Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Glam Magazine

Glam Magazine

Teatro… O Jardim Zoológico de Cristal

Fazendo-nos recuar aos anos trinta do século passado, durante os quais a América vivia as consequências da “grande depressão”, e a classe média se defrontava com uma economia em dissolução, Tom Wingfield, poeta, narrador e personagem de O Jardim Zoológico de Cristal, revive os tempos da sua juventude, em que se refugiava na bebida, no cinema e na literatura para conseguir aguentar o trabalho num armazém de sapatos, assegurando, assim, o sustento da mãe, Amanda, abandonada pelo pai, e da irmã Laura, deficiente. Perante o desespero da mãe quanto ao futuro da filha, Amanda pensa que a única solução é casá-la e convence Tom a encontrar-lhe um noivo entre os seus colegas de trabalho: Jim O’Connor, um “jovem empreendedor” é convidado para um jantar que ditará o desfecho da que é considerada a mais autobiográfica peça de Tennessee Williams.

0000.jpg Autor: Tennessee Williams

Tradução: Fernando Villas-Boas

Encenação: Sandra Faleiro

Assistência encenação: Miguel Sopas

Cenário e figurinos: Maria João Castelo

Desenho de luz: Cristina Piedade

Desenho de som: Sérgio Delgado

Interpretação: Cucha Carvalheiro, Inês Pereira, João Vicente e Pedro Lacerda

Produção executiva Mafalda Gouveia

 

Uma produção São Luiz Teatro Municipal em parceria com Causas Comuns. O Jardim Zoológico de Cristal é apresentado por gentileza da Universidade do Sul, Sewanee, Tennessee.

 

São Luiz Teatro Municial (Lisboa)

11 a 22 de Novembro 2015

Ciclo Distância Crítica… Jacob van Rijs é o próximo convidado

Na próxima quarta-feira, dia 11 de novembro, o cofundador do atelier MVRDV vem ao Grande Auditório do CCB apresentar o seu peculiar método de trabalho que, alicerçado numa forte componente de investigação, desenha soluções arquitetónicas de otimização dos espaço e futuro das cidades, respondendo ao contexto holandês caracterizado por uma forte densidade populacional. Desde 1991, ano da sua fundação, que o MVRDV se destaca como atelier de referência com os seus projetos ousados, plenos de conceitos futuristas, revelando uma forma inovadora de resolver desafios funcionais visíveis em projetos como o Hongquiao CBD (em curso), a residência sénior WoZoCo (1997), o bloco de habitação Silodam (2003), entre muitos outros.

untitled.jpgSimultaneamente à arquitetura e planeamento urbano, Jacob van Rijs, um dos nomes mais proeminentes da geração formada no OMA de Rem Koolhaas, desenvolve modelos conceptuais visionários ensaiados em instalações como “Freeland” (Bienal de Veneza, 2012). À apresentação de Jacob van Rijs seguir-se-á uma conversa informal com o arquiteto Diogo Burnay.

 

Jacob van Rijs, arquiteto…

Formado pela Universidade Técnica de Delf e cofundador do atelier MVRDV (1991). Sob a atenção internacional desde cedo, participa em conferências e júris internacionais, já lecionou em várias escolas internacionais e é atualmente professor convidado na Universidade Técnica de Munique. Desde 2011, preside o programa internacional do Instituto Real dos Arquitetos Holandeses. O seu trabalho onde o legado holandês é notório encontra-se amplamente publicado, destacando-se edições monográficas como MVRDV Buildings (2013), KM3 (2005) e FARMAX (1998).

 

Diogo Burnay, arquiteto…

É professor associado e diretor na Escola de Arquitetura da Universidade Dalhousie em Halifax. Fundou os CVDB Arquitetos com Cristina Veríssimo, em 1999, e Tiago Santos, desde 2008.O seu trabalho foca-se na relação da arquitetura com o público, no contexto da paisagem cultural e física e para a experiência e perceção dos espaços e sítios de cada um. Projetos e edifícios têm sido exibidos e publicados em todo o mundo e têm recebido reconhecimentos e prémios nacionais e internacionais. Foi recentemente selecionado para integrar a exposição “Habitar Portugal”.

 

Centro Cultural de Belém (Lisboa)

11 de Novembro 2015 | 19.00h