100% Lisboa da companhia Rimini Protokoll na Culturgest

100% Lisboa, da companhia Rimini Protokoll, é apresentado nos dias 1, 2, 3, 8, 9 e 10 de fevereiro, no Grande Auditório da Culturgest. Depois de apresentarem diversas criações em Portugal, os Rimini Protokoll estão de regresso com um espetáculo ambicioso e memorável, onde levam para o palco uma amostra estatística dos residentes da cidade.

 

100% Lisboa pega nas estatísticas oficiais da cidade e dá-lhes uma cara humana, colocando em palco cem dos seus habitantes que representam a população dividida em categorias como género, idade, nacionalidade, agregado familiar e área de residência. Após seis meses de um processo intenso de casting e de muitos rostos e palavras, foram selecionadas 100 pessoas que vêm falar por si, sobre si, sobre a sua vida, opiniões, felicidades e mágoas. 100 residentes em Lisboa em palco, onde cada um representa 1% dos habitantes da cidade.

 

Lisboa tem a maior área metropolitana da Europa mas apenas 500 mil habitantes. Mais de 54% são mulheres, 25% tem mais de 65 anos e um em dez tem nacionalidade estrangeira. O ano passado, 6,2 milhões de turistas visitaram Lisboa e diariamente 450 mil pessoas entram na cidade para estudar ou trabalhar. Uma amostra do que é a cidade estará no Grande Auditório da Culturgest, depois de ter acontecido o mesmo ao longo de 10 anos em mais de 35 cidades: 100% São Paulo, 100% Paris, 100% Montreal, 100% Amesterdão, 100% Tóquio, entre outras.

Durante os dias em que decorre o espetáculo em Lisboa, há ainda, na Culturgest, a exposição 100% Portugal/100% Lisboa, que apresenta um retrato da cidade e do país, com base nas informações da PORDATA – Base de Dados de Portugal Contemporâneo, organizada e desenvolvida pela Fundação Francisco Manuel dos Santos.

 

O espetáculo 100% Lisboa é produzido pela Culturgest em conjunto com a companhia de teatro alemã Rimini Protokoll, em parceria com a Fundação Francisco Manuel dos Santos e com o apoio da PORDATA e do Goethe Institut Lisboa.

 

Os Rimini Protokoll já se apresentaram várias vezes em Lisboa, tendo apresentado obras como Mnemopark (um espetáculo criado com um grupo de amantes de comboios miniaturas), Chácara Paraíso (com um grupo de agentes de polícia da cidade de São Paulo), Remote Lisboa (um espetáculo onde o público lisboeta era convidado a fazer um percurso pela cidade, guiada por uma assistente virtual, tipo Siri), Radio Muezzin (com religiosos muçulmanos da cidade de Cairo) e Europa em Casa (um espetáculo a ser realizado em 30 casas particulares espalhadas pela cidade de Lisboa). Já passaram tantas temporadas em Lisboa (e no Brasil) que um deles, Stefan, fala fluentemente português.

 

Partilha