Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Glam Magazine

Glam Magazine

Agenda: La Luz estreiam-se em concerto em Portugal

Elas são quatro miúdas de Seattle e fazem o Surf Rock mais ousado e irrequieto dos últimos anos.

LaLuz2.jpgDepois da estreia limpinha com "It's Alive" em 2013, as La Luz estão de regresso com o novo "Weirdo Shrine", o segundo trabalho de originais que conta com produção do magnata do garage rock actual. Nada mais nada menos que Ty Segall.

A estreia absoluta em Portugal dá-se na Casa Independente, que comemora 3 anos em Outubro, e será a oportunidade única de confirmar o universo vibrante e cinemático da banda, pleno de distorção e solos selvagens, debitado com uma paixão quase caleidoscópica.

 

Casa Independente (Lisboa)

11 de Outubro de 2015 | 19.00h

Agenda: Jessica Pratt… estreia em Portugal

Se é verdade que o panorama folk por vezes ameaça um sobrepovoamento perigoso, também é facto que, por entre essa imensa população, sobressaem com frequência vozes capazes de surpreender. Surpreendem pelo encanto ou por uma invulgar familiaridade. Ora a folk, segundo Jessica Pratt, possui precisamente essas duas parcelas e em doses generosas. Ainda que a herança flower power espreite com o devido gracejo, existe a questão sempre curiosa da intemporalidade. De facto, o que temos entre mãos são canções e composições cronologicamente suspensas. Imageticamente vigorosas, não será difícil deixar a imaginação a trabalhar sobre a infinitude de imagens em movimento ou estáticas durante o processo de escuta de algo tão despojado e pessoal como a sua música.

jessica.jpgApós uma década na obscuridade, tocando essencialmente em casa e explorando as potencialidades desse ambiente íntimo, o primeiro álbum chegaria apenas em 2012. Uma real passagem para a actual carreira que teve o dedo do amigo Tim Presley, dos White Fence, resgatando-a da sombra, através do lançamento do seu álbum de estreia. Com francos e diversos elogios na imprensa, o disco desde logo valeu elos a figuras históricas como Joni Mitchell, Sibylle Baier ou Karen Dalton, mas ligando-a também a contemporâneas como Angel Olsen, Josephine Foster ou Diane Cluck. Comparações honrosas e legítimas em muito justificadas pela magnitude da simplicidade que sobressai da sua abordagem. No caso de Pratt, nada é deixado de fora e até os eventuais acidente, durante a interpretação, são incluídos de forma natural, cravando um toque humano precioso. Por extensão, a captação rude que opta nas gravações acrescenta um manto de calor e de vulnerabilidade às palavras e aos sons, relevando, acima de tudo, a sua veia expressionista – talvez mais notória até do que enquanto na posição de autora de canções.

O mais recente “On Your Own Love Again” traz o carimbo de confiança da prestigiada Drag City. Na verdade não deixam de ser, por vezes, esboços esforçados de algo que poderia ser maior, mas parte da natureza de Pratt habita nesse exacto ponto de deixar os formatos em abertos, de ditar som ou silêncio de acordo com o momento. Tratam-se portanto de inspiradíssimas canções de bolso onde a melancolia anda de mão dada com o sonho e a fantasia. Confessional pelo tom, reserva todavia uma sensualidade amargurada pelas histórias que saltam de si. E são muitas.

 

Esta é uma estreia nacional que chega a Lisboa depois da actual digressão com passagem pelos Estados Unidos e norte da Europa. Uma visita que seguramente fará prova da beleza arrebatadora já presente dos discos

 

Galeria Zé dos Bois (Lisboa)

28 outubro 2015 | 22.00h

Discos: "Shadows of My Mind"… Novo single e video dos Mancines

Os Mancines continuam a mostrar o seu universo inspirado nas bandas sonoras dos anos 60 e 70.

Hoje apresentam novo single e novo video para "Shadows of My Mind", tema incluído no álbum de estreia "Eden's Inferno".

Mancines1.jpgRaquel Ralha (Wraygunn, Belle Chase Hotel, Azembla's Quartet), Toni Fortuna (D3o, Tédio Boys, M'as Foice), Pedro Renato (Belle Chase Hotel, Azembla's Quartet) e Gonçalo Rui preparam-se também para subir ao palco do Teatro Académico de Gil Vicente, em Coimbra, em jeito de comemoração do Dia Mundial da Música, no dia 1 de Outubro, pelas 21.30 horas.

 

Discos: Youthless estreiam a nível internacional novo single e videoclip "Golden Spoon"

O lançamento do primeiro single “Golden Spoon” marca o regresso dos Youthless que anunciam agora o lançamento do seu próximo disco “This Glorious no Age”. O novo álbum vai ser editado no início de 2016, em Portugal pela NOS Discos e em Inglaterra pela Club.The.Mammoth/ Kartel Music Group.

_MG_9790.JPGA história dos Youthless, formados pelo londrino Sebastiano Ferranti (baixo e vozes) e pelo nova iorquino Alex Klimovitsky (bateria, sintetizador e vozes), com ambos a viver, surfar e compôr em Portugal, tem tanto de surpreendente como de inspirador.

 

De forma a perceber melhor o percurso da banda, em 2011 os Youthless gravaram em Londres “Telemachy” com produção de Rory Attwell (Palma Violets, The Vaccines, Big Deal), abriram para bandas como The Horrors, Crystal Castles e John Maus, viram as suas músicas serem remisturadas por Olugbenga (Metronomy), foram elogiados pela BBC1, NME, Drowned in Sound, ou pelo Irish Times e atraíram o amor de artistas como os Metronomy, Tiga e D/R/U/G/S. Quando estavam prestes a ir para o Festival Eurosonic, Alex sofreu uma grave lesão nas costas que acabou por resultar numa cirurgia e em vários anos de reabilitação.

 

Dum momento para o outro, Youthless ficou em suspenso. Tanto Alex como Sebastiano abraçaram outros projectos de música, cinema e teatro experimental nos anos seguintes, apesar de Youthless nunca ter desaparecido dos seus planos, o projecto permanecia num hiato. Ou pelo menos permanecia até ao verão passado, quando o duo voltou ao activo revigorado e inspirado com um novo conceito para o seu primeiro longa duração, um conceito que transmitia na perfeição as suas ambições musicais, as suas observações da sociedade e as suas próprias experiências pessoais.

 

Como valeu a pena esta espera… “Golden Spoon”, a primeira música retirada do próximo disco, é segundo as palavras de Alex, vocalista e baterista, “uma canção de contentamento apocalíptico, sobre o sentimento de alegria e excitação de viver num mundo insano em decadência acelerada, no qual estamos a industrializar o belicismo e a militarizar a indústria. Fala sobre apreciar sem medos uma viagem de montanha-russa, o descer a pique e o voltar a subir. Um adeus a uma Era no seu ocaso, a estruturas quebradas e velhas ferramentas, e a mapas que já se esgotaram na estrada”. Este regresso é marcado por uma sonoridade tão épica quanto caótica e barulhenta, mas também preenchida de nuances e melodias assombrosas que explodem, luminosas, nos refrões.

Deixar o velho mundo em direcção a algo novo e desconhecido, é algo que está presente ao longo do novo disco, tanto no sentido musical e no caminho para onde a nova geração se dirige, mas também no sentido pessoal de transição e avanço para um futuro incógnito.

Goldenspoon_300x300.jpg“Golden Spoon” encontra-se disponível para download gratuito no site da NOS Discos

Discos: Joe Jonas revela uma nova banda, os DNCE

Depois dos Jonas Brothers de uma aventura a solo, Joe Jonas acaba de se lançar com uma nova banda, os DNCE, constituídos ainda por Cole Whittle, JinJoo Lee e Jack Lawless e que divulgaram recentemente o seu primeiro single, "Cake By the Ocean".

picture.jpgFoi há sensivelmente uma semana que Joe Jonas começou por ameaçar no Instagram e no Twitter que estava a preparar algo em grande, o que aumentou ainda mais a expectativas. Desde que "Cake By the Ocean" foi divulgada que tanto os seus fãs como a imprensa especializada têm elogiado esta pop alternativa que agora Jonas nos deu.

Durante a New York Fashion Week os DNCE deram uma série de ensaios intimistas em locais secretos, o que resultou no trailer recentemente divulgado. O grupo de Joe Jonas também tem recebido os aplausos de artistas e celebridades como Gigi Hadid, Hailee Seinfeld, Devon Windsor, Ciara ou Reeve Carney.

Apesar dos DNCE só se terem revelado agora ao mundo, na verdade desde o fim dos Jonas Brothers, em 2013, que Joe Jonas tem vindo a trabalhar neste projeto. O grupo conta ainda com a guitarrista sul-coreana JinJoo Lee, que Joe Jonas conheceu quando esta tocou para Jordin Sparks e que já colaborou com Charli XCX e CeeLo Green; Cole Whittle, baixista e que é também cofundador dos nova-iorquinos Semi Precious Weapons; e Jack Lawless, que começou a tocar bateria para os Jonas Brothers em 2006.