Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Glam Magazine

Glam Magazine

Cinema: Festival Filmes do Homem encerra com a atribuição do do prémio Jean Loup Passek

HE BU TUNE BU / ONCE UPON A TIME, XENOS e AQUI TEM GENTE são os vencedores da primeira edição do prémio Jean Loup Passek, atribuído no âmbito do festival FILMES DO HOMEM, que decorreu de 4 a 9 de Agosto em Melgaço.

 

HE BU TUNE BU / ONCE UPON A TIME, do realizador turco Kazim Oz, é o grande vencedor da primeira edição do prémio Jean Loup Passek na categoria de longa-metragem. O filme retrata uma pobre e numerosa família curda que deixa Batman com destino a Ankara para trabalhar nos campos agrícolas. Sem quaisquer benefícios e com salários muito baixos, a família trabalha para ganhar a vida cultivando alface. Foi selecionado pelo júri “pela forma como ficciona o real dando corpo, com apurado sentido cinematográfico, a uma narrativa que logra transformar os protagonistas curdos em personagens num contexto em que as relações pessoais e familiares interagem com o pano de fundo revelador, na Turquia de hoje, da existência de relações sociais que perpetuam a servidão.”Mahdi Fleifel.jpgNa categoria de curta e média metragem o vencedor foi o filme XENOS, do realizador palestiniano Mahdi Fleifel, distinguido com o título e o prémio no valor de 1.500 euros, “pela extraordinária energia humana e cinematográfica que irradia das imagens criadas em torno da figura de Abu Eyad e de outros refugiados palestinianos em busca de uma vida nova em Atenas, mas apanhados na armadilha de um país em colapso.“

O filme apresenta-nos Abu Eyad e outros jovens palestinianos do campo de refugiados Ain el-Helweh no Líbano, que viajaram com contrabandistas pela Síria e Turquia até à Grécia. Como outros tantos migrantes, vieram à procura de uma porta para a Europa, mas acabaram encurralados num país em colapso económico, político e social.Leonor Areal.jpgEntre os filmes portugueses a concurso, o júri atribuiu o prémio de melhor documentário português ao filme AQUI TEM GENTE, de Leonor Areal, “pelo retrato que faz da luta pelo direito à habitação dos moradores do Bairro da Torre, em Loures, muitos dos quais ciganos e africanos, bem como pelo destaque dado ao papel das mulheres e pelas questões que suscita.”

 

O prémio Jean Loup Passek, batizado em homenagem ao crítico e programador de cinema que doou parte do seu espólio ao município de Melgaço, teve como júri na sua primeira edição Jorge Campos, Catarina Alves Costa, Jean-Loïc Portron, José Manuel Sande e Tiago Hespanha.

Durante os últimos seis dias passaram por Melgaço 35 convidados, entre realizadores e produtores de cinema, investigadores, compositores e outras personalidades ligadas ao cinema e às migrações, e foi possível assistir a 25 filmes projetados no centro de Melgaço, nas freguesias do concelho e em Arbo, na Galiza.

Além disso, decorreu pela primeira vez o curso de verão FORA DE CAMPO, um encontro de reflexão e debate multidisciplinar em torno do tema Cinema e Migrações para aproximar as abordagens artísticas, tecnológicas e das ciências sociais e humanas ao cinema.

 

As residências cinematográfica e fotográfica Plano Frontal reuniram alunos de Cinema, Audiovisual, Comunicação e Fotografia que se dedicaram durante nove dias à produção de documentários e trabalhos fotográficos sobre a região de Melgaço. Os filmes realizados centraram-se no tema contrabando e os projetos de fotografia no comércio local.

 

Chega assim ao fim a segunda edição do festival FILMES DO HOMEM, organizado pela Câmara Municipal de Melgaço em parceria com a AO NORTE – Associação de Produção e Animação Audiovisual, com o intuito de promover e divulgar o cinema etnográfico e social, refletir sobre identidade, memória e fronteira e contribuir para um arquivo audiovisual sobre a região.

Festivais: VODAFONE Paredes de Coura… Ratatat

Os projectos paralelos de Evan Mast e de Mike Stroud, o primeiro a gerir a editora indie Audio Dregs e o segundo a participar como guitarrista nas tours de Ben Kweller e Dashboard Confessional, ajudam a perceber o porquê dos Ratatat terem adiado tanto o regresso aos estúdios.ratatat.jpgMas “Magnifique”, o quinto álbum de originais lançado no dia 17 de Julho, vem pôr um ponto final no período de interregno de cinco anos. Gravado de forma itinerante, entre a Jamaica, Nova Iorque e Brooklin, “Magnifique” mostra-nos uns Ratatat focados nos riffs de guitarras, dedicados a criar melodias poderosas suportadas pela electrónica pujante já característica de trabalhos anteriores. A expectativa é grande e “Cream on Chrome”, o primeiro single revelado, deixa antever aquilo que o próprio Evan Mast já confessou: "Sinto que este é o nosso álbum mais poderoso!”.

Os seus últimos espectáculos ao vivo confirmam isso mesmo, com uma impressionante componente visual e cénica a acompanhar a sonoridade rasgada dos novaiorquinos. Não é por isso de estranhar que a marca dos Ratatat se faça sentir de forma estrondosa pelos palcos que este dúo vai pisando, com a mais recente actuação no Coachella a ser unanimemente considerada de “memorável”. Motivos que nos seduzem a levantar a ponta do véu daquele que será o concerto de dia 22 de Agosto no Festival Vodafone Paredes de Coura, melodias e ritmos energéticos, planos visuais impactantes, uma combinação deliciosamente devastadora.

 

VODAFONE Paredes de Coura

Palco Vodafone

22 Agosto 2015

Festivais: VODAFONE Paredes de Coura… Temples

Com os Temples no dia 22 de Agosto regressa a turbulência pop psicadélica do dia anterior.

A banda britânica, formada em 2012, e que em 2013 já tinha uma agenda de concertos composta, enquanto ainda deixava escapar singles, ao mesmo tempo que gravava “Sun Structures”, álbum que só sairia em Fevereiro de 2014.temples.jpgDe preenchida, a agenda de concertos passou a lotada com datas à escala mundial e 2014 não terminou sem a edição de “Sun Restructured”, a versão super-trippy de “Sun Structures”. A banda esta a preparar novo álbum e já apresentou em publico 2 novos temas, “Henry's Cake” e “Volcano/Savior”, temas esses que muito provavelmente serão escutados no VODAFONE Paredes de Coura

 

 

VODAFONE Paredes de Coura

Palco Vodafone

22 Agosto 2015

Festivais: VODAFONE Paredes de Coura… Lykke Li

É verdade que Lykke Li já se tinha revelado destemida e preparada para abraçar o pop em toda a sua plenitude criativa, um ponto que ficou bem assente nos anteriores “Youth Novels” e “Wounded Rhymes” ou com o remistura do single “I Follow Rivers”, que a catapultou para os tops mundiais em 2014.

ly.jpgNo mais recente “I Never Learn”, editado em Maio de 2014 e apontado pela própria como o final de uma triologia, Lykke Li assume pela primeira vez parte da produção, ao lado de Bjõrn Yttling e Greg Kurstin, e expõe como nunca as feridas que deixam a nu o seu lado mais emocional e pessoal. É um disco fruto de um duro desgosto amoroso, espécie de passeio de 33 minutos por baladas intimistas. São nove canções que lembram as antigas estações de rádio carregadas de melancolia, numa dança lenta projectada por uma poderosa parede sonora cheia de reverb e absolutamente capaz de arrebatar multidões.

Depois de uma participação especial no Coachella, Lykke Li regressa agora à Suécia para pousar as malas e estabilizar na sua terra natal. O Vodafone Paredes de Coura é a excepção na agenda, o argumento certo que levará Lykke Li a quebrar a rotina e a fazer as malas para, nas margens da Praia Fluvial do Taboão, dar a única actuação em festivais de Verão fora do roteiro sueco.

 

VODAFONE Paredes de Coura

Palco Vodafone

22 Agosto 2015

 

Fotografia: © Daniel Jackson

Festivais: Festival Caixa Alfama ‘15

A 3ª edição do Festival Caixa Alfama volta a celebrar o Fado no coração de Alfama. Em 2013, a Caixa Geral de Depósitos e a Música no Coração reuniram-se no desafio de criar o primeiro grande Festival da música que transporta a identidade e a alma lusa, o Fado. Nasceu assim o Caixa Alfama.

Depois de 2 edições esgotadas e de uma extensão a Norte com o Caixa Ribeira, o Fado regressa este ano para mais um Caixa Alfama, numa homenagem à cultura portuguesa com os maiores intérpretes do Fado.

 

A menos de dois meses do Festival Caixa Alfama, o cartaz cheio de grandes valores e novos talentos fica completo. Anunciam-se assim os últimos nomes que encherão de Fado e festa as ruas de Alfama nos próximos dias 18 e 19 de Setembro.

palco-caixa-f.pngO Palco Caixa Futuro, na Sociedade da Boa União, receberá um conjunto de novos talentos que prometem vir a confirmar-se como nomes sólidos do Fado. Todos foram participantes do Grande Prémio de Fado RTP - Rádio Amália. São eles: Beatriz Felizardo, Madalena Gil, Rafael Bailão, Marta Alves, Daniela Helena, João Leote, Miguel Dias e Victória Leuca.

 

No Largo das Alcaçarias, um dos espaços que serve o Caixa Alfama, estarão 2 jovens fadistas com um talento inato para a canção. Joana Almeida tem 17 anos de idade, eleita a vencedora do II Grande Prémio Nacional do Fado da RTP em 2015, é dona de uma voz extraordinária que surpreenderá os que ainda não a ouviram.

De Vila Real de Santo António, Renato Néné. Canta fado desde menino e aos 11 anos editou o seu primeiro disco, “Sou do Fado”. Agora com 13, prepara o primeiro registo de originais. Também ele, na categoria infantil, venceu o II Grande Prémio Nacional do Fado, organizado pela RTP e pela Rádio Amália. Estes nomes juntam-se a Artur Batalha e Anabela já anunciados para este palco.

 

Uma das grandes surpresas do Caixa Alfama em 2015 será o novo palco que se irá instalar no Lavadouro Municipal de Alfama um dos sítios mais emblemáticos daquele bairro. Miguel Ramos, Vanessa Alves, Jaime Dias e Ana Mauricio são os nomes alinhados para este novo palco do Festival.

 

Miguel Ramos iniciou a sua carreira aos 14 anos como fadista na casa de Fado "Os Ferreiras” com Fernando Maurício. Em 1994 faz a sua primeira gravação em cassete. Em 1996 concorre a vários concursos de Fado onde obtém em todos o 1º lugar com a “Balada do Sol Errado”. Integrou o elenco da peça de teatro "Amália" de Filipe La Feria durante 2 anos e já cantou ao lado de nomes como Camané, Aldina Duarte, Pedro Moutinho, Lenita Gentil, António Rocha, Anita Guerreiro, Carlos do Carmo, entre outros.vanessa.jpgVanessa Alves iniciou o seu percurso pelas casas de Fado aos 14 anos de idade. Atualmente no Sr. Vinho, passou pela Taverna do Embuçado, pelo Bacalhau de Molho, pela Mesa de Frades, e em 2006 foi convidada por Maria da Fé para integrar o elenco da sua casa de Fados.

Jaime Dias é um dos mestres do Fado castiço. Tem 7 discos editados e algumas compilações, dos quais destaca-se “Esta Noite Choveu Fado”, “Emoções”, “Todo Voz e Fado” ou o mais recente “Tradicional”. Na Casa Ferreira acompanhou Fernando Maurício durante 14 anos.

Ana Maurício é sobrinha do grande e icónico Fernando Maurício. Para além de algumas compilações, tem 3 álbuns de estúdio lançados, “Tudo Isto é Fado!” , “Canto a Noite” e “A Voz do Coração”.

 

No Caixa Alfama, o que se chamará Fado à Janela, contará em exclusivo com alguns dos melhores instrumentistas da nossa praça; No Largo do Chafariz de Dentro, os dedos nas cordas de José Manuel Rodrigues no baixo, Jorge Silva na guitarra, Miguel Monteiro na viola; No Largo de São Miguel, a mestria do guitarrista Flávio Cardoso, da viola de José Manuel Clemente e do baixista Ricardo Anastácio.

 

Outra grande novidade da edição deste ano será “A Moda Mãe”.

Entre os concertos do Festival, o Cante Alentejano, canção também elevada a Património Imaterial da Humanidade, enlaçar-se-á com o Fado. Os responsáveis serão o Grupo A Moda Mãe, composto por cinco das melhores vozes do Alentejo da atualidade, José Emídio, António Caixeiro, Luís Caixeiro, Ruben Lameira e Bernardo Emídio.

 

O Festival Caixa Alfama, regressa assim para a sua terceira edição. Decorrerá durante duas noites a 18 e 19 de Setembro, em 10 espaços distintos, contando com a prestação de mais de 40 fadistas de diferentes gerações que, atualmente, melhor representam, interpretam e divulgam o Fado, elemento genuíno e condutor vivo da cultura e identidade portuguesas.

 

E porque o Fado não escolhe idades, o Caixa Alfama foi desenhado com o objetivo de chegar a todos os públicos: dos profundos conhecedores de Fado, àqueles que pretendem inteirar-se desta arte maior, ou que só há pouco a vêm descobrindo. As características particulares do Caixa Alfama promovem o movimento e a organização, procurando que o público seja protagonista maior, dando vida às ruas e miradouros do Bairro de Alfama, o mais antigo da capital, local que respira a história do Fado.

 

Festivais: NEOPOP Festival… Horários e programação completa

Faltam apenas 3 dias para o chão tremer em Viana do Castelo com os sons mais vanguardistas da cena electrónica da actualidade.

O Neopop Festival começa a aquecer os motores para a sua 10ª edição, a mesma que consolida definitivamente o festival como o melhor evento de música de dança em Portugal.

horarios_neopop.jpgPara esta comemoração, foram convidadas mais de 50 figuras de renome nacional e internacional como Luciano Swiss, os notáveis Loco Dice, Sven Väth, Dixon e Chris Liebing, o italiano Marco Carola ou o americano Deep Dish. Este ano, pela primeira vez, o festival contará com dois palcos onde os vários nomes se repartem a partir de uma inteligente curadoria dos organizadores: o Neo Stage e o Anti Stage.

 

De 12 a 15 de Agosto, "We're Still Just Kids" no 10º aniversário do Neopop.

Aqui estão a programação completa do festival por dias e palcos:

 

Quarta-feira,12 de Agosto

NEO STAGE

23.00h Freshkitos

01.30h Alex.Do

03.00h Son Kite - live

04.30h Marco Carola

ANTI STAGE

15.30h Marco Coelho

16.30h The Gold Of The Labyrinth Soundtrack by Mr. Herbert Quain (Live)

18.00h Reijkavik 606 - live

19.00h Max Cooper - live

20.00h Space Exploration by Lewis Fautzi - live

21.00h Echomental Live Experience by Alex FX

22.00h Biolive by Oscar Mulero & Fium - live

23.00h Acid Symphony Orchestra - live

 

Quinta-feira,13 de Agosto

NEO STAGE

16.00h Bloop Matinee: Magazino | Serginho | Tiago Marques | Kaesar | Cruz

20.00h Sven Väth

23.00h DVS1

01.00h Joseph Capriati

03.00h Robert Hood

05.00h Oscar Mulero

07.00h Rødhåd

ANTI STAGE

22.00h Pixel82

24.00h Rompante - live

01.00h Don Williams

02.30h Steevio & Suzybee - live

03.30h Move D

05.00h Eduardo de la Calle

07.00h Dexter

 

Sexta-feira,14 de Agosto

NEO STAGE

21.00h Tiago Fragateiro

23.30h Jonas Kopp

01.00h Recondite - live

02.00h Chris Liebing

04.00h Paul Ritch - live

05.00h Paco Osuna

07.00h Deep Dish

ANTI STAGE

22.00h Terzi

23.30h A Thousand Details - live

00.30h Abdulla Rashim

02.30h Vril - live

03.30h Kr!z

05.30h Tripeo - live

06.30h James Ruskin

 

Sábado,15 de Agosto

NEO STAGE

21.00h Cardia

23.30h Frank Maurel

01.00h Luciano

03.00h The Martinez Brothers

05.00h Loco Dice

07.00h Schwarzmann - live

08.00h Mano Le Tough

10.00h Dixon

ANTI STAGE

22.00h Nuno Di Rosso

24.00h Ruaar

01.30h Dasha Rush - live

02.30h Secluded - live

03.30h Karenn - live

04.30h Shifted - live

05.30h Lewis Fautzi - live

06.30h Zadig

 

 

“Encontro com o Vinho e Sabores”… 3.ª edição na Bairrada

“Não há duas sem três!”: uma expressão popular que assenta na perfeição no “Encontro com o Vinho e Sabores Bairrada”, que se realiza pelo 3º ano consecutivo.

De 11 a 13 de Setembro o encontro volta a ter lugar no Velódromo Nacional, Centro de Alto Rendimento de Sangalhos, no concelho de Anadia, numa organização conjunta da Turismo do Centro de Portugal, da Comissão Vitivinícola da Bairrada e do Município de Anadia, com produção da Revista de Vinhos e apoio da Rota da Bairrada, Instituto da Vinha e do Vinho, ViniPortugal, entre outras entidades.

ECVBairrada_8460.JPG

Num ano em que se celebram 125 anos desde o lançamento do primeiro espumante da região, esta edição promete surpreender pelas novidades. A começar pelo projecto “Baga Bairrada”, que a Comissão Vitivinícola da Bairrada apresentou no passado dia 28 de Julho na Sala Ogival da ViniPortugal em Lisboa (onde a Glam Magazine esteve presente) e que vai ter um espaço de divulgação próprio, não obstante o facto de os espumantes estarem à prova nos stands de cada produtor. Este ano, e para reforçar a celebração, realiza-se pela primeira vez em Portugal um concurso inteiramente dedicado aos espumantes.

O “Concurso de Espumantes Bairrada 2015” tem lugar na sexta-feira de manhã e abre as hostes do “Encontro com o Vinho e Sabores Bairrada 2015”, cuja inauguração oficial acontece nesse mesmo dia às 17.00h. A destacar como novidade desta 3.ª edição, também dedicado aos vinhos mas no contexto gastronómico, está o “Concurso Carta de Vinhos Bairrada 2015”, cuja entrega de prémios acontece no último dia do certame.

 

A destacar estão as concorridas provas comentadas por críticos da Revista de Vinhos que o evento promove. Este ano são três e versam os “Espumantes Bairrada: identidade de uma região”, por João Paulo Martins; “Bairrada década de 2000: a prova do tempo”, por Luís Lopes; e “Tintos de Baga, tintos com carácter”, por João Afonso. No que toca à gastronomia, os jantares temáticos de “Sabores da Terra” e “Sabores do Mar” são já habitués.

 

Vinhos e sabores: uma feira que mostra o melhor da região da Bairrada

O “Encontro com o Vinho e Sabores Bairrada” teve a sua primeira edição em 2013. A iniciativa surgiu de uma vontade conjunta de promover o que de melhor a região tem, capitalizando para (re)afirmar a identidade Bairrada através da promoção dos seus produtos mais emblemáticos, como sejam os vinhos e espumantes Bairrada, com certificação de Denominação de Origem, mas também a sua gastronomia ímpar, com destaque para o leitão da Bairrada, o pão da Mealhada e a sua riquíssima doçaria regional: ovos moles de Aveiro, Amores da Curia, queijadas de Águeda, Folar de Vale de Ílhavo, entre outras iguarias. Este é um evento capaz de atrair milhares de visitantes e que pretende valorizar a imagem da região numa oferta turística integrada onde as valências de enoturismo, do turismo termal, hotelaria e restauração constituem um factor dinamizador.

 

A entrada no “Encontro com o Vinho e Sabores Bairrada 2015” é gratuita, muito embora seja necessário adquirir o copo do evento, por três euros, para degustar os vinhos e espumantes em prova livre. Todas as actividades decorrerem no palco do EVSB, à excepção da prova de Sábado, que tem lugar no Museu do Vinho de Anadia. As provas comentadas custam entre dez e vinte euros e os jantares trinta e cinco euros. Os horários variam consoante os dias: das 17h00 às 22h00 na sexta-feira; das 15h00 às 22h00 no Sábado; e entre as 15h00 e as 20h00 no Domingo.

 

De 9 a 13 de Setembro, a organização do “Encontro com o Vinho e Sabores 2015” tem prevista uma acção de promoção em mais de trinta restaurantes dos concelhos de Anadia, Mealhada, Coimbra e Aveiro. Quem almoçar ou jantar num dos espaços eleitos será brindado com uma flute de espumante Bairrada, ao mesmo tempo que recebe um convite para o EVSB, convite esse que oferece um desconto de €1,00 na compra do copo de prova.

Quem entrar no evento com o convite, devidamente preenchido, habilita-se a um fim-de-semana numa unidade de alojamento da região, uma iniciativa da Rota da Bairrada.

 

PROGRAMA

Sexta-feira, 11 Setembro

09.30h Concurso de Espumantes Bairrada 2015 (apenas jurados)

17.00h Inauguração do Encontro com o Vinho e Sabores Bairrada 2015

18.00h Prova Comentada ‘Espumantes Bairrada: identidade de uma região’, por João Paulo Martins

19.30h Entrega de Prémios do Concurso de Espumantes Bairrada 2015

20.00h Jantar Temático ‘Sabores da Terra’, pelo restaurante Casa Vidal

22.00h Encerramento da Feira

 

Sábado, 12 Setembro

15.00h Abertura da Feira

18.00h Prova Comentada ‘Bairrada década de 2000: a prova do tempo’, por Luís Lopes no Museu do Vinho Bairrada

20.00h Jantar Temático ‘Sabores do Mar’, pelo restaurante Canastra do Fidalgo.

22.00h Encerramento da Feira

 

Domingo, 13 Setembro

15.00h Abertura da Feira

15.30h Prova Comentada ‘Tintos de Baga, tintos com carácter’, por João Afonso.

17.00h Entrega de Prémios do Concurso Carta de Vinhos Bairrada 2015

20.00h Encerramento do Encontro com o Vinho e Sabores Bairrada 2015