Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Glam Magazine

Glam Magazine

Agenda: Há… Vida no Passeio dos Clérigos com os HMB

Héber Marques (voz), Joel Silva (bateria), Daniel Lima (teclados), Fred Martinho (guitarra) e Joel Xavier (baixo) são os cinco elementos que compõem os HMB. Os cinco amigos juntaram-se em 2007 e desde então não pararam de trabalhar, tendo como referência artistas como Al Green, Bill Withers, D’Angelo e Erykah Badu.hmb.jpgEm 2014 apresentaram o tema “Talvez” do novo trabalho de estúdio “Sente”. Neste álbum os HMB encontram-se mais maduros e mais ligados às tendências dançáveis da Soul, HipHop e RnB.

Depois de “Talvez”, foi a vez de dar lugar ao sucesso nas pistas de dança com o tema “Feeling”, em colaboração com Da Chick, um hino à dança, que é como quem diz “quem dança seus males espanta” e “quem dança nunca arrefece”, tornando-se esta a mensagem do novo disco.

 

Passeio dos Clérigos (Porto)

13 de junho 2015 | 17.00h (Concerto Gratuito)

Agenda: Bruno Nogueira & Manuela Azevedo “Deixem o pimba em paz”

Desde sempre fascinado pelo universo pimba, Bruno Nogueira propõe-se dar outra vida a essas canções, juntando Manuela Azevedo, vocalista dos Clã, e outros músicos que fizeram arranjos de jazz e pop onde eles eram pouco prováveis.deixem1.jpgO pimba é unificador. Às escondidas, para não parecer mal. Seja numa festa da Quinta do Lago, seja no meio de um churrasco em Massamá, aos primeiros acordes de uma música de Quim Barreiros haverá uma debandada a correr para a pista de dança e a cantar o refrão em alegre e alta voz. “Deixem o Pimba em Paz” é um concerto e um espectáculo de desconstrução. E já não é pouco.

Concerto integrado no Aniversario da Casa da Criatividade.

 

Casa da Criatividade (S.João da Madeira)

12 junho 2015 | 21.30h

 

Fotografia: Paulo Homem de Melo

Agenda: Jessie J em Lisboa no Próximo domingo

Jessie J vai passar por Lisboa no próximo dia 14 de junho para um concerto único em nome próprio. A cantora e compositora britânica irá subir ao palco do MEO Arena para apresentar o seu mais recente trabalho de originais, “Sweet Talker”, editado em outubro do ano passado e que conta com sucessos como “Bang Bang” e “Burnin' Up”.jessie.jpg

Em 2011 Jessie J apresentou-se ao mundo, enquanto artista, com o lançamento do seu disco de estreia, “Who You Are”, que chamou de imediato a atenção da crítica e do público. Dona de uma voz única e poderosa e de uma energia surpreendente, os espetáculos ao vivo de Jessie J não deixam ninguém indiferente. Ainda antes da revelação do seu primeiro longa duração, o nome Jessie J já era bastante conhecido na indústria da música por escrever canções de sucesso para artistas como Chris Brown, Justin Timberlake, Miley Cyrus e Rihanna.

A artista conta hoje com três discos de sucesso e vários prémios e nomeações na bagagem. De destacar o prémio arrecadado nos BRIT Awards, na categoria “Critics’ Choice”, em 2011. Jessie J já vendeu até à data mais de três milhões de álbuns e 20 milhões de singles por todo o mundo.

 

O grupo português ÁTOA irá assegurar a primeira parte do concerto de Jessie J.

A banda formada por Guilherme Alface (voz, guitarra, piano), João Direitinho (guitarra, voz, piano), Rodrigo Liaça (bateria, percussão, voz, piano) e Mário Monginho (baixo, guitarra), deram-se a conhecer ao público através da plataforma Tradiio e em pouco tempo já consquistaram a crítica e os fãs.

 

Meo Arena (Lisboa)

14 junho 2015 | 20.00h

Agenda: O Jazz de Cláudia Franco

Cláudia Franco é uma revelação no panorama do Jazz em Portugal.

Cláudia Franco.jpg

Pertencendo à nova geração de músicos portugueses, desenvolveu um estilo próprio que assenta num registo suave e sedutor, transmitindo a sua essência através de interpretações em que a entrega se une ao talento.

Este projecto combina um repertório de clássicos de Jazz com arranjos sobre grandes “hits” da música pop e temas originais, procurando atingir a modernidade mas mantendo os pilares da tradição.

Com uma sonoridade onde predomina a fusão de estilos clássicos e modernos, os arranjos caracterizam-se pela leveza que transmitem, proporcionando uma viagem única por ambientes intensos e intimistas.

 

Casa da Música (Porto)

14 de junho 2015 | 21.30h)

CEC promove segundo Ciclo de Cinema de Terror “Temores”

O Centro de Estudos Cinematográficos promove, integrado no programa cultural da Queima das Fitas de Coimbra de 2015, um ciclo de Cinema de Terror internacional.

Foi no ano de 2013 que pela primeira vez experimentámos o conceito de “Temores”, que levou o espectador a uma viagem tenebrosa pelo cinema de terror internacional agora reatado em 2015.tremores.jpgEsta quarta feira, 10 de Junho, é apresentado “O Estranho Circo” de Shion Sono, longa-metragem de 2005, e de Itália, e para saber se o espectador “Gosta de Hitchcock?”, uma longa-metragem de Dario Argento de 2005.

 

“Kimyô na Sâkasu” (“Estranho Circo”) é um flme perturbador, doentio, bizarro, mas também absolutamente original de Shion Sono. As atuações, a direção e a fotografa são magnífcas e o roteiro ousado é imprevisível, tem muitos pontos de viragem no seu argumento, sendo por vezes inconclusivo. O diretor de escola abusa sexualmente de sua flha, Mitsuko, após esta o ter surpreendido a fazer sexo com sua mãe. Sayuri, a mãe, por sua vez, testemunha o abuso e passa a sentir ciúmes de sua flha. O protagonista agora passa a ter relações com ambas, enquanto a família se vai deteriorando pelo incesto, suicídio e homicídio.

 

“Ti piace Hitchcock?” (“Gosta de Hitchcock?”), numa visita ao videoclube de seu bairro, Giulio ouve uma conversa entre duas mulheres, Sasha e Federica. Aparentemente, elas conversam sobre o flme Pacto Sinistro (1951), de Alfed Hitchcock. Giulio não se percebe que as duas se seduzem e trocam números de telefone. Ao chegar em casa, ele descobre que Sasha mora num apartamento do outro lado da rua e testemunha uma discussão entre esta e a sua mãe. No dia seguinte, a mãe de Sasha é encontrada morta. Giulio acredita ter descoberto uma conspiração e inicia uma investigação que irá deixá-lo à beira da loucura.

 

O ciclo prossegue todas as quartas feiras até ao dia 1 de Julho de 2015.

O CEC – Centro de Estudos Cinematográficos – promove a “Sétima Arte” organizando ciclos, programando palestras ou editando cadernos, e divulga autores e filmografias que, apesar da sua qualidade, são marginais à política das distribuidoras nacionais. Além de Cineclube Universitário tem também uma vertente de formação na área dos audiovisuais, bem como uma vertente técnica que lhe permite fazer a cobertura em vídeo dos eventos mais importantes da Associação e da vida universitária em geral. Promove ainda a produção e realização de curtas e medias metragens no formato vídeo. Este cineclube destaca-se por anualmente organizar o único festival de cinema exclusivamente dedicado ao Cinema Português com competições profissionais e académicas. O festival premeia ainda os profissionais envolvidos na produçãos filmes em concurso

 

 

Agenda: Feira do Tejo ’15 – Vila Nova da Barquinha

Durante 6 dias, Vila Nova da Barquinha acolhe o seu maior acontecimento anual, com dezenas de expositores de artesanato e as tradicionais tasquinhas.

Na edição 2015 não irão faltar animação de rua, teatro, dança, música, folclore, marchas populares, pirotecnia, desporto e exposições.Cartaz Feira do Tejo 2015.jpgO programa musical para a edição deste ano já esta definido e arranca já hoje com o concerto de Miguel Araújo.
No dia 10 será a vez dos Kumpania Algazarra subir ao palco em Vila Nova da Barquinha.
No último dia do evento, 14 de junho, os alentejanos Virgem Suta encerram as festividades.

Uma agenda de 9 a 14 de Junho com muita animação que promete transformar a zona ribeira de Vila Nova da Barquinha num verdadeiro festival de Verão.

 

Discos: Da Chick “Chick to Chick”

Com paixão e frontalidade, Da Chick quer, pode e manda desde 2009.

Ela traz o funk da velha escola, o groove eterno da soul e salta ao balanço rítmico do disco com um cocktail na mão, debitando letras açucaradas sobre deliciosas batidas.CAPA_-ChickToChickBR.jpgPartilha o palco com Peaches, Hercules & Love Affair e Who Made Who.

Vence o Optimus Live Act em 2011. Colabora com HMB, Memória de Peixe e Cavaliers of Fun. Edita o EP “Curly Mess”, com o single para “Cocktail” em Junho de 2012, e, nesse mesmo ano, junta-se aos seus produtores e irmãos escolhidos, Moullinex e Xinobi, na The Discotexas Band.

 

Em 2015 é editado finalmente o álbum de estreia de Da Chick, "Chick to Chick" pela Discotexas e distribuído pela Universal. Gravado e produzido por Moullinex, Xinobi, Cut Slack e Isac Ace, “Chick to Chick” viaja pelo universo da soul, seja ele contemplado pelo funk, disco ou hip-hop.

É um disco sem estação, tanto tem de Verão como de Inverno: tem música solarenga, mas tem simultaneamente momentos inspiradíssimos de introspecção. São os dois pólos mais interessantes de “Chick to Chick”, um primeiro que nos mostra a street-diva que já conhecemos e um segundo que apresenta uma Chick mais calma, sóbria e pronta para crescer.

 

“Chick to Chick” – Da Chick (junho 2015)

Edição: DIscotexas / Distribuição: Universal

 

Faleceu o ator Nuno Melo

Com 55 anos, o ator sofria de hepatite C há já 9 anos, revela a revista "Lux", que noticia o falecimento do ator Nuno Melo. Este desenvolvimento do seu estado de saúde, tornava necessário um transplante hepático.nuno melo.jpgNuno Jorge Lopes de Melo Cardoso nasceu a 8 de fevereiro de 1960, em Castelo Branco.

Começou a trabalhar como ator em 1981, no Teatro de Animação de Setúbal, passando depois por companhias como Teatro da Cornucópia, Teatro Aberto ou Artistas Unidos. A partir da novela "Chuva na Areia" em 1984 tornou-se uma presença regular na televisão.

Festivais: Lykke Li em Paredes de Coura

Lykke Li é a mais recente confirmação do Vodafone Paredes de Coura 2015.

A compositora e cantora sueca apresenta-se a 22 de agosto e junta-se assim a Ratatat, TV On The Radio, Mark Lanegan Band, War On Drugs, Tame Impala, Temples, White Fence, Fuzz, Father John Misty, entre muitos outros.

lykke-li.jpgÉ verdade que Lykke Li já se tinha revelado destemida e preparada para abraçar o pop em toda a sua plenitude criativa, um ponto que ficou bem assente nos anteriores “Youth Novels” e “Wounded Rhymes” ou com o remistura do single “I Follow Rivers”, que a catapultou para os tops mundiais em 2014.

No mais recente “I Never Learn”, editado em Maio de 2014 e apontado pela própria como o final de uma triologia, Lykke Li assume pela primeira vez parte da produção, ao lado de Bjõrn Yttling e Greg Kurstin, e expõe como nunca as feridas que deixam a nu o seu lado mais emocional e pessoal. É um disco fruto de um duro desgosto amoroso, espécie de passeio de 33 minutos por baladas intimistas.

São nove canções que lembram as antigas estações de rádio carregadas de melancolia, numa dança lenta projectada por uma poderosa parede sonora cheia de reverb e absolutamente capaz de arrebatar multidões

Depois de uma participação especial no Coachella, Lykke Li regressa agora à Suécia para pousar as malas e estabilizar na sua terra natal. O Vodafone Paredes de Coura é a excepção na agenda, o argumento certo que levará Lykke Li a quebrar a rotina e a fazer as malas para, nas margens da Praia Fluvial do Taboão, dar a única actuação em festivais de Verão fora do roteiro sueco.

 

Fotografia: Daniel Jackson

Agenda: Verão na Casa - Orquestra Sinfónica do Porto e Gregory Porter

A Câmara Municipal de Matosinhos e a Fundação Casa da Música apresentam um concerto único, com um dos maiores nomes do jazz mundial, Gregory Porter, acompanhado pela Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música. Este extraordinário concerto, que certamente ficará na memória do público, relança a tradição do Matosinhos em Jazz.

A voz portentosa de Gregory Porter funde elementos de jazz, blues, gospel e soul, em interpretações desarmantes com um groove irresistível.gregory.jpgFoi-nos apresentada em 2013, num concerto memorável na Casa da Música, logo após o lançamento do seu terceiro álbum, “Liquid Spirit”, o primeiro para a Blue Note e o mesmo que em 2014 lhe garantiria o Grammy Award para Melhor Álbum de Jazz Vocal. O cantor norte-americano, que assume filiação artística em Nat King Cole, conquistou muito rapidamente uma dimensão internacional e canta as suas próprias composições, consideradas pela Downbeat como os prováveis standards de jazz deste século.

São essencialmente essas composições que ganham contornos sinfónicos nesta colaboração especial com a Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música, com arranjos de W. Friede, M. Fondse e T. Trapp, explorando as inúmeras possibilidades expressivas de música fortemente emotiva

 

Praça Guilhermina Suggia (Matosinhos)

13 de junho 2015 | 22.00h (Concerto Gratuito)

Agenda: Verão na Casa... com os Los Waves

Los Waves são um projecto único no seu género no panorama nacional, fundindo uma abordagem etérea e envolvente com uma sonoridade pop viciante e catalizadora.

los waves.jpgEditaram em 2014 o aguardado primeiro disco, “This Is Los Waves So What?”, que marca o culminar de uma viagem marcada pela electrónica new wave e por uma pop que funde a natureza, psicadelismo e tribalismo com uma sonoridade urbana e ambiciosa.

Los Waves têm dado que falar na imprensa internacional e participaram em séries televisivas como Gossip Girl e Mentes Criminosas, e em filmes galardoados como Veronica Mars e Enough Said.

 

Casa da Música – Verão na Casa (Porto)

13 de junho 2015 | 22.30h (Concerto Gratuito)

Agenda: Concertos ERRO CRASSO: Pega Monstro

Depois do Serralves em Festa e antes de uma intensa digressão com 12 datas em Inglaterra, na qual se inclui a presença no Manchester Pop Fest, as irmãs Pega Monstro apresentam-se no Aqui Base Tango em Coimbra.

SERR-Pega Monstro.jpgPega Monstro é o duo de rock, lisboeta, das irmãs Maria (voz e guitarra) e Júlia Reis (bateria), afiliado à Cafetra Records. O aguardado segundo álbum da banda já está gravado e já tem nome, “Alfarroba”, e sairá já em julho através da editora londrina Upset The Rhythm (John Maus, Future Islands, Deerhoof, No Age, entre outros).

 

O novo disco sucederá ao igualmente celebrado homónimo album de estreia de 2012; magnífica colecção de canções onde as melodias seduziam, as letras fascinavam e a atitude que as entregava nas canções fazia acreditar que “estávamos num lugar que desde o começo fora criado para um puro acontecer”, como dizia o poeta.

 

Aqui Base Tango (Coimbra)

14 junho 2015 | 17.00h

Agenda: Verão na Casa - Demian Cabaud Trio Benespera

Ao lado de Gonçalo Marques no trompete e André Sousa Machado na bateria, o contrabaixista Demian Cabaud apresenta uma visão de liberdade onde a improvisação é predominante.Demian Cabaud Trio Benespera.jpgFoi esta ideia que o levou a aventurar-se neste trio sem instrumento harmónico, criando música que percorre caminhos inesperados entre ordem e caos, concreto e abstracto, sossego e desassossego

 

Casa da Música – Verão na Casa (Porto)

12 de junho 2015 | 22.30h (Concerto Gratuito)