Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Glam Magazine

Glam Magazine

Após concerto histórico nos Aliados, Pedro Abrunhosa já se encontra em estúdio a preparar o oitavo álbum…

“Finalmente o Porto. Foram precisas muitas voltas ao Mundo, físico e onírico, mais de 4.000 espectáculos, a partilha de alegrias pessoais e, quantas vezes, da dor, da perda que nos é comum, para desembarcar perante os meus, nestes Aliados transformados em Porto de Liberdade, de Afecto e de sólido chão. Foi uma espera que desaguou na vastidão das vontades que ali convergiram para, depois da treva, celebrar a luz. E o Porto, de todos os cantos do mundo chegado, pela noite dentro se abriu.”

Pedro Abrunhosa

foto.jpgO ano de 2015 realizou-se na estrada para Pedro Abrunhosa, com dezenas de concertos em Portugal e além-fronteiras, onde se apresentou nos EUA, Luxemburgo e França, passando duas vezes por Paris. Terminou com mais um momento histórico na sua carreira: o concerto de fim de ano no Porto, onde actuou para 160.000 pessoas, na Avenida dos Aliados.

 

A propósito da comemoração dos 20 anos da edição de "Viagens", Pedro Abrunhosa concebeu um espectáculo único, a que chamou "Inteiro" e que apresentou em 2015 em primeira mão no Olympia, em Paris, e só depois de outro concerto no Rockhall, no Luxemburgo, chegou às maiores salas do nosso país, com uma noite na MEO Arena, outra no Pavilhão Multiusos de Guimarães e três no Coliseu do Porto. Pedro Abrunhosa encontra-se agora em estúdio a preparar o oitavo álbum de originais.

UHF… “O melhor de 300 canções” ao Vivo

Saiu a 30 de Outubro a colectânea de carreira dos UHFO Melhor de 300 Canções”, um repertório que começa em 1979 com “Jorge Morreu”, e segue até 2015 com o inédito “Soube Sempre Que Eras Tu”.

Image1.jpgSão 35 sucessos de carreira e dois inéditos que revelam gravações originais, regravações de clássicos, takes ao vivo e canções nunca antes editadas no formato digital. Este duplo CD mostra dois universos do som dos UHF: “O Rock” e “O Roll”. “Puseste o Diabo Em Mim”, original de 1984 agora regravado, é já um vídeo de sucesso na plataforma Youtube, com realização de Zé Pinheiro.

Em 2016, o espectáculo “O Melhor de 300 Canções” retrata ao vivo os sucessos de uma carreira. A digressão arranca já no próximo dia 8 de Janeiro em Ponte de Lima com o concerto no Teatro Diogo Bernardes, que já se encontra esgotado.

 

Teatro Diogo Bernardes (Ponte de Lima)

8 de Janeiro 2016 | 21.30h

 

Cineteatro D.João V – Damaia (Amadora)

23 de Janeiro 2016 | 21.30h

 

Quinta do Paço - Hotel (Vila Real)

30 de Janeiro 2016 | 20.00h

Os The Gloaming em Portugal

The Gloaming é uma banda de músicos virtuosos, com carreiras pessoais de sucesso, que interpreta a música tradicional irlandesa de uma forma nova, respeitando com grande fidelidade as suas origens, numa fusão com outras sonoridades, nomeadamente o Jazz de Nova Iorque. Às velhas canções emprestam poemas da história da literatura irlandesa. Ao ritmo frenético com que usualmente se toca a música gaélica, substituem um tempo mais lento que faz sobressair toda a beleza e profundidade musical dos temas. Tendo atuado nas principais salas mundiais, vale a pena ressalvar que o seu primeiro concerto estava esgotado antes mesmo do grupo ter começado a ensaiar.

thegloaming@2x.png(c) Hugh Chaloner

 

Em 2014, lançaram o seu único álbum, recolhendo dezenas de críticas entusiásticas e vários prémios.

Hayes é um famosíssimo tocador de violino tradicional irlandês, várias vezes campeão no seu país e um dos mais respeitados intérpretes da música folk gaélica. A ele juntou o guitarrista americano de ascendência irlandesa Cahill, com quem colabora desde há muitos anos, Ó Lionáird, um mestre no canto sean-nós ("à maneira antiga"), Ó Raghallaigh, que toca hardanger, o violino tradicional norueguês que se distingue por ter cordas dobradas permitindo um som mais intenso e variado do que o fiddle irlandês, e o pianista americano Bartlett, entusiástico admirador de Hayes desde muito pequeno.

 

Violino/Fiddle: Martin Hayes

Voz: Iarla Ó Lionáird

Hardanger: Caoimhín Ó Raghallaigh

Guitarra: Dennis Cahill

Piano: Thomas Bartlett

 

Culturgest (Lisboa)

4 de Março 2016 | 21.30h

 

Teatro Viriato (Viseu)

5 de Março 2016 | 21.30h

 

Novo álbum dos Salto chama-se “Passeio das Virtudes”

No próximo dia 30 de Janeiro os Salto lançam o seu 2º álbum com concerto em Lisboa no Estúdio Time Out - Mercado da Ribeira. Depois do álbum homónimo lançado em 2012 e do EP “Beat Oven” em 2014, chega-nos em 2016 o segundo disco, “Passeio das Virtudes”, da banda portuense.

salto 06.jpg(c) 2014 Paulo Homem de Melo

 

Gravado no Porto durante o último verão, o álbum, composto por 12 temas, é o resultado dos primeiros dois anos dos Salto com 4 elementos - a Guilherme Tomé Ribeiro e Luís Montenegro juntaram-se Filipe Louro (baixo) e Tito Romão (bateria). Este novo álbum retrata também os locais por onde a banda passou durante a Tour Mar Inteiro de 2015 e o tempo que repartiram entre os concertos e a sala de ensaios. Uma viagem.

Passeio das Virtudes”, que foi sendo desvendado ao longo do último ano com os singles “Mar Inteiro” e “Lagostas”, encontra-se desde o dia 1 de Janeiro em pré-venda digital na itunes Store. A pré-venda garante a oferta exclusiva e antecipada de 4 músicas do álbum. A partir de dia 30 de Janeiro o álbum estará disponivel.

 

Estúdio Time Out, Mercado da Ribeira, Lisboa

30 de Janeiro 2016

 

Salão Brazil (Coimbra)

4 de Fevereiro 2016

 

Parque Urbano de Paços de Ferreira

5 de Fevereiro 2016

 

Café Concerto Centro Cultural Vila Flor (Guimarães)

26 de Fevereiro 2016  

 

CineTeatro António Lamoso (Santa Maria da Feira)

2 de Março 2016

Risorius – 4º Festival de Humor e Arte de Albergaria-a-Velha

O Risorius – 4º Festival de Humor e Arte de Albergaria-a-Velha é uma montra das várias vertentes do humor. Desde exposições, a conversas, workshops, teatro ou cinema, o evento conta com alguns dos melhores artistas nacionais, sendo abordadas diferentes artes como o cartoon, a banda desenhada ou o stand-up comedy. A junção do humor com a ficção e a realidade traz a boa disposição, sem nunca esquecer a inerente crítica sagaz.

De 28 de Janeiro a 31 de Janeiro 2016

risorius.jpg

 

Programa:

28 Janeiro 2016

18.00h | Cine Teatro Alba – Sala de Exposições

Abertura da Exposição Papel Químico – André Carrilho Cartoons e Caricaturas (Patente até 31 de Março)

22.00h | Cine Teatro Alba – Espaço Café-concerto

Pleonasmo: Humor e Politicas – Conversa com Manuel João Vieira e Tinor de Rans

 

29 Janeiro 2016

18.00h | Biblioteca Municipal

Inauguração da Exposição “As Aventuras de Dog Mendonça e Pizzaboy” de Filipe Melo (Patente até 26 de Fevereiro)

19.00h | Biblioteca Municipal

Worlshop de escrita para Arhumento de BD e Cinema com Filipe Melo (Gratuito, mas sujeito a inscrição - Limitado a 20 participantes)

21.30h | Cine Teatro Alba

“Top Genius: Nuno Markl e Vasco Palmeirim”

 

30 Janeiro 2016

21.30h | Cine Teatro Alba

“Sketches de Porco Preto” com Quim Roscas, Zeca Estacionâncio e Serafim

 

31 Janeiro 2016

18.00h | Cine Teatro Alba

Sessão de Cinema: “O Leão da Estrela”

Joana Amendoeira inicia a digressão do seu novo disco “Muito depois” no próximo dia 9 de Janeiro

A fadista regressa cinco anos depois aos álbuns de originais com o novo disco “Muito Depois”. Este disco reflecte os mais de 20 anos de vivência no fado e celebra o sentido da vida nos seus caminhos mais luminosos como o amor, a amizade, a maternidade, passando igualmente pelos mais sombrios como a desilusão, a perda, a solidão e a saudade. As poesias e emoções deste novo trabalho, têm por base o fado e outras sonoridades tradicionais portuguesas. Os temas apresentados evidenciam um contexto geográfico, o Tejo e a luz de Lisboa, retratados de forma apaixonada pela fadista.

joana.jpgMuito Depois” conta com temas de diversos autores, letristas e compositores da actualidade, como o próprio Tiago Torres da Silva, Joaquim Pessoa, Vasco Graça Moura, Natália Correia, Paulo de Carvalho, José Niza, Manuel Alberto Valente, Pedro Jóia, Bruno Fonseca, Valter Rolo, Marcos Sacramento, Filipe Raposo, Rogério Ferreira, António Quintino e Pedro Amendoeira assim como com fados tradicionais de Amadeu Ramin, Fernando P. Coelho e Acácio Lopes.

Com produção do poeta Tiago Torres da Silva, a sonoridade tradicional deste álbum foi enriquecida com os diferentes matizes dos convidados especiais, como Pedro Jóia, na Guitarra Clássica, Filipe Raposo no piano e Paulo de Carvalho, com quem gravou o primeiro dueto da sua carreira.

Estes convidados juntaram-se ao núcleo de maravilhosos músicos composto por Pedro Amendoeira, na guitarra portuguesa, Rogério Ferreira, na viola de fado e António Quintino, no contrabaixo..

 

Cineteatro Municipal João da Mota (Sesimbra)

9 de Janeiro 2016 | 21.30h

“Ruínas” de Lynn Nottage

O musical “Ruínas”, aclamada peça da norte-americana Lynn Nottage, premiada com o Pulitzer em 2009, conta-nos as histórias dramáticas de violação e escravatura de seis mulheres congolesas fugidas da guerra, a partir de testemuhos reais, recolhidos pela autora num campo de refugiados no Uganda.

00.jpgO cenário (ficcionado) é um bar-bordel na fronteira da República Democrática do Congo. Neste suposto lugar seguro, frequentado tanto pelas milícias governamentais como por forças rebeldes, a astuciosa matriarca e dona do estabelecimento - Mama Nadi - tanto protege estas mulheres como lucra com os seus corpos, que se tornaram eles próprios num campo de batalha. Um cenário de tragédia, destruição e ruína, num musical também cheio de esperança e amor, que dignifica a resistência destas mulheres de forma exemplar.

 

Título Original: Ruined

Texto: Lynn Nottage

Tradução: Mariana Wallenstein

Letras: Kalaf

Encenação: António Pires

Com: Adriano Diouf (cantor substituto de James dos Reis), Cheila Lima, Daniel Martinho, Elizabeth Pinard, Fernando Nobre, Filipe Raposo, Giovanni Lourenço, Gueladjo Sané, João Araújo, Matamba Joaquim, Maxime Nemorin, Mistah Isaac, Rafael Fonseca, Selma Uamusse, Timóteo Tiny, Zia Soares

 

São Luiz – Teatro Municipal (Lisboa)

6 a 16 de Janeiro 2016 | terça a sábado às 21.00h / domingo às 17.30h

Entrudanças 2016… A Chocalhar o Entrudo!

De 5 a 7 de fevereiro realiza-se mais um Entrudanças, o festival de Inverno da PédeXumbo, que junta às tradições do Entrudo a Música e a Dança Tradicionais. Os Samba Sem Fronteiras fazem parte da edição deste ano.  Em 2016, o Entrudanças acontece sob o tema A Chocalhar o Entrudo, para “chocalhar” corpos e ideias e levar para fora tristezas e alegrias.

gazeta.jpgEm Entradas, Castro Verde, vamos deliciar-nos com a musicalidade dos chocalhos na Planície e aproveitar um fim-de-semana preenchido por atividades, que fazem “chocalhar” a vila e as suas gentes. Serão 3 dias em que a programação nos levará em transumância, numa dança entre identidade local, nacional e internacional, cruzando gentes, tradições e saber-fazer de vários locais.

A programação do Entrudanças vai incluir atividades variadas, que vão de bailes e concertos a animação de rua, oficinas de dança e de instrumentos e provas de gastronomia local..

Xita Records apresenta… Primeira Dama + Ninaz + Grand Sun

A Xita Records apresenta no próximo dia 9 de Janeiro no LX Factory, 3 nomes que prometem marcar o ano de 2016 para a recém criada editora com o apoio e parceria da Cafetra e Maternidade. Primeira Dama, Ninaz e Grand Sun são os nomes que sobem ao palco da Livraria Ler Devagar no LC Factory. A noite encerra ao som do DjSet XitaSoundsystem.

xita.jpgPrimeira Dama

Desde mais novo que está inteiramente ligado à música, dominando desde cedo a sua voz e trabalhando com instrumentos como o piano e o saxofone. Começou então por reunir em 2013 os seus amigos para tocar as suas influências indie, stoner, punk ou simplesmente rock. Surgiu assim a necessidade deste jovem de Lisboa dar forma a uma outra faceta - apaixonada pela cantiga de intervenção e de uma forma geral pelos cantautores portugueses - inspirando-se em autores nacionais desde José Mario Branco a Filipe Sambado, passando inconscientemente por outros nomes incontornáveis como B Fachada. Até agora tem online uma demo do seu single de estreia "Xita Lenta" e tem mostrado as suas canções de um já planeado álbum, a ser editado pelo grupo da Xita Records da qual faz parte, com a ajuda e produção do Filipe Sambado.

 

Ninaz

As Ninaz surgiram bem antes de surgirem as canções, como uma designação para o grupo de amigas, tudo num tom irónico. A partir de Setembro de 2015, começaram os ensaios e as canções a acontecer, ao mesmo tempo que se pegava pela primeira vez nos instrumentos. Lucía Vives na bateria, Margarida Lalanje na guitarra, Beatriz Peres no baixo e Joana Peres nas vozes. Assim, as Ninaz trazem-nos as primeiras canções. Cruas, diretas. Acima de tudo, Ninaz.

 

Grand Sun

Desde pequeno que o Simon é fortemente influenciado pela descoberta e é dos resquicios dos Solving, a sua primeira banda, que surge um punhado de canções à sua maneira, muito influenciadas por essa nova escola que não descura os clássicos. Um feliz acaso junta-o ao António, essa livre alma com o virtuoso dom de criar desenfreadamente. O duo junta-se então, mais tarde ao Manel, uma força natural que carbura as linhas graves mais sólidas que sempre se enviesam na esquisófrenica bateria do Miguel. Talvez seja pelos meses passados ao relento nas noites frias nos Nirvana Studios, ou pela corrida desenfreada para cada encontro destas quatro almas que, desorganizadamente foram construindo uma frágil mas especial amizade desde o inicio. Poderá mesmo até ter sido pela forma como se questionaram o que estavam aqui a fazer ou até pela necessidade de consumo musical que os une.

 

Livraria Ler Devagar - LX Factory (Lisboa)

9 de Janeiro 2016 | 22.00h

Autores contados e cantados por Carlos Alberto Moniz

No próximo dia 7 de Janeiro, pelas 18.30h, tem início o ciclo de sessões organizadas por Carlos Alberto de Moniz e de homenagem a cantores portugueses e estrangeiros já desaparecidos que merecem toda atenção e respeito da comunidade autoral. As sessões, com a duração de cerca de uma hora e 30 minutos, começam à hora marcada para que haja tempo bastante para apresentação de canções e informações relacionadas com a construção das obras e das carreiras.

001.jpgA primeira sessão será dedicada à vida e obra da francesa, Edith Piaf cujo centenário do nascimento agora se comemora. Em cada sessão Carlos Alberto Moniz cantará canções dos autores e de outros a eles ligados e falará sobre as vidas e carreiras dos homenageados. Seguir-se-ão, entre outras, sessões dedicadas a Fernando Farinha, Adriano Correia de Oliveira e mais nomes importantes da vida artística portuguesa e internacional. As sessões serão gravadas com vista à produção de um DVD que deverá ficar concluído no final de 2016. Estas sessões resultam da pesquisa efectuada por Carlos Alberto Moniz sobre autores e obras que admira e que tem vindo a celebrar em palco.

 

SPA (Lisboa)

7 de Janeiro 2016 | 18.30h

Disney on Ice apresenta… “Mundos encantados”

O Disney On Ice apresenta “Mundos Encantados”, diversão sem limites, com quatro das histórias Disney que mais fãs reúnem no mundo inteiro, incluindo as personagens do filme Frozen, vistas pela primeira vez em Portugal, que tem milhares de fãs em todo o mundo, bem como as de outras histórias bem conhecidas de todos.

DOI_16_632x388_bnnr.jpgO fantástico espetáculo produzido pela Feld Entertainment - Disney On Ice apresenta “Mundos Encantados”, apresenta-se em Portugal nos dias 11, 12 e 13 de março, no MEO Arena.

O público será transportado para uma incrível aventura através de 4 mundos mágicos. Toda a família vai delirar com acrobacias a alta velocidade enquanto o Faísca McQueen, Mate e a equipa do filme da Disney Pixar – Carros, desliza pelo gelo. Vão também ter oportunidade de mergulhar com Ariel no reino subaquático. Os heróis de ToyStory também estão de volta para uma fantástica aventura. Neste espetáculo estará também representado o mundo gelado de Arendelle, das irmãs Elsa e Anna, e dos amigos Olaf e Kristoff de Frozen, que aprendem que o amor verdadeiro vem de dentro de nós.

 

De pneus a ondas, de mundos gelados até ao infinito e mais além, os momentos Disney favoritos de toda a família ganham vida no Disney On Ice - Mundos Encantados.

 

MEO Arena (Lisboa)

11 a 13 de março 2016