Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Glam Magazine

Glam Magazine

“You and I”, álbum de Jeff Buckley, vai ser editado a 11 de Março 2016

Estas 10 faixas (muitas delas gravadas no estúdio Shelter Island Sound de Steve Addabbo em Fevereiro de 1993) ficaram escondidas durante mais de duas décadas. Recentemente descobertas nos arquivos da Sony Music durante a pesquisa para a edição do 20.º aniversário do álbum Grace de Jeff Buckley, as actuações em “You and I” são uma revelação, um retrato intimista do artista a interpretar uma série de versões e música original que expressavam várias emoções distintas canalizadas pela sua sensibilidade única. A gravação de Jeff Buckley do tema "Everyday People" também irá ser disponibilizada para o Record Store Day como uma edição limitada de 7 polegadas, com o lado B a incluir a gravação original de Sly & the Family Stone.

JEFF BUCKLEY   YOU AND I.jpegOs temas em “You and I” revelam, em parte, o âmbito eclético do talento e gostos musicais extraordinários de Jeff Buckley. As versões presentes no álbum incluem as interpretações extremamente pessoais do cantor de temas compostos por Bob Dylan ("Just Like a Woman"); Sylvester Stewart ("Everyday People", gravado por Sly & the Family Stone); Joe Green ("Don't Let the Sun Catch You Cryin'", gravado por Louis Jordan, Ray Charles e outros); Bob Telson ("Calling You", gravado por Jevetta Steele para o filme de 1987, Bagdad Café); Morrissey e Johnny Marr ("The Boy with the Thorn in His Side" e "I Know It's Over", gravados pelos The Smiths); Booker T. Washington "Bukka" White ("Poor Boy Long Way from Home", de uma gravação de 1939 feita por John Lomax) e John Paul Jones/Jimmy Page/Robert Plant ("Night Flight", gravado pelos Led Zeppelin).

 

A completar “You and I” estão dois temas originais: a primeira gravação de estúdio do seu tema icónico "Grace" e "Dream of You and I", um tema misterioso e assombroso que dá o mote extremamente intimista e profundamente pessoal do álbum. Há muito que corriam rumores sobre a sua existência, mas nunca antes ouvidas fora de estúdio, as interpretações incluídas em “You and I” nunca foram pirateadas nem editadas para o público em qualquer formato. Estas gravações decisivas são uma espécie de Santo Graal para os fãs, uma oportunidade rara de ouvir Jeff Buckley no seu auge, a desenvolver a sua arte através de várias actuações notáveis a solos, todas captadas com enorme pormenor sonoro.

 

Os novos temas a solo encontrados em “You and I” exibem a voz única e transcendental de Jeff Buckley, fazendo uma ligação directa entre o terreno e o divino. Tendo sido eleito pela revista Rolling Stone como um dos 100 Maiores Cantores de sempre, Buckley foi também um óptimo guitarrista, os sons de 6 cordas nestas gravações acrescentaram uma profundidade e dimensão emocional sublime a estas actuações inesquecíveis. Nascido a 17 de Novembro de 1966, Jeff Buckley trabalhou durante vários anos como guitarrista de gravação em Los Angeles. Tendo-se mudado para Nova Iorque no início dos anos 90, conquistou vários fãs que o seguiam nas suas actuações em salas pequenas, nomeadamente no Sin-é na zona de East Village. O seu repertório incorporava folk, rock, R&B, blues e jazz.

 

Os extraordinários espectáculos ao vivo de Jeff Buckley iniciaram uma das maiores guerras de licitação dos anos 90 antes do artista se ter decidido a assinar contrato com a Columbia Records, casa de muitos dos seus heróis musicais, em Outubro de 1992. Em Fevereiro de 1993, o cantor entrou em estúdio para gravar os temas agora descobertos em “You and I”, que inclui uma composição inédita e versões de estúdio do seu repertório interpretado no Sin-é. Optando pela oportunidade de captar a magia da actuação ao vivo do cantor, o foco articulou estes temas experimentais para as sessões de gravação ao vivo “Live At Sin-é”.Jeff Buckley gravou apenas um álbum de estúdio, “Grace” (1994), antes da sua vida e carreira terem terminado tragicamente com o seu afogamento acidental em Memphis no dia 29 de Maio de 1997.

 

Apesar de curta, a discografia de Jeff Buckley foi aclamada pela crítica mundial, recebeu prémios e continua a criar novos fãs e seguidores que são atraídos pela música de um artista visionário, cuja voz, guitarra, composição e capacidade de interpretação desafiou todas e quaisquer tentativas de categorização. As recém-descobertas gravações de estúdio de “You and I” representam um contributo essencial para a discografia de uma dos maiores artistas norte-americanos do séc. XX, uma visão importante do processo criativo de um génio em desenvolvimento.

 

Alinhamento do disco

  1. Just Like A Woman (Bob Dylan cover)
  2. Everyday People (Sly & The Family Stone cover)
  3. Don’t Let The Sun Catch You Cryin’ (First recorded by Louis Jordan)
  4. Grace (original)
  5. Calling You (Jevetta Steele cover)
  6. Dream Of You And I (original)
  7. The Boy With The Thorn In His Side (The Smiths cover)
  8. Poor Boy Long Way From Home (traditional blues song, Bukka White cover)
  9. Night Flight (Led Zeppelin cover)
  10. I Know It’s Over (The Smiths cover)

 

 

"Idade dos Inquietos", Álbum de estreia dos Átoa

A espera chegou ao fim, a partir de hoje já se pode ouvir o álbum de estreia da banda que é um dos maiores fenómenos recentes da música portuguesa, os ÁTOA. "Idade dos Inquietos" chegará às lojas no próximo dia 20 de novembro, mas está a partir de hoje, durante uma semana em exclusivo no serviço de streaming MEO Music, e inclui uma surpresa, uma faixa extra, "Física do Sul", que só estará disponível nesta plataforma do MEO para escuta aqui.

_atoa.jpg"Idade dos Inquietos" conta com 11 canções originais (na versão MEO Music são 12), todas elas escritas e compostas por elementos dos ÁTOA. São 11 músicas que reflectem a maneira de ser dos quatro amigos e as suas vivências do dia-a-dia. As canções foram produzidas na sua maioria por João Bessa (responsável por algumas produções ou co-produções de artistas como Pedro Abrunhosa, Os Azeitonas, Miguel Araújo) e foram gravadas nos Groove Wood Studios, no Porto.

Formados por Guilherme Alface (voz, guitarra, piano), João Direitinho (guitarra, voz, piano), Rodrigo Liaça (bateria, percussão, voz, piano) e Mário Monginho (baixo, guitarra), a banda foi revelada com os singles de sucesso "Falar a Dois" e "Distância", canções que rapidamente conquistaram o público português.

“Made in the A.M.”, o novo disco dos One Direction é editado hoje

Depois do enorme sucesso de “Drag me down” que chegou ao n.º1 no iTunes em 90 países e quebrou recordes de streaming em todo o mundo, os One Direction lançam hoje o tão aguardado quinto álbum de originais “Made in the A.M.”.one direction.jpgO novo álbum dos One Direction é aguardado com grande expetativa, nomeadamente em Portugal, onde as anteriores edições “Four” e “Midnight Memories” chegaram ao nº1 do Top nacional de álbuns. “Made in the A.M.” inclui ainda “Infinity”, um tema pop épico, com um vibrante riff de guitarra, escrito por John Ryan, Jamie Scott e Julian Bunetta, a equipa por detrás do tema “The Story of my life” e ainda o mais recente single “Perfect”, cujo vídeo tem mais de 42 Milhões de visualizações.

 

One Direction - “Made in the A.M.”

Hey Angel

Drag Me Down

Perfect

Infinity

End of The Day

If I Could Fly

Long Way Down

Never Enough

Olivia

What a Feeling

Love You Goodbye

I Want To Write You A Song

History

 

(Na edição deluxe)

Temporary Fix

Walking in the Wind

Wolves

A.M.