Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Glam Magazine

Glam Magazine

Reportagem: Golden Slumbers ao vivo…

Golden Slumbers são 2 irmãs, Cat e Margarida.

DSC_0891 (Cópia).jpgAcompanhadas na bateria por António Roldão e no baixo por Tiago Coelho, subiram ao palco ontem em Santa Maria da Feira para um concerto de apresentação do seu EP “I found the key”.

DSC_0892 (Cópia).jpg

O disco, lançado em Julho de 2014, tem servido de mote para uma série de concertos do grupo, enquanto aguardamos o lançamento do álbum de estreia, que segundo as irmãs Falcão deve estar disponível no inicio do próximo ano.

O single “My love is drunk” foi a rampa de lançamento, quer pela sua inclusão na colectânea “Novos talentes FNAC 2014”, quer pela constante difusão na Antena 3.

DSC_0938 (Cópia).jpgPara uma noite de quarta-feira o Cineteatro António Lamoso contou com uma audiência composta e interessada em conhecer a banda. Cerca de centena e meia de espetadores preencheram o café concerto do renovado cineteatro.

DSC_0913 (Cópia).jpgDSC_0899 (Cópia).jpgDSC_0914 (Cópia).jpg

O folk e as vozes melodiosas de Cat e Margarida rapidamente aqueceram a sala e de igual modo todo o espaço estava rendido às suas canções simples mas profundas.

A sua interação com o publico foi uma constante apesar de alguma timidez por parte da banda mas que num conceito café-concerto resulta sem grandes percalços.

Foram 9 temas em cerca de 45 minutos de concerto que pecou por ser curto, mas que deu a oportunidade de mostrar que em Portugal cada vez mais se faz boa musica e que a “folk music” esta a ganhar espaço no espectro musical nacional.

DSC_0889 (Cópia).jpg

Dois temas marcaram o concerto, “My love is drunk” por ser o single do grupo e segundo a banda um dos temas mais bem conseguidos, e “love” um tema forte e com uma mensagem muito profunda.

Golden Slumbers uma banda a reter e que se espera muito mais num futuro muito próximo.

 

Aqui fica o alinhamento do concerto:

Morning song

Foolish boy

Gone with the wind

Woke up

Cruisin’ the sea

Fading away

All my obstacles

My love is drunk

Love

DSC_0983 (Cópia).jpgFotografias e reportagem: Paulo Homem de Melo

Agenda: Blind Zero no Marés Vivas…

Dia 16 de Julho os Blind Zero vão juntar-se ao cartaz do MEO Marés Vivas!

blind_zero.jpgCom 20 anos de carreira foram a primeira banda de rock cantado em inglês a atingir o galardão de ouro em Portugal

 

Formados em 1994 no Porto, os Blind Zero rapidamente atingem o estatuto de "Next Big Thing" e desde então, tornam-se numa das mais importantes referências da música Portuguesa.

O seu primeiro EP “Recognize” editado em 1995 esgotou em apenas nove dias e tornou-se uma peça de colecção.

O álbum “Trigger” (1995), primeiro trabalho de originais, produzido por Ronnie S. Champagne, produtor de Los Angeles que já tinha trabalhado com bandas como Jane´s Addiction, Alice in Chains, Remy Zero e Deconstruction.

O disco teve o condão de agitar o panorama musical português de uma forma que poucos poderiam prever: foi dos primeiros discos de Rock de uma banda portuguesa a atingir o galardão de disco de ouro

O seu mais recente disco data de 2013 “Kill Drama”

 

Fotografia: Paulo Homem de Melo

Agenda: Mogwai (Alive!)

Os Mogwai são a mais recente confirmação no cartaz do NOS Alive’15.

mogwai.jpgA banda escocesa, que celebra em 2015 os seus 20 anos de carreira, passa pelo palco Heineken do evento a 11 de julho, em apresentação do seu oitavo disco de estúdio, “Rave Tapes”, editado em janeiro do ano passado.

O disco foi produzido por Paul Savage, com quem a banda já editou igualmente “Young Team”, álbum de estreia da banda, e “Hardcore Will Never Die, But You Will”.

 

A banda é um dos expoentes do estilo post-rock, caracterizado por música instrumental carregada de melodias complexas. O nome da banda tem origem nos personagens Mogwai, do filme Gremlins

 

Fotografia: Paulo Homem de Melo

Agenda: Joan Baez nos Coliseus…

A cantora Joan Baez (Joan Chandos Baez), lenda viva da música folk norte-americana, vai passar por Portugal neste final do mês de março, para dois concertos.

Dia 31 de março a cantora irá atuar no Coliseu do Porto e no dia seguinte, 1 de abril, no Coliseu de Lisboa.

joan-baez.jpgJoan Baez estreou-se em 1959, com apenas 18 anos, no Newport Folk Festival, onde foi a grande revelação. Desde então o seu estilo folk conquistou o mundo e rapidamente se tornou uma das mais importantes cantoras norte-americanas.

Joan Baez nasceu em 1941 em Nova Iorque e desde cedo, juntamente com a sua irmã, assumiu a posição de ativista política. A cantora fez parte de alguns dos mais importantes movimentos a favor dos direitos humanos, ao lado de figuras históricas como Martin Luther King, Nelson Mandela, Cesar Chavez, entre outros. Joan Baez é ainda hoje uma força musical da natureza, graças à grande influência do seu forte carácter.

Na bagagem a artista traz mais de 30 álbuns editados, o últimos dos quais editado em 2008 “Day After Tomorrow”. Este disco marca os 50 anos da sua carreira musical e o regresso ao top 200 da Bilboard.

 

A última vez que a cantora actuou em Portugal foi em Março de 2010, na Casa da Música, no Porto, e, dois dias depois, no Coliseu de Lisboa. Joan Baez actuou pela primeira vez em Portugal em Agosto de 1980, no antigo Pavilhão Dramático de Cascais

 

Coliseu do Porto

31 de Março | 21.30h

 

Coliseu de Lisboa

1 de Abril | 21.30h