Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Glam Magazine

Glam Magazine

Memórias da Música Portuguesa… Mini-Pop

Os Mini-Pop, um dos primeiros grupos pop portugueses, foram formados em 1969 e era constituido por 4 elementos, de idades compreendidas entre os 7 e os 11 anos de idade. O grupo era conhecido como o grupo dos irmãos Barreiros (Pedro, Mário e Eugénio) e do amigo Abílio, foi desde o seu inicio dinamizado pelo pai, Mário Barreiros.Mini-Pop Certos Senhores Crescidos - Front339.jpgEm 1970 editam o primeiro disco, o EP “Certos senhores crescidos”

Gravaram mais dois singles para a editora Zip-Zip entre 1970 e 1972. O maior sucesso foi uma versão de "A Casa" (Era Uma Casa Muito Engraçada).

Ao vivo o grupo nunca conseguiu o sucesso que tinha com os seus discos, mas apesar disso, actuaram com bastante sucesso no Festival de Vilar de Mouros de 1971.

Mini-Pop Delta Queen - Front.jpgPassaram para a Movieplay em 1972 onde gravaram entre outros, o single com os temas "Delta Queen" e "Beggars Can't Be Choosers".

Participaram depois no Festival RTP da Canção de 1973, com "Menina de Luto".

 

Durante 10 anos de carreira gravaram sete singles e participaram em cerca de 300 espectáculos.

Em meados dos anos 70 tentaram conquistar o mercado discográfico em Espanha como "Tanga", o nome escolhido para a internacionalização. Após o final do grupo Mário Barreiros organiza os Jafumega, com Álvaro Marques, baterista dos Psico, o saxofonista José Nogueira, o pianista António Pinho Vargas, que tocavam nos Abralas, para além do seu irmão Eugénio Barreiros (Voz) e Luís Portugal (Voz). Foi uma simbiose entre grupos que deu origem aos Jafumega.

 

Abílio, um dos seus elementos, integrou os Roxigénio.

Os Mini Pop - Days Of Summer Sun - F738.jpgDiscografia:

Certos senhores crescidos / O recreio (EP, Fama/Zip-Zip, 1970)

Uma Casa (Single, Fama/Zip-zip)

Já Não Queremos Histórias (EP, Fama / Zip-Zip)

Delta Queen / Beggars Can't Be Choosers (Single, Movieplay, 1972)

Menina de Luto / Canção do Moinho Velho (Movieplay, 1973)

My Holyday Girl / Sailing (Single, Movieplay, 1973)

Days Of Summer Sun / Vaya Con Dios (Single, Movieplay, 1974)

 

Discos: Bússola editam disco dia 16 de Outubro

Este primeiro registo da banda de Leiria, composto por cinco temas (EP), apresenta um mapa de amores e dissabores passados onde o registo intimista marca o norte desta Bússola.

bussula.jpgNum universo folk, com alma de voz e guitarra acústica e corpo feito de acordeão, contrabaixo, bateria e guitarra elétrica, os Bússola, estreiam-se no outono com músicas que parecem cruzar o verão com o inverno.

Pedro Santos, compositor de bandas sonoras de vídeojogos, já acumulava aventuras desde o rock à eletrónica, mas surge agora como voz dos Bússola com quatro elementos que integram formações que vão da orquestra de Jazz de Leiria aos Dapunksportif, passando pelos Few Fingers.

Juntaram-se os cinco e começaram a ensaiar como quem recomeça a jogar à bola. Primeiro uma e depois duas vezes por semana. Os temas iam saindo e gravaram "Come Home" em 2014, o primeiro single da banda, para a compilação “Leiria Calling”, que lhes valeu de imediato a eleição para Novos Talentos Fnac e várias menções e elogios aqui e além fronteiras.

 

O EP é editado a 16 de Outubro pela Omnichord Records

Agenda: Minta & The Brook Trout e Samuel Úria em Estarreja

O Festarreja 2015 - Festa das Artes e da Juventude encerra este fim de semana com dois concertos no Cine-Teatro de Estarreja.

uria.jpgMinta & The Brook Trout na sexta, dia 25, e Samuel Úria no sábado, dia 26, carregam a atualidade da música made in Portugal com preços especiais para os que ainda não completaram 30 anos de idade. minta.jpgMinta & The Brook Trout (Francisca Cortesão e Mariana Ricardo) são as primeiras a chegar. Dia 25 de setembro, a dupla instala-se no espaço Café Concerto no Cine-Teatro de Estarreja, e, a partir das 22 horas, vão viajar pelos temas que as unem. “Falcon”, “Family” ou “Blood and Bones” do disco “Olympia” são presenças certas, apimentadas por temas novos como “Sand” e “Old Habits” em jeito de pré-lançamento do próximo album.

 

Samuel Úria faz uma aparição inédita. Além dos 5 músicos em palco, arranja espaço para dois convidados muito especiais: Manel Cruz e Ana Bacalhau. Figuras marcantes no panorama musical nacional, partilharam o palco ou colaboraram anteriormente com o músico natural de Tondela. “Lenço Enxuto”, tema do álbum “O Grande Medo do Pequeno Mundo” e vencedor do Prémio SPA na categoria de Melhor Canção de 2013, foi gravado com Manel Cruz e será um dos êxitos a apresentar no próximo dia 26 de setembro, no grande auditório do Cine Teatro. Pela primeira vez ao vivo e à semelhança de Minta & The Brook Trout, o trio Samuel Úria, Manel Cruz e Ana Bacalhau despede-se do Festarreja 2015 com a apresentação de canções novas, gravadas recentemente e que vão integrar o próximo disco de Samuel Úria.

 

Minta & The Brook Trout

Cine Teatro de Estarreja (Café Concerto)

25 de Setembro 2015 | 22.00h

 

Samuel Úria + convidados

Cine Teatro de Estarreja

26 de Setembro 2015 | 21.30h

 

Fotografias: Paulo Homem de Melo

 

Discos: Edição deluxe de "Reflektor" a tempo do filme dos Arcade Fire

A propósito do documentário "The Reflektor Tapes", que chegará às salas a 24 de setembro, os Arcade Fire anunciaram que um dia depois será lançada digitalmente a edição deluxe do muito aclamado "Reflektor", que alcançou o topo de vendas em vários países.

arcade50.jpgEsta nova edição deluxe conta com uma mão cheia de novas canções do grupo canadiano que não constavam do alinhamento da edição original. "Crucified Again", "Get Right" ou "Soft Power" são alguns dos inéditos que agora serão revelados e que regularmente faziam parte dos concertos dos Arcade Fire. A edição deluxe conta ainda com uma remistura do tema "Flashbulb Eyes".

Esta não é a única novidade que os Arcade Fire têm pronta a propósito do documentário "The Reflektor Tapes". O single "Get Right" será editado em vinil de 7" e vem acompanhado do novo tema "Crucified Again". Ambas as canções estão em streaming até sexta-feira na plataforma Tidal.

Chegará ainda ao mercado uma edição em cassete de "The Reflektor Tapes", que conta somente com estes inéditos que serão agora divulgados. A cassete será editada a 6 de novembro. Tanto a cassete "The Reflektor Tapes" como o single "Get Right" estão em pré-venda no site oficial do grupo.

 

Realizado por Kahlil Joseph (já distinguido em 2013 em Sundance), o filme "The Reflektor Tapes" propõe uma autêntica experiência cinemática, cruzando o género documental com música, arte e histórias pessoais. O filme recontextualiza o álbum "Reflektor", revelando a jornada criativa que levou a banda até à Jamaica, passando ainda pelas sessões de gravação em Montreal e por um concerto improvisado que o grupo deu num hotel no Haiti na primeira noite de Carnaval. Daí a banda levou o seu entusiasmante espetáculo a estádios de Los Angeles a Londres, tendo inclusivamente atuado em Portugal, no âmbito do Rock in Rio - Lisboa.

Livros: O Museu do Fado e a Umbra Editora apresentam o livro "Dantas e Severa”

Através de uma análise semiológica, cultural e histórica realiza-se uma abordagem hermenêutica à peça "A Severa" do escritor Júlio Dantas. Sendo uma obra que retrata o universo português, desde os bairros da capital, os Fados, as touradas, a vida em sociedade, ela reflete um modo de ser português na viragem do séc. XIX e início séc. XX.dantas.jpgA junção e interpretação dos elementos históricos, literários, científicos e artísticos tornam este ensaio uma travessia funcional e crítica sobre uma época de mudanças estruturais muito ricas ao nível dos signos e da simbólica de identidade nacional, secular na cultura portuguesa.

Pretende-se de igual forma prestar um contributo ao Fado e constatar a sua evolução na época retratada. O Fado que tem alma própria, género musical já reconhecido mundialmente, através dos seus múltiplos intérpretes, como pertença portuguesa, motiva a presente investigação sobre Júlio Dantas e sobre Severa, ambos adormecidos na memória de um povo. Reaviva-se assim o mito que fez nascer o Fado, hoje Património Imaterial da Humanidade, categoria atribuída pela UNESCO em 2011.

 

O Museu do Fado e a Umbra Editora apresentam assim o livro "Dantas e Severa", da autoria de Elsa Vieira

 

Auditório do Museu do Fado (Lisboa)

30 de Setembro 2015 | 19.00h

 

Discos: "The Weight Of The Soul" é o novo EP de Ana Free

"The Weight Of The Soul" é o novo EP de Ana Free.

A artista portuguesa, a residir em Los Angeles, gravou um mini-álbum de cinco músicas cujo primeiro single se intitula "Say It To Me".

ana.jpgO novo single é uma parceria com a cantora da Costa Rica, Debi Nova, nomeada para um Grammy Latino. No novo EP, regressa as origens na guitarra, associado ao estilo Folk/Pop que Ana Free tem desenvolvido nos últimos anos.

Hoje é lançado o video de "Say It To Me". Gravado na Califórnia, nas praias icónicas de Los Angeles, o vídeo apresenta o novo single, e conta com a participação de Debi Nova.

Agenda: Benjamin Clementine… no Teatro Aveirense

Pianista autodidacta, com um percurso de vida atribulado, Benjamin Clementine é um talento precoce, que cresceu inspirado em figuras como Leonard Cohen.

bc1.jpgDesde que participou no programa televisivo da BBC2 “Later...with Jools Holland” em 2013 tornou-se no artista mais partilhado no Spotify, foi dinstinguido com o "Best New Act" em Les Victoires de la Musique, esgotou espectáculos em toda Europa e nos EUA, tocou nas primeiras partes dos concertos de artistas como Cat Power, Tune-Yards ou Woodkid e nos festivais de verão Wilderness Festival, com curadoria de Bjork e no Meltdown Festival, de David Byrne.

bc2.jpgEste ano de 2015 passou igualmente pelo Festival Super Bock Super Rock onde foi protagonista de umas das melhores atuações do festival.

Os bilhetes já estão à venda para este concerto único em Aveiro.

 

Teatro Aveirense (Aveiro)

24 de Novembro 2015 | 21.30h

 

Fotografias: Paulo Homem de Melo

Agenda: "Suba a bordo" de A Viagem de Darwin!

Em 1831, Charles Darwin, o jovem naturalista e biólogo inglês, que abandonou a medicina e o objectivo (imposto pelo seu pai) de se tornar clérigo da Igreja Anglicana, aceitou o convite de John Henslow e Adam Sedgwickint e partiu à descoberta de novos países e dos seus territórios, analisando em detalhe a sua fauna, flora e geologia.

darwin.jpgNa bagagem trouxe observações, anotações e colecções de espécies cuja a análise e estudos posteriores lhe valeram o título de “Pai da Biologia Moderna”.

Nesta exposição, siga passo-a-passo esta viagem e acompanhe o processo de construção da teoria fundamental da biologia, a selecção natural das espécies.

 

Templo da Poesia - Parque dos Poetas (Oeiras)

De 3ª a domingo | 10h às 19h

A partir de 1 de Outubro | 10h às 18h (horário de Inverno)

 

Agenda: OFB & Danças Ocultas… Teatro Aveirense

A Orquestra Filarmonia das Beiras e Danças Ocultas apresentam um concerto único, que surgiu no âmbito da Programação Cultural em Rede da Região de Aveiro (CIRA).

DSC_0049 (Cópia).jpgA OFB, dirigida pelo Maestro António Vassalo Lourenço, junta-se aos quatro executantes de concertina para a interpretação de diversas peças da autoria das Danças Ocultas, num espetáculo cujo alinhamento contempla também a atuação isolada da orquestra e do quarteto.

A OFB e as Danças Ocultas são duas estruturas pertencentes à Região de Aveiro que foram convidadas a trabalhar num projeto conjunto do qual resulta uma fusão musical com novas roupagens dadas aos seus repertórios individuais e a apresentação de originais que constituem o espelho instrumentado da região.

 

Teatro Aveirense (Aveiro)

25 de setembro 2015 | 21.30h

 

Fotografia: Paulo Homem de Melo

Discos: "Rammstein in Amerika”… Concerto e documentário

É já esta Sexta Feira que os Rammstein editam "Rammstein in Amerika", o DVD duplo com o histórico concerto da banda no Madison Square Garden em 2010, cujos 18 mil lugares esgotaram em menos de 30 minutos.

Durante 101 minutos, esta é uma prova de força da banda.

1280x720.pngJuntamente com o concerto, o lançamento inclui um documentário de duas horas que parte dos arquivos de mais de 20 anos dos Rammstein (desde o seu início atrás da Cortina de Ferro até às primeiras digressões pelo mundo, ao trabalho com David Lynch, na banda sonora de Lost Highway, e mesmo à conquista dos Estados Unidos e à desilusão que se seguiu, com os acontecimentos do 11 de Setembro).

Legendado em português e com imagens nunca antes vistas, o documentário inclui ainda a participação de Iggy Pop, Marilyn Manson, Steven Tyler (Aerosmith), Chad Smith (Red Hot Chili Peppers), Moby, System of a Down, Slipknot ou Kiefer Sutherland, que abordou o "enorme nível de autenticidade no estilo e na música que os Rammstein trazem, independentemente da cultura de onde vêm ou da linguagem que falam".rr.jpgOs fãs da banda em Portugal vão poder ter acesso exclusivo a esta edição na noite anterior, num evento que vai acontecer às 22h de Quinta Feira, 24 de Setembro, na FNAC Almada. Presente estará António Freitas, o radialista da Antena 3, para uma conversa sobre o documentário e a influência da banda alemã.

 

 

           

 

Agenda: Sandy Kilpatrick apresenta “The Shaman’s Call”

Sandy Kilpatrick, cantautor escocês radicado em Portugal, apresenta “The Shaman’s Call”, o seu novo álbum que marca o final de uma intensa jornada pessoal de composição e introspecção, bem como o ponto de viragem para um brilhante novo ciclo deste cantautor escocês que há mais de 10 anos escolheu Portugal como sua primeira casa.

sandy 0.jpgUm álbum puro e directo, o lado mais minimalista e acústico de Kilpatrick, onde somos consumidos pela sua subtileza e poesia. Bem distinto do seu antecessor “Redemption Road” editado em 2012, onde as canções caminhavam por um universo mais épico e conceptual, “The Shaman’s Call” surge como um processo muito mais puro e intuitivo de Kilpatrick tanto na escrita como no sentimento de entrega nestas nove canções.

As transformações musicais estão bem patentes neste álbum devido a processos de criação e gravação muito mais naturais e instintivos que possibilitam a liberdade de apresentação das canções ao vivo de uma forma diferente.

sandy 1.jpgDesde 2003, Kilpatrick tem vindo a construir um corpo de trabalho sólido e poético, com lançamentos discretos e independentes. A título de curiosidade, em 2013, o tema “I Like How it Feels”, canção do seu último álbum “Redemption Road”, serviu como banda-sonora para o vídeo dos melhores momentos de Cristiano Ronaldo.

“The Shaman’s Call” é uma edição de autor com distribuição nacional desde o passado dia 15 de Junho de 2015.

 

Teatro Diogo Bernardes (Ponte de Lima)

17 de Outubro de 2015 | 22.00h

 

Fotografias: Paulo Homem de Melo

Agenda: António Zambujo & Miguel Araújo esgotam quatro Coliseus e anunciam mais duas datas

António Zambujo & Miguel Araújo esgotam quatro Coliseus e anunciam mais duas datas. Além de artistas de referência no panorama musical português, António Zambujo e Miguel Araújo são amigos de longa data. Dentro e fora do palco a cumplicidade é evidente, e uma parceria entre ambos, traduzida num espetáculo em conjunto, surgiu como algo natural e inevitável.

Os palcos escolhidos foram os Coliseus de Lisboa e Porto, mas tornou-se evidente que uma data em cada um seria insuficiente.

foto4.jpgAs datas agendadas inicialmente, 20 e 27 de fevereiro de 2016, em Lisboa e no Porto, respetivamente, esgotaram em menos de um mês, o que levou a que fossem anunciadas datas extra, para 19 e 26 de fevereiro. Duas semanas após terem sido postas à venda, também estas se encontram praticamente lotadas, pelo que se anunciam agora mais duas datas:

18 de fevereiro – Coliseu dos Recreios

28 de fevereiro – Coliseu do Porto

Nestes concertos, apenas com as suas vozes e guitarras, Miguel Araújo e António Zambujo irão partilhar com o público canções dos respetivos reportórios, algumas das quais compostas e escritas em conjunto, intercaladas com momentos de conversa.

 

Noites que prometem ficar na memória de todos os que a elas assistirem!

 

Sobre os concertos dos 2 artistas, Fernando Alvim já manifestou a sua opinião:

"Está tudo a falar do Iker Casillas e da Sara Carbonero, e ainda ninguém percebeu que o casal do ano são estes dois. O Miguel Araújo e o António Zambujo deviam casar-se, dar uma volta ao mundo juntos e tocar para minorias, mas temo bem que optem pelo contrário e encham estes coliseus."

Enquanto que na opinião de António Raminhos, "Deus sabe o que faz. António Zambujo e Miguel Araujo são feios como tudo, mas o Divino deu-lhes uma voz inigualável..."

Agenda: A Presença das Formigas rumo à Bulgária

É já no próximo sábado, dia 26, que o colectivo A Presença das Formigas levará a sua música à Bulgária. Seleccionados para se apresentarem ao vivo no WithoutBorders 2015, este é um passo importante para a internacionalização do grupo, uma vez que terá a oportunidade de divulgar o seu trabalho junto de programadores culturais e festivais no âmbito das músicas do mundo, a nível europeu.dsc07441.jpgCom dois discos editados, “Ciclorama” em 2011 e “Pé de Vento” no ano de 2014, e um amplo reconhecimento por parte da imprensa especializada, A Presença das Formigas inspira-se na fusão da música popular portuguesa com sonoridades mais contemporâneas da música progressiva e jazz, desenvolvendo um imaginário musical muito próprio e distinto

 

A banda é constituída pelos seguintes elementos:

André Cardoso – guitarra clássica, guitarra acústica, guitarra portuguesa

Manuel Maio – violino, bandolim, voz

Miguel Cardoso – baixo eléctrico

Rui Ferreira – acordeão, teclado

Rui Lúcio – bateria, percussão

Sara Vidal – voz, adufe, pandeireta galega

 

O grupo regressa aos palcos nacionais a 7 de Novembro em Miranda do Corvo e no mês de Dezembro marcam presença no dia 4 no Teatro Viriato em Viseu.

Agenda: Vodafone Mexefest… Bully, Georgia, The Parrots

A novidade é a maior marca do Vodafone Mexefest.

De três países diferentes, três nomes novos que prometem surpreender: Bully, Georgia e The Parrots.

The Parrots.jpgDe Madrid, The Parrots.

Com edições em formatos EP, têm conquistado palcos pela Europa, apresentando um frenético som garage e surf-rock. Os concertos do trio são explosivos de vibração e absolutamente contagiantes

bully.pngOs Bully chegam de Nashville, mas não são feitos de country. Quarteto liderado pelo génio de Alicia Bognanno, revê-se no rock dos anos 90 de nomes como Dinossaur Jr., The Breeders ou Liz Phair, reinventando-o para os nossos dias. O quarteto traz o álbum de estreia editado em junho, “Feels Like”, e promete, com os seus poderosos riffs de guitarra, fazer incendiar a plateia.

georgia.jpgGeorgia é Georgia Barnes. Jovem música, produz, compõe e toca mil instrumentos. O seu talento materializou-se em agosto passado no título homónimo de estreia. Um disco onde a pop impera, mas recheada de estilos como dub, ragga, grime ou punk. Imperdível.

 

Vodafone Mexefest. De palco em palco, a Música mexe na cidade.

Mais novidades a anunciar brevemente.

 

Já Confirmados:

Akua Naru; Anna B Savage; Ariel Pink; Benjamin Clementine; BLOCO: Tropkillaz, Karol Conká, Mahmundi; Bully; Chairlift; Do Amor; Ducktails; Georgia; Patrick Watson; Selma Uamusse; They’re Heading West, The Parrots; Titus Andronicus; Villagers

 

Agenda: Dia 24 de setembro é dia de visitar a nova Portojóia

Uma centena de empresas do setor da ourivesaria, joalharia, relojoaria, vão participar na 26ª Edição da Portojóia – Feira Internacional de Joalharia, Ourivesaria e Relojoaria, que decorre entre 24 e 27 de setembro, na Exponor, em Leça da Palmeira, Matosinhos.

A indústria da ourivesaria, joalharia e relojoaria, segundo dados do INE, vale mil milhões de euros, conta com cerca de 5 mil empresas, garante mais de 12 500 empregos, e exporta perto de 60% do total da sua produção. O setor não passou imune à crise económica e financeira que abalou o país e o mundo, mas soube dar a volta e esta edição da Portojóia é a prova disso.

portojoia 2015.jpgOs 101 expositores nacionais e internacionais vão estar distribuídos por cinco áreas de exposição, uma das novidades que marca o início da nova era da Portojóia, a única feira de promoção desta indústria em Portugal. Este ano a principal aposta da organização é a dinamização do setor da joalharia e ourivesaria, com a organização do certame a investir no cruzamento de setores de atividade e na captação de novos públicos.

 

A distribuição por áreas de exposição (Fashion &Decor, Studio, Lifestyle, Iconic e Essentials), a criação de três zonas de trabalho (Zona Lounge, Zona Trendy e Zona Schools), e uma panóplia de atividades paralelas formam o conjunto de inovações desta 26ª Portojóia. As atenções vão, naturalmente, estar ainda viradas para a 11ª edição do Prémio Portojóia Design. Entre as atividades paralelas, destacam-se a Academia Portojóia, as Colaborações Exclusivas e o Portuguese Jewellery.

 

A 26ª edição da Portojóia é organizada pela Exponor, com a parceria da AORP – Associação de Ourivesaria e Relojoaria de Portugal, e tem a colaboração da PFM - Porto Fashion Makers e do Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto – UPTEC.