Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Glam Magazine

Glam Magazine

Festivais: NEOPOP 2015…. NEO Stage… Sven Väth + Joseph Capriati + Robert Hood...

Quando em Outubro de 2014 completou os 50 anos de idade, cerca de 12 mil juntaram-se em Mannheim para celebrar uma vida fascinante e uma carreira sem paralelo, sendo difícil contrapor que Sven Väth é o mais carismático Dj da sua geração. Com um espírito visionário e uma capacidade inata para desafiar o instituído, desde cedo assumiu o risco de inovar alterando definitivamente a paisagem da música de dança dos anos 80 para cá; de Frankfurt alastrando-se pela Alemanha e logo por todo o mundo.13 - Sven Väth.jpgA revolução techno tinha um líder e mais tarde na Cocoon uma base operacional, assumindo-se como agência artística (Flash Artists Booking), agência de eventos, editora discográfica e responsável pelas míticas noites veraneantes Cocoon Ibiza, que completam este ano 16 edições. Entre clubes recatados e grandes festivais, Sven Väth conta na sua agenda com cerca de 120 prestações anuais , sempre como a mesma paixão e com o desejo inato de nos continuar a surpreender.

 

NEO Stage

13 agosto | 20.00h

 

Ao lado de Marco Carola, Joseph Capriati surge como o mais ilustre representante do designado techno napolitano. Fortemente influenciado pelos primórdios do hip hop e pelo house clássico, o seu primeiro Dj kit é comprado com apenas 11 anos de idade demonstrando grande pericia técnica e apurado gosto musical em sessões levadas a cabo nos anos seguintes entre garagens e caves da sua cidade natal.13 - Joseph Capriati.jpgQuando em 2003 monta um pequeno estúdio no seu quarto havia já traçado o seu destino, de tão rápido quanto possível ver editados os temas que preenchiam o seu imaginário. De 2007 a esta parte não parou de produzir, sendo um artista basilar da sueca Drumcode, onde lançou o álbum "Self Potrait", e contando com cerca de 4 dezenas de aparições em outras tantas edições. Residente dos eventos Music On, organizados por Marco Carola em Ibiza, os seus poderosos sets de grooves energéticos e emotivos, têm percorrido os grandes festivais do género a nível mundial, com históricas aparições em b2b ao lado de Carola, Tenaglia,Beyer, Dubfire ou Dave Clarke.

 

NEO Stage

13 agosto | 01.00h

 

Membro fundador dos lendários Underground Resistance, ao lado de Mike Banks e Jeff Mills, Robert Hood foi um dos grandes responsáveis pelo estabelecimento dos principios fundadores do designado "minimal Detroit techno", no inicio da década de 90, que se viria a tornar a base de grande parte da música de dança produzida nos anos vindouros.13 - Robert Hood.jpgMarvin Gaye, Curtis Mayfield, Isaac Hayes e outros artistas do catálogo Motown, criaram a banda sonora da sua infância, onde um pai músico de jazz e uma mãe cantora de R&B contribuiam para o seu desenvolvimento artístico. Se em casa era a soul music que dominava, na rua era uma cidade de edifícios abandonados e baixa sem vida que marcavam a paisagem. A M-Plant, editora por si criada, refletia no seu minimalismo esse cenário, como se tratasse de uma obra de arte suspensa no tempo. Axis, Peacefrog ou Music Man, são outras casas por onde tem vindo a editar de há 3 décadas a esta parte o seu trabalho, e tal como nos seus sets o experimentalismo e o espírito de Detroit estão sempre presentes.

 

NEO Stage

13 agosto | 03.00h

 

Residente no The Omen nos inicio dos anos 90, Oscar Mulero foi responsável por autênticas romarias ao clube madrileno, na época uma referência absoluta da sonoridade techno no país vizinho.13 - Oscar Mulero.jpgMas foi após a sua prestação na 3ª edição do Festival Sonar, no verão de 96, que começaria a gozar de um merecido protagonismo internacional, realçado pelas edições na lendária Tresor Records, mas também em casa própria, como nas suas Warm Up e Pole, onde este ano editou o álbum "Muscle and Mind". Desde então tem marcado presença nos quatro cantos do mundo onde, por detrás dos pratos, oferece doses generosas do mais actual techno, deep dark e industrial, não tivesse sido O.M. devoto seguidor da E.B.M., sem concessões, com uma mestria e selecção musical única.

Já com 20 anos no activo e numa altura em que se encontra no ponto mais alto da sua carreira, sentencia: "Proper techno will always be here to stay".

E aí está ele para o comprovar....

 

NEO Stage

13 agosto | 05.00h

 

Se há Dj que encarna a essência do espírito de Berlim ele é Rødhåd.13 - Rødhåd.jpgNascido na parte leste da capital germânica, foi no crepúsculo dos anos 90 que se deixou envolver pelas sonoridades techno, numa altura em que a cidade fervilhava em novas ideias e conceitos. Das pequenas festas ao ar livre, Rødhåd (leia-se red head como analogia ao seu cabelo ruivo) passou para a organização de eventos de maior dimensão, Dystopian, que hoje em forma de showcases percorrem a Europa ao som de nomes como Recondite, Alex.Do, Felix K ou do próprio Rødhåd, artistas que figuram no catálogo discográfico e roster da agência de homónima. Em contra-círculo com a corrente minimal do techno, a sua sonoridade enquanto Dj foi se tornando mais lenta, profunda e hipnótica, repleta também de paisagens densas e atmosféricas, influenciado seguramente pelo Berghain onde o encerramento das maratonas dominicais se tornaram de passagem obrigatória.

Quando na lista dos top Djs 2014, da prestigiada Resident Advisor, o seu nome surge no top 10, constatamos que já não se trata de uma promessa mas de uma reforçada certeza.

 

NEO Stage

13 agosto | 07.00h

Festivais: VODAFONE Paredes de Coura… Tame Impala

Os Tame Impala de Kevin Parker são apontados como incontornáveis referências do movimento actual de revivalismo do rock psicadélico, acumulando sucessivas distinções de discos do ano pelas mais prestigiadas publicações da especialidade, desde a edição do homónimo EP de estreia, em 2008.

tame.jpgKevin Parker (voz e guitarra) e Dominic Simper (baixo) formaram os Tame Impala com apenas 13 anos de idade em Perth no ano de 1999, dedicando-se nessa altura a gravações “caseiras” até 2007, altura que Jay Watson se juntou a eles para integrar a bateria.

Com uma sonoridade semelhante às bandas de finais dos anos 60, os Tame Impala são comparados a The Jimi Hendrix Experience.

Como muitas bandas no final da década de 2000, história dos Tame Impala envolve o MySpace. A rede social musical lança da banda da sua garagem na Austrália para o mundo, o que rapidamente levou a Modular records a “solicitar temas à banda” e que levaria em 2008 a assinarem o contrato com a editora. Nesse mesmo ano lançam o EP homónimo de estreia. Como curiosidade na gravação do primeiro disco Kevin Parker tocou todos os instrumentos deixando os restantes elementos da banda de lado.

Aquando do seu primeiro concerto a falta de preparação em palco resultou num fiasco, mas mesmo assim conseguiram chamar a atenção aos MGMT que os convidarem para banda de suporte da digressão na Austrália. Nesse mesmo ano acompanharam igualmente os The Black Keys pela Austrália. A experiência em palco como banda de suporte deu mais dinâmico ao grupo e em 2010, e com a edição de “Innerspeaker”, eram já os Tame Impala a banda principal das digressões.

Em 2012 Kevin Parker regressa a Perth para trabalhar nos temas que viriam mais tarde a ser editados no álbum “Lonerism”

Regressam em 2015 com o álbum “Currents” e será apresentado em primeira mão ao público português no Vodafone Paredes de Coura, depois da colaboração de Kevin Parker com Mark Ronson no single “Daffodils”

 

VODAFONE Paredes de Coura

Palco Vodafone

20 Agosto 2015

 

Pesquisa e Texto: Paulo Homem de Melo

Festivais: VODAFONE Paredes de Coura… Father John Misty

Joshua Tillman, de nome próprio, abandonou a bateria dos Fleet Foxes em 2012, para voltar aos discos por conta própria, assumindo a persona de Father John Misty.father.jpgCom o segundo LP “I Love You Honeybear” na bagagem, apresenta no Festival Vodafone Paredes de Coura a sua visão apocalíptica do amor e da sociedade, numa toada folk depurada, a que junta uma singular e bem humorada habilidade de dançarino e entertainer.

VODAFONE Paredes de Coura

Palco Vodafone

20 Agosto 2015


 

Festivais: VODAFONE Paredes de Coura… Steve Gunn

Steve Gunn, guitarrista, cantautor e produtor sediado em Brooklyn, pode já ter acompanhado muitos músicos, do lendário Michael Chapman a Kurt Ville, mas ao Vodafone Paredes de Coura traz a sua mais pura identidade.steve.jpgEm “Way Out Weather”, o mais recente álbum editado no Outono de 2014, confirma as suas capacidades enquanto compositor e cantor num registo de rigoroso respeito pela tradição country-folk americana.

VODAFONE Paredes de Coura

Palco Vodafone

20 Agosto 2015

Festivais: VODAFONE Paredes de Coura… Peixe : Avião

Representantes incontornáveis da cena indie rock nacional contemporânea, os bracarenses Peixe: Avião apresentam-se ao vivo no Vodafone Paredes de Coura com público e crítica rendidos aos seus três álbuns de originais, cheios de camadas densas e exploratórias, que permeiam canções aparentemente simples.

peixe_av.jpgFormados no verão de 2007 na cidade de Braga, os peixe : avião rapidamente conquistaram a atenção da imprensa nacional através de um EP promissor. Desde então, a sua carreira tem sido pautada por um crescimento constante suportado pelos álbuns “40.02” em 2008, “Madrugada” em 2010 e pelo mais recente “peixe : avião” editado em 2013.

Considerado 2º melhor álbum do ano pela revista Blitz, peixe : avião representa, em vários aspetos, um corte com os registos anteriores da banda, tanto em termos de composição, como na sua sonoridade final.

 

VODAFONE Paredes de Coura

Palco Vodafone

20 Agosto 2015

 

Fotografia: © Paulo Homem de Melo

 

Festivais: VODAFONE Paredes de Coura… The Legendary Tigerman

The Legendary Tigerman, seguramente um dos músicos portugueses que mais estrada calcorreia e que só sabe estar em palco como se aquela pudesse ser a última vez que o faz, é um dos grandes regressos ao Vodafone Paredes de Coura e um dos concertos que faltava à digressão de “True”, álbum de Março de 2014 que entrou diretamente para o primeiro lugar do top, tendo por lá ficado quatro semanas consecutivas.

tiger.jpgThe Legendary Tigerman é um projecto "a solo" / "one man show" de Paulo Furtado (ex-Tédio Boys e WrayGunn). Em 2002 lança o seu primeiro álbum "In Cold Blood", seguindo-se em 2003 o disco "Fuck Christmas, I Got the Blues", regressando no ano seguinte com "Naked Blues".

"Masquerade", lançado em 2006 pela BMG, vem confirmar, de acordo com a crítica, o talento de The Legendary Tigerman.

Em 2009 chega "Femina", um disco que abandona os temas solitários e recorre ao universo feminino que sempre o tem acompanhado desde o álbum de estreia. Asia Argento, Peaches, Lisa Kekaula, Becky Lee, Phoebe Killdeer, Rita Redshoes, Claúdia Efe, Maria de Medeiros, Mafalda Nascimento, Cibelle e Cais Sodré Cabaret materializam em "Femina" as canções de Paulo Furtado. Em 2014 “True” vê a luz do dia onde, um disco forte e marcante e que conta em palco com as colaborações de Paulo Segadães na bateria (ex-Vicious Five) e João Cabrita (Cais Sodré Funk Connection). The Legendary Tigerman ainda não parou de dar concertos, ora cá, ora além fronteiras. Em “True” abriu espaço a colaborações de músicos e amigos que admira mas a essência inflamada do blues e do rock’n’roll é a de sempre.

VODAFONE Paredes de Coura

Palco Vodafone

20 Agosto 2015

 

Fotografia: © Paulo Homem de Melo

 

Festivais: NEOPOP 2015…. NEO Stage... Alex.Do + Marco Carola

Alex.Do pode ser considerado o irmão caçula da familia Dystopian, aquele que por detrás de uma personalidade introvertida e melancólica surpreende os mais incautos com sets electrizantes, capazes de marcar o arranque de uma jornada musical ou de a encerrar ao mais alto nível.12 - alex do.jpgO berlinense nascido da reunificação germânica tem acrescentado mais valia à sua linhagem e o seu trabalho ganho cada vez maior destaque em noites em que Rødhåd, Recondite, Felix K. ou Don Williams assumem no papel natural destaque. O à vontade com que se passeia entre o house, dub ou techno de tempos e proveniências diferentes, assim como o EP de estreia "Stalker", fá-lo parecer um veterano nestas andanças, pelo que ainda muito esperamos de Alex.Do.

 

NEO Stage

12 agosto | 01.30h                                                        

Fotografia: © Franz Grunewald

 

Marco Carola, é unanimemente considerado o embaixador mundial do techno italiano. Desde 95 que os seus temas têm vindo a preencher os sets de todo o Dj atento ao fenómeno techno, quer através dos Ep's e álbuns editados pelas suas Design, Zenit, Question ou One Thousand, quer mais recentemente pela Plus 8 e Minus, responsável pelo edição do celebrado Lp "Play it Loud!".12 - marco corolla.jpgMas é como Dj que tem vindo a arrecadar maior prestigio e admiração junto de um público que se rende perante a sua técnica e selecção musical única, onde o techno impera, ora na sua forma mais crua ora mais refinada, mas sempre capaz de levar uma pista de dança ao rubro como poucos o fazem. Os eventos Music On, por si organizados no clube Amnesia Ibiza entre os meses de Julho e Setembro, são dos mais celebrados da ilha Balear, contando com um largo leque de convidados e uma especial atenção à componente visual.

 

NEO Stage

12 agosto | 04.30h