Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Glam Magazine

Glam Magazine

Festivais: Jazz no feminino com Melody Gardot (Edp Cooljazz)

Melody Gardot vai encher no dia 29 de julho os jardins do Marquês de Pombal em Oeiras com o seu singular Jazz, inspirado não só em consagrados artistas como Miles Davis, Duke Ellington, George Gershwin ou Stan Getz, como em Lisboa, onde a artista viveu vários meses

MG.jpgConhecida como a "artista acidental", por se ter dedicado à música como forma de terapia, depois de um grave acidente que lhe deixou diversas sequelas, Melody Gardot é uma cantora e compositora de jazz influenciada pelos blues e jazz de Janis Joplin, Miles Davis, Duke Ellington e George Gershwin, entre outros.

Mas a música de Melody Gardot distingue-se pela especial ligeireza e suavidade impregnadas nas suas composições, consequência da elevada sensibilidade com que o seu corpo reagiu durante a recuperação, e que marca o tom dos seus espetáculos.

 

A artista que ama Lisboa

A cantora norte-americana, nascida em Nova Jérsia em 1985, é uma apaixonada por Lisboa e, neste regresso aos palcos portugueses, Melody Gardot traz vários temas do seu reportório, entre eles alguns dos temas do seu álbum “The Absence”, editado em 2012, e que inclui as canções "Lisboa" e "Amália", que nada tem que ver com Amália Rodrigues, mas com um pássaro de asas partidas que um dia pousou ao pé de Melody, em Lisboa.

Melody descreve “The Absence” como um álbum fortemente influenciado pelas suas experiências nos desertos de Marrocos, nos bares de tango de Buenos Aires, nas praias do Brasil e nas ruas de Lisboa.

 

Além destas, espera-se que dê a conhecer em primeira mão ao público do festival o seu novo trabalho, cujo lançamento está previsto para o primeiro semestre deste ano.