Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Glam Magazine

Glam Magazine

Capitão Fausto em Ovar.... (Reportagem)

Decorreu em Ovar no passado dia 7 de Março mais uma edição, a segunda, dos Concertos (in)comuns em lugares (in)comuns.Capitão_Fausto_Ovar_1.jpg

Mais 4 nomes ligados à música eram anunciados como concertos (in)comuns em lugares (in)comuns… de certa forma mesmo incomuns para concertos.

Filho da Mãe no Museu Júlio Dinis, Carlos Bica + João Paulo Esteves da Silva no Salão Nobre da câmara Municipal de Ovar, Sensible Soccers nos Serviços Sócias e Culturais dos Trabalhadores do Município de Ovar e por último Capitão Fausto na Escola de Artes e Ofícios.

Capitão_Fausto_Ovar_3.jpg

Era o concerto da noite, os Capitão Fausto iriam ocupar o lugar dos Dead Combo que em 2014 esgotaram a Escola de Artes e Ofícios da cidade. Uma sala com excelentes condições para este tipo de concertos e uma banda disposta a aproveitar ao máximo o local.

Capitão_Fausto_Ovar_2.jpgDurante 1 hora e 15 minutos e ao som de 13 temas, os Capitão Fausto mostraram porque são uma das melhores bandas Portuguesas da atualidade. A sua sonoridade rock psicadélica suportada por um dos melhores discos de 2014 resultou no espaço em que estavam.

A interatividade da banda com o publico foi uma constante embora a reação de quem assistia ao concerto mostrou-se algo apática em consonância com o numero de pessoas a assitir ao concerto.

Capitão_Fausto_Ovar_4.jpgO disco de 2014 “Pesar o sol” foi a base do concerto com algumas divagações pelo álbum “Gazela” de 2011.

"Ideias" foi a canção de abertura do concerto mas o ponto alto da atuação foi o tema "Maneiras Más", fruto de ser um dos temas mais divulgado da banda. Um excelente concerto num excelente local.

Capitão_Fausto_Ovar_5.jpgAlinhamento do Concerto:

- Ideias

- Prefiro que não concordem

- Supernova

- Zécid

- Flores do Mal

- Pesar o Sol

- Célebre Batalha de Formariz

- Jam

- Litoral

- Verdade

- Maneiras Más

- Sobremesa

- Nunca Faço Nem Metade

 

Os capitão Fausto são: Domingos, Francisco, Manuel, Salvador e Tomás

 

Fotografias e Reportagem: Paulo Homem de Melo

Sleaford Mods

Os Sleaford Mods são a mais recente confirmação para o NOS Alive’15.

A dupla de Nottingham formada por Jason Williamson e pelo produtor Andrew Fearn sobe ao Palco Heineken, no dia 11 de julho, para a primeira atuação em Portugal.

Os Sleaford Mods começaram algures no ano de 2006, enquanto Jason Williamson vivia em Nottingham.

Parte por frustração, parte por acidente, Sleaford Mods surge como um ataque verbal agressivo a tudo o que está ligado a uma sociedade artificial, a empregos mal pagos e aos problemas domésticos consequentes. Depois de um ano a trabalhar em ideias em estúdio e em palco, Williamson mudou-se para Londres para onde levou a sua causa até regressar a Nottingham em 2009. Pouco depois do seu regresso, Jason Williamson conheceu Andrew Fearn e Sleaford Mods tornou-se num duo.

A produção de “Wank” — o quinto álbum dos Sleaford Mods – foi o primeiro trabalho de Fearn.

Pouco depois do lançamento de “Wank”, o duo foi convidado a tocar num festival curado pelo Rammel Club de Nottingham, onde desenvolveram uma relação com a editora Harbinger Sound, que resultou, um ano mais tarde, na edição do álbum em vinil “Austerity Dogs”. Ao lançamento seguiram-se numerosos concertos no Reino Unido e na Europa, incluindo aparições em grandes festivais. As atuações ao vivo despertaram o interesse tanto do público como da imprensa, onde começaram a surgir reviews em publicações como The Wire e a Uncut, sendo escolhidos por vários críticos como um dos melhores discos de 2013.

Com a edição de “Divide and Exit” e com mais concertos em 2014, o interesse nos Sleaford Mods continuou a crescer. Para a Pitchfork “o trabalho dos Sleaford Mods é uma expressão universal de exasperação”, já o jornal Público afirma que “nunca ouvimos nada assim. E é pouco provável que encontremos hoje quem retrate de forma tão descarnada e pungente, tão zangada e certeira, com tanta wit, a vida nos

dias da austeridade”. Nem o Jornal de Negócios ficou indiferente apelidando-os de “som da crise”, dizendo “já não se ouvia nada tão urgente a penetrar no mainstream há muito tempo”.

A estreia em Portugal dos Sleaford Mods, já tem data marcada no dia 11 de julho, onde passarão pelo Palco Heineken.

 

Fonte: Press Release Everything Is New