Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Glam Magazine

Glam Magazine

Agenda: “Epicentro da Razão”… o novo single dos Gatilho

Os Gatilho são uma banda de Rock portuguesa, natural de Vila do Conde.gatilho.jpgO nome surgiu no princípio de 2012, mas o grupo não nasceu num momento exacto... foi crescendo até chegar à formação atual constituída por Gil Cadeias na voz, Tiago Lazera no baixo e voz, António Pinhão “Tózão” na guitarra, Luís Romero na bateria e Joel Freitas nos teclados e voz.

Estes cinco elementos tencionam criar e levar as suas músicas “por essa estrada fora”. Da experiência que os Gatilho já levam pelos palcos nacionais, pode destacar-se a participação no concurso Hard Rock Rising, em 2013, tendo a banda ficado em primeiro lugar, num universo de mais de 130 bandas, e atingido perto de dois mil downloads do seu tema “Chá”.

 

A uma dada altura, o grupo resolveu fazer uma pausa nos concertos para se poder concentrar na gravação do seu primeiro álbum de originais.

Este ficou pronto no verão de 2014, tendo sido gravado, na sua maior parte, nos Blacksheep Studios. Pouco depois, assinou contrato com a Music In My Soul para o lançamento do álbum homónimo,o qual saiu em finais de novembro.

Do primeiro single, “Estrada”, pode dizer-se que é uma canção fresca, um Funk mexido com um pouco de Rock à mistura e um refrão que fica no ouvido.

O single “Epicentro da Razão” é o segundo extraído do álbum homónimo da banda.

Nos próximos dias 19 e 20 de Junho a banda vai até ao Algarve para showcases na FNAC e dar a conhecer o seu novo single

Discos: The Acoustic Foundation... “Dance”

Os The Acoustic Foundation acabam de apresentar o tema "Dance", seu primeiro single e avanço do registo discográfico de estreia, com nome e data de lançamento a anunciar.TAF.jpgA banda, que começou como um trio, é agora composta por 11 elementos - Marta Oliveira na voz, David Eusébio na guitarra, Francisco Seabra nas teclas, Milton Guedes no sax/clarinete, Ana Teixeira na flauta transversal, Mário Sousa no trombone, Bino Ribeiro n harmónica/percussão, Daniela Lage Silva nos backing-vocals, Maria Lourenço nos backing-vocals, Ricardo Fidalgo no baixo e Gonçalo Salta na bateria - é reconhecida por concertos electrizantes, bebe na soul, no funk, na pop e no rock n' roll algumas das suas principais influências musicais.

O single “Dance” é a prova desse estilo funky, com uma sonoridade envolvente que desperta e contagia no corpo a dança.

O video do tema, lançado no passado dia 9 de Junho no Cinema Passos Manuel, Porto

A banda tem actuado um pouco por todo o país ao longo dos seus 4 anos de existência, tem já agendados dois concertos para os próximos dias 12 e 15 de Julho no Casino de Espinho.

 

 

 

 

Agenda: João Afonso apresenta o espectáculo "Um Redondo Vocábulo"

Integrado no Festival Folk Music, a decorrer de 1 a 5 de Julho em Siglufjord, na Islândia, o cantautor João Afonso, sobrinho de Zeca Afonso, vai apresentar o espectáculo "Um Redondo Vocábulo", juntamente com o pianista Filipe Raposo.João Afonso.jpgUma actuação que conta com o apoio da Embaixada Portuguesa.

 

Este recital a realizar-se no dia 3 de Julho, pelas 20h, na igreja de Siglufjörður, assume-se como uma homenagem intimista e pessoal a José Afonso. Um olhar diferente ao seu legado musical, recordando canções menos conhecidas, a par de temas tão emblemáticos como "Era Um Redondo Vocábulo" ou "Que Amor Não Me Engana".

 

Este projecto surgiu numa edição discográfica em 2009, com o intuito de apresentar fases diferentes da música de José Afonso, para assinalar o que seria o seu 80º aniversário.

Uma perspectiva e interpretação renovadas pela sensibilidade familiar de João Afonso, que pela primeira vez se apresenta na Islândia, a convite do Centro de Música Folk daquele país.

Agenda: Verão na Casa... com “muita” (( ASA ))

“Closer” é o álbum de estreia de ((ASA)), um projecto iniciado em 2014 por David Francisco e Melissa Veras que combina a electrónica sonhadora, vozes exuberantes e guitarras assombradas com influências de Sigur Rós, Explosions in the Sky e Björk.asa.jpgO disco foi editado no ano de 2015 e é agora apresentado nesta inicitiva organizada pela Casa da Música no Porto.

O projeto estará ainda no dia 19 no Auditório Municipal do Seixal e no dia 26 apresenta o seu disco de estreia em Lisboa no Teatro do Bairro.

 

Casa da Música – Verão na Casa (Porto)

20 de junho 2015 | 22.30h (Concerto Gratuito)

Agenda: Venha descobrir a cidade do Porto através do Open House

A 1ª edição do Open House Porto marca a estreia de uma segunda cidade portuguesa no roteiro deste evento internacional que abrange trinta cidades em todo o mundo.logo-open-house-w420.jpgDe 4 a 5 de Julho, a arquitectura vai estar de portas abertas.

Estão todos convidados a descobrir, de forma totalmente gratuita, um roteiro que vai desde casas privadas a teatros, passando por mosteiros e espaços industriais, entre outros. O público é convidado a criar o seu próprio itinerário e explorar a arquitectura e a cidade através de um novo olhar.

Como refere o arquitecto Pedro Bandeira, comissário desta primeira edição, este é um evento que pretende “dar a conhecer a um público alargado uma diversidade grande de edifícios e infraestruturas que, pelo seu valor arquitectónico, pela sua função específica ou localização privilegiada, merecem toda a atenção. Partindo do valor associado à arquitectura contemporânea que se produz no Porto - e que já valeu dois prémios Pritzker a Álvaro Siza Vieira e Eduardo Souto de Moura - o Open House Porto favorece também um enquadramento de edifícios históricos da cidade.”

 

O que distingue este evento e que torna a experiência especial, é a possibilidade de visitar os espaços de diferentes formas: visitas livres, visitas acompanhadas por assistentes e visitas comentadas pelos autores e especialistas de diferentes áreas. Ao todo são 42 espaços que ilustram a riqueza e diversidade arquitectónica da Frente Atlântica do Porto - Porto, Gaia e Matosinhos - promovendo assim a proximidade entre o cidadão e os profissionais da arquitectura.

Depois de Londres, Nova Iorque, Praga ou Lisboa, é agora a vez do Porto se juntar à Open House Family e abrir as portas de espaços extraordinários desde os clássicos aos contemporâneos.

O Open House Porto é uma co-produção da Trienal de Arquitectura de Lisboa com a Casa da Arquitectura, numa parceria estratégica com as Câmaras Municipais do Porto, Gaia e Matosinhos, e é o primeiro evento cultural que reúne a associação da Frente Atlântica. Esta cooperação entre as cinco entidades permite reunir as condições ideais para fazer nascer um evento que se pretende repetir a cada ano.

 

Roteiro Open House Porto:

 

Porto

Edifício Praça de Liége

Torre do Burgo

Edifício dos Maristas

Casa da Música

Casa do Conto

Apartamento na Bouça

Escritórios Atelier da Bouça

Atelier Brandão Costa Arquitectos

Centro Comunitário São Cirilo

Centro de Sangue e Transplantação

Antigo Matadouro Industrial

Casa Braancamp

Torre Jornal de Notícias

Casa Breyner 310

Edifício Paços do Concelho

Edifício Rua Miguel Bombarda

Estação Metro Campo 24 de Agosto

Teatro Municipal Rivoli

Três Casas na Rua dos Caldeireiros

Casa na Cidade 3

Teatro Nacional S. João

Claustro do Mosteiro de S. Bento da Vitória

Funicular dos Guindais

Casa na Rua da Vitória

Torre dos 24

Ateliers da Lada

 

Gaia

Teleférico de Gaia

Mosteiro da Serra do Pilar

Espaço Corpus Christi

Espaço Porto Cruz

Capela de S. José

Laboratório Eng. Edgar Cardoso

Centro Interpretativo do Património da Afurada 42. Palacete Marques Gomes

 

Matosinhos

Casa de Chá da Boa Nova

Farol de Leça

Refinaria de Matosinhos

Piscina das Marés

Terminal de Cruzeiros do Porto de Leixões

Posto de Turismo de Matosinhos

Casa da Arquitectura

Estratégia Urbana

 

Os detalhes sobre todos os edifícios, horários das visitas e eventos estarão disponíveis no site oficial do evento: www.openhouseporto.comopen_house.jpgExistem três tipos de visita: livre // regular // orientada por um autor do projecto ou especialista.

Os espaços têm diferentes horários de abertura que podem ser consultados no site, no guia ou no mapa. O público é convidado a criar um itinerário de visitas durante o fim-de- semana. A maioria dos espaços não exige reserva pelo que as visitas são organizadas por ordem de chegada. Contudo, pelas suas características, alguns locais exigem pré-marcação.

O evento conta com uma vasta equipa de voluntários presente em cada local para dar informações, aconselhar e acompanhar as visitas regulares. Em cada espaço, é entregue o guia e mapa do Open House Porto.

Teatro: Comédia ao best-seller "50 Sombras de Grey" no Coliseu Porto

A escolha do livro 50 Sombras de Grey revoluciona o pacato clube de leitura de Pam, Carol e Bea. Mundana, Pam desfruta as tórridas cenas do livro, enquanto a ingénua Carol tem dificuldade em encontrar a sua “deusa interior”. Em conjunto, imaginam Anastasia Steel, Christian Grey, Kate, Joseph e Elliot e dão-lhes vida em cenas... sim, essas cenas!... temperadas pelos inconfessados desejos de cada uma.50 sombras 0.jpgIrreverente, divertido, desinibido, com algum látex e sem meias medidas... ou cheio delas!... “50 Sombras” é uma comédia BDSM: Bombasticamente Divertida, Sexy e Musical!50 sombras 1.jpgCom produção da UAU e encenação de António Pires, estreiou no passado dia 16 de Abril no Teatro Tivoli BBVA em Lisboa e chega já em Julho ao Coliseu do Porto nos dias 3 e 4.

Doo elenco da peça fazem parte Angela Eckart, Catarina Guerreiro, Filipe Rico, Marta Andrino, Pedro Pernas, Rita Cruz, Ruben Madureira e Sissi Martins

 

Coliseu (Porto)

3 e 4 julho 2015 | 21.30h

Festivais: I Festival Vira Pop em Amares…

Vira Pop é o festival que vai animar as Termas de Caldelas em Amares (Braga). A primeira edição acontece já este sábado dia 20 de Junho e promete levar muita música e animação ao Minho.

O festival, de entrada livre, conta com a presença de 10 nomes da música portuguesa, D'Alva, Thunder & Co., Mirror People, Ermo, Handprints, Big Red Panda, Flamingos, Gin Party Soundsyste, The White Knights e Missä Pankki On.vira pop.jpgPara além das bandas em cartaz, o festival vai contar, ainda, com a presença do Rancho Folclórico das Lavradeiras da Casa do Povo de Amares e de uma orquestra mais clássica - a AECA (Associação Educação Cultura e Artes).

O Vira Pop 2015, pensado e trabalhado em equipa, este evento, gratuito, que conta com o principal apoio da Câmara Municipal de Amares e da Junta de Freguesia da União das Freguesias de Caldelas, Sequeiros e Paranhos, pretende eletrizar e homenagear a cultura enraizada do Minho elevando o folclore a outro paradigma. O evento terá uma vertente musical forte que pretende ligar o tradicional Vira do Minho ao que de melhor se faz no espectro da “nova música portuguesa”.

A organização vai colocar à disposição do público transporte gratuito em autocarro, entre a Estação da CP, em Braga, e Caldelas

Agenda: D'Alva convidam Diogo Piçarra e Isaura para o CCB

Não se faz uma festa de aniversário sem convidados, por isso, à celebração de um ano de “#batequebate”, os convidados especiais não vão faltar.

Os denominadores comuns entre estes convidados são a amizade com os D'Alva e o seu lugar na nova Pop portuguesa, fresca, de cara lavada, e sem cerimónias.DSC_0469 (Cópia).jpgDepois de terem esgotado o Understage do Teatro Rivoli do Porto no passado Sábado, os D'Alva apresentam mais novidades para o concerto desta sexta-feira no CCB, em Lisboa. Para o concerto os D'Alva convidam Diogo Piçarra.

O segundo convidado para a sala Lisboeta é uma convidada, e é nem mais nem menos que Isaura, a "Princesa" da nova pop Portuguesa, e vai juntar-se aos D'Alva para um momento único.

Como acontece com Diogo Piçarra o denominador comum para além da Pop (seja mais mainstream ou alternativa) é a relação próxima entre o duo e a cantora, que editou o seu EP de estreia há pouco mais de um mês e de que toda a gente fala.

 

Os D’Alva estiveram à conversa com a Glam Magazine na passada terça-feira e amanha vão contar aqui o que para eles é um ano de “#batequebate”.

 

Centro Cultural de belém (Lisboa)

19 junho 2015 | 22.00h

 

Fotografia: Paulo Homem de Melo

Festivais: NOS Alive!.... Jardim Caixa… Palco Comédia fecha programa

O Jardim Caixa, acaba de encerrar o cartaz com a apresentação do alinhamento para dia 11 de julho. O último dia do festival termina em grande no palco mais divertido do País com Rui Unas feat. DJ Van Breda, Rui Sinel de Cordes, Carlos Moura, Paulo Almeida, Irmãos Machado e Inês Aires Pereira.jardim caixa.jpgPara celebrar o último dia do NOS Alive'15 Rui Unas e o DJ Van Breda vão ser responsáveis pelo que se poderá chamar de festa de encerramento do Palco Comédia. Rui Unas vai fazer-se acompanhar em palco pelo DJ Van Breda num set baseado no kizomba e no hip-hop.

Dentro da animação o Rui Unas canta temas dos vídeos satíricos que vai colocando no Youtube, convida pessoas para dançar com ele, faz a dança do ventre, entre muitos outros disparates. É uma noite de animação sempre no universo Rui Unas.

 

Rui Sinel de Cordes é outro dos nomes que sobre a palco dia 11 de julho. O que se pode dizer deste senhor é que quando pensava que a sua vida estava a entrar nos eixos, surgiu a stand-up comedy. Aprendeu aquela técnica de imaginar o público nu à sua frente para se sentir mais calmo, mas da primeira vez que actuou estava tão bêbado que não foi capaz de ver ninguém. Com o passar dos anos, conseguiu então ver duas coisas, o público e um estilo de humor que não predomina em Portugal – O humor negro. Servindo-se dele como tela e usando o microfone como pincel, Rui Sinel de Cordes cria diariamente diversas tonalidades.

 

Das participações no "Levanta-te e Ri" ao “Sempre em Pé” na RTP 2, Carlos Moura passou para a apresentação de programas e, finalmente, para os bastidores, como guionista e coordenador de programas e transmissões especiais. Tem sido diretor de conteúdos de vários programas, entre os quais “Sexta à Noite”, com José Carlos Malato, e, mais recentemente, “5 para a Meia Noite”. É um dos nomes do stand-up comedy nacional com mais actuações em salas por todo o País.

 

Paulo Almeida, outro dos nomes que atuará dia 11 de julho no Jardim Caixa, gosta de se apresentar como “um indivíduo com 33 anos e que apesar de ser branco, vive na Linha de Sintra por opção. É licenciado em Educação mas nunca deu aulas porque o seu conceito de ir para o trabalho todos os dias não inclui ser assaltado por ciganitas com 12 anos de idade que já cuspiram ossos quatro vezes”. É também guionista e autor de várias programas na SIC Radical, Antena 3 e Mais TVI.

 

Neste mesmo dia sobem ao palco os Irmãos Machado. Esta é uma criação coletiva de João Sousa, Hugo Osga, e Ricardo Peres, a partir da ideia de Ricardo Peres. Trata-se de um “espetáculo que mistura, comédia, malabarismo radical com pedras da calçada, martelos e machados. Os Irmãos Machado fazem cobranças difíceis ao domicílio ou a países que precisem de cobrar avultadas somas de dinheiro a políticos e banqueiros corruptos. Vão exibindo as suas requintadas formas de cobrança com muito humor e Rock & Roll ao vivo e à bruta”.

 

A atriz Inês Aires Pereira é a convidada de dia 11 de julho para moderar e apresentar os vencedores do desafio “Faz Comédia no Jardim Caixa”, que dará a oportunidade a novos talentos da comédia nacional de subirem ao Palco Jardim Caixa do NOS Alive'15, ao lado de alguns dos melhores humoristas portugueses.

 

Foram selecionados nove vencedores através de um desafio lançado no Facebook oficial do festival, seis destes foram escolhidos pelo público e três por um júri constituído por elementos da Everything is New.

João Simões, Miguel Duarte, Jorge Mocinho, Lourenço Kadosh, Vasco Elvas, Daniel Carapeto, Hugo Nevez, Jorge Moura e Carlos Pereira são os nomes que subirão ao Palco Jardim Caixa nesta 9.ª edição do NOS Alive.

 

 

Agenda: Moonspell em Alhandra e no resto do Mundo... "Extinct"

A primeira fase da “Road to Extinction Tour” mostrou novamente porque os Moonspell são a mais internacional das bandas portuguesas.

A digressão de apresentação de “Extinct” passou por 2 continentes, 13 países e 52 cidades, atingindo milhares de fãs por todo o mundo.

A digressão será retomada a partir Julho e prolongar-se-á até ao fim do ano. A banda irá apresentar “Extinct” num total de 26 países, dando 86 concertos em 86 cidades.Moonspell1 (Cópia).jpg

 O novo trabalho dos Moonspell “Extinct”, foi editado no passado mês de Março e entrou directamente para o primeiro lugar do Top Nacional de vendas. O disco teve entrada directa para diversos Tops internacionais, incluindo 3 tops da Billboard.

“Extinct” foi produzido por Jens Bogren (Arch Enemy, Katatonia, Amon Amarth, Opeth and Paradise Lost) no Fascination Street Studio, entre Estocolmo e Orebro, e conta no seu alinhamento com temas como “The Last of Us”, “Extinct”, “Breathe (Untill We Are No More)”, “Medusalem” ou ainda “Domina”, entre outros. Até agora, “Extinct” vendeu cerca de 30.000 unidades em todo o mundo em apenas apenas 4 meses, esgotando várias edições sucessivas de vinyl e edições especiais.

Os Moonspell continuam na estrada, estando a próxima data em Portugal marcada para 20 deste mês, no Forte Music Festival, em Alhandra, onde se apresentarão como cabeças de cartaz.

​No dia 27 de Junho, pelas 21.30h, a banda vai apresentar o novo álbum “Extinct” ao vivo na Fnac do Colombo, num showcase em formato intimista e acústico.Moonspell0 (Cópia).jpgCom mais de 20 anos de carreira, os Moonspell contam no seu currículo com 10 álbuns de originais, um DVD, um disco ao vivo e várias digressões e concertos que reuniram milhares de fãs por toda a Europa, Ásia, América e África. Provas contundentes do seu sucesso são os prémios que aglomeraram ao longo dos anos, entre os quais um prémio MTV, um disco de Ouro e três discos de Prata. Nestas duas décadas os Moonspell assumiram-se perante o público e a crítica com uma das forças motrizes mais respeitadas do Metal Gótico mundial, tornando-se na banda Portuguesa mais internacional de sempre.extinct.jpgO artwork de “Extinct” foi criado por Seth Siro Anton, responsável pelo artwork de “Alpha Noir” de 2012, “Night Eternal” de 2008 e “Lusitanian Metal” igualmente de 2008. Reconhecido pela câmara alta das belas artes da Unesco como patrono, Seth Siro Anton trabalhou de 1997 a 2009, como Director Criativo e Artístico na Metal Hammer. Fez também carreira artistica na corrente “Extreme Art”, criando ínumeras capas de álbum para diferentes bandas tais como: Paradise Lost, Moonspell, Septic Flesh, Belphegor, entre muitos outros.

 

Data das 2ª parte da digressão dos Moonspell:

20.06.15 PT - Alhandra / Forte Music Festival / Portugal

 

03.07.15 RU - Moscow / Darkside

18.07.15 ES - Viveiro / Resurrection Fest

21.07.15 SI - Tolmin / Metaldays

 

08.08.15 UA - Volosyanka / Carpathian Alliance Metal Festival

14.08.15 RO - Rasnov / Rockstadt Extreme Fest

29.08.15 TR - Istanbul / Metal Fest Headbangers' Weeking

 

25.09.15 BR – Rio de Janeiro / Rock in Rio

 

23.10.2015 AT – Innsbruck / Weekender

24.10.2015 HU – Budapest / Barba Negra

25.10.2015 AT – Graz / PPC

26.10.2015 AT – Vienna / Szene

27.10.2015 SK – Bratislava / Majestic Music Club

28.10.2015 PL – Cracov / Fabryka

29.10.2015 PL – Poznan / Eskulap

30.10.2015 PL – Warsaw / Progresja

31.10.2015 PL – Gdansk / B90

 

01.11.2015 LT – Vilnius / Forum Palace

02.11.2015 LV – Riga / Melna Piektdiena

03.11.2015 EE – Tallinn / Rockclub Tapper

04.11.2015 FI – Jyväskylä / Lutakko

05.11.2015 FI – Tampere / Klubi

06.11.2015 FI – Helsinki / Tavastia

07.11.2015 FI – Joensuu / Kerubi

09.11.2015 SE – Stockholm / Debaser Strand

10.11.2015 NO – Oslo / John Dee

11.11.2015 SE – Gothenburg / Sticky Fingers

12.11.2015 DK – Copenhagen / Pumpehuset

13.11.2015 DE- Weissenhauser/MH Paradise

14.11.2015 DE – Glauchau / Alte Spinnerei

15.11.2015 CZ – Zlin / Winter Masters of Rock

16.11.2015 DE – Nürnberg / Hirsch

17.11.2015 CH – Solothurn / Kulturfabrik Kofmehl

18.11.2015 IT – Brescia / Circo Colony

19.11.2015 DE – Lindau / Club Vaudeville

20.11.2015 FR – Strasbourg / Laiterie

21.11.2015 BE – Huy / Atelier Rock

22.11.2015 NL- Eindhoven/Epic Metal Fest

 

Fotografias: Paulo Homem de Melo

Agenda: Verão na Casa... com YoYo Borobia e Vinicius Sarmento

YoYo Borobia é uma cantora venezuelana e intérprete do ‘cuatro’, instrumento de cordas típico desse país.Yoyo.jpgTendo vivido em Madrid e Paris, coloriu o seu estilo peculiar com uma incrível diversidade étnica, do jazz às canções populares venezuelanas. Na Universidade de São Paulo, criou uma parceria com o pernambucano Vinícius Sarmento, um dos melhores intérpretes de violão de 7 cordas no Brasil

 

Casa da Música – Verão na Casa (Porto)

19 de junho 2015 | 22.30h (Concerto Gratuito)

Festivais: Festa do Avante 2015 apresenta Cartaz de Concertos

Dead Combo, Expensive Soul, Linda Martini, Capicua, Dealema, Xutos & Pontapés, HMB e PAUS são alguns dos muitos nomes que vão estar presentes, entre os dias 4 e 6 de setembro, na 39ª edição da Festa do Avante.

O Cartaz completo dos concertos foi divulgado hoje, dia 18 logo ao amanhecer na Quinta da Atalaia, no Seixal.

festa.jpgOutros nomes também têm presença garantida no evento, que também dará atenção, como habitualmente, ao cinema, à arte urbana, à gastronomia de todo o país, ao teatro, ao desporto, à literatura e, claro à politica.

Nomes como Fausto, Terrakota, Serushiô, Janita Salomé, Sexteto de Jazz de Lisboa, Grupo Coral e Etnográfico da Casa do Povo de Serpa, Eneida Marta, Pedro Mestre c/ Ganhões de Castro Verde, Camponeses de Pias e Almocreves de Amieira, Brigada Victor Jara, Marta Ren, Txarango, Tributo a Pete Seeger, Tabanka Djaz & Dany Silva, Sebastião Antunes & Quadrilha, Bubblegum Screw, Marta Hugon, Banda Bassotti, The Last Internationale, Mimicat, Jon Luz, Viralata, Sinfonietta de Lisboa, Sensi, Jorge Moniz Quarteto, António Chainho c/ Paulo de Carvalho, Ana Bacalhau, Helder Moutinho, Filipa Pais, Ana Vieira, Grupo Coral e Etnográfico da Casa do Povo de Serpa, Prana, Cais Sodré Funk Connection, Gazua, ISGA Collective e Ensemble Super Moderne, completam a vertente musical do evento que cada vez mais se assume como um festival.

 

Brevemente vamos explorar em detalhe o cartaz da 39ª edição da Festa do Avante.

Festivais: Rosário Beach Party 2015

Rosário Beach Party 2015 é um​ pequeno​ festival anual de Verão, que apresenta este ano a sua 2ª edição.

O Evento, que se realiza junto à​ ​praia fluvial do Rosário (concelho da Moita, distrito de Setúbal), nos dias 3, 4 e 5 de Julho de 2015, é organizado pela Comissão de Festas em parceria com a União de Freguesias Gaio-Rosário e Sarilhos Pequenos.rosariobeachparty_cartaz.jpgDurante os 3 dias do festival, passam pelo recinto bandas de diferentes estilos musicais, DJ’s, demonstrações de actividades desportivas, pequena feira de artesanato, espaço restauração, etc., tendo como principal objectivo a angariação de fundos para a realização de uma festa popular de verão, sendo assim um evento sem fins lucrativos.

Pretende-se que esta festa seja um marco na dinamização cultural da freguesia, do concelho e também do distrito de Setubal, tendo na sua primeira edição em 2014, registado a presença de cerca de 3000 visitantes durante os 3 dias do festival, envolvo cerca de 30 artistas.

Este ano, com o alargamento da área do festival, introdução de um novo palco para bandas, dois palcos e ambientes em simultâneo, reforço da segurança e muitas mais novidades, é espectável a participação no evento de mais pessoas, dando cada vez mais apoio a este evento.

Vários tributos musicais estrão em destaque sob o palco do festival, (GM Tributo aos Xutos - Xutos e Pontapés, One Vision - Queen, Blackallica - Metallica e Slash N' Roses - Guns N' Roses), bem como uma zona electrónica com alguns nomes importantes, tais como Pedro Cazanova, Chadubritt, Last Call, Crise, Kuch, L.O.K.I., Red Eye Sound, Shack-A-Lack SoundSystem, entre outros, alinhando distintas sonoridades como House, Techno, Chillout, Trance, Reggae, Drum Bass nas suas apresentações

Agenda: Mick Harvey apresenta "Intoxicated Man: Mick Harvey performs the Songs of Serge Gainsbourg"

"IntoxicatedMan: Mick Harvey performs the Songs of Serge Gainsbourg" é um espetáculo muito especial, e que se segue à re-edição, em 2014 pela MUTE Records, dos discos "Intoxicated Man" e "Pink Elephants", num disco duplo que reúne as melhores interpretações em Inglês do mestre da chanson française, Serge Gainsbourg, interpretado pelo ex-Bad Seed Mick Harvey.Mick Harvey.jpgOs dois discos, editados pela primeira vez em 1995 e 1997, respetivamente, foram objeto das melhores críticas pela Europa e América, permitindo, especialmente na América do Norte, uma maior e mais profunda apreciação do trabalho de Serge Gainsbourg junto de um novo público

Nessa altura, Harvey recusou vários convites para tocar o material ao vivo, pensando que seria só um “tributo” desnecessário, deixando os discos falar por si.

Em 2014, contudo, para celebrar as re-edições dos discos, Mick Harvey finalmente decidiu tocar estas interpretações de Gainsbourg ao vivo, com uma banda de 5 elementos, violinistas locais em cada espetáculo, e vocalistas convidadas para os vários duetos, incluindo uma sala esgotada em Barcelona no Primavera Sound 2014. Com a passagem de 20 anos desde as suas gravações originais, Harvey está finalmente pronto a rodar ao vivo as canções de Serge Gainsbourg.

 

Este é o contexto dos dois espetáculos únicos que traz a Portugal e que acontecem em Faro no dia 21 de julho e em Ílhavo no dia seguinte, 22 de julho. Uma rara oportunidade de ver Mick Harvey ao vivo num registo quase nunca apresentado. Deixamos aqui um pequeno vídeo sobre o espetaculo apresentado pelo próprio Mick Harvey

 

Teatro das Figuras (Faro)

21 julho 2015

 

Centro Cultural (Ílhavo)

22 julho 2015