Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Glam Magazine

Glam Magazine

Eddie Vedder, Sia e Pink entre outros recriam musicas dos The Beatles

Eddie Vedder, Sia, Chris Cornell, Pink e The Shins são alguns dos nomes que recriam cerca de 50 temas dos The Beatles na nova serie de animação “Beat Bugs” produzida pela Netflix, e que tem estreia marcada para Agosto de 2016.

Netflix-BEAT-BUGS-Announcement_10s.jpgA nova serie de animação é baseada nas aventuras de 5 insetos, que vivem nos “subúrbios”, que se juntam e formam uma “banda” chamada “Beat Bugs”. O argumento e a realização estão a cargo de Josh Wakely, que recebeu luz verde por parte da Netflix para a utilização dos temas dos The Beatles, depois do acordo estabelecido com a Sony/ATV, que garante os direitos dos temas de John Lennon e Paul McCartney's registados sob a denominação Northern Songs.

Alguns dos temas já são conhecidos, sendo que Eddie Vedder será o artista responsável pela nova versão de "Magical Mystery Tour", enquanto que Chris Cornell grava "Drive My Car", ficando Sia responsável pela nova versão de "Blackbird" e Pink canta "Lucy in the Sky With Diamonds."

 

Ana Moura prepara digressão internacional no Cine-Teatro de Estarreja

Antes de subir ao palco de uma das mais prestigiadas salas de Paris, Ana Moura ensaia no principal auditório de espetáculos de Estarreja! A maior artista portuguesa da atualidade escolheu o Cine-Teatro Municipal para se preparar para a digressão internacional que arrancará no Olympia de Paris a 19 de fevereiro e inclui concertos nas maiores salas do país e estrangeiro.

GLAM - Ana Moura (9).jpg(c) 2015 Paulo Homem de Melo

 

Antes de partir em tour, o timbre grave e sensual, como há poucos, de Ana Moura faz-se ouvir no Cine-Teatro de Estarreja onde a fadista e os seus músicos ensaiam desde segunda-feira o espetáculo de apresentação do seu sexto disco de originais, “Moura”, e cujo primeiro single, “Dia de Folga” foi lançado em novembro de 2015.

"Moura" é o disco de consagração de Ana Moura e será apresentado um pouco por todo o mundo. A Europa e a América do Norte são os primeiros continentes a receber esta nova digressão, com concertos marcados na Áustria, Suíça, Alemanha ou França. No outro lado do atlântico, nos Estados Unidos da América, Ana Moura já tem concertos marcados, entre outros, em São Francisco, Boston ou Nova Iorque, cidade em que atua no lendário Carnegie Hall.

Depois de Miguel Araújo e dos “Os Azeitonas”, também Ana Moura viu no CTE o espaço ideal de preparação para a sua tour internacional. A dinâmica da equipa, a organização da sala, o conforto no acolhimento e a qualidade sonora do espaço são alguns dos motivos que fizeram a equipa de Ana Moura escolher o Cine-Teatro de Estarreja para se preparar para um dos mais importantes momentos na sua carreira.

Esta quinta-feira, estudantes da Escola Secundária de Estarreja terão a oportunidade única e exclusiva de assistir ao ensaio geral de uma das fadistas mais conhecidas da atualidade. No âmbito do programa Boca(s) de Cena, a Câmara Municipal de Estarreja lançou o convite aos jovens para assistir ao ensaio de som, abrindo espaço para um momento de conversa com Ana Moura. Boca(s) de Cena, promovido pelo LAC - Laboratório de Aprendizagem Criativa, é um ensaio aberto a um grupo restrito de pessoas em que os fãs têm oportunidade de privar com os artistas.

Cine-concerto com… Rita Redshoes

O cinema e a música sempre andaram de mãos dadas.

balon.jpgIntegrado no Play - Festival Internacional de Cinema Infantil e Juvenil de Lisboa, será apresentada uma sessão muito especial do filme “O Balão vermelho” de 1956, realizado por Albert Lamorisse, vencedor de um Óscar para melhor argumento original e da Palma de Ouro em Cannes. Uma oportunidade única para assistir a este filme único com música ao vivo de Rita Redshoes, uma das mais originais artistas portuguesas da nova geração.

 

Cinema São Jorge (Lisboa)

20 de fevereiro 2016 | 17.00h

Colado#1: Old Yellow Jacks + Ganso + NOOJ

Da vontade de levar os seus Old Yellow Jack em frente e de uma paixão, ao primeiro concerto, pelos Ganso surge a “Colado”, pelas mãos de Filipe Collaço (aka Plip Colado). No fim de 2015 começa como agência e promotora das duas bandas; em 2016 estreia-se como produtora de eventos, com o objectivo de trazer ao público os melhores artistas emergentes nacionais e estrangeiros. A primeira noite traz ao Musicbox a actual família Colado: Old Yellow Jack, Ganso, e os recém-formados NOOJ, que prometem não destruir os tímpanos a ninguém (ou pelo menos tentar).

CartazFinal-e1452853272440.jpgApós o boom gerado pelo EP “Magnus”, os Old Yellow Jack já trabalham no seu álbum de estreia, com edição prevista para 29 de Abril de 2016. O tema “Luanda” valeu-lhes uma inclusão na edição de 2015 da colectânea Novos Talentos FNAC. “The Man Who Knew Too Much” e “Sun Dyed” fizeram o seu caminho até ao continente americano, ganhando rodagem na rádio de Los Angeles KXLU. As rádios nacionais também não deixaram a banda de fora, sendo “Luanda” o single escolhido.

Os Ganso são um conjunto de cinco rapazes lisboetas com jeito para a festa, e uma das mais recentes surpresas musicais da cidade. Basta imaginar o krautrock alemão dos anos 70 no forno com o blues psicadélico dos Doors. Banda sonora de caçadores. Com o EP de estreia cá fora em Novembro de 2015, saído da mesma fábrica que viu nascer Bispo, Modernos e El Salvador, preparam-se para correr o país com o resto da família Colado, os Old Yellow Jack e os NOOJ.

 

Musicbox (Lisboa)

12 de Fevereiro 2016 | 22.30h

Carlos Mendes a celebrar a “Festa da Vida” ao vivo

Carlos Mendes recebeu, em 2014, a Medalha de Honra da Sociedade Portuguesa de Autores, na cerimónia 'O Homem, o Músico e o Cantor', alcançando assim o pleno reconhecimento público, por uma vida dedicada à música e recheada de sucessos e de bons momentos.

Carlos-Mendes1.pngEm 2015 o artista celebrou os seus 50 anos de carreira e, para comemorar a data da melhor forma, regravou algumas das canções mais emblemáticas do seu repertório, como “Amélia dos Olhos Doces”, “Ruas de Lisboa” e “A Festa da Vida”, em versões de voz e piano, evidenciando assim, da melhor forma, os seus dotes de cantor e intérprete.

Transpondo este conceito para a estrada, Carlos Mendes apresenta “A Festa da Vida”, um concerto intimista, em que o público é convidado a partilhar, de forma sincera, a sua vida repleta de histórias, de risos e celebrações que marcaram, inevitavelmente, a música portuguesa.

Este é um espetáculo diferente do habitual, mais íntimo, onde se canta e se conta, onde se ouvem risos e libertam emoções; onde se brinca com o passado e se sonha com o futuro. Uma voz. Um piano. Juntos, no grande palco da Vida, da Alegria e dos Afetos. Carlos Mendes, um artista e um espetáculo absolutamente únicos.

 

Teatro João d'Oliva Monteiro (Alcobaça)

30 de Janeiro 2016 | 21.30h

 

Cineteatro D.João V (Damaia)

12 de fevereiro 2016 | 21.30h

 

Fórum Cultural (Alcochete)

13 de fevereiro 2016 | 21.30h

Pedro Madaleno… o melhor jazz da Europa em “That smile on your face”

Pedro Madaleno é considerado um dos músicos de Jazz mais activos em Portugal, um compositor prolífico e um excelente professor, tendo ensinado grande parte da geração de músicos actuais portugueses. Com uma carreira super produtiva, estudou vários anos nos EUA, com algumas das lendas do jazz, e trouxe conhecimentos para Portugal, que partilhou com outros músicos e estudantes de música. Para além de bom instrumentista e compositor de jazz, compõe também musica para documentários e música alternativa, de vários estilos.

pedro.pngPedro Madaleno, apresenta-nos agora o CD “That Smile on Your Face”, que foi oficialmente apresentado no passado dia 24 de Junho, numa das salas mais peculiares de Lisboa, o B.Leza onde com “casa cheia” foi aplaudido pelo seu público. Neste projecto, Pedro Madaleno compôs um tipo de música orquestral que atravessa todas as fronteiras, numa mistura perfeita de alma portuguesa, fado, tango, com jazz, worldmusic, clássica e filme, com temas que são super directos com melodias fortíssimas e que tocam a todas as pessoas. Não pretende que a sua música seja restrita a um publico de jazz, mas sim que seja tocada para todos os apreciadores de worldmusic e música alternativa. O projecto é tocado por 6 excelentes músicos, numa música super melodiosa orquestral cheia de arranjos e ''nuances'' muito elaboradas.

 

Pedro Madaleno é director pedagógico da escola JBJAZZ, considerada a escola alternativa em termos de qualidade ao Hot Club é professor de várias disciplinas na JB desde 2006. Foi professor na escola de Jazz do Hot Club de Portugal de 1992 a 2005 onde leccionou as disciplinas de Harmonia, Composição, Guitarra Jazz Eléctrico, GamalaTaki, Arte do Trio, etc. Mais de metade da nova geração de músicos de jazz portugueses foi formada por Pedro Madaleno. Editou os discos ''Fast Living'', ''Earth Talk'', ''U.N.derpressure'' e ''The sound of places'', todos com composições suas na totalidade.

Pedro Jóia Trio no Salão Brazil

Com uma carreira profundamente enraizada na tradição de música popular Ibérica, Pedro Jóia, o mais brilhante guitarrista português da sua geração, traz-nos uma nova abordagem ao rico e colorido folclore tradicional português. Fortemente marcado pelo Fado e após o seu trabalho de vários anos baseado na transcrição da música de Armandinho de guitarra portuguesa para guitarra clássica, aproxima esta abordagem da tradição musical do folclore, criando uma visão ritmada e singular da música popular ao enriquecê-la com acordeão e baixo.

GLAM - Pedro Joia.jpg(c) 2015 Paulo Homem de Melo

 

O trio é completado por Norton Daiello (Baixo), o diretor musical e arranjador do duo “Couple Coffee”, com quatro álbuns editados, e por João Frade (Acordeão), nome premiado em competições internacionais de acordeão.

 

Salão Brazil (Coimbra)

12 de Fevereiro 2016 | 22.30h

Sérgio Godinho e Valter Hugo Mãe viajam até ao Coliseu Micaelense

Depois do sucesso da sessão do Funchal, a “Viagem Literária” cruza o Atlântico para efetuar a última paragem nas Regiões Autónomas. No Arquipélago dos Açores, o Coliseu Micaelense, em Ponta Delgada, é o palco escolhido para a 11.ª etapa, à boleia de Sérgio Godinho e Valter Hugo Mãe. Por motivos pessoais, e ao contrário do inicialmente divulgado, Miguel Esteves Cardoso não poderá participar nesta etapa da “Viagem Literária” e será substituído pelo cantautor e escritor Sérgio Godinho.

viagem.pngNo dia 20 de fevereiro, esta emblemática sala recebe um nome que lhe é familiar: Sérgio Godinho, habituado a pisar palcos de grandes salas ao longo de uma carreira de cantautor com mais de 40 anos, que desta vez partilha com o público a sua faceta de escritor, com quatro livros publicados. Com Sérgio Godinho estará Valter Hugo Mãe, um dos mais destacados escritores portugueses da atualidade, recentemente incluído nos finalistas do Prémio Oceanos (um dos mais prestigiados do Brasil) e com nova obra na bagagem, Contos de cães e maus lobos.Ao “volante” desta viagem, o jornalista João Paulo Sacadura conduz as conversas por entre temas da atualidade, as afinidades e diferenças entre os convidados, os seus livros e a literatura. Pelo meio, há ainda espaço para as questões da plateia e, no final, para as já habituais sessões de autógrafos e contacto mais direto com os escritores.

 

Na estrada desde abril de 2015, a “Viagem Literária” cumpriu já metade do seu itinerário, tendo completado nove etapas em Portugal continental e uma na Madeira, enchendo grandes teatros. Depois das duas passagens nas Regiões Autónomas, a “Viagem Literária” segue para Portugal continental e vai continuar a percorrer as capitais de distrito de Portugal até à sua etapa final, em Viana do Castelo, cumprindo a sua missão de levar os escritores ao encontro dos seus leitores, contribuindo para a descentralização e democratização do acesso à cultura.

 

Coliseu Micaelense (Ponta Delgada)

20 de Fevereiro 2016 | 21.30h

Imaginarius… Call selecionou três companhias locais que preparam duas criações únicas

Cão à Chuva, Projeto EZ e Teatro em Caixa são as três companhias de Santa Maria da Feira selecionadas no âmbito da Call – Apoio à Criação Local, promovida pelo Município, através do festival Imaginarius. As duas primeiras vão trabalhar em conjunto na nova criação “Vincent” e a terceira vai desenvolver o seu novo espetáculo multidisciplinar “Ephemeros”, ambos com estreia marcada para 20 de maio, integrando o programa oficial do festival.

cao.jpegProjeto Cão à Chuva / Fotografia: (c) 2015 Paulo Homem de Melo 

 

Os dois projetos selecionados através da Call – que contou com dez candidaturas de artistas e companhias locais de várias áreas de intervenção artística para o espaço público – serão agora desenvolvidos em coprodução com o Imaginarius, integrando as dinâmicas nacionais e internacionais de apoio à difusão do festival. Ambas as propostas reforçam as dinâmicas de cruzamento disciplinar e de desenvolvimento de novas abordagens e experiências artísticas dirigidas ao espaço público.

Vincent” é um projeto que mistura o clown contemporâneo, a música tocada ao vivo e a construção e manipulação de uma cenografia que se transformará numa instalação ativa que interage com o público. Um espetáculo imprevisível, interativo, provocatório e alucinante.

Na criação “Ephemeros”, seres fantasmagóricos servem-se do seu piano e humor negro para expor as inúmeras vantagens de uma vida curta, dando um tratamento inusitado à história da condição humana.

“Very Typical” a critica de Rui Sinel de Cordes agora em livro

A Casa das Letras edita “Very Typical”, de Rui Sinel de Cordes, o livro que retrata os piores hábitos dos portugueses: das férias à música, das tradições aos homens e às mulheres.

very_typical_convite.jpgSempre com um humor que choca a moral, que não se inibe de exemplificar com personalidades nacionais ou estrangeiras. Este é o resumo do que já se viu na série de nove episódios exibidos pela SIC Radical, mas é muito mais e ajuda a celebrar 36 anos de vida de Rui Sinel de Cordes e uma década como humorista. A apresentação do livro acontece já este sábado, 13 de Fevereiro na Embaixada Lisboa – Gin Lovers Príncipe Real e conta com a apresentação de Luís Pedro Nunes e Ljubomir Stanisic.

A partir de hoje, 10 de Fevereiro, nas livrarias

 

bomPorto – concerto pelos sem-abrigo da Invicta

A Casa da Música acolhe no dia 20 de fevereiro, sábado, às 22h30, o bomPorto – concerto pelos sem-abrigo, um concerto de solidariedade para angariação de fundos para a população sem-abrigo da cidade do Porto, bem como de sensibilização para o fenómeno. Os bilhetes, no valor de 10€, podem ser adquiridos na bilheteira ou através do site da Casa da Música.

ConcertoBomPorto_cartazA3.jpgO concerto conta com a adesão dos seguintes músicos: As 3 Marias, Cabaret Fortuna, Manel Cruz, O Incrível Homem Bomba, Osso Vaidoso, Plaza, Rui David & Projecto Alarme e os Som da Rua e ainda com a participação do actor Rui Spranger e do poeta Renato Filipe Cardoso.

 

O bomPorto – concerto pelos sem-abrigo é organizado pela Plataforma “As Vozes do Silêncio-Les Voix du Silence” do NPISA do Porto (Núcleo de Planeamento, Intervenção para as Pessoas em Situação de Sem Abrigo do Porto) e destina-se à angariação de fundos destinados a completar custos associados às necessidades decorrentes do processo de reinserção social tais como: tratamentos dentários, próteses dentárias, óculos, cauções para acesso a aluguer de casa e equipamento doméstico.

 

As Vozes do Silêncio - Les Voix du Silence” é uma das quatro plataformas do NPISA do Porto que reafirma através da arte a acção colectiva na reconstrução de espaços sociais, onde todos tenham voz. As outras são a Plataforma das Organizações Voluntárias, a Plataforma da Triagem e Acompanhamento Social e a Plataforma+Emprego (P+E). O NPISA do Porto é uma rede interinstitucional que agrega 68 organizações, nomeadamente serviços públicos, IPSS’s, academias, associações artísticas e organizações voluntárias do Porto, que dirige a sua acção às pessoas sem-abrigo da cidade do Porto, de forma planeada e articulada para retirar da rua e integrar socialmente.

O NPISA iniciou a sua acção, em Março 2009, com cerca de 2500 pessoas na rua. Actualmente mantém cerca de 900 pessoas em acompanhamento social e de saúde, das quais 45 inscritas na P+E, sendo que 22 já se encontram a trabalhar. A pernoitar na rua e sem acompanhamento técnico, ainda há cerca de 100 pessoas observáveis, sendo que se estima haver cerca de 400 distribuídas por casas abandonadas e que não são visíveis.

 

O bomPorto – concerto pelos sem-abrigo conta ainda com a produção da Sister Ray, com o apoio da Casa da Música e da Porto Lazer – Câmara Municipal do Porto.

 

Casa da Música (Porto)

20 de Fevereiro 2016 | 22.30h

John Newman a 5 de Agosto em Portugal

John Newman é a mais recente confirmação para o cartaz musical da edição de 2006 da Expofacic. O cantor junta-se assim a Pedro Abrunhosa anunciado igualmente para o cartaz deste ano.

GLAM - John Newman.jpg(c) 2015 Sara Silva / Glam Magazine

 

O cantor britânico irrompeu no panorama da música há pouco mais de três anos, tendo desde aí consolido um estatuto de relevo, quer pelo reconhecimento generalizado da crítica, quer pelo sucesso de alguns dos seus hits ao nível das vendas e das preferências do público, o que culminou com a para três Brit Awards, incluindo Artista Solo Britânico Masculino e Single Britânico do Ano. Os destaques são os incontornáveis “Love Me Again” e “Losing Sleep”, que além de terem chegado a número um no Reino Unido, se distinguiram, em posições cimeiras nos tops de vários países, da Europa à Austrália e à Nova Zelândia.

Apontado por alguns especialistas como uma autêntica força da natureza, enquanto compositor e intérprete, John Newman compõe, produz, mistura e executa as suas músicas, potenciando o seu talento com um mix de vários estilos, desde o soul ao punk, passando pelo house. Com apenas 25 anos, a estrela pop britânica chega ao palco da Expofacic numa fase em que a sua carreira mantém todo o fulgor com o novo êxito registado pelos recentes “Come and Get It” e “Blame”, este último numa parceria com o Dj e produtor Calvin Harris.

Para a noite anterior à atuação de John Newman, está confirmado outro nome grande já confirmado no programa deste ano da Expofacic é Pedro Abrunhosa, um regresso que promete a reedição dos memoráveis concertos realizados em anteriores edições do evento. Acompanhado pelo seu Comité Caviar, o autor de “Lua” e “Se eu Fosse um Dia o Teu Olhar” apresenta-se em Cantanhede em 4 de agosto (quinta-feira) com a fulgurante energia que carateriza as suas atuações e os sons intensos do soul e do rhythm & blues que o distinguem como compositor genial.

 

Outra atuação fortemente mobilizadora é a proposta para 3 de agosto (quarta-feira), neste caso bem ao gosto do público amante de fado, que vê somar o espetáculo de Carminho ao já anunciado de Ana Moura. É motivo para dizer que Cantanhede vai assistir a uma grande celebração de um Património Imaterial da Humanidade por duas fadistas com carreiras consolidadas aquém e além-fronteiras.

Já confirmados para a edição de 2016:

Rui Veloso (7 de agosto), Miguel Araújo e António Zambujo (6 de agosto), The Gift e “Deixem o Pimba em Paz” (28 de julho).

“Blossom” é o nome do novo álbum de Carolina Deslandes

Blossom” é o nome do novo álbum de Carolina Deslandes, que chega às lojas a 19 de Fevereiro 2016. O novo trabalho inclui o êxito “Mountains” (feat. Agir), “Carousel”, “Heaven” e “Blue”, entre outros.  O concerto de apresentação de “Blossom” está agendado para 12 de Março no Estúdio Time Out no Mercado Da Ribeira, pelas 19h00, mediante a aquisição do novo álbum na Fnac (limitado ao número de lugares disponíveis na sala). “Blossom” é um álbum assumidamente pop contemporâneo, com melodias cativantes e uma forte componente electrónica. O processo de criação deste trabalho durou mais de um ano a concluir e é reflexo do crescimento e maturidade de Carolina Deslandes.

Capa 'Blossom' - Carolina Deslandes - CAROLINA DESAo segundo registo de originais, a cantora e compositora assume uma evolução e não necessariamente uma mudança. Com excepção de um tema, todas as canções do alinhamento de “Blossom” foram compostas e escritas por Carolina Deslandes e todos reflectem fragmentos e histórias da sua vida e experiências.

Apesar de contar com a participação especial pelos produtores T.O.D.A.Y., o álbum foi maioritariamente produzido em Portugal por Agir e a dupla Gallantry. Talento, criatividade, versatilidade e determinação, são insuficientes para adjectivar Carolina Deslandes. Artista Pop, influenciada pelo Hip Hop, R&B e Soul music, tem vindo a construir uma carreira e identidade singulares, algo invulgar no panorama musical nacional.

 

O conteúdo lírico, os atributos vocais e a sensibilidade artística de Carolina Deslandes têm conquistando cada vez mais público abrangente, fidelizando e edificando uma relação mútua de respeito e cumplicidade, que tem vindo a cimentar este longo e cada vez mais sólido percurso.

 

Concerto de apresentação do album...

Estúdio Time Out (Lisboa)

12 de Março 2016 | 19.00h

Howe Gelb… esta noite no Musicbox

Howe Gelb tem vindo a produzir música desde 1980. A solo como cantautor, como produtor ou líder e fundador dos Giant Sand, o americano é responsável por um sem número das mais influenciais gravações. Percorrendo géneros tão diversos quanto o punk, roots-rock, psicadélico, jazz e gospel, o seu tradicional som lo-fi (afirmamos) é um dos mais inventivos e únicos registos no quadro da música dos EUA.

GLAM - Howe gelb.jpg

(c) 2015 Paulo Homem de Melo

 

Como diria a sempre relevante NPR, estamos perante um dos “mestres do eclectismo”. Nesta vinda ao Cais do Sodré tocará ao lado de Sallim, cantaurtora em causa própria.

 

Musicbox (Lisboa)

10 de Fevereiro 2016 | 22.00h

Deolinda… Estreou hoje o videoclip de "Corzinha de Verão"

Estreou esta manhã o videoclip oficial de "Corzinha de Verão", o primeiro single de "Outras Histórias", o novo álbum dos Deolinda. Concebido pela banda, em parceria com a produtora Lobo Mau, realizado por Edgar Ferreira, e gravado no Museu Nacional de Arte Antiga e na Costa da Caparica, o vídeo espelha a subtil ironia da canção e mostra os Deolinda no seu melhor.

foto1.jpg "Outras Histórias" tem edição prevista para dia 19 de fevereiro e conta com as participações de Manel Cruz (Ornatos Violeta), no tema "Desavindos", e de Riot (Buraka Som Sistema) em "A Velha e o DJ". A Orquestra Sinfonietta de Lisboa, conduzida pelo Maestro Vasco Pearce de Azevedo, com os arranjos para cordas escritos por Filipe Melo, é outra das presenças no disco.

"Outras Histórias" estreia-se ao vivo nos dias 26 e 27 de fevereiro, em dose dupla, na Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão. Em Lisboa a apresentação do disco está marcado para o dia 22 de abril, no Teatro Tivoli e no Porto, para o dia 6 de maio, na Casa da Música. A nova digressão será ainda apresentada fora de portas, com os primeiros concertos já anunciados, em Espanha e na Bélgica.

Ariana Grande e Avicii na edição 2016 do Rock in Rio Lisboa

Avicii, Ariana Grande, D.A.M.A. & Gabriel O Pensador são as mais recentes confirmações para o Palco Mundo do Rock in Rio Lisboa. A sétima edição do evento realiza-se nos dias 19, 20, 27, 28 e 29 de maio e a venda oficial de bilhetes começa amanhã, 11 de fevereiro, em mais de 200 pontos de venda.

arianaeavicii.pngPara garantir a realização de todos os espetáculos a organização procedeu a uma nova alteração de datas, substituindo o dia 26 de maio pelo 29 de maio, passando este a ser o último dia de evento com o sueco Avicii a fechar a sétima edição. No mesmo dia (29 de maio), sobe também ao Palco Mundo Ariana Grande, confirmou a organização na conferência de imprensa realizada na sede da Vodafone esta quarta-feira.

Os portugueses D.A.M.A e o brasileiro Gabriel O Pensador também vão marcar presença no Rock in Rio Lisboa e sobem ao Palco Mundo a 28 de maio, juntando-se aos já anunciados cabeças de cartaz Maroon 5 e Ivete Sangalo.

Bruce Springsteen, Queen+Adam Lambert, Mika, Hollywood Vampires, Korn e Maroon 5 são outros dos nomes confirmados para a sétima edição do Rock in Rio Lisboa, além do espetáculo Rock in Rio – O Musical, que abrirá o Palco Mundo nos cinco dias do evento.Inspirado na história do maior evento de música e entretenimento do mundo, Rock in Rio – O Musical é uma adaptação de uma super produção que já passou pelos teatros do Rio de Janeiro e de São Paulo.

O espetáculo conta com a participação de cerca de 40 talentos – entre os quais atores e bailarinos – e, ao longo de 50 minutos, os fãs vão ser transportados numa viagem de 30 anos que acompanha, através da música, a jornada do festival pelo Brasil, Portugal, Espanha e Estados Unidos. Além dos concertos do Palco Mundo e dos espetáculos e animações da EDP Rock Street, o Rock in Rio Lisboa vai também contar com atuações de diversos artistas na Eletrónica e no Palco Vodafone (cujo line-up será anunciado em breve), além das já tradicionais diversões como slide e roda gigante e iniciativas de patrocinadores e parceiros, que vão transformar o Parque da Bela Vista num verdadeiro parque temático da música.

Santana em Portugal com a “Luminosity Tour 2016”

O Multi-instrumentista e compositor Carlos Santana vai atuar em Portugal com dois concertos no próximo mês de julho. O músico atua dia 26 de julho no Pavilhão Multiusos de Gondomar e no dia seguinte em Lisboa, no MEO Arena. A digressão "Luminosity 2016" tem o propósito de apresentar o novo longa duração que será editado no próximo mês de abril.

Carlos_Santana_1.jpgDR

 

O novo disco de estúdio “Santana IV” será apresentado ao público dia 15 de abril, no que promete ser um regresso ao lineup dos anos 70, de novo ao lado de Gregg Rolie, Neal Schon, Michael Carabello e Michael Shrieve. A capa do novo álbum vai trazer boas memórias aos fãs, uma vez que se trata de um remake da icónica imagem do disco homónimo de 1969.

Santana conquistou uma grande projeção mundial em 1969 após a atuação no festival Woodstock. Hoje conta com uma longa lista de prémios, entre os quais 10 Grammy Awards, três Latin Grammy Awards e um Billboard Century Award (1996). Após 40 anos de carreira o músico conta com uma vasta lista de álbuns editados, tendo vendido mais de 100 milhões de discos e atuado para mais de 100 milhões de fãs em todo o mundo.

Os membros do clube de fãs do músico terão a oportunidade de comprar bilhete durante a pré-venda que se realiza nos dias 11 e 12 de fevereiro no site oficial do artista. Já a venda geral ao público arranca dia 13 de fevereiro, nos locais habituais.

O artista irá doar 1€ de cada bilhete vendido à Milagro Foundation.

 

Pavilhão Multiusos (Gondomar)

26 de julho 2016

 

MEO Arena (Lisboa)

27 de julho 2016

James Bay é a nova confirmação do MEO Marés Vivas

James Bay, o singer songwriter britânico que tem inundado as rádios de todo o mundo, é a mais recente confirmação do MEO Marés Vivas 2016. A 15 de Julho, o 2º dia da edição de 2016 do MEO Marés Vivas promete ser memorável e James Bay será a prova disso. Vencedor em 2015 do BRIT Awards Critic´s Choice, atua no palco MEO, onde irá apresentar o seu álbum de estreia “Chaos and the Calm”.

James bay.jpgEurosonic 2015

 

É considerado uma das grandes promessas musicais, esgotando inúmeros concertos e digressões em nome próprio. Ao conquistar no ano passado o Critics Choice BRIT Award 2015, passou a fazer parte de uma lista de vencedores ao lado de nomes como Adele, Ellie Goulding e Sam Smith. Este ano vai actuar em quatro espectáculos completamente esgotados no lendário Hammersmith´s Eventim Apollo, mais uma paragem pelo Coachella onde irá actuar no mesmo dia de Guns n´Roses e logo depois fará as suas primeiras viagens para a Ásia.

James Bay é um talento moderno singular, proveniente de uma cidade pequena nos arredores de Londres, o seu álbum é um reconhecimento da odisseia que o levou para fora da sua cidade para perseguir os seus sonhos. Desde cedo inspirado por Rolling Stones, Joe Cocker, Bruce Springsteen, Eric Clapton entre outros, James Bay será uma das promessas do ano 2016 e trará ao MEO Marés Vivas um grande espectáculo. James Bay lidera este ano as nomeações para os BRIT AWARDS, os mais importantes prémios entregues pela indústria discográfica britânica. Está nomeado para Melhor Artista Britânico, álbum Britânico do Ano, Artista Revelação Britânico e Melhor Single Britânico com “Hold Back The River”.

Duarte edita "Sem dor nem Piedade" em França

O disco “Sem dor nem piedade” é editado em França através da editora Aztec Music. O álbum vai estar nas lojas a 20 de Fevereiro, no dia em que o fadista Duarte actua no Théâtre de la Ville, em Paris, cuja a lotação esgotou em 24 horas.

untitled.jpgFados para uma relação acabada em quatro actos.

Assumidamente um disco cinzento. Uma fuga ao “mainstream” que se vive no fado actual. A importância de viver e sentir o lado mais escuro dos dias, não fugindo a este mesmo lado. Um trabalho de contra corrente. Não queremos entreter, mas antes fazer pensar. Uma possibilidade de fazer sentir criticamente e não somente consumir o que nos dão. Corrente alternativa de fado (ao nível dos conteúdos, da concepção, da produção e de edição). A importância dos fados sobrepõe-se à importância dos fadistas. A procura de um objecto artístico único e não a repetição de outros objectos já criados no passado. O respeito pelo legado que foi deixado, acrescentando depois e de forma harmoniosa a marca dos nossos dias. Assim como se de uma reabilitação arquitectónica se tratasse.

Um trabalho artístico contemporâneo. Quando as principais editoras queriam um trabalho popular, fácil de digerir e de rápido consumo, apresentamos pois um trabalho temático/conceptual sério, pensado no tempo e marcante para a história do Fado.

Duarte acaba igualmente de agendar uma serie de concertos na França. Após esta digressão, o fadista prepara um espetaculo em Lisboa no Museu do fado a 7 de Abril.

 

11 Março 2016 | 21.00h - Montceau les Mines (França)

30 Março 2016 | 20.45h - Versaille (França)

31 Março 2016 | 20.45h - Rueil Malmaison (França)

1 Abril 2016 | 20.45h - Rueil Malmaison (França)

2 Abril 2016 | 20.45h - Rueil Malmaison (França)

3 Abril 2016 | 18.00h - Clermont L´Hérault (França)

7 Abril 2016 - Museu do Fado (Lisboa)