Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Glam Magazine

Glam Magazine

Beach House de regresso a Portugal...

Os Beach House regressam a palcos nacionais, para concertos no Armazém F, em Lisboa, a 23 de Novembro, e no Teatro Sá da Bandeira, no Porto, um dia depois.

beach house1.jpgA dupla norte-americana vem a Portugal apresentar o seu mais recente álbum "Depression Cherry", editado no passado mês de Agosto. Este é o quinto álbum do projecto norte-americano e o primeiro desde "Bloom", de 2012. A última vez que a banda esteve em Portugal foi em 2013. A dupla tornou-se célebre pelas atmosferas sombrias das suas canções e pela voz masculinizada e poderosa de Victoria LeGrand.

A primeira parte esta a cargo de Dustin Wong.

 

Armazém F (Lisboa)

23 de Novembro 2015 | 21.00h

 

Teatro Sá da Bandeira (Porto)

24 de Novembro 2015 | 21.00h

Kurt Vile de regresso a Portugal...

Kurt Vile regressa a Portugal ao lado dos The Violators, para um concerto único, depois de duas passagens pelo festival Vodafone Paredes de Coura, a primeira em 2011 e a mais recente na edição do ano passado.

kurt.pngO concerto está agendado para o dia 24 de Novembro no Armazém F, em Lisboa, onde o artista norte-americano irá passar em revista o aclamado “Wakin On A Pretty Daze” e levantar a ponta do véu do próximo álbum de originais a ser lançado até ao final do corrente ano

 

Armazém F (Lisboa)

24 de Novembro 2015

Patrick Watson… do Canadá para Portugal…

O cantor, compositor e produtor canadiano Patrick Watson apresenta o seu novo álbum “Love Songs for Robots”, que sucede a “Adventures in Your Own Backyard”, de 2012. Um trabalho inspirado no ambiente de “Blade Runner“ (1982) e que condensa em si reflexos da paixão de Watson pela ciência e pela ficção científica.Patrick Watson.jpgOs robôs surgem-nos apenas no campo metafórico, já que as canções de amor que o compositor canadiano canta falam mais sobre nós, seres emocionais, do que sobre máquinas. Considerado um cientista louco ou um génio musical, a formação clássica de Watson e a sua paixão pelo piano tem sido um pilar no trabalho com Robbie Kuster, Mishka Stein e Simon Angel pelo mundo fora.

 

Coliseu – Vodafone Mexefest (Lisboa)

28 de Novembro 2015 | 00.15h

 

Casa da Música (Porto)

29 de Novembro 2015 | 21.30h

 

Luís Represas apresenta espectáculo hoje no Peru

O cantor Luis Represas está hoje em Lima, no Peru, para um espectáculo único, a propósito de um desafio lançado pela Fundação Manuel António da Mota, que tem desenvolvido, naquele país, um trabalho continuado no âmbito da responsabilidade social. Um dos objectivos da FMAM é premiar indivíduos e instituições que se tenham destacado em áreas como a saúde, educação e meio ambiente.

picture0.jpgO espectáculo tem lugar no emblemático Teatro Municipal de Lima e contará com a presença do Presidente da República do Peru, bem como o Ministro da Educação e Cultura e representantes da Unesco. Esta é mais uma acção a caminho dos 40 anos de carreira que Luís Represas celebra em 2016, depois da saída de “Tratamento Acústico”, o disco gravado ao vivo no Centro Cultural de Belém, e que já está disponível nas lojas.

Vodafone Mexefest apresenta… Vodafone Blackout Room

Este ano, o Vodafone Mexefest vai oferecer uma experiência única, com quatro concertos a acontecerem na Sala 3 do Cinema São Jorge, num formato muito especial. No Vodafone Blackout Room, os concertos acontecerão, literalmente, às escuras, e para esta experiência altamente sensorial estão já confirmados quatro artistas que aceitaram o desafio: Akua Naru, Castello Branco, Bombino e Benjamim.

DSC_0564 (Cópia).jpgDe estilos distintos, no dia 27 de novembro contaremos com Akua Naru e a sua soul cheia de hip-hop, e o carioca Castello Branco, dono de um belíssimo lirismo melódico inundado de folk e pop.

No dia 28 de novembro, Benjamim interpretará de forma mais intimista alguns temas do seu primeiro disco em português, o aclamado “Auto Rádio”. No mesmo dia, de Agadez, Niger, Omara “Bombino” Moctar faz rock com muita África dentro e numa sala desluzida, a experiência do som poderoso do músico espera-se extraordinária.

 

Vodafone Mexefest 2015 (Lisboa)

27 e 28 de Novembro 2015

 

Fotografia: Paulo Homem de Melo

Ladrões do Tempo apresentam ao vivo o álbum de estreia “1º Assalto”

Ladrões do Tempo é um grupo de cinco amigos que têm o Rock’n'Roll no sangue. O colectivo juntou-se há cerca de 4 anos para gravar a música "Mora na Filosofia", tema celebrizado por Caetano Veloso, e a química foi imediata. A proveniência de diferentes bandas dos cinco elementos do grupo tornou os encontros para ensaios e criação de novos temas (nomeadamente, originais) mais esporádicos.

LADRÕES DO TEMPO - promo photo.jpgLadrões do Tempo são:

Paulo Franco (DaPunkSportif) – vozes

Samuel Palitos (Naifa; GNR) – bateria

Tó Trips (Dead Combo) – guitarras

Zé Pedro (Xutos&Pontapés) – guitarras

Dony Bettencourt (Dead Cats Dead Rats - banda tributo aos Doors) – baixo

 

Já com a formação final, em 2014 os Ladrões do Tempo actuaram no festival Super Bock Super Rock, numa homenagem ao músico Lou Reed e à sua obra. Esse encontro memorável quebrou o hiato e motivou a banda no sentido de continuar o percurso iniciado há alguns anos, e levou o colectivo a retomar as gravações e criar novas músicas, rumo à edição do álbum de estreia. "Rua" foi o tema escolhido como apresentação do álbum, que terá a sua edição em Setembro deste ano. O novo single “Oxalá” já se encontra disponível para escuta.  Os Ladrões do Tempo vão apresentar ao vivo o álbum de estreia “1º Assalto” nos dias 13 e 14 de Novembro em Loulé e Faro respectivamente.

 

Bafo de Baco (Loulé)

13 de Novembro 2015

 

Sede do Motoclube de Faro (Faro)

14 de Novembro 2015

Tiago Bettencourt chega este sábado ao Coliseu de Lisboa

Depois do grande sucesso que fez no Coliseu do Porto, onde atuou para uma plateia cheia que muito o aplaudiu, Tiago Bettencourt levará este sábado as canções do seu álbum "Do Princípio" a uma das salas mais emblemáticas do País, o Coliseu dos Recreios, em Lisboa. O concerto de sábado está praticamente esgotado e promete uma nova enchente para Tiago Bettencourt, à semelhança do que aconteceu no Coliseu do Porto.

picture.jpgSe no Porto contou com Pedro Abrunhosa como convidado, bem como a cantautora Márcia e o músico Fred Pinto Ferreira, que já tinha participado nas gravações do último disco, para Lisboa, Bettencourt decidiu convidar Paulo Gonzo e, uma vez mais, Márcia, cantora com quem no passado o músico já colaborou, nomeadamente na canção "Se Me Aproximar".

Obviamente que no foco deste concerto estarão as canções de "Do Princípio", um álbum marcante no percurso de Tiago Bettencourt e do qual fazem parte sucessos como "Morena" ou "Aquilo Que Eu Não Fiz".

Relativamente a este espetáculo no Coliseu de Lisboa, o próprio músico diz: "Vamos seguros, e com esperança de que seja um dia de reencontros, e que todos aqueles que ao longo do tempo se cruzaram com minha música estejam presentes para desta vez cantarmos todos juntos, eles comigo, e eu com eles”. Tiago afirma ainda a noite de sábado será como “um gigante obrigado a todos os que, algures nestes 14 anos, abriram a porta da sua casa para uma canção minha entrar"."O meu princípio é aqui", já afirmava Tiago Bettencourt aquando do lançamento deste álbum, que já foi reeditado com seis temas gravados ao vivo no Concerto Mais Pequeno Do Mundo da Rádio Comercial.

"Do Princípio" conta com 12 canções e, segundo Bettencourt, "a intenção é acrescentar qualquer coisa a alguém, como a mim me acrescentou todo o caminho até aqui. Quero, como sempre, que as canções resistam ao corroer do tempo, e envelheçam humanas, dentro de quem as quiser levar consigo, como companheiras de viagem".

 

Coliseu dos Recreios (Lisboa)

14 de Novembro 2015 | 21.30h

Apresentação do Festival.... Lisboa Dance Festival 2016

O Lisboa Dance Festival nasce naturalmente numa cidade que tem tudo para se afirmar no panorama global da música electrónica: talento, antes de mais nada, história, claro, e sobretudo, futuro. O LX Factory é o espaço escolhido para receber a primeira edição do Lisboa Dance Festival que acontecerá nos próximos dias 4 e 5 de Março de 2016.

DSC_0852 (Cópia).jpgO Lisboa Dance Festival afirma-se como um conceito inovador e para defender essa ideia apresentará 3 áreas distintas, porém bastante interligadas entre si: Music, Talks e Market. Ou seja espetáculos, debates e conferências e mercado com a presença de marcas e editoras do universo da electrónica. Serão dois dias de múltiplas vertentes de música electrónica em 4 diferentes espaços da LX Factory, com artistas nacionais e internacionais, veteranos e emergentes. Mas o Lisboa Dance Festival não será apenas palco para a apresentação de dj sets e concertos. O Lisboa Dance Festival pretende ir mais longe e contribuir para pensar as diferentes realidades de que se faz o rico e complexo panorama da música electrónica em Portugal. E para isso, ao longo destes dois dias, 3 diferentes espaços deste hub criativo de Lisboa irão receber uma atividade alternativa sob a designação TALKS. Debates, seminários, workshops e masterclasses por onde passarão múltiplos protagonistas da nossa modernidade electrónica e onde o público poderá ter contacto direto e privilegiado com questões estruturantes desta cultura ou com novas ferramentas e técnicas essenciais para o potenciar da criatividade deste meio. Em breve será anunciado o calendário e os temas das conferências. O MARKET será ainda outra área do festival que contará com a presença de marcas e lojas de música e equipamento musical. Oportunamente serão divulgados os parceiros envolvidos.

DSC_0849 (Cópia).jpgMúsicos, produtores, editores, jornalistas, radialistas, empresários e marcas farão do Lisboa Dance Festival um evento pluridisciplinar que tomará o universo da música de dança como ponto de partida para o futuro.

 

A Live Experiences é a mentora e produtora do Lisboa Dance Festival.

Há mais de 16 anos no mercado, produz dois festivais estabelecidos no panorama musical nacional, dos quais é igualmente mentora, o Edpcooljazz e o Sumol Summer Fest, tem por isso o know how, a experiência e a estrutura sólida necessárias para transformar uma ideia como o Lisboa Dance Festival numa marca de sucesso.

 

Cartaz Confirmado:

Dia 4 Março

Sala XL

# SVEN VATH

# MAGAZINO 

# CRUZ 

# ROMPANTE LIVE

Sala Normajean

# TIAGO 

# BLACK

# GLENN ASTRO

# JORGE CAIADO 

# ARTIVISTA

 

Dia 5 Março

Sala XL

# MOTOR CITY DRUM ENSEMBLE

# MOVE D

# PROSUMER 

# MOULLINEX 

# XINOBI LIVE

Sala Zoot

# NIAGARA LIVE 

# BLACKSEA NÃO MAYA 

# DJ LILOCOX & DJ MABOKU

Sala Bi+Cas

# VAKULA

# DE LOS MIEDOS

Sala Normajean

# DAZE MAXIM LIVE 

# ST. JOSEPH 

# JOAO MARIA 

# S.A.M. 

# CLEYMOORE 

# DIOGO LACERDA

# XDB

# GONÇALO

# ZÉ SALVADOR

 

Fotografias: Paulo Homem de Melo

A “pop de veludo” dos Best Youth em Ponte de Lima

Após uma digressão internacional no mês de Outubro, com concertos em Budapeste, Londres e Manchester, bem como, já no presente mês, em salas de referência em Portugal, como o Theatro Circo, em Braga ou o Hard Club, no Porto, na próxima sexta-feira, dia 13, pelas 21h30, o Teatro Diogo Bernardes, em Ponte de Lima, apresenta os Best Youth em concerto, naquela que será uma noite memorável, em que Catarina Salinas e Ed Rocha Gonçalves apresentam um dos melhores discos de 2015, “Highway Moon”

GLAM - Best Youth.jpgDepois do sucesso do EP de 2012 “Winterlies” que alcançou os lugares cimeiros dos tops de airplay das principais rádios nacionais com canções como “Hang Out” ou “Honey Trap”, a dupla Ed Rocha Gonçalves e Catarina Salinas regressou em 2015 com a roupagem dream pop e a cadência indie rock electrónica, a encantadora fórmula com que criou um flirt sério com o público. Em “Highway Moon”, o primeiro longa duração da banda, canta-se o quase Amor e a projecção do quão precioso poderia ser, se alguma vez fosse materializado.

Para trás fica um parêntesis, em 2013, com o projecto There Must Be a Place, que garantiu uma digressão pelos auditórios do país e a entrada directa para os tops de vendas; e em 2014, com o tema "In the Shade", com a colaboração de Moullinex , que entrou directamente para os tops de airplay das maiores rádios nacionais. O ano encerrou com a apresentação do single “Red diamond”, cuja elegância melodiosa mereceu rasgados elogios da crítica.

2015 continua a evolução natural e harmoniosa desta dupla com o single "Mirrorball", saído em Março, cujas sonoridades refletem a luz que vai iluminar um novo capítulo na vida dos Best Youth, que faz brilhar, em palco, a delicada textura da filigrana de que são feitas as suas canções, forjada na melhor tradição pop que tem em Ed e Kate, dois dos seus mais dotados ourives.

 

Teatro Diogo Bernardes (Ponte de Lima)

13 de Novembro 2015 | 21.30h

 

Fotografia: Paulo Homem de Melo

Lisbon & Estoril Film Festival 2015… programação CCB

O Lisbon & Estoril Film Festival (LEFFEST) volta a colocar Portugal em pleno circuito dos grandes festivais do mundo. A nona edição do festival, que se realiza em vários espaços dos concelhos de Lisboa e Cascais, prepara-se para reunir o que de melhor se faz no mundo da Sétima Arte. Para além dos convidados internacionais, o LEFFEST vai apresentar alguns dos filmes exibidos ao longo dos últimos meses em festivais internacionais de renome. Tal como nas edições anteriores, existirá uma interligação de várias propostas culturais – cinema, literatura, música e artes plásticas. Pretende-se, ainda, que o festival seja palco de reflexão e discussão dos temas que marcam a atualidade.

 

Programação CCB:

0000.jpg12 Novembro 2015

“Cosmos” - um filme de Andrzej Zulawski

21h30 > Grande Auditório

(Com a presença de Sabine Azéma, Victoria Guerra, António Simão e Paulo Branco) +info

0001.jpg13 Novembro 2015

“Que horas ela volta?” - um filme de Anna Muylaert

21H30 > Grande Auditório

(Com a presença de Anna Muylaert) +info

 

14 Novembro 2015

“Heart of a dog” - um filme de Laurie Andersen

21h30 > Grande Auditório

(Apresentação de Laurie Anderson) +info

0004.jpg15 Novembro 2015

“Cavaleiro de copas” - um filme de Terrence Malick

19h30 > Grande Auditório

(Sessão de Encerramento) +info

“Sangram os Dias”… Single de avanço para o álbum “Obra Camiliana”

José Camilo está de volta às canções. Enquanto prepara o lançamento do álbum “Obra Camiliana”, dá-nos a conhecer “Sangram os Dias”, o single que serve de avanço e reflecte uma abordagem mais ríspida, construída à base de guitarras distorcidas e com uma bateria inspirada em Dave Ghrol e na sua forma única e emocionante de tocar

jc.jpgA vontade de compor canções mais pesadas, abrasivas e sujas fez com que José Camilo se atirasse ao novo disco com o som muito bem definido. Para a produção do álbum escolheu Fernando Matias que já trabalhou com os Linda Martini ou Quartet of Whoah, e arquitectou um trabalho com base no rock rápido e musculado, mas segundo o próprio músico, terá mais que isso. “Obra Camiliana” será o segundo albúm da carreira de José Camilo, depois do disco de 2013 “24 horas no subúrbio”.

No vídeo que saiu na passada sexta-feira, a realizadora Filipa Aires pegou num storyline escrito pelo próprio José Camilo, em conjunto com Rui Alves de Sousa e Raquel Santos Silva, e criou as imagens vertiginosas para ilustrar uma canção cuja bateria impõe uma rapidez estonteante, qual locomotiva a rasgar a paisagem na velocidade máxima.  Algures entre um Ryan Adams, Pavement ou Sonic Youth, o suburbano José Camilo enfrenta uma nova faceta da sua própria identidade e está determinado a partilhá-la.

Joana Andrade apresenta novo álbum “Remédio Errado”

Joana Andrade regressa aos palcos com o seu mais recente trabalho “Remédio Errado”. Após uma pausa de 4 anos, o Cineteatro António Lamoso é o lugar escolhido para o lançamento do álbum.

joana.jpgAlém da apresentação de temas inéditos, o espetáculo conta com a participação especial de Ricardo Azevedo, do Rapper Sylvano do grupo “Imagina”, do grupo Mov’ART e do Bailarino Rui Soares, Mafalda Campos um talento bem conhecido e Feirense e Marco Nunes Guitarrista de Pedro Abrunhosa. Da música à dança, reunem-se os elementos para uma noite inesquecível. Este novo trabalho, cantado em português, apresenta um estilo renovado, uma abordagem contagiante num registo Pop/Rock/Blues.

“Remédio Errado” explora a identificação com as vivências pessoais, um reflexo da dedicação na busca das sonoridades e do tempo de maturação. O primeiro single foi lançado já no final de 2014 e entrou de imediato na playlist da Rádio Comercial para as 40+ do TNT, alcançando o 16º lugar do top. “Remédio Errado” sucede o disco de estreia “Será Que Será” (2010), o primeiro CD com capa de cortiça.

 

CineTeatro António Lamoso (Feira)

14 de Novembro 2015 | 22.00h