Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Glam Magazine

Glam Magazine

Agenda: Best Youth na estrada…

Os Best Youth começam amanhã, 24 de setembro, uma nova etapa da digressão de apresentação do álbum “Highway Moon” com um concerto em Budapeste, na Hungria. Seguem-se dois concertos no Reino Unido, a 14 de Outubro em Londres e no dia seguinte em Manchester. Estes concertos serão particularmente importantes para a banda, dado que o disco foi muito bem acolhido por vários meios especializados, com destaque para a BBC London.

1442998411.jpgOs Best Youth regressam depois a Portugal para dar continuidade à digressão nacional, desta vez em salas fechadas, após os concertos de verão em palcos ao ar livre, como no festival Super Bock Super Rock.

No dia 23 de Outubro o Theatro Circo, em Braga, recebe o primeiro dos concertos que integram este roteiro com datas marcadas até ao final do ano, das quais faz parte uma noite no Porto, em nome próprio, a 7 de Novembro, no Hard Club.

 

Os Best Youth encontram-se a gravar o video do terceiro single de “Highway Moon”, a revelar em breve e que irá suceder a “Red Diamond”, lançado em Novembro, com grande airplay nas rádios nacionais, e “Mirrorball”, o 2º single que se mantém, desde o seu lançamento, nos lugares cimeiros do Índice A3.30 da Antena 3.

 

Discos: Primitive Reason lançam “Walk Inside: The Singles Collection”

Primitive Reason lançam coletânea “Walk Inside: The Singles Collection” a 23 de Outubro. Este trabalho, editado pela Kaminari Records e distribuído pela Sony Music Portugal, reúne alguns dos maiores sucessos da banda remasterizados assim como um tema inédito que dá nome a este trabalho.

primitive.jpgDesde 1993 que os Primitive Reason brindam o seu público com uma sonoridade que cruza os estilos ska, rock, reggae e funk, sendo pioneiros e inigualáveis nesta sonoridade em Portugal. Entre 1996 e 2013, começando com uma cassete, lançaram seis álbuns e vários EPs, sempre consistentes, sempre originais. “Walk Inside: The Singles Collection” reúne, pela primeira vez, os singles das várias fases da carreira de Primitive Reason, convidando a uma viagem pelo universo da banda, por ordem cronológica, trilhando vários caminhos, de Cascais ao mundo. Um disco editado pela Kaminari Records, com distribuição Sony Music Portugal, que chega às lojas no próximo dia 23 de outubro.

 

Além de grandes êxitos como “Seven Fingered Friend”, “Hipócrita” ou “Kindian”, com versões remasterizadas e uma nova roupagem, este trabalho inclui o tema “Walk Inside” que dá nome ao álbum. Uma música inédita retirada do último trabalho de estúdio da banda misturado em Nova Iorque por “Bassy” Bob Brockmann, produtor e misturador premiado com vários Grammys (The Fugees, Mary J. Blige, Toni Braxton, Bob Dylan, Herbie Hancock, Santana, Sting, entre outros).

Conforme comprovado pelos fãs que encheram o cinema São Jorge em Lisboa para o concerto “Celebration!” em 2014, os Primitive Reason apresentam-se ao vivo em grande forma e o seu público abrange agora 3 gerações desde os primeiros fãs da banda até aos mais jovens que começam a descobrir o Universo Primitive.

 

Assim, “Walk Inside: The Singles Collection” é precisamente um convite para se descobrir o trabalho dos Primitive Reason que inclui música jovem, irreverente, contestatária e cheia de vida, cruzando o rock com o rap, reggae, world music e outras estéticas.

 

Alinhamento do álbum:

1 - Seven Fingered Friend

2 - Hipócrita

3 - Object

4 - Man and the Mask

5 - Dust

6 - The Day Will Come

7 - Sage

8 - Kindian

9 - Had I the Courage

10 - Shadow Man

11 - El Caballero (de la triste figura)

12 - Seeds Among the Rain

13 - Set Your Ash Down

14 - Walk Inside

Agenda: Severa… O fado de um fado

O fado e a música clássica cruzam-se em “Severa”, projecto de Ana Barros e Bruno Belthoise que explora novas abordagens de renovação estética, visual e temática. Tendo recebido o apoio e o carimbo de qualidade do Museu do Fado, esta é uma iniciativa que parte da vida de Severa, cantora que “espalhou” o fado por Lisboa na primeira metade do século XIX e que continua hoje a instigar a nossa curiosidade. Com apoio artístico de João Braga, o projecto pretende retratar a história do Fado, ao mesmo tempo que todos os fados têm poemas que retratam a vida da própria Severa.

severa.jpgO projeto mereceu a colaboração da Antena 2, do Instituto Camões, do Prof. Dr. Rui Vieira Nery (consultor científico), da Pure Sound e, como já foi referido, do próprioMuseu do Fado.

 

Ana Barros obteve o seu Diploma em Canto na Escola Superior de Música, Artes e Espectáculo do Porto (ESMAE), em 2001, tendo frequentado as classes de Rui Taveira e Fernanda Correia. Entre 2003 e 2006 foi membro do Estúdio de Ópera da Casa da Música, onde trabalhou com Peter Harrison, Lorna Marshall e Jeff Cohen. Em diversas ocasiões frequentou cursos de técnica vocal e interpretação com alguns dos maiores mestres da atualidade, como Jill Feldman, Philip Langridge, Gundula Janovic, Jeff Cohen, Laura Sarti e Elisabete Matos.

Em Portugal, teve a oportunidade de cantar sob a direção de vários maestros (José Luís Borges Coelho, Antonio Saiote, Manuel Ivo Cruz, Martin André, Christoph König, Giovanni Andreoli e Marc Tardue, entre outros) e de pisar os palcos de alguns dos melhores teatros do país (Teatro Rivoli, Casa da Música, Coliseu do Porto, Fundação Calouste Gul¬benkian, Teatro Nacional de São Carlos, São Luiz Teatro Municipal, Teatro da Trindade e Culturgest). Trabalha desde 2014 com o pianista de Bruno Belthoise na criação do espetáculo “Severa — o fado de um fado”, evocação moderna da grande figura mítica Maria Severa.

 

Bruno Belthoise, pianista, natural do Porto, obteve em Maio de 2011, com distinção, o grau de Doutor em Artes Musicais com Especialização em Piano pela Universidade do Kansas (E.U.A.), onde trabalhou durante cerca de 6 anos com Sequeira Costa e onde já obtivera antes, em Maio de 2006, o grau de Mestre em Interpretação Musical. Recebeu de Sequeira Costa (aluno de Vianna da Motta, Mark Hamburg, Edwin Fischer, Marguerite Long e Jacques Février) os mais valiosos conhecimentos pianísticos na tradição da Era Dourada do Piano.

Iniciou os estudos musicais aos 4 anos na Associação “Os Gambozinos”, prosseguindo, aos 6 anos, os estudos de piano com a prof. Norma Silvestre. Concluiu o Curso Complementar de Piano, em 2000, no Conservatório Regional de Gaia, na classe do Prof. Luís Filipe Sá, com 20 valores, e em 2004 a Licenciatura em Piano na ESMAE, na classe do mesmo professor, com as mais elevadas classificações. Tem-se apresentado em público com regularidade, em salas e festivais de reconhecida relevância cultural, sobretudo em Portugal mas também nos E.U.A e em vários países da Europa, em recitais a solo, música de câmara, e com orquestra, muitos deles radiodifundidos pela RDP-Antena 2.

Das próximas apresentações destacam-se o recital a solo para a Casa da Música a realizar-se a 1 de Março de 2016 que será preenchido com um programa totalmente dedicado à música russa.

 

Auditório Municipal de Gaia

25 de Setembro 2015 | 21.30h

Agenda: Braga Music Week… 25 setembro 2015

Braga vai viver 9 dias dedicados à música.

A Braga Music Week arranca já esta sexta-feira, 25 de Setembro. Urban Markets, Workshops, Concertos, Showcases, Quiz Nights e todo um conjunto de eventos que promete transformar Braga como a cidade da música.juntos.jpgSergio Godinho e Jorge Palma juntos no Theatro Circo dão o mote para o inicio desta semana muito especial. “Juntos”! Finalmente (ou enfim) “juntos”! Dois nomes maiores da música reúnem-se em palco para um espetáculo especial concebido em conjunto. Inédito! - Ainda que ao longo das suas carreiras se tenham cruzado inúmeras vezes, nunca o propósito havia sido este: “juntos”. Juntos, porque se apresentam num espetáculo uno, ainda que idealizado a dois, para ser o melhor de dois… num. Juntam-se as ideias, as viagens e as histórias feitas canções. Junta-os a música, a estrada, os palcos, o público e a vontade de escrever, cada um a seu jeito, cada um com tanto jeito, a liberdade. E “juntos” juntar-se-ão ao público na partilha de quatro décadas da banda sonora das nossas vidas.

ermo.jpgNessa mesma noite no GNration, pelas 22.30h, Ermo apresenta o seu “Trabalho de Casa”. São uma das grandes referências de uma nova Braga musical, os Ermo. Amor Vezes Quatro é o mais recente trabalho deste grupo centrado em António Costa e Bernardo Barbosa. São eles os mais recentes convidados do GNRation para o ciclo Trabalho da Casa iniciado com Gonçalo. António e Bernardo vão encontrar-se em residência artística durante uma semana e trabalhar sobre a temática dos Encontros da Imagem 2015.

serrabulho5custom.jpgNo Sé la Vie, os Wanderer pelas 22 horas e os Serrabulho (na fotografia) pelas 23 horas trazem o “Metal” à cidade minhota. É o regresso da “Noite de Aço”.

Para fechar a primeira noite, o convento do Carmo recebe Jorge Monteiro e José Magalhães

Agenda: The Vickers de regresso a Portugal

Diz-se, sem grandes rodeios, que os italianos The Vickers são capazes de nos levar por uma viagem musical caleidoscópica por entre cores e vozes.

the vickers.jpgInspirados nas imortais referências das melodias dos anos 60 e aquela magia brilhante dos 90, a banda oriunda de Florença acaba de editar "Ghosts", um LP que espelha, com clareza indiscutível, o seu pop/rock moderno e expansivo.

A 25 de Setembro passam pelo Musicbox em Lisboa, para mostrar porque é que a americana Nooga os descreveu como "Sounding like The Beatles after one too many acid trips" .

 

Musicbox (Lisboa)

25 de Setembro de 2015 | 22.30h

 

Fotografia: Paulo Homem de Melo

Discos: "The Beast shouted Love"… Beautify Junkyards com edição internacional

"The Beast shouted Love", o novo álbum da banda lisboeta, editado pela NOS Discos em Maio deste ano, está a colher frutos além fronteiras. A banda assinou pelo editora inglesa Mega Dodo (especializado em psych folk/electrónica) e vê agora o seu álbum lançado em vinil e cd para toda a Europa e Estados Unidos. São 12 músicas influenciadas pelas raízes da folk britânica mais outonal do final dos anos 60, mas em que esses elementos são um ponto de partida, numa caminhada onde se vão revelando tonalidades cósmicas oriundas do fascínio pela fase da Kosmische Musik germânica, uma aventura em que se reconhece igualmente uma portugalidade intrínseca e onde os Beautify Junkyards cruzam o oceano para flirtar com um tropicalismo de padrões caleidoscópicos e cores vibrantes

beautify.jpgO interesse que os Beautify Junkyards têm despertado fora de portas já vem desde a edição de um single pela editora de "culto" Fruits de Mer e posteriormente com a distribuição do álbum de estreia pelos holandeses da Clear Spot.

 

"The Beast shouted Love" está a ser recebido de forma muito positiva pela imprensa especializada, desde revistas de referência como as inglesas Shindig e Rock´n´Reel passando por diversos sites de música, tanto europeus como americanos.

As músicas que compõem este novo álbum de originais, também têm ecoado pelas ondas hertzianas, um pouco por toda a parte, com destaque para a BBC6 (Gideon Coe) e alguns importantes programas de autor da rádio inglesa (Curve Ball, Graham Lovatt, Pull the Plug...), francesa (Rockomondo) e americana (Kexp, Active Listener, Aural Inovattions, Sunrise Ocean Bender, ...).

 

Os Beautify Junkyards são: João Branco Kyron, João Paulo Daniel, João Moreira, Rita Vian, Sergue e António Watts. A banda editou o seu álbum de estreia em 2013, em Portugal e na Europa com uma edição exclusiva, em vinil, através dos holandêses “Clear Spot” e da distribuidora inglesa “Shellshock”.

Agenda: Cat Power, vai passar por Portugal….

A norte-americana Charlyn Marie Marshall, conhecida pelo pseudónimo Cat Power, vai passar por Portugal para dois concertos em nome próprio.

Dia 31 de outubro, a artista irá atuar em Lisboa, no Grande Auditório do Centro Cultural de Belém, e no dia seguinte, 1 de novembro, ruma ao Porto para subir ao palco do Hard Club.

cat.jpgDepois do bem sucedido "Jukebox", Cat Power traz a Portugal, com dois concertos em nome próprio, o seu último disco de estúdio, "Sun", editado em 2012. Este álbum foi gravado durante três anos em quatro locais diferentes, tendo começado por Malibu (num estúdio criado por ela), Silver Lake, Miami e Paris. Charlyn Marshall considera "Sun" um renascimento, neste que diz ser o seu trabalho mais pessoal, apesar das referencias mais eletrónicas.

Ao longo da sua carreira a artista, iniciada em 1992, conta com nove discos de estúdio

 

Centro Cultural de Belém - Grande Auditório (Lisboa)

31 outubro de 2015 | 21.00h

 

Hard Club (Porto)

1 novembro de 2015 | 21.00h