguel Torga tem o apoio da Fundação EDP.

 

Espaço Miguel Torga (São Martinho de Anta)

19 de Março 2016 | 18.00h

Mimicat apresenta o seu novo single amanha no Plano B (Porto)

Depois da edição do álbum de estreia “For you”, editado pela Sony Music Entertainment Portugal a 20 de Outubro 2014, de onde saíram os singles “Tell Me Why”, “Savior” e “Marry Me”, Mimicat lança agora o novo single “Stay Strong”, um tema da sua autoria que já se encontra disponível digitalmente.

Mimicat - flyer Porto - MIMICAT.jpgA cantora e compositora iniciou a Tour 2016 no dia 22 de Janeiro, no Teatro-Cine em Torres Vedras que depois passou por Águeda a 11 de Março (Teatro Cine). Amanhã, 12 de Março, Mimicat actua no Porto (Plano B) e depois levará a digressão a Coimbra (TAGV) no dia 8 de Abril, seguindo para Portalegre (CAE) no dia seguinte (9 de Abril), rumando a Lisboa (B. Leza) no dia 13 de Abril e no dia seguinte a Ponte de Lima (Teatro Diogo Bernardes), a 14 de Maio.

For You”, o primeiro registo de originais da cantora e compositora inclui vários temas envolventes, apaixonantes e contagiantes, abrilhantados pela grande voz de Mimicat, e também contou com a participação especial de Tatanka (The Black Mamba), numa versão do tema “Tell Me Why”.

Espumantes Bairrada a caminho da ProWein para promoção mundial

Este ano com foco nos espumantes, com destaque para os Baga Bairrada, a Comissão Vitivinícola da Bairrada (CVB) volta a promover a região na ProWein, o maior ponto de encontro entre quem vende e quem compra no mercado mundial de vinhos. Os néctares estão já de partida para a mais importante e prestigiada feira mundial do sector que vai ter lugar em Düsseldorf, na Alemanha, de 13 a 15 de Março.

DSC_1477 (Cópia).jpg(c) 2015 Paulo Homem de Melo / Arquivo Glam Magazine

 

Depois de em 2015 a conceituada crítica de vinhos e jornalista Christina Fischer, que escreve para publicações como a Vinum, a Sommelier e a Allgemeine Hotel- und Gastronomie-Zeitung, ter ministrado um seminário em que abordou de forma mais genérica a região, seu terroir e vinhos, este ano a abordagem será mais específica, sob o tema ‘Bairrada Buble Point’. Durante cerca de uma hora, profissionais do sector e compradores internacionais vão ter a possibilidade de se “especializar” no que a Bairrada tem de mais genuíno: os seus espumantes.

 

Este é um dos primeiros passos de promoção do projecto de espumantes Baga Bairrada fora de Portugal, mas para breve está a ser planeada uma acção de promoção em Inglaterra. Começaram por ser cinco as referências aquando do lançamento do projecto Baga Bairrada em final de Julho, mas o grupo aumentou para sete em Outubro e para este ano estão já pensadas novidades, que se vão juntar às segundas colheitas dos primeiros néctares. Um passo de cada vez numa iniciativa na qual a região e seus players estão empenhados para que seja de continuidade e sucesso.

DSC_1481 (Cópia).jpg

(c) 2015 Paulo Homem de Melo / Arquivo Glam Magazine

 

Baga Bairrada: uma região, uma casta, um (tipo) espumante

Baga Bairrada é uma iniciativa promovida pela Comissão Vitivinícola da Bairrada, aberta a todos os produtores da região, com o propósito de estabelecer um standard colectivo para “um espumante” feito a partir da casta bandeira da região, a Baga. Uma nova categoria para um produto distinto, com regras de produção e identidade gráfica próprias, criada para melhor promover e vender a região, e seus vinhos, em Portugal e no Mundo.

 

Por questões climáticas, é difícil produzir todos os anos grandes (volumes de) vinhos tintos de Baga, já a qualidade de excelência nos espumantes desta casta é sempre garantida, o que faz a diferença para a região da Bairrada, ainda mais se “uniformizados” e consolidados numa categoria de produto. A importância da casta Baga na valorização e diferenciação dos espumantes Bairrada é hoje uma realidade indiscutível. Durante anos, vários foram os produtores que encontraram nela o complemento perfeito para os seus lotes de vinho base espumante. No entanto, nos últimos 8 a 10 anos os espumantes varietais de Baga têm ganho adeptos na produção, mas também junto da crítica especializada e do consumidor, que lhe atribuem uma conotação extremamente positiva.

Espumantes Baga Bairrada 7_72dpi.jpg

Lista de Espumantes Baga Bairrada

- Adega de Cantanhede / Marquês de Marialva Baga Bairrada Bruto 2013

- Aliança Vinhos de Portugal / Aliança Baga Bairrada Reserva Bruto 2013

- Caves da Montanha / Montanha Baga Bairrada Grande Cuvée 2009

- Caves Primavera / Primavera Baga Bairrada Extra Bruto 2013

- Caves São Domingos / São Domingos Baga Bairrada Bruto 2008

- Caves São João / Quinta do Poço do Lobo Baga Bairrada Bruto Natural 2013

- Rama&Selas / Rama&Selas Baga Bairrada Bruto Natural 2013

The Miami Flu lançam primeiro disco de originais….

The Miami Flu é a nova aventura musical de Pedro Ledo e Tiago Sales, metade da alma e coração dos Lululemon, que já lançou no mercado dois discos: “The Flying Fortress” (2012) e “Sinharaja” (2013), ambos em registo instrumental.

_PIX1036-Edit.jpgPara avançar com a gravação deste novíssimo “Too Much Flu Will Kill You”, a dupla contou também com a colaboração de Tiago Campos na Bateria (Twin Chargers) e João Vilar nas teclas, que nos Al Fujayrah toca guitarra. Nova banda, novas sonoridades e uma boa novidade: Pedro Ledo, para além de não largar a guitarra Surf Green, empresta a sua voz às canções carregadas de ansiolíticos e outras drogas.

Entramos assim em território minado por algum psicadelismo dos anos 60 e 70, género muito apreciado pela banda e que é inevitável referenciar. Mas a coisa não se fica por aqui no que toca a referências. As muitas horas gastas a jogar videogames retro, tais como Contra, Streets of Rage, Megaman, Sunset Riders ou Castlevania influenciaram o processo criativo com as respetivas bandas sonoras. Esta influência dos videogames confere às canções uma componente pop que nos remete para gloriosos palcos e estúdios dos anos 80 e 90. “Vicious Pills” foi o tema escolhido para single e teledisco.

O disco foi misturado e masterizado na Adega Records, no Porto, por Alexandre Braga.

Pensão Flor… novo disco "Sul" a partir de hoje numa loja….

Os Pensão Flor chegam ao seu segundo álbum, “Sul”, com a renovada intenção de dar à música portuguesa novas, radiantes e inesperadas canções onde a música portuguesa de raiz – seja urbana como o fado de Lisboa ou de inspiração mais rural – encontra facilmente ecos noutras músicas. Uma música em que estes elementos se conjugam de uma forma orgânica, verdadeira, singela e de uma beleza deslumbrante. Com uma nova formação em que se mantêm os músicos, compositores e letristas Vânia Couto (voz), Tiago Curado de Almeida (guitarra clássica e voz) e Luís Pedro Madeira (piano e acordeão) – aos quais se juntaram Hugo Gambóias (guitarra portuguesa) e Ni Ferreirinha (baixo acústico) –, os Pensão Flor estão, em “Sul”, mais maduros, mais ousados, mais conscientes do caminho a seguir, das histórias que querem contar e das emoções que pretendem transmitir.

SUL CAPA.jpgA história dos Pensão Flor começou absolutamente por acaso e junta… duas guitarras portuguesas. Tiago Curado de Almeida – actualmente arquitecto, para além de mentor dos Pensão Flor – começou muito novo a ter aulas de guitarra portuguesa com Manuel Portugal. Mas durante alguns anos trocou-a pela guitarra clássica e por outras músicas que não a sonoridade característica do fado de Coimbra, a sua cidade. No início desta década, porém, Tiago foi convidado por Manuel Portugal a participar numa homenagem a António Portugal, mítico guitarrista de Coimbra e pai de Manuel. Tiago respondeu à chamada e a cumplicidade entre os dois foi retomada. Uma cumplicidade que cresceu de forma exponencial e criativa quando Tiago – que nunca tivera uma banda ou pensara sequer em vir a compor música ou escrever letras para canções – compôs, fruto das agruras e mágoas do amor, a sua primeira canção: “Entrega”. A semente dos Pensão Flor estava definitivamente lançada, muito mais canções nasceram e ao núcleo fundador dos Pensão Flor juntaram-se músicos oriundos de algumas das instituições musicais mais respeitadas da cidade como o GEFAC, a Brigada Victor Jara, os WrayGunn ou os Belle Chase Hotel: Vânia Couto, Luís Pedro Madeira, Luís Garção Nunes, Pedro Lopes e Gonçalo Leonardo. Foi com eles que Tiago e Manuel gravaram “O Caso da Pensão Flor” (2013), uma fantasia musical que tinha como protagonistas os hóspedes desta residência.

Agora chega-nos o seu segundo álbum. Um álbum que tem como inspiração maior personagens que habitam para além da Pensão Flor – os seus amores e desamores, as suas mágoas e ambições, os seus segredos e paixões... – mas onde se retratam também aqueles que partiram e os que ficaram num pedaço de terra, o “Sul”, que para todos nós já não é imaginário mas bem real.

 

António Pires

Da Chick confirmada na 4ª edição do festival NOS Summer Opening

Com paixão e frontalidade Da Chick quer, pode e manda. Ela traz o Funk da velha escola, o groove eterno da Soul e salta ao balanço rítmico do Disco com um cocktail na mão, debitando letras açucaradas sobre deliciosas batidas.

GLAM - Da Chick.jpg(c) 2015 Paulo Homem de Melo / Arquivo Glam Magazine

 

O primeiro álbum "Chick to Chick”, revela tanto de uma Street-Diva como de uma Chick mais calma, sóbria e pronta para crescer. Os Portugal Festival Awards 2015 destinguiram-na com a “Melhor atuação ao vivo - Artista Nacional”, e já em 2016, representou Portugal na Eurosonic - maior conferência profissional de música da Europa, onde a indústria se renova e os novos talentos despontam.

Está também confirmada no alinhamento do NOS Alive '16.

Da Chick pela primeira vez ao vivo na Madeira, música solarenga com momentos de inspiradíssima introspeção, não vão faltar aplausos no dia 22 de julho…